Maratona Literária 2016 - Minhas Escrituras.



Olá pessoal, tudo bem??
Bom tenho visto muitas maratonas por ai, uma bem legais e outras nem tanto. 
Como sou meia preguiçosa, resolvi criar a minha própria maratona espero conseguir cumprir rs.
Claro que não é das melhores, mas achei super legal fazer e quem quiser participar, sinta-se convidado (a).

Regras:
*Cumprir as leituras do livro de acordo com o que pede a cada mês;
*Quando resenhar o livro, citar que ele é participante da maratona literária 2016 do Minhas Escrituras;
*Não repetir os livros dos meses anteriores;

Vamos as indicações mensais:

Janeiro:
*Ler um livro  que finaliza uma série ou trilogia.

Fevereiro:
*Ler um livro nacional.

Março:
*Reler uma trilogia ou ler uma trilogia durante o mês.

Abril:
*Ler um livro de suspense.

Maio:
*Ler um livro escrito por uma mulher.

Junho:
*Ler um livro de romance.

Julho:
*Ler um livro de ficção científica.

Agosto: 
*Ler um livro escrito por um homem.

Setembro:
*Ler um livro que dá inicio a uma série ou trilogia.

Outubro:
*Ler um livro que fuja de sua zona de conforto.

Novembro:
*Ler um livro com drama.

Dezembro:
*Ler um livro de distopia.

Bom galera é isso. Eu criei essa maratona porque vi a minha necessidade dos livros que tenho em minha estante e eu quero poder ler o máximo que eu puder deles, claro que os novos e sequências serão bem vindos, mas quero poder me dedicar mais aos livros mais antigos aqui e releituras que quero fazer.

Desejo a todos uma ótima passagem de ano... que seus desejos sejam concretizados no ano de 2016 e que estejam mais próximos de seus familiares e distribuindo muito amor para os seus e ao seu próximo!!! Xero no coração de todos!!!!

Cobertura do 21° Fest Comix (julho/2015) - Parte 2

Oi, Pessoal!

Em primeiro lugar, peço desculpas pela demora em postar a segunda parte desse evento, pois só agora consegui sentar em frente ao computador e me concentrar para escrever.


 Do dia 17 a 19 de julho ocorreu o 21° Fest Comix, e o Minhas Escrituras foi conferir o que rolou. 'Bora saber o que mais aconteceu no sábado 18/07/2015?

Na segunda parte da cobertura desse evento maravilhoso vou falar um pouco sobre os cosplayers que encontramos por lá, sobre algumas palestras, exposições e o contato com alguns autores. Mas antes disso, que tal relembrar o que aconteceu na primeira parte desse evento clicando neste link: 21º Fest Comix - Parte 1?

Exposição Expo Cafa (17 a 19/07/2015)  

Teve mais de 25 fotos de autorias diversas, nas quais cada um mostrava o seu hobby de Colecionismo de uma forma inusitada, além de workshops com dicas de fotografia com as figuras de ação, que o grupo Cafaidaia realizou durante o dia no local.



Expo Grandes Mestres: Jayme Cortez (17 a 19/07/2015)

Em memória ao artista português Jayme Cortez, contando com réplicas e originais.




Cosplay

Se você é uma dessas pessoas que pensam que se vestir como um  personagem é coisa de criança, você está completamente certo! Pois "ser criança" não é definido pela nossa idade, e sim pela forma como vemos e vivemos nossas vidas; podemos ser eternamente felizes enquanto nossa criança interior não morrer!

Cosplay "Flash"
Cosplay "Pirata"
















Há algumas pessoas que são cosplayers por diversão e outras levam muito a sério! É por isso que nesse evento não poderia faltar um concurso dos melhores cosplayers divididos em sete categorias com prêmios em vale-compras:

Cosplay "Os Incríveis"
  • Apresentação Ocidental 
  • Apresentação Oriental    
  • Melhor Traje
  • Cós Simpatia
  • Destaque Cosplay
  • Mais Cômico
  • Melhor Dupla







Cosplay "Deadpool"
   
Quinn Cosplay como "Mulher-Gavião"




Smoke X como "Coringa"

Palestra sobre Maquiagem Cosplay
...Além de palestras para quem já mergulhou nesse mundo do Cosplay ou para quem está tomando coragem para se aventurar, como:
  • Maquiagem Cosplay
  • Peruca falsa, explicação e aplicação
  • Vilões sombrios do Batman
  • Fotografia e Pós-Produção
  • A importância do Play no Cosplay
  • Magia do Cosplay
  • E mesa redonda sobre Cosmake (roupas e acessórios)






Autores


Foi incrível a quantidade de artistas que encontramos no evento...

