Resenha #246 - Pausa - Colleen Hoover


Título: Pausa
Autora: Colleen Hoover
Editora: Galera
Páginas: 301
Nota: 4/5


Essa resenha não contem spoiler do livro anterior.

Se eu fosse um carpinteiro, eu construiria para você uma janela para a minha alma.
Mas eu deixaria a janela fechada e trancada, assim, toda vez que você tentasse olhar por ela... tudo que veria seria seu próprio reflexo.
Você veria que minha alma
é um reflexo de você...

Olhando para a resenha que fiz de Métrica, percebi quanto tempo eu demorei para ler esta sequência. Essa mulher é uma de minhas #divas, mas li outros livro dela e essa trilogia terminou passando batido, mas não vou desistir, até porque é bom sentir saudades de Will e logo irei ler Essa Garota.

Em Pausa, seguimos com a continuação da história, mas desta vez passa-se alguns anos e Layken está mais madura, centrada e pensando no seu futuro. Will narra essa história e aqui podemos ver a extensão de seus pensamentos e sentimentos mais profundos. Quando comecei a ler, não tinha percebido o quanto senti a sua falta e de suas poesias. Ele é inacreditavelmente maravilhoso, mas uma pessoa com seus defeitos e qualidades, que busca a felicidade e pensa nos outros.

Will cresceu muito como personagem, eu gostei do seu amadurecimento e de como seu altruísmo é grande e contagiante. Ele se preocupa com quem ele ama e com as pessoas que estão ao seu redor e isso me faz admirá-lo cada vez mais.

O seu romance segue em linha linear e alguns acontecimentos surgem para perturbar a união deles, mas eu te pergunto: um amor assim é capaz de ser abalado? Ou podemos confiar cegamente naqueles que se dizem nossos amigos de longa data?

Novos personagens são inseridos, alguns temporários, mas que deixam sua marca e outros que fazer a história fluir de sua maneira natural, e que me prendeu até o fim. 



Posso dizer que a Hoover, continua me encantando com sua escrita leve e cheia de acontecimentos corriqueiros. A sensação que dá, é que você está lá vivendo tudo aquilo com eles. Eu me senti a melhor amiga de Layken, querendo estar ao seu lado nos momentos mais críticos e que me arracaram lágrimas. Eu fui a melhor amiga do Will, que escutou seu desabafo e o quanto sua família era importante pra ele e que ele faria de tudo para mantê-los unidos. Eu quis ser amiga dos meninos: Colden - irmão de Will - e Kel - irmão de Layken - pois eles são meninos ótimos e que estão naquela fase de entrar na adolescência e pensar em meninas.

Eu fiquei toda apaixonada pelo enredo e pelo desenvolvimento. A história foi linda e Hoover conseguiu conduzir bem. Só que eu esperava um pouquinho mais, daí levei em consideração, de que Métrica não teria continuação - pelo menos foi o que eu soube - e como fez muito sucesso e os fãs pediram, lá foi ela e fez a sua mágica o transformando em trilogia.



A diagramação do livro segue a mesma linhagem do primeiro. Capa preta simples e uma borboleta, ela é condizente com a história e eu curti demais isso. As folhas são amareladas e a fonte em tamanho médio. O livro é um pouco menor do que os livros normais e isso foi ótimo para manuseá-lo no ônibus. Cada Capítulo do livro começa com frases escritas pelo Will e seus sentimentos recorrentes no mesmo capítulo e confesso a vocês, que é uma mensagem mais linda que a outra. 

Neste livro encontramos amadurecimento, compreensão, valor familiar e amizade. Aliás a amizade aqui é bem retratada e desenvolvida. Ela parece as vezes de maneira inesperada e te conquista, assim como ela se vai e te deixa mágoas. Eu gostei muito da história e recomendo para quem já leu Métrica, não perder tempo - assim como eu perdi - e se aventure em Pausa. 

Aprendi uma coisa sobre meu coração.
Ele pode ser partido.
Pode ser dilacerado.
Pode endurecer e congelar.
Pode parar.
De vez.
Pode se quebrar em um milhão de pedacinhos.
Pode explodir.
Pode morrer.
A única coisa capaz de fazê-lo voltar a bater?
O instante em que você abriu os olhos.

E ai pessoal, quem já leu o livro, quem não leu pretende? Deixem seus comentários... Xero!


Resenha # 245 - Sangue de Lobo - Rosana Rios e Helena Gomes

Livro cedido pela editora


Título: Sangue de Logo
Autoras: Rosana Rios e Helena Gomes
Editora: Farol Literário
Páginas: 412
Formato: Livro
Classificação: 5.0


O título e a capa dessa obra me deixaram mega curiosa e animada com a leitura. Contudo, quando li a sinopse me decepcionei, a primeira impressão foi de que toda a história estava ali, não havia mistério a ser desvendado nem nada.
Sinopse:
Ela estava dentro do heptágono, atravessara a barreira e encontrava-se agora à mercê do lobo. Tinha consciência de que aquela transformação era o último esforço do que restara do Fator L no sangue dele, a tentativa extrema da fera para saciar a fome premente.
Ele arreganhou os dentes de novo, satisfeito. Saltou sobre a garota e derrubou-a no chão frio. Ela não podia escapar. Não havia amarras sociais, nenhum comportamento padrão a ser seguido, nenhuma regra imposta a ser obedecida.
Havia apenas o predador e sua vítima.
Ela viu um brilho de reconhecimento nos olhos que a fitavam de perto... como se uma sensação o atingisse de repente. O animal a conhecia. E sabia que, se matasse daquela vez, se experimentasse a carne humana, sua redenção se tornaria impossível. O ritual seria inútil.
A fome venceu. Ele arreganhou os dentes e já ia encaixá-los no pescoço da presa, quando ela reagiu. Com um soluço arrancado do fundo de sua alma, firmou as mãos.
— eu te amo, Hector - sussurrou.
E cravou o punhal de prata no coração do lobisomem.

E essa decepção foi o motivo principal para eu ter enrolado tanto para iniciar a leitura e tenho certeza que se o livro não fosse de parceria, eu não teria lido. Que sorte a minha, não? E vocês, o que acharam da sinopse? Por favor, comentem a opinião de vocês sobre a sinopse!!! Mas sem spoilers, ok?

Bem, a história começa com um grupo de amigos jogando RPG e a base era que todos os jogadores (exceto o Mestre) eram lobisomens e tinham acabado de encontrar sua informante assassinada de uma forma bem peculiar.

