Resenha #357 - Blogueiras.com



Título:  Blogueiras.com
Autor(a): Adrielli Almeida, Larissa Azevedo, Mariana Mortani, Mari Scotti, Raffa Fustagno, Teca Machado, Thati Machado, Thays M. de Lima
Editora: Independente
Páginas: 200
Nota: 5/5 (Favorito!) - Verônica
Nota: 4/5 - Diana


Olá! Tudo bem com vocês?

Vamos para mais uma resenha em dueto?? Genteee a Di e eu temos gostos muitos parecidos para leitura, então vire e mexe acabamos comprando livros iguais. Isso não era problema quando eu não era resenhista, mas agora eu fico que nem uma doida tentando comprar livros que ela não tenha, ou que não tenham ainda sido resenhados aqui no blog, porque se não eu falo que "queima" as postagens para o blog - ela já disse para eu deixar de ser louca ... eu não consigo  

Então a alternativa que encontramos quando temos o mesmo livro, e que ainda não foi resenhado no blog é fazer a resenha em dueto, vimos que dá certo e que vocês gostam, então vai ter muita resenha assim aqui kkk

Como sempre a minha parte estará escrita em vermelho e da Di em roxo.

Blogueiras.com é um projeto lindo aonde oito autoras se reuniram, para cada uma escrever um conto, aonde a protagonista sempre é uma blogueira.

Vamos falar um pouquinho de cada conto, pela ordem que ele foi colocado na antologia:

1 - Arrisque-se (Mariana Mortani)

O conto narra a historia de Bárbara, uma blogueira que foi convidada a ir para Londres, para assistir o primeiro episódio de uma nova série que será exibida pela Netflix (fiquei com invejinha dela hahaha) e lá ela conhece o misterioso Peter, um britânico lindo de morrer.
Sei que o destino não irá me decepcionar - ele pisca, acrescentando mais uma dose de charme ao seu currículo, e sorrio mais uma vez.
Mal sabia ele que eu desejava um encontro repentino também.
Eu curti este conto, mas achei ele muito fantasioso, não sei se isso realmente acontece no mundo dos blogueiros, mas ir para Londres cobrir uma série nova pela Netflix é muito sonho mesmo (talvez meu lado invejoso tenha falado mais alto haha). 

Eu achei Bárbara muito decidida e dona de si. Ela sabe o que quer e quando ela quer... nada de ficar muito apaixonadinha e sonhando atoa. Ela sabe onde está e como está e como as coisas podem terminar... então seu lado racional falou bem alto e isso eu curti demais nela. 
O clima nas ruas de Londres está muito agradável. Quem ama o frio, como eu, com certeza concordaria. Chuvas sempre me fascinaram, gotas escorrendo pelos vidros sempre prenderam minha atenção, céu nublado sempre me encantou.
Eu gostei muito desse conto, confesso que a primeira vez que eu li, eu não gostei da sua conclusão, pois achei ele um pouco aberto, mais depois pensei: E se eu estivesse no lugar na Bárbara? Talvez que teria tomado a mesma decisão que ela ( não sei).

2 - Sentimentos ás Avessas (Larissa Azevedo).

Este conto narra a história  de Estrela da Manhã, assim como a protagonista assina em seu blog pessoal. Ela sofre de depressão e transtorno de ansiedade. Ela é uma adolescente de 17 anos que tem pensamentos intensos e doloridos para uma garota. A pedido de seu médico, ela começa a escrever seus sentimentos e pensamentos em um blog pessoal, mas ela não tinha ideia do que isso poderia se transformar, afinal de contas aquilo tudo era apenas um desabafo, ela não imaginava que viria os comentários.
As pessoas "normais" não fazem ideia de como somos fortes!
Espero que essa força nunca acabe, mas eu sei que estou chegando à beira do precipício. E não sei mais quanto tempo irei continuar em terra firme.
Eu amei este conto de coração e se eu fosse a Larissa, desenvolveria um livro em cima dele, porque ficou lindo e tocante (#ficaadica). Mexeu com meus sentimentos e a minha empatia com a protagonista foi instantânea. Eu infelizmente, sofro de transtorno de ansiedade e por isso consegui me identificar ainda mais. 