Carlos Ruas (Um sábado qualquer)
...E que surpresa encontrar um artista que admiro MUITO! Rafael Koff e o Pedro Leite são os autores das Tirinhas do Zodíaco, todo fã de Cavaleiros do Zodíaco precisa ver essas tirinhas!

Pedro Leite (Tirinhas do Zodíaco)
Selo Red Door HQs
Lugui Dubiela (Reboot Synthetica)

Obras: Terapia e São Paulo dos Mortos

Obra: Giboia
Editora Quadrinhópole













Fabio Valle



Pôsteres produzidos por Fabio Valle












Guigo Teixeira (A Vida da Gente)


Uma CoisaA Vida da Gente










Guilherme Solari

Segundo o jornalista e escritor Guilherme Solari, autor d'As Crônicas do Cascavel, a organização do evento é receptiva com os artistas independentes:
Minhas Escrituras: Como um artista independente expõe seu trabalho na Fest Comix? É muito difícil?
Guilherme Solari: Não, na verdade é super tranquilo: você se inscreve pelo site e fala sobre seus trabalhos.


Bate-papo com Germana Viana, autora de Lizzie Bordello e as Piratas do Espaço, indicada ao troféu HQ Mix como Desenhista Revelação e Álbum Gráfico de Humor.

Germana Viana
Minhas Escrituras (ME): Como você começou sua carreira?
Germana Viana (GV): Enquanto fazia trabalhos como desenhista e agenciadora, comecei a montar partes da minha futura revista e comecei a apresentar às editoras.
ME: Como foi ser indicada para duas categorias do HQ Mix?
GV: Recebi a notícia enquanto andava de bicicleta, fiquei muito feliz.
ME: Como foi o contato com a Editora Jambô?
GV: Meu esposo já trabalhava na editora na época e fiquei meio sem graça de apresentar o trabalho para eles. Levei até uma bronca por não ter levado logo de cara, pois a Jambô queria criar um selo de quadrinhos.


Pessoal, gostaram? Deixem seus comentários, se vocês já foram nesse tipo de evento, o que acharam ou se ficaram com vontade de ir.



Resenha #211 - Mistério de Elêusis - Márcio Sidney


Título: Mistério de Elêusis
O Mestre do Crime
Autor: Márcio Sidney
Editora: Novo Século
Talentos da Literatura Brasileira
Páginas: 445
Nota: 3/5

-Precisamos da confiança de nossos clientes para recuperar o que perdemos. Se essa informação vazar, de fato teremos um prejuízo que não pode ser compensado nem mesmo com a recuperação do que os ladrões roubaram - concluiu Gonçalves. 

Mais uma resenha mega difícil de escrever, fiquei ensaiando por um bom tempo para escrevê-la e acho que a escrevi umas três vezes e depois passei a limpo e aqui está.

Nesse livro já começamos com ação. Um banco foi roubado, mas não foi um roubo simples. Um roubo qualquer. Os ladrões foram extremamente habilidosos. Eles surpreenderam o dono do banco que ainda não conseguiu se recuperar. Não foi pela perda, mas pelo fato como o roubo aconteceu. Eles foram enganados. Todos os sistemas de seguranças foram driblados e ele simplesmente perdeu essa jogada e o pior de tudo foi que o ladrões avisaram o que iriam roubar e quando isso iria acontecer e mesmo com todos os preparativos, todos os sistemas de seguranças competentes não foram suficientes.

Roubos como esses estavam acontecendo de uma maneira quase frequente. E isso estava deixando algumas empresas de sistema de segurança de cabelos em pé. A tecnologia com que esses ladrões trabalhavam eram fascinantes, mas as pessoas que recebia o ataque de roubos ficavam atordoadas com a forma como tudo acontecia. 

Ninguém sabia quem eles eram, como surgiram, como apareciam, mas ao mesmo tempo desapareciam. Como eles conseguiam roubar sem grandes danos e pior como eles teriam a ousadia em dizer quando o roubo aconteceria, como se fossem marcar uma data de ida ao médico. 