— Vocês acabaram de entrar no quarto e encontraram o corpo da mulher deitada na cama - disse o Mestre, [...]
— O vestido branco longo que ela usa está intacto, e não há sinal visível de agressão nem nos braços, nem no rosto, que está coberto por um véu bem fino. Um filete de sangue escorre de um buraquinho no peito do vestido, na altura do coração, para a cintura. Por trás do véu vocês veem os olhos dela, abertos, arregalados, como se sua última visão antes de morrer fosse algo surpreendente.
[...]
— A cabeça foi tosada. Alguém cortou os cabelos dela, bem rentes: a mulher está quase careca.
Em seguida o jogo é interrompido, pois duas integrantes precisam ir dormir cedo devido a uma viajem a Passa Quatro - MG no dia seguinte. Em um dos restaurantes dessa cidade, elas encontram um museu com alguns livros e um especial lhes chama a atenção, mas elas não imaginavam o que aquelas páginas continham e o frio na espinha foi inevitável! Quase 60 anos depois de escrito o livro elas viam a mesma história recriada no jogo na noite anterior! Coincidência?

Ela folheou as páginas amareladas: folhas datilografadas de papel tamanho ofício, unidas numa encadernação simples sob capa de couro marrom bem gasta, de cantos escurecidos. A primeira página, que tinha todas as bordas meio rasgadas, dizia:
Coração selvagem
W. Lucas
1951
Foi exatamente nesse ponto que o livro me arrebatou, fiquei mais que fascinada, animada ou curiosa, eu me apaixonei pela história! As autoras escrevem de forma envolvente, em vários momentos fui surpreendida por elas - e olha que sou fã de livros de mistérios e tenho um sentido aguçado para descobrir o que vai acontecer, mas essas autoras quebraram o meu "sentido aranha" e por isso lanço um desafio: Vocês conseguem desvendar quais são os assassinos e os motivos dessa obra? Acho que vocês também serão passados para trás (risos).

E agora vêm o ápice! Pois há alguém copiando esse assassino hoje, na mesma cidade na qual as garotas estão passando as férias. Ou será que é o mesmo de 60 anos atrás??? Isso acarreta na expectativa de desvendar quem era o assassino do livro e o atual, além de outros mistérios menores sobre o passado e presente de alguns personagens.

Agora que a leitura acabou eu só tenho 3 coisas para fazer:

1° a agradecer as autoras por nos terem dado essa história fantástica, a leitura foi divina!

2° continuar aguardando ansiosamente a sua continuação "Olhos de Lobo" com previsão de lançamento em julho deste ano. Em entrevista (aqui) as autoras responderam algumas perguntas dos fãs, no qual fala um pouco do que os fãs podem esperar desse próximo volume e aproveito para avisar que ela tem alguns spoilers.

3° Recomendar absurdamente a todos que leiam esse livro! É sério! Mas e a sinopse? Bem, isso será surpresa, só posso dizer que quando a cena chegou eu pirei na batatinha, foi show! Então... leiam!!!

Para quem recomendo? Todos, principalmente para quem curte mistério, suspense e literatura nacional.

Para quem não recomendo? Para quem não curte os itens acima, seres fantásticos e assassinatos.

Pessoal, o que acharam? Deixem seus comentários.



Lançamentos de Março: Grupo Editorial Pensamento!

Olá... pessoal, tudo bem??
Hoje eu venho com os lançamentos do Grupo Editorial Pensamento, tem para todos os gostos, bora conferir?



Max é o protótipo perfeito do programa "Lebensborn". Criado para ser o primogênito da nova raça ariana, ele cresce sem mãe e sem nenhum sentimento até iniciar seus estudos aos 6 anos de idade. Na escola Max faz amizade com Lukas, um judeu polonês com todas as características físicas de um ariano. A partir dessa amizade, as crenças nazistas de Max começam a desmoronar e o menino passa a ver o mundo de uma forma diferente. O livro se desdobra entre as descobertas de Max e o fim da Segunda Guerra Mundial.








Neste novo volume, Estela é um anjo do amor e está super emocionada por conseguir sua primeira missão oficial: ela terá que viajar à Terra e investigar por que há tantos corações partidos no Instituto Esmeralda! Será que existe algum culpado por isso? E quem será o culpado? Ela não tem tempo a perder e fará de tudo para descobrir o que está acontecendo e restabelecer a ordem em nome do AMOR. Acompanhe Estela nesta missão cheia de amor, desilusão, aventuras e muita emoção.









Com a descoberta de novas evidências, Alon Confi nos propõe uma nova e perspicaz avaliação sobre o Holocausto: uma Alemanha onde os judeus e o judaísmo fossem riscados da história cristã! Ao conceber um mundo futuro sem a presença dos judeus, os alemães tornaram a perseguição e o extermínio justificáveis num nível nunca antes imaginado na História. O livro faz uma reflexão convincente e oportuna, ampliando as fronteiras da história do Holocausto.










Nesta obra, a autora não apenas nos mostra uma maneira inovadora de recontar os mitos gregos, mas se propõe a explicar algo muito mais enigmático: como os deuses do Olimpo conseguiram durar mais do que seus seguidores? De leitura saborosa e instigante, esta obra dá vida ao mundo clássico e reúne um rico arsenal de histórias surpreendentes e fascinantes.











Esta obra mostra o outro lado de Elvis Presley: alguém ansioso por decifrar os significados secretos da vida e percorrer todos os caminhos espirituais. Em suas pesquisas, Gary descobriu que Elvis leu centenas de livros sobre religião, espiritualidade e esoterismo, de autores como Gurdjieff, Krishnamurti e Helena Blavatsky. Este retrato íntimo e objetivo de Elvis Presley inspira uma nova admiração pelo homem imperfeito, mas excepcional.











Um estudo baseado em pesquisas, fontes históricas e relatos reais, demostrando a influência do mundo espiritual sobre o nosso mundo. J. H. Brennan investiga como os espíritos têm nos influenciado desde o início da civilização até os dias de hoje. Este livro apresenta uma nova e surpreendente maneira de olhar para a história da humanidade e a nossa vida cotidiana.










Já imaginou um programa de oito semanas capaz de ajudá-lo a superar a depressão, a ansiedade e o estresse? O Manual Prático Mindfulness foi elaborado por três dos mais talentosos mestres de psicologia clínica do mundo. Um programa passo a passo sobre como treinar a mente para obter uma vida mais plena e gratificante. O programa de terapia cognitiva baseada na atenção plena (MBCT) já foi testado e comprovado em testes clínicos em todo o mundo.