Esse conto também me tocou profundamente, eu o terminei com os olhos marejados, e muito satisfeita com a sua conclusão. É um conto forte, com uma mensagem maravilhosa, que nos faz refletir sobre detalhes banais que reclamamos no dia a dia, que se tornam um nada comparado a uma doença tão letal e devastadora como é a depressão e infelizmente muito comum. E a Lari trouxe isso de uma maneira simples, objetiva, de fácil compreensão e com muito respeito. Como para mim ele foi um conto com começo, meio e fim. Não sei se poderia ser desenvolvido como um livro, mais é uma ideia realmente a se pensar.
-Borboletas significam transformação - ela sorri para mim e me entrega um lenço de papel. - Ás vezes é só isso que precisamos, quebrar o casulo ao nosso redor e sair voando pela vida como uma linda borboleta colorida.
3 - E a Vida me Trouxe... (Raffa Fustagno)

CARA!

Eu estou completamente apaixonada por esse conto, e com certeza ele será lembrado por mim, como um dos melhores contos que já li e vai ter textão sobre ele porque eu fiquei MUITO empolgada com essa leitura.

Mafalda é uma blogueira literária, que está passando por uma recuperação de mais um termino de namoro, ela está deprimida e totalmente desmotivada de relacionamentos, e para se distrair ela resolve reler o seu livro favorito: E a Vida me Trouxe e algo muito, mais muito mágico aconteceu. 
Sou eu, Mafalda, Alfredo Sanchez, o personagem que você deseja desde os treze anos.
Nesse momento a Veronica aqui parou a leitura e pensou: OI?????

Para um pouco depois ler o seguinte trecho:
...a senhorita desconhece as leis que regem o mundo dos personagens do fantástico mundo de literatura, certo?
 Ela balançou a cabeça, confirmando, em seguida se sentando na poltrona, sem reação.
-Pois bem - continuou - terei prazer em lhe explicar. Quando se lê um mesmo exemplar pela décima vez, você acaba libertando um personagem. 
Nesse momento eu parei a minha leitura novamente e... SURTEI com pensamentos do tipo : AIMEUDEUSDOCÉU!!... PATCH (Saga Rush Rush), DANIEL (Saga Fallen), VICENT (Trilogia Cores de Outono), e tantos outros crushs literários que tenho em livros VEMNIMIMMEUSAMORES hahahahahaha.

A minha reação referente a este conto não foi diferente da Vê, porque ai meus deuses!!!! COMO ASSIM? #partiu reler meus livros com meus crushs dos sonhos já. Seria maravilhoso se isso acontecesse...  mas só o fato da Raffa pensar em nosso sonho de leitor foi um presentão... ela sabe muito bem como seria se isso fosse real... acho que conquistaríamos o mundo de leitores. #Vincentmeumaridoliterario

O conto foi bem desenvolvido, a protagonista foi bem escrita e ela teve todos os "pitis" que nós leitores teríamos ao constatar esta realidade na história. Foi o segundo conto que mais amei de coração. Raffa conseguiu me conquistar em minha primeira experiência com a sua escrita.
Agora era demais, para quem aquele louco trabalhava? Para uma editora? Aquela devia ser uma pegadinha, não é? Porque uma coisa era certa: aquilo não tinha a menor condição de ser verdade.
Eu amei todos os contos, mais o da Raffa foi o que me deixou com gostinho de quero mais, eu não queria que ele acabasse !! A autora teve um ideia muito criativa e consistente, pela minha visão de leitora-critica (beta) e também como resenhista, esse conto tem um potencial gigante para se tornar um livro de sucesso, e eu dou todo o apoio a autora para transbordar mais magia ainda nesta história. Eu me apaixonei pela Mafalda e pelo Alfredo ... e pela vilã hahahaha e quero ver o desenvolvimento desta história. RAFFA EU IMPLORO !!!