-Esses ladrões não são comuns, não posso imaginar um ser humano no mundo que tenha frieza para anunciar e executar um plano desses, sem contar a inteligência.

Caramba eu fiquei impressionada com a minuciosidade como tudo foi descrito e como os roubos foram contados de forma detalhada, deixando os donos dos locais assaltados loucos e sem entender completamente nada, porque todos procuravam uma maneira de explicar o ocorrido, mas eles não conseguiam chegar em lugar algum. Mesmo com todo o sistema de segurança caríssimo que eles tinham, não conseguiram impedir e claro que um dos mais prejudicados e o que se sentiu mais lesado com tudo o Otavius, ele queria mais que tudo pegar esses caras e faria qualquer coisa para conseguir.

Me permito falar dele, porque não percebi um protagonista na trama, percebi que todos os personagens mais falados tinham as suas participações especiais, mas olhando para o conteúdo do livro posso falar de Otavius sem soltar spoiler dos demais. Otavius foi um dos empresários que tinha uma empresa de segurança e por obra do destino ou não, foi um dos mais prejudicados com o burlamento dos ladrões. Com isso ele terminou vendendo a sua empresa para um magnata novo no ramos e ficou sócio dele, assim ele não perderia totalmente o seu negócio e ainda trabalharia com o que ele gostava, mas ele queria mais que tudo descobrir quem eram esses ladrões e entregá-los a polícia.

O livro é divido em três partes. A primeira parte se fala dos roubos. A segunda parte de como eles acontecem e a terceira o desfecho. 

Eu curti muito a leitura, principalmente a primeira parte. Me vi louca com os roubos, queria descobrir como eles aconteciam assim como os donos das empresas. Eu achei a forma que Márcio desenvolveu a história rica em detalhes que fiquei bem presa durante toda a leitura dessa primeira parte. Infelizmente a segunda parte não funcionou pra mim. Senti que os maiores detalhes foram desnecessários. Sim ele queria explicar como tudo aconteceu e o porque, mas achei que algumas descrições poderiam ter sido cortadas, assim não ficaria tão maçante a leitura. Dessa parte dois confesso que demorei mais para ler e me senti cansada em algumas passagens, mas não que a leitura foi ruim, mas queria que essa parte fosse mais ativa e produtiva, mas comigo não funcionou bem assim, mas pode funcionar pra você leitor, então eu o instigo a ler para tirar suas próprias conclusões.



A diagramação do livro é boa, mas achei o livro bem pesado, acredito que foi pela escolha do tipo de folha. Gostei muito da capa. Não me lembro de ter encontrado erros de revisão. Achei legal a divisão das partes para melhor entendimento do leitor. O livro é narrado em terceira pessoa e isso dá uma dimensão maior para entender o que acontece  além dos roubos e além do desfecho, assim você não se perde e nem se sente tão confuso.

Recomendo sim a leitura do livro, principalmente para quem curte histórias de crimes com sua forma mais detalhada e cheia de mistérios. Aqui não encontramos romance, mas sim a arte do crime de sua forma nua e crua. Encontramos o poder da ambição das pessoas e de sua genialidade. Falamos do quanto uma pessoa esperta pode chegar longe. Aqui falamos do verdadeiro mestre do crime e eu amei descobrir como.

-Desde que consigamos capturar os ladrões estou disposto a firmar amigavelmente uma aliança neste caso peculiar.
-Desse modo, estou de acordo. No entanto, espero que esses ladrões valham tudo isso para a sua captura. Detestaria ser extravagante em um caso simples.
-Eu lhe asseguro que eles valem todo o preço da caçada. E "simples"? É tudo que eu te garanto que esses ladrões não são.

Xero no coração de todos!!

Suas Escrituras... Bruno Rodrigues... Assim...

Olá... pessoal, tudo bem??
Hum faltam poucos dias para o ano de 2015 encerrar e claro que não poderia faltar mais um texto lindo aqui na coluna Suas Escrituras.
Encontrei esse texto por intermédio de uma amiga e gostei tanto que quis trazer para vocês conhecerem também.

Imagem retirada do google.

Assim
Por: Bruno Rodrigues

Assim...

No final de um dia agitado, com o belo cenário da praia de Botafogo ao fundo, ela surgiu, com o cabelo de lado e um sorriso largo, sincero. Aproximei-me e fiquei encantado. Não hesitei, arrisquei algumas palavras. Ela, simpática, correspondeu. Tão raro sentir esta sinergia, freqüência de alma, a tal da química nos primeiros segundos de conversa... 