 E ai pessoal, qual dos livros chamaram a atenção de vocês? Deixem seus comentários. Xero!


Resenha #244 - Teatro Selena - Domnall September

E-book cedido pela editora

Título: Teatro Selena
Autor (a): Domnall September
Editora: Young Editorial
Páginas: 281
Nota: 4/5

Eu olhava para os rostos  deles e mal conseguia começar. Eu nunca tive medo de palco, muito menos, me importava em ser observada pelas pessoas. Porém, em se tratando de avaliações, eu era um tanto assustadiça.

Esse é o primeiro livro que resenho em parceria com a Young Editorial e estou muito feliz com essa minha primeira escolha. Assim que recebi o resultado de parceria, fui olhar o catálogo e quando vi essa capa fiquei completamente apaixonada... esse quê de obscuro e a expressão facial da mulher me deixou instigada, claro que assim que tive a oportunidade, o pedi para ler. 

Eu não sabia o que esperar, porque eu me apaixonei pela capa e decidi, quero ler para ontem e olha que boa parte das minhas compras de livros são feitas assim pelas capas - sou dessas - e sempre tive sorte de nunca me arrepender por ter feito isso.

Erika Isoni, tem uma doença no coração e vive nos hospitais. Desde muito nova sua vida é exatamente essa. Teve que largar escola, a possibilidade de fazer amigos e agora com seus 17 anos, se culpa de fazer com que a sua mãe não tivesse uma vida  isso vivia ardendo dentro dela. Mas ela não queria mais viver daquele jeito. Afinal já tinha dias que ela estava ali presa, sem saber como era a luz de fora. 

Então, resolveu fugir, passou alguns dias fazendo uma trança de lençóis e conseguiu sair pela janela sem que fosse percebida de fato. E entre uma caminhada de mais paradas do que de fato caminhada, ela viu o Teatro Selena, mas ele estava tão acabado pelo lado de fora e ela sempre teve vontade de trabalhar em um, e porque não entrar? Mal ela sabia o que poderia esperar por ela lá dentro.

-Teatro Selena... - Balbuciei lendo a placa que ostentava o nome do lugar. Estava bem claro que algum dia, no passado, tal estabelecimento fora próspero e luxuoso. Entretanto, agora as paredes continham marcas de queimado e a pintura estava descascada. O tapete vermelho onde ídolos devem ter caminhado triunfantes no passado agora não era mais que um pano velho e quase sem cor.

Erika  movida pela sua curiosidade e mesmo se sentindo fraca foi até lá e descobriu que estava tendo uma audição, ela poderia apresentar o que quisesse e da forma que quisesse, pois o teatro era seletivo e queria encontrar verdadeiros talentos. Erika cantou sua canção favorita, inicialmente não foi fácil, ela teve que fechar os olhos, pois estar de frente a juízes não era a mesma coisa que brincar em seu quarto.

Após isso e o medo de não saber como voltar, pois estava muito fraca, ela pensou que ninguém iria encontrá-la ali, ninguém sabia onde estava, mas de repente ela acorda com a voz de sua mãe brava brigando com ela e a chamando de irresponsável, depois em seguida, sua mãe beijou a sua testa e disse que ela havia acabado de sair da cirurgia, e que foi necessário. Aquilo foi muito estranho, mas ao mesmo passo que ela acreditava porque tinha um enorme ferimento costurado em seu peito, ela tinha certeza de que foi aquele teatro e não poderia ter sido apenas um sonho, poderia?

Mais tarde Erika descobriu de uma forma muito pesada de que sua audição naquele teatro não era um sonho, mas teve que pagar um preço alto para descobrir isso. Quando chegou ao teatro foi levada até o seu quarto, lá era bem organizado e dentro de alguns dias seria sua audição final. Logo de cara Erika percebeu que aquele não era um teatro qualquer. Ele era estranho e coisas bem estranhas e até sobrenaturais acontecia ali dentro, mas ela tinha que cumprir a sua parte no trato, pois era caso de vida ou morte! 

Até onde você iria por amor? Você esqueceria de sua vida para salvar a vida de uma outra pessoa? O que esconde nesse teatro? Que coisas estranhas podem acontecer ali dentro? Venham ao Teatro Selena e descubra por si mesmo.



Gente que leitura maravilhosa que fiz. O livro começa com um prólogo, para que possamos entender como Erika foi parar no teatro e porque ela teve que tomar a decisão - mesmo que sobre pressão - a voltar pra ele. Pelo que pude perceber, seria seu destino aparecer ali naquele dia. Erika inicialmente me pareceu muito bobinha e se deixou levar facilmente, mas uma coisa não devo tirar dela. Ela é determinada quando quer algo, mesmo com medo e mesmo se sentindo insegura. Foi uma protagonista que cresceu e muito durante toda a narrativa.

A escrita está bem desenvolvida, e a leitura é de fácil compreensão. Você é cercado de mistérios do inicio ao fim e nada parece o que é verdadeiramente dentro daquele teatro. Essa história foi bem feita, eu nunca tinha lido nada parecido, com este enredo. Fui completamente cativada pela narrativa e pelo desenvolvimento da ambientação, que é um outro mundo, parece outra dimensão, algo paralelo ao nosso mundo real. As coisas que acontecem lá dentro permanecem lá e você aprende as duras penas que a confiança deve ser movida com desconfiança também. 

Quando entendi o verdadeiro motivo do espetáculo, me senti surpreendida, porque não imaginava que pudesse ser aquilo. E quanto mais eu lia, mais eu ficava ansiosa para saber mais. Só que o livro não é único, então teremos uma continuação, acredito que seja um trilogia. O final me soou um pouco aberto, mas desta vez não fiquei frustrada com isso, porque teremos a sequência e torço para que continue na mesma vibe do primeiro livro.

Não posso falar da diagramação, porque li o livro em E-book, mas devo confessar que estou apaixonada por essa capa e quero o livro físico, porque a história me prendeu e eu não conseguia parar de ler. A revisão está ótima, não me lembro de ter encontrado algum erro. O espaçamento está bom, acredito que a fonte seja em tamanho médio. 

