Especial Dia Nacional do (a) Escritor (a) #3

Olá meus amores, tudo bem com vocês?

Vamos para o terceiro dia, do Especial Dia Nacional do Escritor.

Bruno Godoi

O Bruno é formado em engenharia civil e foi bombeiro militar. Membro da Academia Divinopolitana de Letras, hoje escreve histórias de vários gêneros e estilos.Tem cinco livros publicados que são: O Grito VermelhoSete CabeçasSolteiro Sofre DemaisMister Abacaxi e A Turma dos Santos, e tem participação em várias antologias. 
Este ano ele lançou o projeto O Escritor do Calendário (QUE ESTÁ BEM ATRASADO POR SINAL NÉ BRUNO LEONARDO???? - gente não estranhem o desabafo ele é meu amigo e ele sabe o quanto eu faço da vida dele um inferno para colocar esses contos em dia hahahaha ) mais com fé em Deus ele lança os demais contos ainda este ano, não do jeito que deveria ser, mais o importante é lançar. Os contos publicados estão disponíveis na Amazon e são O Bombeiro Apaixonado e Hannah. 
Está participando de um livro no Wattpad com as autoras Carine Raposo e Joyce Xavier, chamado Amor Via Wifi, caso queiram acompanhar é só clicar aqui.
O Bruno também está organizando, juntamente com o escritor Stefano S'antana, uma antologia pela Editora Wish - chamada O Mundo Invertido, e será uma referência a contos de terror adaptados nos anos 80, inspirados no seriado Stranger Things e tem tudo para ser lacradora.
E eu não poderia deixar de mencionar mais uma vez, o livro maravilhoso ainda não publicado, mais que tem tudo para fazer um grande sucesso que é xodózinho dele (e meu também hahahaha) que é O Batalha dos Sete Reinos, o Bruno está em uma luta constante tentando encontrar uma editora abençoada para abraçar esse livro, e tenho certeza que em breve ele conseguirá, pois essa história precisa ser divulgada para o mundo. No ano passado a Dih, postou as primeiras impressões pelo material que recebemos para betagem, e caso queiram saber um pouco mais sobre esse livro vocês podem clicar aqui.

Agora isto eu não vi, mas atesto: os homens cairão e pagarão por tudo o que fazem, pois, ora, sabido que a eles o arbítrio foi dado, e o mal ao mundo optam. E atesto, ainda mais : O céu há de ruir, a Terra há de arder, O Inferno há de rachar, e desafio as Três Existências a calar-me. Porque Kassandra eu sou, e o dom de profecia a mim foi dado, e isso eu nunca pedi. (Trecho retirado do original de A Batalha dos Setes Reinos).

Larissa Siriani 


Uma das autoras mais queridas da galera, a Lari esbanja charme e talento. Tem diversos livros independentes tais como As Bruxas de Oxford, Te Ver de Novo, Cinco e Toda Garota Quer (todos disponíveis na Amazon em formato e-book).
Lançou ano passado pela Verus Editora o livro Amor Plus Size, que faz sucesso até hoje. Recentemente lançou um conto do mesmo livro na Amazon chamado Um dia dos Namorados (Im) Perfeito e confirmou em suas redes sociais que terá o livro O Amante da Princesa publicado pela Verus Editora em 2018. 
A Lari é uma grande formadora de opinião, e luta muito contra a gordofobia e tenta ao máximo combater esse preconceito. Ela também é BookTuber, caso queiram acompanhar seu canal é só clicar aqui.
Eu não quero perder peso, eu não quero mudar, eu quero me sentir bem do jeito que eu sou. Eu quero me sentir bonita. Quero conseguir me olhar no espelho e não ter vergonha do tamanho do meu manequim. (Trecho de Amor Plus Size)
Marcus Barcelos


O Marcus foi citado recentemente aqui no blog, com o livro Horror na Colina Darrington, seu primeiro romance publicado, o livro fez um grande sucesso no Wattpad, com mais de 400.000 leituras, e atualmente foi publicado pela Faro Editorial.  Teve participação recentemente na antologia Mundos Paralelos, um livro com dez contos inéditos de fantasia e ficção cientifica de dez autores mais populares do Wattpad Brasil, e também já foi confirmado para participar da antologia Mundo Invertido que já mencionei aqui.
Assustei-me  então com o som de passos e sussurros no andar de baixo. Ao prestar mais atenção, percebi que pareciam os lamentos e súplicas desesperadas de várias vozes diferentes, como se dezenas de pessoas em sofrimento estivessem presas á casa. (Trecho de Horror na Colina Darrignton) 

Danilo Barbosa


Fui fazer uma pesquisa rápido sobre o autor e fiquei muito feliz em saber que o Danilo fez tanto sucesso com o livro Arma de Vingança, a ponto de ter uma resenha publicada no jornal inglês The Guardian, gente ele é muito chic e esse livro é realmente muito bom. Tem também publicados os livros A Princesa da Lapa, e participa da antologia Tardes Sensuais, tem diversos contos publicados em e-book na Amazon, em sua maioria contos com teor hot, com excelentes qualificações tais como Três formas de Amor : Você está pronta para realizar os seus desejos, O Sorriso da Secretária, A dança  do assassino : Renda-se ao prazer da morte, entre outros e faz grande sucesso entre os leitores.
Já vou avisando: esta não é uma história de amor. Pelo menos não como a maioria delas. Haverá paixão, calor, fogo, juras de amor e lágrimas derramadas por corações machucados. (Trecho de Arma de Vingança).
Paula Febbe


E hoje finalizo que esta autora linda que é a Paula Febbe, Tem livros publicados, Relato Inspirado por Orelhas, Mãos secas com apenas duas folhas, O Fabuloso Mundo do Rock e Metástase. É escritora, psicanalista e cantora, e atualmente tem o vlog junto com a autora Cláudia Lemes - o Serial Chiks, um canal que já assumi que sou fã de carteirinha, em breve ele voltará com a segunda temporada.

Uma informação super interessante que descobri sobre a autora, é que seu livro Relato Inspirado por Orelhas, foi aceito como parte do acervo oficial da biblioteca da Universidade de Sorbonne, em Paris.
Aquilo do que ela esperava se livrar, não sairia não sairia com excessos de produtos químicos. Apenas, talvez, com soda cáustica ... mais ela teria que ingeri-la. (Trecho de Relato Inspirado por Orelhas).
Beijo a todos e até a próxima.