4- Segredos da Valentina ( Thati Machado)

Neste conto Thati nos apresenta Valentina uma blogueira que possui um canal muito famoso no youtube. Valentina junto com seu namorado eram bem famosos e tinham muitos fãs, eram bem shippados na net como "Valec" (mistura de Valentina e Alec). Eles se deram super bem e ele sempre a incentivava com o canal, mas um belo dia o namoro terminou e ficou aquele receio de como os fãs aceitariam essa nova transição dela solteira. Mas algo aconteceu e a vida desta blogueira deu uma virada de altos e baixos, que só lendo para  entender.
Eu nunca imaginei que sentiria tanta dor com um término. [...] Descobri que meu corpo comportava uma quantidade assustadora de água salgada que constantemente me escapava pelos olhos sem o meu consentimento.
Sinceramente neste conto não me senti envolvida com os personagens e nem com o enredo. Não sei, Pode ter sido o momento, mas eu não curti tanto. A autora escreve bem e manda sua mensagem, mas infelizmente eu não consegui me conectar.

Um assunto abordado neste conto, que é bastante importante foi o assédio sexual, ele começou sendo o ponto forte do conto, mais depois se tornou secundário. Mais achei importante a abordagem, pois infelizmente o assédio sexual, é algo extremamente constante na vida de todos - principalmente nas mulheres, e vivemos em um pais infelizmente ainda muito machista.
Aquilo me deixou empolgadíssima. Mudar os ares, conhecer gente nova e focar no trabalho era tudo o que eu precisava. Mal sabia eu que meu inferno particular estava apenas começando...
5 - TT (Adrielli Almeida)

Aqui encontramos a Lia, a nossa protagonista e narradora. ela já começa falando que vendeu a sua alma para um blog haha. Na verdade ela caiu de paraquedas em uma coletiva de imprensa para entrevistar uma boyband coreana de muito sucesso. Sua irmã, que é blogueira, não pode comparecer ao evento e a Lia se dispôs a ir. Acontece que por um acidente ou não, Lia é confundida com a tradutora da banda e ai que a história começa. Através de uma confusão, Lia consegue muito mais que uma simples entrevista para sua irmã.
-Você não é a tradutora deles? - Completamente aterrorizada, a mulher pergunta com a voz meio falhando.
-Não. - A palavra soa como uma sentença de morte. 
Este conto foi o que eu menos me identifiquei. Eu não curto músicas coreanas e nem os doramas da vida haha. Então sim me senti um pouco entendiada ao ler. Mas, a história é boa, mas para quem curte a temática.

Igualmente como a Di, eu não me identifiquei muito com esse conto - tirando o fato que a minha mãe é totalmente viciada em séries coreanas e tenta me forçar a assistir (minha mãe é mais viciada na Netflix do que eu), então eu pensei nela o tempo todo ao ler esse conto e ainda comentei com ela hahahahaha.

Esse universo abordado no conto não me agrada muito, então por esse motivo eu não me conectei. Mas, ele está muito bem escrito, e pelo menos eu senti que a autora tem vontade de dar continuidade na história, mais para isso acontecer ele precisa ser mais desenvolvido porque a história é bem simples.
Uma sequência de conversa em coreano foi trocada entre eles depois desse comentário e a cada três palavras, um olhar era lançado na minha direção e eu realmente estava com vontade de abrir um buraco, enfiar minha cabeça e sumir.
No fim tentei encontrar uma mensagem, no que a história poderia trazer e após pensar, cheguei a conclusão de que nada é como pensamos, as vezes as coisas acontecem e mudam as nossas vidas para melhor e no fim nos estregamos aos momentos por eles serem válidos. As vezes a felicidade, está em um caminho menos esperado e o que nos resta é aproveitar cada segundo. A vida de Lia mudou... mas ela se deu essa chance, cabe a nós escolhermos para onde queremos ir.