Quero dar os parabéns para a editora por acreditar em Domnall, porque a escrita foi ótima e o desenvolvimento maravilhoso, só posso dizer que essa história foi feita pra mim. Eu recomendo demais a leitura para quem gosta de um enredo misterioso e carregado de sobrenatural e magia. 


Espero que tenham curtido pessoal!!! Me digam o que acharam e se pretendem ler.
Desejo uma ótima semana a todo!!!
Xero!


Novidades Darkside: The Kiss of Deception e Menina Má...


The Kiss of Deception
Crônicas de Amor e Ódio
por Mary E. Pearson.



Eis-me aqui com mais duas novidades da Darkside, que sinceramente vai me causar uma completa falência, porque olha eles tem lançado um livro atrás do outro e me deixando doida para adquirir quase todos... e ai você vai fazer a soma e fica desesperada por ter que escolher... #vidacrueldeleitora.



Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas – menos para a protagonista dessahistória. Morrighan é um reino imerso em tradições, histórias e deveres, e a Primeira Filha da Casa Real, uma garota de 17 anos chamada Lia, decidiu fugir de um casamento arranjado que supostamente selaria a paz entre dois reinos através de uma aliança política. O jovem príncipe escolhido se vê então obrigado a atravessar o continente para encontrá-la a qualquer custo. Mas essa se torna também a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro?
Quando se vê refugiada em um pequeno vilarejo distante – o lugar perfeito para recomeçar – ela procura ser uma pessoa comum, se estabelecendo como garçonete, e escondendo sua vida de realeza.
O que Lia não sabe, ao conhecer dois misteriosos rapazes recém-chegados ao vilarejo, é que um deles é o príncipe que fora abandonado e está desesperadamente à sua procura, e o outro, um assassino frio e sedutor enviado para dar um fim à sua breve vida. Lia se encontrará perante traições e segredos que vão desvendar um novo mundo ao seu redor.



Mary E. Pearson é uma premiada escritora do sul da Califórnia, conhecida por seus outros sete livros juvenis — entre eles a série popular The Jenna Fox Chronicles. Mary é formada em artes pela Long Beach State University, e possui mestrado pela San Diego State University. Aventurou-se em trabalhar como artista por um tempo, até receber o maior desafio que a vida poderia lhe proporcionar: ser mãe. Adora longas caminhadas, cozinhar e viajar para novos destinos sempre que tem a oportunidade. Atualmente, é autora em tempo integral e mora em San Diego, junto com seu marido e seus dois cachorros. Saiba mais em marypearson.com.


*****


Agora vamos falar de mais um lançamento que me deixou de cabelos em pé... porque a capa embora com seus tons de rosa, me deixou completamente curiosa e o título, me deixou bem instigada. É a Darkside, sendo apenas a Darkside!!! Ah e o lançamento será em Maio!!!


Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quemvê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola? A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também.

Menina Má é um romance que influenciou não só a literatura como o cinema e a cultura pop. A crueldade escondida na inocência da pequena Rhoda Penmark serviria de inspiração para personagens clássicos do terror, como Damien, Chucky, Annabelle, Samara, de O Chamado, e o serial killer Dexter.



Publicado originalmente em 1954, Menina Má se transformou quase imediatamente em um estrondoso sucesso. Polêmico, violento, assustador eram alguns adjetivos comuns para descrever o último e mais conhecido romance de William March. Os críticos britânicos consideraram o livro “apavorantemente bom”. Ernest Hemingway se declarou um fã. Em menos de um ano, Menina Má ganharia uma montagem nos palcos da Broadway e, em 1956, uma adaptação ao cinema indicada a quatro prêmios Oscar, incluindo o de melhor atriz para a menina Patty McComarck, que interpretou Rhoda Penmark.


William March nasceu em uma família pobre no Alabama, em 1893. Alistou-se na Marinha e combateu na Primeira Guerra Mundial, tendo recebido condecorações dos governos norte-americano e francês. Largou a farda logo após o conflito, e os horrores do confronto lhe inspiraram a escrever seu primeiro romance, Company K. Publicou seis romances e quatro compilações de contos. Morreu em 1954, um mês após o lançamento do seu livro mais celebrado, Menina Má.
Redes Sociais:
Fanpage | Twitter | Youtube | Tumblr | Google + | Site | 

Espero que tenham curtido pessoal.... eu quero os dois logo!!!
Ótimo final de semana e uma boa páscoa a todos!!!


Tag #36 - Diferentona

Olá pessoal, tudo bem???
Chegou o final de semana e hoje é feriado, vou aproveitar para estudar, mas antes resolvi trazer para vocês uma tag super legal que vi no blog Mago e Vidro. Eu me diverti muito com as perguntas, são 10 no total e como amo tags com essa não poderia ser diferente!


1. Só eu que li? - Um livro que a maioria das pessoas desconhece, mas você leu.


Eu li este livro já faz um tempinho, mas foi uma leitura inicialmente complicada pelo seu teor poético, mas que no fim gostei muito! Não vejo falar muito dele por ai.

2. Só eu que não gostei? - Um livro aclamado, menos por você.


Li muitas resenhas positivas sobre este livro e principalmente pelo final dele. Entendi a mensagem que ele quis passar, mas sinceramente me senti frustrada, porque não encontrei todo aquele brilho que imaginei que fosse encontrar, mas a história é boa.

3. Só eu que vi apenas o filme? - Um livro que você quer muito ler, mas só assistiu ao filme.


Eu assisti o filme, pois não aguentei esperar até ler o livro e depois que eu assisti não vejo a hora de ler... eu amei o filme, achei cheio de ação, mas acredito que no livro tenha mais detalhes e eu não vejo a hora de pegá-lo para ler.

4. Só eu que não li nada dele(a)? - Um autor famoso de quem você nunca leu um livro.


Sim, parece bem vergonhoso, mas ainda não li nada do Stephen King. Eu só conheço suas histórias pelos filmes e séries que assisti, mas se dá para considerar, eu quero muito ler O Iluminado e Misery.

5. Só eu que gostei do malvado? - Um livro com um vilão (ou não-herói) pelo qual você torceu mais do que pelo mocinho.


Eu inicialmente gostei do Adam, mas depois o Warner conseguiu me fisgar e eu passei a torcer por ele. Na verdade ele não foi bem um vilão, mas inicialmente sim e olha que vilão mega charmoso, saudades desse personagem.