Diria que isto ocorre duas ou três vezes na vida! Percebendo a sintonia na freqüência, fiquei ansioso por saber mais, descobrir o que ela pensava, o que fazia, posição política, quem era, seus segredos. Acautelei-me... que loucura, eu só a conheço a dois minutos. "Qual o seu nome?", eu perguntei ... 

Nome é apenas substantivo próprio, todos têm. O dela? Clara... 

Assim começou a loucura! O universo conspirou a nosso favor, e como num quebra cabeça tudo se encaixou! Mesmo voo, mesmo sobrenome, mesma frequência, mesma vontade, e pensamentos que se encaixam! Cada detalhe mostrando que não seria mais uma aventura, mais uma paquera, algo a ser esquecido... era especial. 

Passeamos de mãos dadas, tomamos coco gelado para matar a sede, vimos o pôr do sol juntos, desvendamos novos lugares, rimos juntos, um do outro, nos perdemos, nos encontramos, nos beijamos. Fotos de casal, falamos sobre a vida, religião, família, política, economia, macro economia, novela, big brother, sobre nada, silenciamos... 

Vivemos em um dia, mais que alguns casais em anos! Tentei tratá-la como rainha, devo ter falhando em alguns momentos... plebeu não conhece as etiquetas de um castelo! 

Aceitei o fato de estar ficando louco, de estar precipitando as coisas... logo eu, um cara "pés no chão". 

Ponderei a possibilidade de ser ressonância, possibilidade de ressuscitar sentimentos esquecidos, pensei, pensei... deixei de pensar e aceitei. Foi ali, no morro da Urca, com aviões passando em cima de nós, coração com coração, testa com testa, conduzindo e sendo conduzido, criando planos para o futuro, que fui parar num lugar, do qual não tenho pressa de sair. 

Assim...

Ah eu simplesmente amei esse texto, ele foi tão simples, mas intenso e carregado de sentimentos. Na verdade é um pequeno conto, que fala de muito sentimentos e suas contradições, eu curti cada linha, sou uma romântica assumida e esse conto me preencheu o coração, eu tinha que trazê-lo para vocês.

Se você tem um texto, poesia, frases inspiradoras de sua autoria e queira dividir com o blog e os demais leitores, podem me enviar um e-mail, que irei postar com os devidos créditos. E-mail: diana.canaverde30@gmail.com. Assunto: Suas Escrituras.

Deixem seus comentários sobre o que acharam que eu vou adorar saber e com certeza o Bruno também!!! Xero no coração!!!



Favoritos de 2015!!!

Olá... pessoal, tudo bem??
Hoje eu venho com uma postagem bem especial!
Embora falte apenas 5 dias para o final deste ano, já posso falar de meus favoritos!!!
Este ano tive poucas leituras, mas posso dizer que aproveitei cada segundo delas, também o aumento de carga horária de trabalho e faculdade, fizeram com que meu tempo para leitura diminuísse consideravelmente, mas estou feliz com o resultado, porque cada leitura foi única.
Vou citar os livros favoritos por ordem de leitura.


Li esse livro com expectativas altíssimas e elas foram alcançadas... terminei a leitura aos suspiros pelo Warner e admirando Juliette. Sim foi uma trilogia bem fechada, como todas as perguntas respondidas e sim se a autora quisesse conseguiria criar mais histórias para este enredo.


Ah como não amar esse livro maravilhoso, com uma história bem construída, personagens bem desenvolvidos e um enredo viciante. Foi a leitura deste livro. Hoover me ganhou na leitura dele e sim eu amei... e sim eu favoritei, não podia fazer diferente.


Esse livro foi maravilhoso!!!! Li ainda com essa capa. Fiquei sem respirar em várias situações... Pepper conseguiu me ganhar desde o primeiro livro da trilogia. Todos eu li em e-book, mas quero realizar a releitura dos três livros, porque ter os livros físicos em minhas mãos e todos autografados é meu maior desejo, porque a autora não só me encantou com a história e um mundo completamente novo e original, ela como pessoa tem uma energia tão positiva que nos traz uma felicidade intensa.