6- A perfeição em existir (Thays M. de Lima)

Este conto é legal porque a protagonista tem um blog que fala de suas viagens e desta vez a viagem teve um quê de quero mais. Helena está em Gramado no Rio Grande do Sul. Ela estava participando de um evento no Museu de Cera muito famoso e que era o primeiro da América Latina. Lá Helena conhece Enzo, que parece meio arredio e ambos começam a comentar sobre uma determinada escultura e quando menos percebem estão batendo o maior papo. Helena repara em sua imperfeição, mas aquilo não a desanima, ela começa a reparar nos detalhes daquele homem que tem muito sofrimento guardado dentro de si e aquilo, a deixa muito mais encantada do que ela poderia imaginar.
Ele para na entrado do Museu de frente para mim, mas quando olho ele abaixa a cabeça fitando o chão.
Esse conto é muito bonito, e é um tapa na cara de pessoas que não vêem a beleza interna das pessoas, A Helena é uma protagonista muito sensível e determinada, que não se importa com a opinião alheia. Ela não tem medo de ser feliz, e se joga nos desafios que a vida pode trazer. Enquanto o Enzo é um homem que tem que conviver com sua fragilidade e dificuldade de aceitação - ou seja - temos um casal "invertido" bem diferente dos clichês que vemos em diversos e diversos romances por ai, aonde a mocinha é sempre a que tem baixa estima.
Quando eu olho para você - tomo coragem e coloco a mão no seu rosto, e, em resposta ele arregala os os olhos, colocando a sua mão sobre a minha. - Vejo perfeição, porque seu sorriso ofusca qualquer imperfeição. Você é perfeito e teve uma segunda chance ... 
O que eu curti neste conto foi a mensagem que ele quis transmitir... a aparência não deveria contar muito e sim os sentimentos  e o que a pessoa pode trazer de benéfico para a sua vida. Jamais deve se medir um sentimento pelo que a pessoa é por fora e sim pelo tesouro que ela guarda, de quem ela é em suas atitudes e do que é por dentro. Não vou ser hipócrita, eu reparo na beleza, mas sinceramente não levo isso em consideração para medir o sentimento de alguém. Status não deveria ser influência... enfim. Desculpe o textão haha, não resisti.

7- Canal Aline Cordeiro ( Mari Scotti)

Este conto aborda as dificuldades da Aline, uma mãe solteira, apaixonada pelo seu blog mais tem uma enorme dificuldade em ser mãe e blogueira ao mesmo tempo.
-Me perdoe, Senhor, pela distração... Voltando, eu peço que o Senhor me ajude neste dia. Sei que parece banal, um pedido descabido, mas, me ajude, por favor! Eu preciso de mais uns mil seguidores para conseguir alguma visibilidade de parcerias - respirei fundo sentido-me ridícula.
Aline precisa se dividir em duas, para conseguir gravar um vídeo que ela acredita que trará muitos likes para o seu blog, mas também precisa ir até a escolinha do seu filho de quatro anos, pois é sexta, dia de participar das atividades recreativas na escola - coisa que ela não faz há muito tempo, diferente do seu ex Rodrigo, que é um pai muito presente na vida do filho.

Sinceramente fiquei chocada com a Aline, sou a louca. Não sou perfeita. Mas, minha filha vem em primeiro lugar. O blog é meu refúgio, minha distração. Jamais deixaria de ir no evento da escola, para gravar vídeos por causa de Likes. Eu entendi onde a Mari quis chegar, mas eu não teria esta coragem. Marcaria isto para outro dia. Eu gostei quando Aline caiu em si e percebeu, que ela poderia falar de suas experiências como mãe e blogueira, em seu blog e até mesmo ajudar outras mães que passam por algo semelhante ou não que ela. 

Aline, talvez fosse imatura e não estava conseguindo conciliar, mas nunca é tarde para percebemos os valores da vida e quem devemos colocar em primeiro lugar nela. Mas ainda assim eu curti o conto, porque mesmo nesta parte que me irritou com Aline, eu ainda dei umas gargalhadas em sua tentativa de gravar o vídeo e depois que ela foi no evento de seu filho, isso me fez a olhar com outros olhos. Antes tarde do que nunca! 