6. Só eu que acho que panela velha é que faz comida boa? - Um livro já desgastado, mas que você ama.


Meu segundo livro que comprei com meu salário, depois de alguns anos desempregada e que não tinha condições mesmo antes de comprar meus próprios livros.  Esse eu comprei em 2008 e está bem velhinho e eu o amo e não consigo me desfazer dele para comprar outro.

7. Só eu que leio nacionais? - Um autor nacional que você adora.


Eu amei essa trilogia, fiquei completamente apaixonada pela escrita da Pepper... e claro que depois que a conheci pessoalmente a minha admiração por essa mulher só aumentou... que energia!!! Que força de vida ela tem??? Ela é simplesmente contagiante.... e claro é uma de minhas queridas!!!

8. Só eu que amo clássicos? - Um livro clássico que você gostou.


Esse é o meu clássico preferido e quero muito reler, adoro esse livro, a história e o romance... foi um dos melhores que li e me apaixonei perdidamente e recomendo!

9. Só eu que li antes de virar filme? - Um livro que foi/vai ser adaptado para o cinema e você leu antes.


Eu adorei a história... gostei muito da escrita diferente das autoras e elas me conquistaram com a quadrilogia, porém a produção do filme não foi boa, esperava bem mais. Tudo bem que foi base, mas mesmo assim não souberam dirigir bem.

10. Só eu que odiei o (a) principal? - Personagem principal que você odiou.


Não odiei Cecília, mas eu não consegui me conectar com a personagem, achei ela bem sem graça e pouco desenvolvida.... era muito amor e uma inocência irreal.

Bom essas foram as minhas respostas, alguém já conhecia essa tag? Espero que tenham curtido e quais seriam as suas respostas?? Xero!



Resenha #243 - Abaixo da Superfície - A. Britto


Título: Abaixo da Superfície
Autora: A. Britto
Editora: Amazon - Clube dos Autores
Páginas: 408
Nota: 4/5

O frio a recebeu no momento em que saiu do hospital. Enrolou melhor o cachecol ao redor do pescoço, e então escondeu as mãos no grande bolso do sobretudo.

A autora me procurou com uma educação e gentileza muito linda e eu não consegui recusar, pois ela me procurou em uma época que eu havia decidido que não iria mais fazer parcerias para leitura, mas eu não resisti diante de tanta gentileza, mas o que me influenciou em aceitar foi a sinopse do livro. Um romance policial, e claro de cara já fiquei bem interessada.

Nesta história conhecemos Chloe, uma mãe solteira, que trabalha como enfermeira. Ela tem uma filha fofíssima de 8 anos e cuida dela com todo amor e carinho que ela pode demonstrar. A sua vida não foi nada fácil. Perdeu a mãe para o câncer e seu mundo caiu, porque ela era muito nova para cuidar de sua mãe. Esse amor maternal que teve de exemplo foi transferido para o amor incondicional que sente pela sua filha Amy. 

Só que não é só isso que atormenta a vida de Chloe. Infelizmente ela sofreu um atentado assim que saiu do hospital em que trabalha. Inicialmente ela achava que era um assalto, mas os caras demonstraram que queriam fazer outra coisa com ela. Ela foi espancada, porque resistiu e lutou para conseguir fugir, mas eles dois eram mais fortes e falavam o que iriam fazer com ela.

Ouviu um barulho atrás de si, e preferiu apressar os passos a olhar para trás e verificar do que se tratava. Viu de relance a sombra tomar forma humana há alguns metros dela, ao mesmo tempo em que o barulho tomava o distinto som de passos.

Depois de um tempo Aaron apareceu e conseguiu salvá-la dos caras, mas ela estava machucada e ele a levou para o hospital. Aaron desde que viu Chloe mesmo em perigo sentiu algo, ainda não sabia o quê exatamente devido aos acontecimentos, mas depois de tudo ter passado ele sentia aquela necessidade de estar por perto, de protegê-la e simplesmente não conseguiu se afastar.

Acabou que ambos descobriram que já eram velhos conhecidos e mesmo com tanto tempo que se passou, ele ainda se lembrava daquela garotinha ruiva que era a sua vizinha. Chloe, não entendia o porque que Aaron insistia em se aproximar, ela não queria esse tipo de aproximação com homem nenhum. Embora, eles tenham sido vizinhos quando era mais nova, muito tempo se passou e ela não sabia mais quem ele era, pois não passavam de desconhecidos

-Não se lembra de mim, não é? - ele perguntou mansamente.
-Não... - o estudou atentamente, mas sua mente confusa não ajudava muito. -Eu o conheço?
-Quando era uma criança. - ele disse, sorrindo, e estendeu a mão. -Aaron Mackenzie.
[...]-Aaron? - sorriu surpresa. -Meu Deus! O que faz aqui?

Alguns fatos aconteceram e Aaron conseguiu se aproximar de Chloe e conquistar a sua confiança aos poucos. Se viu apaixonado por ela e mesmo com o retorno de sua ex isso não o abalou de maneira nenhuma, ele queria ficar com ela e lutaria para que ela sentisse o mesmo por ele.

Em paralelo a isso, alguns assassinatos aconteciam em sua jurisdição, afinal ele era o chefe de polícia e tinha que descobrir esse crime que parecia muito com um serial killer. Alguns fatos e pistas surgiam, mas parecia que o assassino era bem meticuloso em suas ações, pois, apesar de ter pistas, o detetive, não conseguia encaixar as coisas, sempre faltava algo e ele estava quebrando a cabeça para descobrir, porque já tinha algumas mortes e ele precisava prender o assassino de qualquer jeito.

Eu gostei demais da história. Confesso que depois do inicio cheio de ação, fiquei meio cansada do fato de Aaron ir atrás de Chloe com a sua insistência, mas essa parte se fez necessária para o desenvolvimento da história, tirando isso tudo foi muito bem escrito. A autora conseguiu me surpreender com o desfecho e quando eu me lembro ainda fico de boca aberta. Claro que em alguns momentos da história eu cheguei a ter minhas desconfianças, mas a autora foi perspicaz e conseguiu me enganar direitinho rs.

Mas,  não foi simplesmente um desfecho qualquer, simplesmente ela transformou o final em algo frio e até doentio, que só um romance policial pode existir e apesar de ter sentido falta de um desenvolvimento maior na parte da investigação, eu gostei muito da história e para onde ela caminhou.

Não posso falar muito da diagramação do livro porque este eu li em PDF, onde a autora gentilmente o ofereceu para leitura. Apesar de ela ter me falado que o livro estava corrigido, ainda encontrei alguns erros de revisão, na verdade foi mais de digitação. Isso não atrapalhou a minha leitura, mas me incomodou um pouco.