Especial dia Nacional do (a) Escritor (a) #2

Olá pessoas, tudo bem?

Hoje é o segundo dia de postagens do Especial dia Nacional do Escritor. Eu e a Verônica estamos super animadas em falar de autores que acompanhamos e sempre que dá estamos em eventos em que estão presentes, para aquela fotinha básica e reencontro. Espero que curtam e conheçam um pouco mais dos autores nacionais!!

Bárbara Negrão

Eu a conheci por a caso e pela internet. Fiquei fascinada com uma resenha que li em um blog e desde então, fiquei louca para conferir a sua escrita. Assim que tive minha primeira parceria com a Novo Século, foi um dos primeiros livros que solicitei e não deu outra só amor. E tive a oportunidade de conhecer a autora pessoalmente e ela é pura simpatia... vira e mexe a encontro em algum evento, mas já sinto saudades, a última vez que a vi, foi na bienal de sampa 2016. Bárbara, já tem dois livros lançados pela Novo Século Editora: Labirinto de Espelhos (Resenha) e Labirinto de Ilusões, que já estou aqui com ele para ler ainda este mês rs. Ainda não sei quando ela irá lançar o terceiro livro, mas desejo ansiosamente que seja em breve haha.
Evitei falar sobre ele, mas não pensar era impossível. Meus pensamentos pareciam estar contra mim. Por mais que tentasse, eles iam por livre e espontânea vontade voando até Willian. Mas não conseguia chegar à conclusão nenhuma sobre nada. (Trecho de Labirinto de Espelhos)
FML Pepper

Nem sei como começar a falar desta mulher. Ela é uma de minhas #divas literárias. Alguém que admiro como pessoa, mulher e autora. Uma mãe incrível. Uma esposa maravilhosa e um ser humano sensacional. Quer se carregar de energia positiva, fiquei perto dela por alguns segundos, pois ela tem de sobra. Conheci os trabalhos da Pepper, quando ela começou pela Amazon. Participei de uma ação entre blogueiros, onde leríamos Não Pare (Resenha) e Não Olhe (Resenha) e resenharíamos. Foi neste período que conheci sua escrita viciante e suas histórias de tirar o fôlego. Logo depois, veio Não Fuja (Resenha) e um contrato com a Valentina para os livros físicos da trilogia e o prazer de finalmente conhecê-la pessoalmente. Claro que fui aos lançamentos em sampa e pude ficar perto dessa pessoa extraordinária e com uma história linda e tocante de como ela, se inseriu ao mundo da leitura e como essa trilogia que é uma de minhas preferidas, vieram parar em minha humilde estante. Agora, Pepper, está alçando voos maiores e está com mais um lançamento, a qual estou super ansiosa para adquirir e ler que é: Treze, lançamento pela editora Verus. Então, podem ter certeza que vem história muito boa por ai e não percam tempo, porque o livro está em pré-venda na Saraiva com brinde exclusivo.
-E - Estou bem... - sussurrei e vi que ter acordado e me deparado com ele tão próximo a mim, as mãos enormes apertando a minha pele, fez toda a diferença do mundo. Hormônios são como álcool. Comecei a esquentar. (Trecho de Não Fuja)
Juliana Daglio

Essa autora além de linda é super talentosa. Já fazia um tempo que eu namorava o livro O Lago Negro (Resenha), depois que fui em um evento de lançamento em sampa em que ela lançava uma de suas obras, fui lá prestigiar e finalmente adquiri meu exemplar com seu autógrafo é claro. Ju tem uma escrita envolvente que me prendeu do inicio ao fim, fiquei completamente apaixonada pela sua escrita e pela pessoa maravilhosa que ela é.  Ju tem talento sobrando e muita caminhada com histórias maravilhosas para nós. Completando a trilogia já lançados temos: Submersão e Profundezas Sombrias. Ju também tem escrito os livros: Uma Canção para a Libélula parte I e II todos pela editora Arwen. Logo mais teremos Lacrymosa (Primeiras Impressões), que estou torcendo para sair logo, porque depois que fiz as primeiras impressões, fiquei mais curiosa ainda.
A última coisa que eu vi foram seus olhos apagados desaparecerem nas águas raivosas do Lago Negro. (Trecho de O Lago Negro)
Keila Gon

Ahhh minha linda, querida, parceira, diva e amiga Keila. Eu adoro essa mulher... outra pessoa que o mundo literário colocou na minha vida e que não consigo viver sem. Ela é uma pessoa incrível e com um jeito próprio e delicado de escrever, que te leva a viajar para seu mundo sem vontade de voltar para a realidade, além do mais, foi a trilogia cores, que trouxe meu marido literário Vincent, esse será sempre meu eterno marido haha.  Eu tive a oportunidade de conhecer a Keila assim que iniciei o meu blog. Ela também estava lançando seu primeiro livro e foi paixão a primeira lida. Depois disso, venho a acompanhando e sempre nos encontrando. A primeira vez que saí com ela, pós evento literário, quase surtei, porque eu não estava acreditando naquilo. Estava eu ali com uma de minhas #divas e precisava eternizar aquele momento para sempre. Desde então sempre estamos nos encontrando nos eventos e pós eventos, isso é uma maravilha! Os livros da Keila são: Cores de Outono (Resenha), Sombras da Primavera (Resenha) e Luz de Inverno (Resenha). 
O eco de suas palavras ainda girava em meus ouvidos quando meu mundo parou... Uma batida de coração. Uma última inspiração. Quando o ar deixou meus pulmões levado pela última respiração inocente, o silêncio tomou meus ouvidos. Na respiração seguinte, estava tudo diferente. Eu enxergava novamente, mas nada era igual. Nada jamais seria igual. (Trecho de Luz de Inverno)
Suzana Chaves