8- Conversas Literárias ( Teca Machado) 

Esse conto é definitivamente uma viagem ... que todos nós resenhistas gostaríamos de viver.

Este conto traz a história de Clara, um blogueira literária que ama fazer resenhas em seu blog. Ela tem uma crise consumista aguda virtual (me identifiquei bastante hahaha) e compra um notebook de uma marca desconhecida e não sei ela mais eu achei o nome muito suspeito - Inside, de um site desconhecido, sem nenhuma referência (tá ok, eu não sou tão doida assim). O notebook chega em poucos dias em sua casa em uma caixa simples, com um recado dentro.
"Use sem moderação. Mas cuidado com o que você colocar na internet".
Clara estranhou o recado, mais acabou deixando isso para lá. Acessou seu blog, fez uma resenha de um novo lançamento de bastante sucesso e apertou em publicar. Nisso o notebook piscou, as luzes se apagaram e quando a luz voltou, Clara se viu dentro de uma floresta. Mas precisamente dentro do livro que tinha acabado de resenhar. Acreditando estar vivenciando um sonho lúcido, ela aproveita o mundo mágico, com fadas e sereias e até dá alguns conselhos sobre o enredo para os personagens sobre decisões tomadas no livro que ela não gostou. E ao acordar ela descobre que baseado em seus conselhos o livro foi alterado - para melhor.
Eu não estou louca.
Pelo menos acho que não.
Ou será que estou? ...
Momento para desabafo da resenhista tarada: CHRISTIAN GREY SEU LINDO, ME AGUARDE QUANDO COMPRAR UM NOTEBOOK INSIDE... parei gente !! (Comentei sobre este conto para as meninas do meu trabalho e todas pensaram no Chris em unanimidade haha) 

Eu curti muito a premissa desta história, mas conforme eu fui lendo, sempre sentia falta de algo. Talvez um desenvolvimento melhor. É difícil isso, porque trata-se de conto e não se pode estender tanto, ainda mais quando é dividido com outros contos. De qualquer forma foi divertido acompanhar com a protagonista as loucuras literárias que ela viveu e eu bem que queria ter ido junto com  ela haha. Principalmente se eu fosse encontrar o Patch (Série Hush Hush)

Eu gostei muito desse conto, ele tem bastante fantasia e eu amo essa temática "doida" que a autora colocou, mais no lugar da Clara, eu teria dois notebooks, pois eu amo livros de terror, pós apocalípticos, distopias e policiais e ainda não comecei a praticar boxe para poder entrar em livros como esses !! hahaha

Num todo eu gostei de ler os contos. Eu não estou acostumada em livros de contos ainda mais assim nesta temática. Leio mais de terror haha. De qualquer forma preciso dar os parabéns a Tathi Machado por esta organização genial. Foi uma ideia bem legal e empolgante. Porque em vários contos, me vi nas personagens e em suas loucuras.

Neste livro você encontrá personagens, fortes, independentes, engraçadas, apaixonadas, corajosas e determinadas. Cada uma com sua luta diária, seja no campo do amor, da aceitação, da superação, ou da vitória.


A Diagramação do livro é uma beleza a parte. Nossa esta capa é linda demais. Remete tudo a que um blogueiro faz e muito mais. Fora que é uma diversão ficar se perdendo nesta capa. Eu mesma babo demais nela. Por ser um livro publicado de forma independente, tudo está muito bem feito. As folhas são amareladas e a fonte em um tamanho um pouco menor, mas que não atrapalha a leitura. Encontrei alguns erros de revisão, mas nada gritante, dá para seguir lendo super de boa. Cada capítulo começa com imagens bem legais, o nome da autora e o nome do conto. Tudo muito bem desenhado. Amei o trabalho.