Só posso dizer que aqui podemos encontrar, romance, amor, relação familiar, amizade, carinho, confiança, coragem, perdas e sim um pouco de drama. Encontramos um pouco de cenas quentes aqui, um pouco mais descritiva, mas nada exagerado demais, dá para ler sem problemas. Cada vez que leio um livro nacional, tenho a certeza de que nosso país tem muitos talentos, esperando por mais oportunidades e desejo muito sucesso a autora e gostaria de deixar meu agradecimento pela paciência da espera e por ter confiado ao meu blog a leitura do livro.

Aaron mexeu-se na cadeira massageando a nuca, tentando aliviar um pouco da tensão. Tinha fotos espalhadas por sua espaçosa mesa, e não era uma cena agradável, mesmo para alguém como ele, acostumado com todo o tipo de monstruosidade.

Espero que tenham curtido a história e deixem seus comentários, dizendo o que acharam e se pretendem ler. Xero no coração de todos!!!!

Promoção Dia Mundial do Livro!!


Olá.

Dia 23 de abril é o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor, então vinte blogs se reuniram para trazer essa promoção em que teremos cinco ganhadores de livros e mimos. Vamos conferir as regras e participar? ;)

Regras:
 * Você deve seguir todas as opções obrigatórias que tem no formulário, depois que seguir elas abrirá as opcionais. - Quem não cumprir qualquer das regras obrigatórias do kit será desclassificado.
* Será um ganhador por kit, se ganhar o primeiro e for sorteado novamente em outro será feito novo sorteio, assim a promoção terá 5 ganhadores.
* Os blog´s terão 60 dias para envio dos prêmios, não se responsabilizando por extravios do correio.

* Caso o livro retorne, pois não teve quem o recebesse no endereço enviado não será feito o reenvio.
* Os ganhadores serão contactados pelos e-mails que disponibilizarem no formulário e terão 96 horas para envio dos dados.
* A promoção começa dia 23/03/2016 e termina dia 23/04/2016.



Kit 1.
10 marcadores de páginas e livretos. - Mural dos Livros.
1 exemplar do livro Cidades de Papel do autor John Green. - Cantinho Cult.
1 exemplar do livro A garota que tinha medo do autor Bruno Melo. - Tô Pensando em Ler.
1 exemplar do livro Dez Coisas que Aprendi sobre o Amor publicado pela Editora Novo Conceito. - Doces Letras.

Kit 2.
1 Ecobag da Livraria Cultura e 10 marcadores de páginas. - Profissão: leitora.
1 exemplar do livro Destino Íntimo A Um Passo do Eu da autora Gisele Galindo. - Viajando pelas paginas.
1 exemplar do livro O primeiro último beijo publicado pela Editora Verus. - Por Uma Boa Leitura.
1 exemplar do livro Manual da Garota Geek. - Biblioteca Empoeirada.

Kit 3.
15 marcadores de páginas. - Aquela Epifania.
1 exemplar do livro Kings of cool do autor Don Winslow. - Ventos do Outono.
1 exemplar do livro Tropas estelares do autor Robert A. Heinlein. - Seja Cult.
1 exemplar do livro O Clã dos Magos. - Fábrica dos Convites.

Kit 4.
1 Kit de marcadores de páginas e folhetos. - O Meu Divã.
1 exemplar do livro Pó de Lua da autora Clarice Freire. - Tudo que Motiva.
1 exemplar do livro Marina do autor Carlos Ruiz Zafón e marcadores artesanais com logo do blog. - Mundo Literário.
1 exemplar do livro Corajosos do autor Randy Alcorn. - Peregrinos da Noite.
 



Kit 5.
1 Kit de marcadores de páginas. - Fantastic Books.
1 exemplar do livro Deslembrança da autora Cat Patrick e 20 marcadores de páginas. - Minhas Escrituras.
1 exemplar do livro Um Perfeito Cavalheiro da autora Júlia Quin. - Chalé Cult.
1 exemplar do livro Prometo Falhar do autor Pedro Chagas Freitas. - Amores e Livros.
 
a Rafflecopter giveaway

* Imagens meramente ilustrativas.
Boa Sorte!!

Resenha #242 - Golem e o Gênio - Helene Wecker

Livro adquirido pela resenhista


Título: Golem e o Gênio
Autora: Helene Wecker
Editora: Darkside
Páginas: 528
Formato: livro
Classificação: 5.0

Mesmo após ter terminado a leitura continuo encantada e apaixonada, ainda sou capaz de sentir o mistério no ar e creio que me sentirei assim sempre que olhá-lo. Mas o que ele possui de tão especial para causar esse efeito?


Será que foi a edição? Capa dura, trabalhada em tons escuros e detalhes em dourado, uma ilustração misteriosa de um portal e fogo, páginas grossas, leves e amareladas, as falas são representadas por aspas e não travessão como estamos acostumados. Acho que não pode ter sido apenas isso, pois encontrei em torno de sete erros (“sobra” quando o correto era sobre, “convidada” para personagem masculino, “cobrindo a mão com os olhos” ainda estou tentando entender como seria isso, foram alguns dos erros encontrados).


Então será que essa paixão toda é devido aos elogios a obra e a sinopse ?
O premiado romance de estreia de Helene Wecker é uma viagem fascinante através das culturas árabes e judaica e reúne mitologia popular, ficção histórica e fábula mágica com uma narrativa inventiva e inesquecível, escrita de maneira primorosa. 

Nem preciso dizer que concordo com todos os elogios feitos a obra!
Chava é uma golem, criatura feita de barro, trazida à vida por um estranho rabino envolvido com os estudos alquímicos da Cabala. Ahmad é um gênio, ser feito de fogo, nascido no deserto sírio, preso em uma antiga garrafa de cobre por um beduíno, séculos atrás. Atraídos pelo destino à parte mais pobre de uma Manhattan construída por imigrantes na virada do século XX, os dois se tornam improváveis companheiros de alma, desafiando suas naturezas opostas. Até a noite em que um terrível incidente os separa. 

A criatividade e o estudo feito para criar essa obra a tornaram boa, mas o que a torna magnífica é pelos detalhes e mistérios que a cercam. Um bom exemplo, é o segredo envolta do verdadeiro nome de Ahmad e a perda parcial de sua memória. Sugiro que conforme a leitura for avançando vocês vão anotando os mistérios que aparecem e suas respostas, vocês irão se surpreender quando chegar no final do livro e perceber que ... (só lendo ou pedindo spoiler para saber kkk).