Sou suspeita em falar da Su... uma pessoa que o mundo literário trouxe para a minha vida, para sempre trazer luz aos meus dias. Alguém que quero muito conhecer pessoalmente, porque somos amigas virtuais, mas acima de tudo amigas. Ela é uma pessoa que conheci há quase 5 anos, por um grupo que fiz no face para leitores, que tinha o nome do blog. O grupo acabou, mas continuamos amigas. Hoje ela resenha no blog e estamos sempre em contato. Ela também tem seu próprio blog e recentemente realizou um de seus grandes sonhos de publicar um livro. A escrita de Suzana é leve e nos faz viajar e se apaixonar pelos personagens. Ela é muito especial para mim. Seu livro de estréia é Entre o Amor e a Magia (Resenha)
- E ele gosta de mim e também...-Gosta de você? Tem certeza? Porque se ele gostasse mesmo não seria esse idiota mesquinho e não te deixaria triste do jeito que você está agora. – É impressionante como Cass dá sua opinião sem eu pedir.-Dá para você parar de me interromper? Ah, quer saber. Deixa para lá, não estou a fim de conversar. – Olho para porta e vejo o professor entrar com uma pilha de papeis na mão. (Trecho Entre o Amor e a Magia)

Aproveito para convidar a todos que moram em sampa e nas proximidades para participar do evento Semana do Livro Nacional que vai acontecer na Unibes Cultural. Clique Aqui e você será direcionado para o evento no face, onde tem todas as informações. Participem!!!


Bom galera, por hoje é só. Espero que tenham curtido a postagem e continuem acompanhando, porque teremos esta semana inteira de especial. Um xero no coração de todos!!!


Especial Dia Nacional do (a) Escritor (a) #1

Oiee galera, tudo bem com todos?

A partir de hoje, o Blog trará um especial em homenagem ao Dia Nacional do Escritor, então teremos publicações diárias ao longo da semana, com autores nacionais queridos, que merecem toda a divulgação possível e que tem talento de sobra para nos fazer sorrir, viajar, amar, sofrer, torcer, emocionar e odiar,graças ao dom da escrita que eles possuem.

Antes vou falar um pouco sobre esta data e o que ela significa.

O Dia Nacional do Escritor é comemorado em 25 de julho, data instituída em 1960, pela União Brasileira de Escritores, pelo então presidente da união de escritores, João Peregrino Junior e pelo seu vice-presente Jorge Amado, e seu intuito foi celebrar a importância do profissional das letras.
Pobre dos escritores que não se derem conta disso : escrever é transmitir, vida, emoção, o que conheço e sei, minha experiência e forma de viver a vida.
                                                                                               Jorge Amado
E vamos iniciar, esse especial lindo ❤

André Vianco

Eu não poderia começar, sem esse autor incrível que é o André, pois ele foi muito marcante para mim. Antes dele eu já havia lido livros nacionais, porém eu era uma pessoa muito fechada e preconceituosa sobre literatura brasileira (isso há cerca de dez anos atrás). Ele foi me apresentado pela Dih, logo que nos conhecemos e eu fiquei muito empolgada com a história, mais torci o nariz quando soube que era nacional, e ao iniciar a leitura, no primeiro capitulo de Os Sete, vi o quão errada eu estava e ele se tornou um dos meu autores favoritos.
O André tem uma história linda sobre a luta que ele teve para publicar seus livros, confesso que na primeira vez que eu o ouvi contando sua história eu fiquei muito emocionada e ele merece todo o sucesso que ele tem. Tem diversos livros publicados, tais como BentoO Senhor da ChuvaA Noite MalditaEstrela da Manhã entre outros. Seu mais recente lançamento é o Dartana, livro que eu ainda não tive a oportunidade de ler, mais estou louca para conferir.
Haviam encontrado valioso. Algo que lhes traria lucro. Haviam encontrado algo maldito, também. Algo que lhes traria a morte. (Trecho de Os Sete)
Claudia Lemes

Eu sou fã confessa dessa diva que é a Claudia Lemes, ela é um exemplo de força e escreve maravilhosamente bem e quem a acompanha nas redes sociais sabe bem do que estou falando. É dotada de um empoderamento feminino gigante, e tem o dom da escrita correndo nas veias. Tem três livros publicados que são Eu Vejo KateUm Martini com o Diabo e seu mais novo lançamento é um não ficção Santa Adrenalina, um livro que surgiu das aulas aplicadas pela Claudia de técnicas de escrita de trillers. Com um conto também no livro colaborativo O Corvo, feito em homenagem a Edgar Allan Poe e vai participar de um livro de antologias que será publicado pela Editora Wish, chamado Mundo Invertido. 
Como ela é maravilhosa, e além de ser escritora, professora, cuidar de quatro crianças (três filhos e um marido hahahaha ), e dona de casa ela também tem um canal no YouTube, MARAVILHOSO que é o Serial Chicks, junto com a escritora Paula Febbe, aonde elas falam sobre assassinos em série mais assustadores que já existiram. Eu fiz uma entrevista super bacana com as autoras sobre o canal e caso não tenham visto, vocês podem clicar aqui e conferir.
- Tenho uma teoria de que as pessoas gostam de dor. O ser humano praticamente inventou todo o drama do qual reclama diariamente, só para poder sentir alguma coisa. Somos tão dependentes da dor quanto do prazer. ( Trecho de Um Martíni com o Diabo)
Lari Azevedo

A Lari é um escritora muito querida por nós do blog, tem uma sensibilidade gigante em sua escrita, e a cada dia que passa tem ganhado mais destaque no mercado editorial. Tem dois livros publicados com o autor Guilherme Cepeda, que são: Minha Vida Dava Um Livro e Minha Vida Dava Uma Série como também três contos publicados em antologias - Sentimentos ás Avessas no Bloqueiras.Com, Contos Astrais em Rugindo para o Sol e Por Dentro de Nós no Entendendo o Amor, ela lançou em dezembro de 2016 na Amazon o conto Felicidade Invisível, que é paralelo há um livro que a Lari está trabalhando e que estou louca para ler e tem no Wattpad - o conto A Sorte da Sexta 13. A Lari está sempre em eventos aqui em São Paulo, então é super fácil conhecê-la, ela é um amorzinho e tem uma página no face criada pelo seu fã-clube que todos estão convidados a curtir clicando aqui.