Eu adorei a leitura deste livro e o desenvolvimento dado por Bianca... é um das melhores trilogias com romance policial nacional, fala sério, ela me ganhou. Só falta ler Sabores Mortais e não vai demorar.


Ai meus deuses, esse livro foi uma enorme surpresa. Eu tinha muita vontade de ler, mas não tinha a menor ideia do que esperar, então quando comecei a ler, simplesmente não conseguia parar. Nossa pensa numa ficção científica misturada com distopia que fez um conjunto surpreendente, foi esse livro. Indico, mais que indico!


Eu amei o primeiro e com esse segundo não foi diferente, eu me senti presa a trama, ao desenvolvimento e crescimento dos personagens que é como se eu estivesse lá. Muitas perguntas foram respondidas aqui e muitas coisas foram reveladas, me senti sufocada e completamente angustiada em vários momentos. Recomendo demais!!!


Ah esse romance histórico maravilhoso e melhor nacional. A querida Babi foi genial nessa escrita, no desenvolvimento da trama e dos personagens. Ela tem o dom de construir personagens que simplesmente ficam em nossa mente mesmo depois da leitura do livro. Eu amei a história do inicio ao fim. 


Sim e porque não? Mesmo que este livro tenha sido a mesma história, mas sob o ponto de vista de Holder, teve sim seu diferencial e eu amei a forma como a história foi vista pelos seus olhos. Não deu outra, amei e me emocionei mais uma vez.


Nossa esse livro foi muito louco. Eu sabia que a história iria ser bem incomum e ela foi completamente densa e intensa. Fiquei confusa em algumas partes, mas depois que me acostumei com os pensamentos da personagem, consegui entrar melhor na história, resultado: super amei!

Então leitores, conte-me: quais foram os seus favoritos de 2015? Algum desses?? Xero!!!


Resenha #210 - Mestres do Oriente - Hirashi Ohta

Olá a todos! Hoje trago uma obra que me surpreendeu muito por todo o conteúdo bacana, espero que tudo o que vocês lerem aqui possa instigá-los a conhecer essa obra, seja de uma forma ou de outra.
Título: Mestres do Oriente - Histórias de Ética e Sabedoria em mangá
Autor: Hirashi Ohta
Editora: Satry
Páginas: 144
Formato: Mangá
Classificação: 4.5
Sinopse:
Obra adquirida pela resenhista
O Mangá Mestres do Oriente revela histórias baseadas em fatos reais que contribuíram para cultivar valores fundamentais no povo japonês. São boas sementes que continuam dando frutos ainda hoje, como se viu em Fukushima.
[...] Apesar de os personagens principais de várias histórias do mangá serem damios (lordes ou senhores feudais) que participaram de combates sangrentos, eles deram uma contribuição positiva importante - e deixaram um legado. Não de guerra. Por incrível que pareça, apesar de guerreiros, cultivaram formas de viver em harmonia e serenidade.
[...] Mais do que discorrer sobre tratados filosóficos, o mangá revela exemplos práticos. Atitudes. No total, são dez histórias para nos inspirar. Cada uma delas retrata um ensinamento aprendido diante de um momento de crise. Porque é nas horas difíceis que os heróis, mestres e sábios se manifestam - ou despertam dentro de cada um de nós.

Você aprenderá a importância da confiança, de reconhecer os erros, do valor da recompensa ao esforço, de valorizar as ações do outro, de ouvir, de seguir seus princípios, da paciência, do ganho mútuo e vai entender que aprender vai muito além de uma educação formal, o aprendizado deve ser diário.

Não encontrei erros no texto, os desenhos bem feitos e acompanham bem o roteiro. O único porém foi que as histórias são muito rápidas. Por isso, resolvi que futuramente irei ler a obra completa, pois esse mangá foi baseado no best-seller Kokoro no Michi (A Bagagem dos Viajantes: Histórias de Ética e Sabedoria), de Koichi Kimura.