Esse não de um livro de romance, é mais do que isso, ele nos traz de volta a beleza do amor, suas sutilezas, a descoberta de estar amando e de ser amado. Mas já aviso aos navegantes, o encontro do casal demora para acontecer, contudo, não se trata de enrolação e sim preparação de terreno, precisamos conhecer os personagens afundo para que o encontro e tudo que o sucede possa fazer sentido. Eu, particularmente, amei a cena, foi simplesmente perfeita, na verdade, toda a narrativa foi assim para mim... perfeita!

Mas você sabe o que é um golem?
“Uma pessoa feita de barro”, disse Rotfield, hesitante.
“Errado. É uma besta de carga. Um escravo corpulento e irracional. Golens são feitos para a proteção e a força bruta, não para os prazeres da cama. ”


Então, deixo a seguinte pergunta para vocês: Como Chava pode ser companheira de alma de alguém? Descubra isso e muito mais nessa leitura fantástica!!!


Para quem recomendo? Todos.

Para quem não recomendo: para quem não goste de leitura fantástica ou seres mitológicos e para quem não quer se apaixonar verdadeiramente por uma leitura.




Resenha #241 - País Imerso - Jéssica Anitelli & Allan Cutrim


Título: País Imerso
Autores: Jéssica Anitelle & Allan Cutrim
Editora: Amazon (Livro Independente)
Páginas: 285
Nota: 5/5

Mesmo sabendo da gravidade do que acontecia, não queria acreditar. Tudo ocorrera rápido demais, violento demais. Por onde corria, via sangue e corpos espalhados pelo chão. O odor enjoativo penetrava em suas narinas e fazia o estômago revirar, dando mil cambalhotas.

Esse livro foi indicação de uma amiga (Ana), e a autora Jéssica, gentilmente disponibilizou o livro em PDF para eu ler, o que me deixou feliz, porque eu já estava com muita vontade de ler o livro, desde o último evento que eu fui e ela junto do Allan, falaram sobre a premissa. Claro que por ser uma distopia nacional, o enredo me cativou quase que imediatamente. 

O livro é narrado em terceira pessoa, e focado na protagonista Aline, uma garota de 15 anos que já iria passar por uma seleção e descobrir no que iria trabalhar por todo o seu futuro. Nesse mundo pós apocalíptico, os militares eram os que comandavam e o maior sonho de boa parte dos jovens era entrar para este grupo e servir o seu país, combatendo os rebeldes que se opunham ao governo atual.

Tudo isso se deu após os militares começarem a entender que quando se tem menos acesso a informação, melhor para comandar o povo e fazê-los entender que somente assim poderiam ficar em paz... com a união da família e ponto. Após um vírus começar a trazer doenças para algumas pessoas, os militares conseguiram combatê-lo, mas a expectativa de vida diminuiu e as pessoas começaram a viver até os 40 anos, o porque disso, muita gente não sabe, mas depois que os militares trouxeram a cura, as pessoas passaram a confiar mais neles e acreditar em tudo que eles falavam.

Graças a sua mãe , Aline sabia que a circunferência azul com uma faixa ao centro e poucas estrelas pertencera à antiga bandeira do Brasil, que na época  tinha mais duas cores:  verde e o amarelo. No entanto, agora o símbolo era apenas a circunferência azul - exatamente igual à cor das roupas dos militares - com a faixa branca. Não havia nada escrito ali, até porque a população não sabia ler.

Mas, tinha os rebeldes, eles sabiam que tudo isso não era verdade e que tinha muita mentira sendo encobrida e muito deles conseguiram se infiltrar na cidade e alguns entre os militares, para poder descobrir todos os podres e libertarem o povo dessa opressão e falta de conhecimento.

As escolas foram fechadas e eles não sabiam ler e nem escrever e muitos já tinham se convencido que esse era o melhor caminho e viviam bem com isso, quer dizer, nem todos. Aline, é uma rebelde, ainda que não saiba bem para que propósito ela precisa entrar no serviço militar. Ela é alfabetizada e tem um grande conhecimento, porém isso tem que estar guardado a sete chaves e qualquer desconfiança pode ser fatal. 

Os rebeldes são considerados verdadeiros criminosos, então ela tem que conviver com este fato e tomar cuidado para não ser descoberta, mas isso é muito difícil, pois mesmo com seus 15 anos, Aline parece ser muito mais madura e tem que tomar atitudes que ela não aceita, para que não seja descoberta.

Aqui temos um enredo que parece ser bem clichê, porque a distopia é basicamente isso, mas a história em si é mais complexa e me arrematou e qualquer coisa que eu venha a dizer a mais pode se transformar em spoiler ou quebrar um pouco do encanto da história. Eu falo que essa distopia nacional, é mais uma prova do autores maravilhosos que temos em nosso país. Eu amei tudo que li e me vi presa em um enredo que eu não queria sair.

Eu compartilhei das emoções e da falta dela que Aline teve que demonstrar. Guardar um segredo desses e ainda agir como se não tivesse conhecimento, foi um dos fatos mais difíceis que ela teve que fazer. E olha que aprendi a gostar dela e aceitar alguma de suas atitudes e sofrer com algumas decisões que ela teve que tomar. Fora algumas perdas que tive que sentir, embora eu não estivesse tão conectada assim com o personagem.

Já posso dizer que aqui temos uma boa ambientação  e uma trabalho incrível de desenvolvimento dos personagens... é possível sentir a maneira como cada um age e sentir até seus medos e aflições... seus atos de coragem e até manifestações infantis que muito raramente a gente vê, porque o fato da expectativa de vida seja muito baixa, eles tem que crescer muito rapidamente, assumindo papéis importantes que se fosse de outra maneira, seria assumida acima de 18 anos e olhe lá.

Eu poderia falar de mais personagens, mas prefiro que descubram lendo o livro. Aqui tivemos muita ação, confiança e a falta dela, relação familiar, segredos, mistérios, descobertas importantes e uma história maravilhosa que pode ser lida várias vezes e você não enjoa, de maneira nenhuma, sempre vai querer mais.