-Ás vezes é só isso que precisamos, quebrar o casulo ao nosso redor e sair voando pela vida como uma linda borboleta colorida. (Trecho de Sentimentos ás Avessas).
Felipe Castilho

O Felipe, que me apresentou essa história super bacana que foi Ouro, Fogo & Megabytes ( O Legado Folclórico #1), aonde já tem mais dois livros da série publicados que são: Prata, Terra & Lua Cheia ( O Legado Folclórico #2) e Ferro, Água & Escuridão ( O Legado Folclórico #3), livros bem originais e repletos de fantasias e totalmente voltados para a cultura brasileira, como também já participou de diversas coletâneas tais como : Terra Morta: Relatos de Sobrevivência a um Apocalipse Zumbi, Savana de Pedra, Erótica Fantástica, entre outros.
Sente aí e abra seus ouvidos. Hora de aprender um pouco de história oculta do Brasil. (Trecho de Ouro, Fogo & Megabytes)
Denise Flaibam

E para finalizar a postagem de hoje vou falar dessa fofa e vou descaradamente roubar a descrição dessa pessoinha no Skoob porque acho muito boa e resume totalmente quem ela é hahahaha.
Jedi, escritora e fangirl nas horas vagas. Viciada em séries, videogame e tão cinéfila quanto se pode imaginar. Apaixonada por lobos, por chocolate, por atores que destroem corações e pelo cheiro de livros. Já navegou por mares desconhecidos, se aventurou em terras fantásticas e participou de um apocalipse zumbi, com o coração aventureiro e a mente cheia de idéias, seus livros contam sobre historias que gostaria de viver e sobre personagens que gostaria de conhecer.
A cada leitura a De ganha um espaço maior no meu coração, ela escreve muito bem e é muito criativa, e tem diversos livros já lançados que são: A Profecia de Mídria (Os Mistérios de Warthia - Livro 1)A Fortaleza do Dragão (Os Mistérios de Warthia - Livro 2)Mônica e Enzo e Todos os DiasAs Coisas que Perdemos (Fronteiras Artificiais - Livro 1) e Rubi de Sangue. Inclusive A Fortaleza do Dragão será lançado este ano na Bienal do Rio pela nossa editora parceira Mundo Uno, e também participará da antologia Mundo Invertido
Ele é um problema que não quero longe, mais que também não quero resolver. (Trecho de Mônica e Enzo e Todos os Dias)
Por hoje é só ! Espero que tenham gostado e fiquem atentos, pois a semana inteira teremos uma chuva linda de autores nacionais aqui no blog e amanhã será o dia da Dih com outros autores nacionais !

Beijinhos a todos!

Resenha #367 - O Escravo de Capela - Marcos DeBrito


Título: O Escravo de Capela
Autor(a): Marcos DeBrito
Editora: Faro Editorial
Páginas: 288
Nota: 5/5

Oiee, tudo bem com vocês?

Estou com a sensação que não escrevo uma resenha aqui há um tempão, e fiquei pensando no motivo, e me lembrei que li Uma Tocha na Escuridão que acabou sendo resenhado pela Di, e depois eu li Dezesseis e ia fazer a resenha em dueto mas eu devorei o livro e esqueci de levar o post it, então acabei deixando a resenha só pra minha miga também.

Depois disso fiquei com uma baita ressaca literária, e comecei a ler O Chamado do Cuco, porém a leitura não está fluindo (tô super contrariada porque eu queria muito ler esse livro), e também a ler o Alma Nova e sinceramente tá difícil de descer a leitura também. Mas, farei o possível para finalizá-las e trazer as resenhas para vocês, pois detesto desistir de livros.

Então resolvi largar esses dois livros por um tempo, e ler esse lindão nacional que comprei recentemente, e aos pouquinhos ele conseguiu desbloquear a minha ressaca, e minha gente esse livro superou as minhas expectativas!!!

O Escravo de Capela, é um livro nacional, do autor Marco DeBrito, lançando recentemente pela Faro Editorial, e é ambientado na época escravocrata no Brasil Colônia, mais precisamente em 1792, na Fazenda de Capela, fazenda administrada pela importante família Cunha de Vasconcelos, e conta de uma maneira macabra a história de um dos maiores mitos do folclore brasileiro - O Saci.

O livro narrado em terceira pessoa começa mostrando as torturas horripilantes que os negros sofriam nas mãos do filho mais velho do grão senhor da fazenda Antônio Batista, o definitivamente nojento, cretino, desgraçado, mau carácter e todos os insultos possíveis e imagináveis do Antônio Segundo. 
- Escravo aqui só tem direito a duas coisas - continuou. - Primeiro não ter direito a nada! E segundo não reclamar desse direito. 
Gente  pense em um homem cruel!! Eu não precisei ler cinco páginas desse livro para odiar imensamente esse homem, minha vontade era entrar dentro do livro, arrancar o chicote da mão dele e descer os açoites nele! 