A Di falou tudo o que penso aqui, e gostaria de completar parabenizando o trabalho feito neste livro. A gente sente o carinho com que ele foi feito, e com certeza foi muito trabalhoso. Mais o resultado final deve ter dado uma felicidade, um sentimento de missão cumprida e ele exala amor !!



Eu estava ansiosa por este livro e me senti completamente satisfeita com todos os contos, que elas façam mais coisas juntas, porque em minha opinião deu química.

Para adquirir o seu exemplar físico, vocês podem acessar o blog Nem te Conto ou procurar pela Larissa Azevedo pelo Facebook, a chamem por imbox. As demais autoras, eu não sei como está sendo a forma de venda, mas se eu souber eu aviso a vocês.

Espero que gostem da resenha e até a próxima !!

Xero!

9 comentários

  1. Oi, meninas. Primeiramente, eu adoro a cumplicidade com que vocês conseguem organizar este post e falar ao mesmo tempo, como se as duas estivessem juntas conversando com a gente. Eu acho que se eu tivesse uma amiga assim, adoraria fazer resenhas conjuntas (mas infelizmente o povo ou não lê, ou não resenha af). Enfim! Meu sonho é ver meu crush literário na minha frente, sou daquelas apaixonadas por qualquer cara que seja fofo, então seria meu paraíso e tenho certeza que amaria esse conto. Eu não sou muito fã de contos não, mas vira e mexe tento dar uma chance, espero que o livro me cative.
    Beijo!
    Leitora Encantada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie

      Até um tempo atrás eu também não lia tanto livros de contos. Mais esse ano tem sido bem diferente. Fico feliz que tenha gostado da resenha, a Di e eu realmente tentamos ao máximo fazer uma resenha sincera que mostre o ponto de vista de cada uma para dar essa sensação de debate.

      Bjoss

      Excluir
  2. oi, meninas, que legal esse livro, eu tinha ouvido falar dele bem por cima, mas adorei curtir uma resenha dele, e preciso dizer que essa resenha dupla ficou ótima! Os contos que mais me atraíram foi o dois, sobre a menina que começa fazer desabafos, e o da aline, a mãe, acho que eu adoraria os dois, e fiquei curiosa com o conto da rafa. Mesmo não lendo tantos contos, fiquei com vontade de ler esse livro.

    ResponderExcluir
  3. Que trabalho lindo! Essa capa e a diagramação estão maravilhosas! Adorei sua resenha, não sou muito chegada em contos, mas simplesmente me encantei muito!

    Beijos,
    ahamare.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá meninas,
    Estou com o ebook para ler, mas ainda não tive tempo. Acho a premissa desse livro muito interessante e todas as autoras parecem ter caprichado. Curti muito a premissa do conto da Mari Scotti, uma autora e pessoa querida, e da Thays M. de Lima, pois adoro histórias com mensagens importantes.
    Dica anotada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Que diagramação fofaaa, eu não dava nada pelo livro até ler a resenha, parece ser legal mesmo, e uma de vocês ainda favoritou! Acho que vou dar uma chance e ler, adoro contos.

    ResponderExcluir
  6. Tá, deixa eu ir ler Perdendo-me ali mais nove vezes pra libertar meu crush literário da vida, o Garrick... Mas é garantido que ele vai ficar comigo, né? Hahaha... Não costumo ler contos porque não gosto muito de textos curtos, tenho dificuldade de me envolver com eles, mas esse livro até pela temática acho que facilitaria esse envolvimento e é interessante demais pra deixar passar! Quero ler!

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?

    Estou de olho nesse livro. XD
    com certeza está na minha lista de desejados, adorei a resenha em dupla, mandaram bem e fizeram boas considerações. Confesso que quero ter minhas próprias conclusões e que por esse motivo pretendo mesmo lê-lo.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia o livro, mas mega animei em comprar. Já quero conhecer e, mesmo que vc não tenha gostado, me interessei muito no conto da Valentina e o assédio sexual de lá.
    Obrigada pela resenha

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!