Não posso falar muito da diagramação, porque li em PDF, mas a capa se permanecer a mesma retrata perfeitamente bem o que a história quer dizer e mostrar. Não encontrei erros de revisão, se teve não percebi. Os capítulos são curtos e a leitura flui de uma maneira que quando você percebe a história chegou ao fim, mas que você quer mais. Segundo a Jéssica, ela disse que o livro dois está praticamente pronto e eu fiquei super feliz, porque mesmo que a leitura não tenha deixado pontas soltas, o final teve um bom gancho para a continuação e digo que vale muito a pena se aventurar nessa distopia nacional, foi uma grata surpresa e um enorme orgulho fazer parte desse conhecimento. 

Espero que uma editora que se preze, não perca a oportunidade de trazer essa história para o livro físico, tenho certeza que essa é uma aposta certeira para o sucesso. Quero deixar meu agradecimento para a Jéssica e o Allan, vocês construíram uma história incrível e confesso que não percebi nenhuma diferença na escrita de duas pessoas, parabéns!!! Torço imensamente pelo sucesso de vocês.

Todavia, a mente de Aline não estava ali, e sim no rebelde que fora morto. Nunca tinha visto a ação de alguns deles. Queria entender o motivo da invasão ao posto de vacinação.

Esse livro faz parte do Desafio Literário 2016 - item 12 - Um livro nacional. 
Espero que tenham gostado e procurem o livro na Amazon, a leitura é ótima!
Xero!


Especial de Páscoa Darkside: Donnie Darko - Richard Kelly

Olá... pessoal, tudo bem??? 
Páscoa chegando e claro que a Darkside não poderia deixar de trazer um presentinho especial para os leitores.... eu fiquei curiosa e ao mesmo tempo com um certo medinho pela capa, mas como adoro essa temática, esse medinho logo se transformou em um grande interesse, vamos saber mais??


A história de Donnie Darko é fácil de resumir – e talvez por isso mesmo ele tenha se transformado no filme preferido de tanta gente mundo afora: um adolescente problemático, com sintomas de esquizofrenia e sonambulismo, escapa da morte quando uma turbina de avião cai no seu quarto. Ele passa a ter visões com Frank, o humano numa estúpida roupa de coelho, ou seria o contrário?
Enquanto espera pelo fim do mundo (contagem regressiva em 28:06:42:12), e pelo Dia das Bruxas, Donnie enfrenta conflitos que todos nós já experimentamos em algum momento da vida: professores autoritários, a descoberta de uma paixão, hormônios à flor da pele, diálogos reticentes entre pais e filhos, a eterna busca pelo sentido da vida – se é que ele pode mesmo ser encontrado.






Você ainda não viu esse filme. Mesmo que seja fã de carteirinha, e já tenha assistido a Donnie Darko mais de uma vez - ou dez, ou quinze, quem está contando? Pois a versão que a DarkSide Books está lançando na Páscoa de 2016 é inédita. Pela primeira vez no Brasil, você poderá entrar de cabeça no universo paralelo de Frank, Donnie e seu criador.

Não se trata de uma adaptação do longa-metragem de 2001, e muito menos de um romance que poderia ter inspirado o cineasta Richard Kelly. Donnie Darko, o livro, apresenta na íntegra o roteiro original. A primeira materialização da história, sua chance de conhecer a visão original dessa intrigante obra-prima.

Kelly escreveu Donnie Darko muito antes de conseguir ordenar luzes, câmera, ação. E mesmo sem atores, figurinos e efeitos especiais, Donnie já estava lá, angustiado com o fim do mundo anunciado por um arauto vestido de coelho. Um detalhe interessante: boa parte da trilha sonora já estava lá, no roteiro. As canções escolhidas pelo cineasta – de bandas como Tears For Fears, Echo and the Bunnymen e INXS – ajudam a costurar a narrativa, como numa ópera pop do final dos anos 1980, período em que se passa a história.



Outra curiosidade: assim como em Os Goonies (outro sucesso do cinema que virou livro pela DarkSide Books), a trama de Donnie Darko se passa às vésperas do Dia das Bruxas, data do aniversário da editora. Quem mais poderia lançar livros assim?

Além do roteiro original, Donnie Darko, o livro surpreende pelo conteúdo extra. A começar pelo prefácio exclusivo, assinado por Jake Gyllenhaal. O astro de sucessos como Zodíaco, Soldado Anônimo, Príncipe da Pérsia e O Segredo de Brokeback Mountain, que lhe rendeu uma indicação ao Oscar, até hoje é parado nas ruas por admiradores que querem saber sua opinião sobre o que realmente Richard Kelly quis contar em seu filme de estreia.

E se você também está curioso, por que não ler o que o próprio diretor e roteirista tem a dizer sobre Donnie Darko, Gretchen, Frank e companhia? Kelly concede uma robusta entrevista sobre todo seu processo de criação. Uma verdadeira aula sobre o amor ao cinema e as armadilhas da indústria do entretenimento.

Para ficar ainda mais completa, a Limited Edition da DarkSide Books – em capa dura, marcador exclusivo e aquela qualidade que qualquer leitor exigente sente gosto de exibir na estante de casa – traz uma surpresinha a mais: A Filosofia da Viagem no Tempo. Isso mesmo, uma reprodução de trechos do livro escrito por Roberta Sparrow, a Vovó Morte do filme. É o livro que Donnie lê para tentar desvendar o que está acontecendo no mundo ao seu redor. Agora você tem a mesma oportunidade. Quem sabe não encontre finalmente as respostas que tanto procurava?



Tempo e espaço são relativos. Prepare-se para saltar de volta à uma época mágica. Antigos fãs e novas gerações podem se conectar mais uma vez com Donnie Darko, dessa vez nas páginas da DarkSide Books. Boa viagem.

Richard Kelly

É filho de um físico da nasa e de uma professora de língua inglesa. Estimulado pelos pais, estudou literatura e artes plásticas desde cedo, e ganhou uma bolsa na faculdade de cinema da usc, na Califórnia. Aos 25 anos, dirigiu seu primeiro longa-metragem, o fenômeno Donnie Darko, considerado pela revista Empire o segundo melhor filme independente de todos os tempos, perdendo apenas para Cães de Aluguel, de Quentin Tarantino. Em 2009, dirigiu Cameron Diaz em A Caixa (2009), longa inspirado num episódio clássico de Além da Imaginação.

Redes Sociais:
Fanpage | Twitter | Youtube | Tumblr | Google + | Site |

E ai pessoal, gostaram? Depois de ler tudo isso, confesso, fui fisgada e já quero!!!!
Desejo a todos uma excelente semana!!!
Xero!