E sabe o que é pior? Ele é um personagem fictício, mas não era um caso a parte na época, existiam VÁRIOS e VÁRIOS, Antônios Segundos espalhados pelo mundo afora, homens REAIS que fizeram com certeza crueldades maiores do que as expostas neste livro, maldades que nem sequer conseguimos imaginar, é possível sentir o quanto os humanos podem ser maus quando querem e isso me tocou muito durante a leitura, pois tudo isso de uma maneira ou outra realmente aconteceu na nossa história, e é um fato vergonhoso e deplorável da história da humanidade. 
A violência com a qual saciava o seu desejo, em movimentos acelerados e brutos, machucava a criada por dentro.
Um dos escravos que sofre muito nas mãos deste sádico é o Sabola, um jovem rapaz que acaba de chegar da Africa e é acoitado pelo simples fato de não falar português, machucado e debilitado ele é jogado na Senzala, e é cuidado (em segredo), pelas ervas de Akili, um velho escravo que foi espancado também pelo Antonio Segundo ao ponto de ficar paralitico. Akili percebe logo de cara a força que tem dentro de Sabola, e dá apoio para bolar um plano de fuga.
Melhor você dormir, Sabola. Sonhar ainda é uma das poucas coisas que os brancos não tiraram da gente. Isso é o mais perto da liberdade que você vai conseguir chegar esta noite.
É evidente no decorrer da leitura o que ocorrerá com o Sabola - já que o foco principal da história é o desenvolvimento do Saci, mais mesmo assim, eu torci muito pelo personagem, mais não é spoiler dizer a vocês que em sua vão tentativa de fuga ele será assassinado, e mesmo estando preparada para o que ia acontecer confesso que a forma que foi narrada pelo autor, me deixou bastante chocada.
Após terminar de serrar grosseiramente a cartilagem do joelho (...) num golpe derradeiro, amputou a perna do escravo, que não conseguiu mais distinguir o berço de tantas dores.
Porém como é previsto, um certo dia os peões da fazenda, são surpreendidos por uma aparição macabra, e é ai que a coisa definitivamente pega fogo no livro.
O saco cobrindo sua face, como um gorro avermelhado que deixava apenas a boca escancarada à mostra, e a bermuda maculada de sangue ressecado eram a confirmação do impossível. Sabola voltava dos mortos.
 Paralelo a tantos momentos tristes e injustos, também floresce o amor, entre o irmão mais novo da família, o Inácio um rapaz bondoso, educado e gentil recém formado em medicina que voltou recentemente para a fazenda, e vive uma intensa paixão com a escrava Damiana, um amor que é mais proibido do que eles imaginam, e que ganha uma grande força do decorrer da história.
Damiana poderia se afastar. Abandonar o aposento do jovem senhor e se retirar ao quarto das criadas, onde era seu lugar. Mais algo a impedia, implorava-lhe para ficar. Não queria sepultar o sentimento que a invadia.
Cara, esse livro me trouxe diversos sentimentos bons e ruins, é notável em cada página o quanto o autor pesquisou sobre história da escravidão e folclore para compor esse livro, e muitas vezes eu fiquei imaginando o trabalho que deve ter dado para concluir essa história, e acreditem por mais que tenhamos uma noção básica de alguns acontecimentos que vão ocorrer, este livro tem um final surpreendente, e ele foi extremamente bem amarrado pelo DeBrito. Eu gostei muito da narrativa dele, foi a minha primeira experiência com seus livros e com certeza lerei outros, pois ele escreve muito bem mesmo!

Em relação a diagramação, a Faro arrasou (para variar), esse aliás foi o primeiro motivo que me chamou a atenção no livro, a capa tem um ar de mistério, em contraste com as bordas das páginas que são vermelhas e dão um aspecto bem macabro ao livro, tem algumas ilustrações nas quatro primeiras páginas que antecedem o prefácio, as páginas são amareladas e bem grossas, mas o livro é leve, as letras são médias e bem confortáveis para a leitura e não me recordo de ter visto nenhum erro de revisão.


Enfim, eu amei a leitura e a recomendo a todos, é uma bela dica de leitura nacional !!


- Os brancos chamaram o escravo de Saci (...) - É um guerreiro que vem da mata (...)

- "Ele veio para acabar com a nossa vida de escravidão" ... Não precisamos mais aguentar a opressão dos brancos"...

Espero que gostem e até a próxima resenha.

Tag #46 - 12 Meses na Estante

Olá pessoas, tudo bem???

Hoje me deu uma vontade imensa de responder tags, ai fui buscar umas por ai e encontrei esta. Eu amo responder tags, claro que sempre rola aquela vontade!!

Encontrei esta tag no blog Os Papas Livros. Esta tag consiste em relacionar 12 livros com os meses do ano. Bora lá?

 Janeiro: O mês que inicia um ano novo.
Um livro com uma citação que você goste.

-Você é o meu templo - sussurro enquanto me ajoelho a seu lado. -Você é a minha sacerdotisa. Você é a minha reza. Você é a minha libertação. 
Eu gosto muito desa citação. Porque é um momento muito delicado na vida de Elias, o momento em que ele se despede para ir a luta, para conseguir fazer o que acha que tem que ser feito e sozinho. Fora que esta continuação, roubou ainda mais o meu coração.

Fevereiro: O mês do Carnaval.
O livro com a capa mais colorida da sua estante.


Eu acho esta capa muito linda e foi a que achei mais colorida entre as demais capas que tenho por aqui.

Março: Dia Internacional da Mulher.
Um livro que tenha uma mulher como capa e autora.


Eu estou com muita vontade de ler este livro... Além de ter uma mulher na capa e ser autora, ainda por cima é nacional.

Abril: Em abril, águas mil
Encontre na sua estante o último livro que te fez chorar.


Eu chorei em algumas cenas, foi muito bonita a história e a superação foi libertadora... Sempre um dia após o outro. Em breve resenha.

Maio: Mês das Mães.
Um livro com enredo sobre família.


Eu curti demais a leitura. Aqui falamos de relação familiar e nem sempre a de sangue.

Junho: Mês dos namorados.
Um livro com um romance de tirar o fôlego.


Li recentemente este livro e é puro amor... amei cada página que eu li e foi de tirar o fôlego.

Julho: Mês do Inverno.
Um livro com capa em tons frios.


Não li este livro ainda, mas estou levando em consideração a capa e o título rs.

Agosto: Mês de desgosto.
Um livro que você jamais leria de novo.


Eu não consegui me ligar na história. Eu achei um pouco rasa para um enredo bem proposto. De qualquer forma, foi apenas a minha opinião.

Setembro: Mês da Primavera.
Um livro, cuja, capa tenha flores ou pássaros.


Eu amo a capa deste livro, esta flor negra é top. Ainda não o li, porque quero reler os primeiros livros.

Outubro: O único mês, cujo, nome inicia e termina com a mesma letra.
Encontre um livro, cujo, título inicie e termine com a mesma letra.


Ufa, difícil achar ein rs. Mas ai está, doida para ler este livro também haha.

Novembro: O verão está chegando!
Um livro que tenha amarelo ou laranja na sua edição (pode ser na capa ou lombada).


Bom se falamos de verão, esta capa retrata bem o sufoco que passo nesta época rs.

Dezembro: Mês do Natal.
Um livro que tenha verde ou vermelho na sua edição (pode ser na capa ou na lombada).


Há achei esse... não curto muito o natal, mas foi o livro mais próximo do verde que eu achei... não encontrei nada concentrado no vermelho.

Bom pessoas, por hoje é só... quem quiser poder ficar a vontade para responder a tag e me marquem, para que eu possa ver as suas respostas. Xero!

Resenha #366 - Jantar Secreto - Raphael Montes


Título: Jantar Secreto
Autor(a): Raphael Montes
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 360
Nota: 4/5
Tudo parecia de volta aos eixos. Se eu não estava aliviado, posso dizer pelo menos que me sentia mais calmo. O pior já havia passado: o jantar era a solução perfeita. Eu não podia imaginar que daria naquela merda toda, podia?
Olá pessoas, tudo bem?

Hoje eu venho com mais uma resenha nacional e confesso que estava com altas expectativas sobre esta leitura, ainda mais porque venho ansiando conhecer a escrita de Raphael há tempos, mas sempre era burlada por livros de parceria. Este ano, como tive poucas parcerias, está dando para ler alguns livros pretendidos.  

Raphael, já é conhecido pelos trabalhos de "Dias Perfeitos" e "Suicidas" sempre vejo elogios por estas obras que em um futuro próximo pretendo ler. 

Em Jantar Secreto, conhecemos os quatro amigos: Dante, Hugo, Leitão e Miguel. Quatro amigos que estão juntos desde a infância. Eles são inseparáveis, foram até morar juntos no Rio de Janeiro, para cursar faculdade. Eles moravam em uma pequena cidade do interior do Paraná: Pingo D'Água.

Neste livro inicialmente, conhecemos a história de como eles foram crescendo até chegarem ao Rio de Janeiro, porém a história começa mesmo, depois que eles estão formados, ou quase todos rs.
Você é o nosso convidado para um jantar secreto!
Leitão, era obeso, estava muito acima do peso, passava seus dias comendo porcaria e mexendo na internet, para a sua sobrevivência, ele realizava pequenos golpes na internet, sem prejudicar ninguém. 

Miguel, estava fazendo residência em hospital público do Rio de Janeiro, era o único até aquele momento que tinha uma namorada firme e que pensava em seu futuro constantemente. Ele amava ser médico e salvar vidas.

Hugo, era egocêntrico. Era um chef, mas nunca conseguia ser reconhecido pelo seu trabalho de cozinhar bem e  sempre estava trabalhando como auxiliar em alguns restaurantes, o que o deixava bem irritado, porque ele se considerava bem melhor do que muitos por ai, ainda mais depois de passar seis meses na França aprendendo.

Dante, trabalhava em uma livraria, não que ele gostasse, pois após se formar em Administração, não conseguia arranjar nenhum emprego dentro de sua área de atuação, então por enquanto e para pagar as contas ele se afundava neste emprego que ele tanto odiava. Não que ele não gostasse de livro, porque ele lia bastante, principalmente os de auto ajuda, mas encarar a clientela era mais complicado e seu chefe também.
Não é permitido falar sobre o jantar.
Dante descobriu através de seu corretor de imóveis, que Leitão o responsável pelo pagamento do aluguel, não pagou nos últimos seis meses, então ele fica louco da vida, querendo até bater no amigo. Os demais moradores da casa intervem e não deixa Dante cometer a violência contra o amigo. Mas o problema é que se eles não pagarem a dívida, vão ser despejados e Dante não quer que isso aconteça.
Não é permitido levar acompanhante. Cada presença é única e especial.
Surgiu a ideia de realizar um jantar na casa, afinal aquilo estava se tornando comum em um site, você se cadastrava, diria o que teria no jantar, porque as pessoas gostavam de coisas exóticas e possivelmente eles conseguiriam o dinheiro para pagar a dívida com alguns jantares. Porém Leitão, que era responsável por fazer o cadastro, fez algo inusitado. Em vez de oferecer um jantar onde cobraria 500 por pessoa, ofereceu um jantar com carne humana no valor de 3000 e o anúncio ficou poucos minutos no ar, mas o suficiente, para conseguir dez reservas.
Carne humana com redução de vodca e maçã verde; três mil reais por pessoa. Era para rir, não era?
"Não sei por que você fez isso!", Miguel gritou.
"Foi só uma brincadeira. Por causa do enigma da carne de gaivota."
"Brincadeira? E se a polícia tiver visto?"
Mais uma vez Dante e seus amigos ficaram  loucos de irritação com a ideia péssima de Leitão. E eles não acreditaram que aquelas pessoas estavam dispostas a pagar aquele valor por um jantar exótico e depois de muito discutirem, eles entraram em um consenso de fazer isso apenas uma vez, afinal só com aquele jantar eles conseguiriam pagar a dívida e ainda sobraria uns trocados.
"Não, obrigado", respondo, enquanto pensava na sorte que era não saber de onde vinham a carne de boi, a de porco, o hamburguer, a salsicha e o frango assado que eu comia todos os dias.
A ideia de Montes foi peculiar e muito ousada, eu confesso que inicialmente não estava conseguindo me conectar com a história, mas depois eu comecei a pegar o jeito e me vi presa em um emaranhado de situações que me faz repensar no que o ser humano é capaz de fazer quando se vê em conflito, sem rumo e sob uma pressão forte.

Montes deixa claro algumas mensagens de como a criminalidade no país é grande e como as pessoas podem mudar, quando se tem muito dinheiro envolvido e certo poder. A leitura deixou em minha visão uma crítica social bem forte e me fazendo repensar em algumas situações vividas pela população em nossa crise atual.

A narrativa é bem densa e bem impactante, muitas vezes fechei o livro e não acreditei no que eu lia. Este livro pode deixar o leitor emocionado, enojado e ainda pode trazer uma grande reflexão do que o ser humano é capaz de fazer e onde ele pode chegar. 

Neste livro não tem nada de firulas, as descrições são bem detalhadas e bem descritas. Trata-se de algo bem cru, que se você não tiver a mente aberta para ler, pode passar por algumas situações inesperadas. O que me chamou real atenção, foi os detalhes descritivos das comidas. Como elas eram preparadas até chegar a mesa do cliente.

Não é permitido o uso de celulares ou outros aparelhos eletrônicos.
Confesso que minha imaginação rolou solta e por mais louco que possa parecer, até cheguei a pensar que Montes experimentou para chegar a essa descrição tão perfeita dos preparativos. Confesso que a forma como os cliente saboreavam a comida e elogiavam, me encontrei numa vontade de experimentar também, mas depois me lembrava de como tudo acontecia, e me repreendia internamente. Montes, em alguns momentos, fez com que eu me sentisse um monstrinho também. 

No mais digo que este livro é para quem tem estômago forte e mente aberta, trata-se apenas de uma história, mas o final dela deixa uma reflexão que me acompanhou durante algumas semanas após a leitura. Os momentos finais foram surpreendentes, fazendo com que a história tenha se fixado na minha mente e me causando uma ressaca literária das brabas.

Guarde esta celebração apenas na sua memória – e no seu paladar.
A diagramação do livro está linda. A capa branca com o desenho de prato incitou bem o que esperar da leitura. As bordas das páginas em vermelho, as folhas amareladas e fonte em tamanho médio. Encontrei alguns errinhos de revisão, um pouco frequentes, mas que não atrapalhou a leitura, algo que pode ser corrigido facilmente em uma segunda edição. 

É claro que depois de ter lido este livro, já quero ler mais obras do autor, porque me dei muito bem com a sua forma de escrever. Ele sabe como prender um leitor. Amei.
“O ser humano nasce
Cresce,
Reproduz-se,
E é servido no jantar.”

Xero no coração de todos!!! 

Novidade Mundo Uno Editora: O Segredo da Caveira de Cristal #2

Olá leitores, tudo bem??

Hoje eu venho com uma novidade super legal. A Mundo Uno Editora está preparando o lançamento de mais um livro e claro que já venho dar essa notícia fresquinha direto para vocês.


O Segredo da Caveira de Cristal #2
As sombras se Movem
Mallerey Cálgara
Sinopse:
Após a queda de Heilland, iniciou-se um período sem leis. Um tempo onde não existia ordem, somente sangue, carne, ossos e aço. Era também um período de feitiçaria. O exército do Imperador Sulco havia avançado ferozmente pelos reinos à procura do herdeiro e das caveiras mágicas, deixando sombra e destruição em seu rastro. Cada vez mais ambicioso e implacável, não descansaria enquanto não conquistasse todas as caveiras. Contudo, entre os membros da Rebelião havia alguém mais poderoso do que todas as caveiras juntas.
Quando seu despertar acontecesse, o rumo de todas as vidas dependeria do seu julgamento. 
Conclusão repleta de surpresas e reviravoltas do sucesso de vendas O Segredo da Caveira de Cristal. 


Mallerey Cálgara nasceu no interior de Minas Gerais, em Carmo do Cajuru. Autora dos livros Anjo Negro e O Segredo da Caveira de Cristal, e de vários contos. Leitora ávida, adora livros de fantasia, ficção científica e sobrenaturais. Aquariana, apaixonada pelos seus anjos de quatro patas –“meus mestres, minha vida” – sem os quais não saberia viver. Mãe coruja da Nanda, “a luz dos meus olhos”, a quem dedica todos os seus livros. 
 -Mallerey Cálgara utiliza uma escrita ágil e impiedosa que tornou seu primeiro livro, Anjo Negro, um grande sucesso de vendas físicas e digitais.

Bom pessoas, para quem não sabe este é o segundo livro da série, para saber um pouco mais do primeiro livro, deixo a imagem da capa e a sinopse, lembrando que em breve a Verônica vai trazer as resenhas dos livros.


Os habitantes de Heilland, cansados de décadas de guerra e fome, depositaram todas as suas esperanças no Rei Alphonsus, que governava com justiça e bondade. As esperanças cresceram com a notícia de que a Rainha Arápia estava grávida de gêmeos, embora muitos, no castelo, assegurassem que uma nova guerra estava sendo travada no ventre da soberana.
Os gêmeos nasceram e, com o passar do tempo, Heilland compreendeu que havia um novo inimigo, ainda mais implacável: o sombrio futuro Rei. Dor, ódio, sangue, traição, passaram a fazer parte da rotina do castelo, restando ao mago Mongho e à futura Rainha Driadh a perigosa busca por respostas!
Embarque nessa aventura cheia de mistérios e lutas pelo poder. 
Redes Sociais:
| Site | Fanpage | Instagram |
Xero no coração de todos! 

Resenha #365 - Dezesseis - Rachel Vincent


Título: Dezesseis
Autor(a): Rachel Vincent
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 240
Nota: 5/5
Minha habilidade, porém, não vem de tocar a água, mas de olhar as plantas com atenção. Eu não deveria me orgulhar do fato de os meus tomates serem os frutos mais brilhantes e firmes da classe, mas não consigo evitar. O melhor que posso fazer é tentar esconder minha satisfação na frente da nossa instrutora. E das câmeras.
Olá pessoas, tudo bem??

Falar desse livro não é fácil, porque desde que ele entrou em pré-venda em e-book, minha vontade de lê-lo, foi enorme. O que posso dizer, foi que encontrei mais uma distopia de arrancar suspiros e perder a respiração em vários momentos. Nunca li nada parecido, por isso achei a história, mesmo que clichê, também original. 

Dahlia 16, vê seu rosto em uma imensa multidão. Em seus pensamentos, ela não tem nada de especial. Seus cabelos são castanhos, seus cabelos e sua pele clara são iguais de suas irmãs. Ela é apenas uma entre quatro mil e novecentos e noventa e nove  garotas que foram criadas visando o bem da cidade.

Ela está encaixada na Divisão de Trabalho Profissional e atua na seção dos Agricultores Hidropônicos - cultivando as plantas por meio da água e analisando o PH para o seu melhor desenvolvimento -, nesta seção, ela está com mais algumas meninas iguais a ela. E nesta ala todas as outras iguais estão realizando a aprendizagem dentro da divisão de trabalho.

A cidade onde Dahlia 16 e tantos outros genes produzidos moram, se chama Lakeview. Esta é uma cidade que funciona como se fosse uma máquina  e através dela poderiam nascer robôs, mas não, as crianças são produzidas e desde muito pequenas, são altamente capacitadas para realizar determinada funções para o melhor crescimento da cidade e o bem estar de todos. Os genes são desenvolvidos para que funcionem em determinado padrão e logo em seguida são formados clones para que possam crescer e se desenvolver, para serem designados cada lote - porque são clonados cinco mil genes de cada espécie - para a divisão de trabalho estabelecida.

Dahlia 16, sempre se achou estranha por seus pensamentos. Ela sempre seguiu as regras a risca e sempre foi a melhor de sua turma. Nunca conseguiu entender porque. Aliás por ser igual as suas outras milhares de irmãs, não poderia se destacar tanto. Mas isso acontecia. 

Durante uma aula, a sua instrutora a elogiou pelo seu grande dom em controlar o PH das plantações em que ela realizava. Naquele ambiente em que viviam, o orgulho era um sentimento, que não deveria ser demonstrado, aliás, poucas coisas poderiam ser demonstradas, principalmente quando se tratava de afeição. 

Certo dia Dahlia 16 foi convocada para ir ao Departamento de Administração para conversar com a administradora de agricultura. Ela ficou nervosa e apreensiva, achando que tinha quebrado alguma regra. Mas para sua surpresa e aquilo não poderia estampar em suas feições, Dahlia 16 foi convidada para ser a futura instrutora de sua área. 
Embora o barulho dos talheres e o ruído de conversa me convidem para o refeitório, sigo em direção aos elevadores. Quando entro no primeiro a se abrir, percebo que nunca estive num elevador sozinha. Sou a única que está deixando a Academia no meio do dia e, quando atravesso o saguão do primeiro andar, sinto-me estranhamente exposta e em evidência.
Diante de tantas regras Dahlia 16 jamais  imaginou que fosse quebrá-las e muito menos acreditou que sua vida mudaria tanto, até entrar no elevador e perceber que lá dentro tinha um cadete e após uma pane no elevador, onde tudo ficou parado e escuro, ela começou a entrar em pânico.

Trigger 17 - meu novo crush literário - é um cadete e vendo como Dahlia 16 estava reagindo a situação, resolveu falar com ela, quebrando a primeira regra de confraternização. Ele lhe conta uma história e a cada palavra que sai da boca dele, ela sente que está vivendo a mais pura loucura de toda a sua vida. Ele não poderia estar falando com ela. Sua voz era suave. Ele não poderia estar olhando para ela daquela forma. Seus olhos eram lindos. No que ela estava pensando? Dahlia 16 se viu transgredir várias regras naquele momento. Até que tudo voltou ao normal, e eles usaram a saudação formal que devem usar e cada um foi para o seu lado. Mas nada foi como antes. 
Trigger 17 é alto, com a pele alguns tons mais escura que a minha e olhos como o céu noturno, escuros e brilhantes. Suas Características têm uma força e simetria agradáveis.
Dahlia 16 quase enlouqueceu, achou que Trigger 17 era defeituoso. Ele não poderia achá-la linda e muito menos única, com tantas irmãs iguais a ela. Como ele poderia usar aquelas palavras?
Sei que, para seu próprio bem, ele deveria parar de falar, porém eu queria que ele continuasse.
Desde o dia em que se conheceram no elevador, Dahlia 16 andava distraída e pensando muito em Trigger 17. Ela não entende porque sentia aquela necessidade de procurá-lo, de vê-lo. Aquilo estava muito errado e ela começava a achar que era defeituosa, mas se ela fosse, todas as suas outras gêmeas também seriam e se isso de fato acontecesse, todas seriam recolhidas e condenadas a morte, então aquilo jamais poderia acontecer, ela tinha que esquecer, mas como?

Se cada passo que dava ela só pensava nele. E se ele estivesse certo? Se ela fosse mesmo diferente das demais garotas com o mesmo rosto? De repente, Dahlia 16 que sempre foi certinha em sua ações, sempre se manteve ilesa em seguir cada regra, começa a quebrá-las uma a uma... e só lendo para saber para onde esta história poderá te levar.
Meu rosto está pegando fogo agora, mas não posso impedi-lo de olhar para mim. Sequer tenho como pedir para ele parar de me olhar sem infringir uma regra. Assim, me faço de forte e o encaro.
Fico aqui pensando, em como Rachel conseguiu escrever toda essa história em apenas 240 páginas e sair tudo amarradinho sem nenhuma correria? Eu praticamente devorei este livro. Não conseguia pensar em mais nada, apenas nos acontecimentos em cada página que lia. 

Dahlia me surpreendeu como uma personagem aparentemente frágil, mas que se transformou em uma garota forte e corajosa, capaz de lutar e defender quem ela amava. As coisas foram acontecendo em um ritmo frenético que quando percebi, o livro terminou e eu fechei os olhos querendo que a continuação já estivesse sido lançada para que eu pudesse saber mais.


Fiquem tranquilos, que por mais que o final tenha sido levemente aberto, nós descobrimos algumas coisas e confesso que abri a boca e fechei várias vezes... eu sou calejada de ler distopias e sempre encontro livros capazes de me surpreender como este me surpreendeu. Eu não desconfiei de nada, quando algumas respostas começaram a aparecer.

Trigger 17 é o meu mais novo crush literário. Estou completamente apaixonada por ele, que meu marido Vincent não me ouça haha. Mas ele é um personagem incrível também. Ele é leal e gosta realmente de Dahlia e faz de tudo para protegê-la. Mas Dahlia, por mais que aceite a ajuda dele, é independente e sabe se virar sozinha também.

No mais a história me cativou demais e eu fiquei apaixonada por todo este enredo. Os personagens são bem descritos e a gente consegue entendê-los e conhecê-los. A história toda foi bem escrita e desenvolvida. Fiquei passada em como eu gostei de ler este livro. Recomendo demais a leitura dele.


A diagramação do livro é bem simples, como a maioria dos livros da Universo. As folhas são amareladas e a fonte em um tamanho médio bem confortável para a leitura. As folhas são um pouco grossas, mas não deixam o livro pesado. Encontrei raríssimos erros de revisão, mas que não atrapalham em nada a leitura. Espero que a Universo dos Livros não demore para trazer a sequência, porque a minha ansiedade está gritando bem alto haha.
Entendo esse sentimento. Aquela certeza terrível e excitante de que você vai tocar alguma coisa perigosa, algo que vai machucar você, porque você precisa saber como é. Só uma única vez.
Xero no coração de todos!!!!!