Sinopse de A Bagagem dos Viajantes: Histórias de Ética e Sabedoria
Este livro é um guia de viagem. Cada página é uma placa, uma pousada, sombra de árvore. Mais que autor, Koichi Kimura é um rastreador de olhar único e múltiplo, compilando histórias samurais, provérbios, biografias, fábulas ocidentais e orientais. Onde se enxerga empreendedorismo, Kimura vê exemplo de recomeço; na carreira vitoriosa de um político, lição de humildade na oportunidade de vingança, a chance de estender a mão. No final, um sermão do Buda funciona como bússola, norteando o leitor na direção do objetivo da vida e dando-lhe a determinação necessária para seguir adiante, mesmo quando as dificuldades são tais que a rendição parece a melhor saída. Os ancestrais desbravaram esta trilha, então escura e misteriosa. A cada geração, novos passos e tropeços. Que as narrativas desta obra sejam uma fogueira em noite fria, um regato para saciar a sede neste longo caminho com destino ao eu.
Mangá de Hirashi Ohta

Sobre o autor - Hirashi Ohta: nasceu na província de Shimane, Japão, em 1970. Graduou-se pelo departamento de Biologia Molecular da Universidade de Nagoya e formou-se na Escola de Animação Yoyogi.
Entre seus trabalhos, destaca-se A História de Buda em mangá, já lançada no Brasil pela Editora Satry.

O que tem de mais interessante nessa obra é que não se fala em religião, pois hoje é tão comum ver a ética entrelaçada com a religião. E isso não ocorre aqui, é ética por ser algo lógico para eles, para ser uma pessoa melhor, mudar a si mesmo antes de mudar o outro.

Também não é autoajuda! É aprender pelo exemplo e verificar a validade dos ensinamentos ao colocá-los em prática no seu dia a dia.

Ps. Não falei muito sobre as histórias, não é? Bem, como são histórias curtas e de personagens diferentes, não há muito a se dizer sem estragar a surpresa. Contudo, afirmo o quanto foi prazeroso ler cada uma delas e como o gostinho de 'quero mais' foi forte.

Para quem recomendo? Para quem ama a cultura e a história do Japão, para praticantes de artes marciais, executivos que querem aplicar os conhecimentos antigos para liderar suas equipes e mudar a visão e cultura do ambiente corporativo, tendo assim, relações mais éticas e um ambiente mais harmônico.

Para quem não recomendo? Ninguém, pois se você não gosta de mangá, você tem a opção de ler o livro.

 Pessoal, o que acharam da resenha? Já leram essa obra? Adoro saber a opinião de vocês.

Tag #34 - Esse ou Esse???


Olá... pessoal, tudo bem??
Eu estou maravilhosamente bem!!! Ainda mais porque fui indicada em uma tag super legal pela minha querida amiga blogueira Ana, do blog Livros de Elite.
Quem acompanha o blog sabe o quanto gosto de responder tags e estava pensando em que postagem fazer, e pensei porque não responder uma tag? Já que faz um tempão que não respondo nenhuma!!!


Regrinhas básicas:

• Colocar o blog que te indicou no início do post;
• O livro que dá início é o livro ganhador da pessoa que te indicou;
• Seguindo a lista de livros indicados pela pessoa que te passou a tag, você deverá ir escolhendo de acordo com a ordem se: deixa o livro que lidera a batalha ou se escolhe a nova opção dada e abaixo explica o porquê;
• Uma vez que tenha o seu livro ganhador, escolha você sete livros e sete blogs para repassar a TAG.

Bom o livro que venceu a batalha da Ana foi Orgulho e Preconceito!!!!
Nossa li toda a batalha dela e vi como foi difícil algumas escolhas rs.

Vou começar a batalha pelo livro vencedor da Ana e depois vou seguindo a sequência da lista escolhida por ela:

- Métrica - Colleen Hoover
- Nascida à Meia-Noite - C.C. Hunter
- Cores de Outono - Keila Gon
- Montanha da Lua - Mari Scotti
- O Vale dos Mortos - Rodrigo de Oliveira
- Crepúsculo - Stephenie Meyer
- A Menina que Roubava Livros - Markus Zusak

Primeira Rodada:



Bom por incrível que pareça ainda não li Orgulho e Preconceito, mas levo bastante em consideração as centenas de vezes que assisti o filme. Eu simplesmente amo a história, mas Métrica está no meu coração, foi um livro que me conquistou desde as primeiras páginas e onde a autora Colleen Hoover se tornou uma de minhas queridinhas, portanto escolho Métrica!

Segunda Rodada:


Poxa vida essa é bem difícil ein... meu coração está completamente dividido... eu amo Métrica de paixão... Colleen consegue nos envolver nos dramas dos personagens e consegue no fazer vivenciar seus medos e anseios. Nascida à Meia-Noite, foi um livro surpreendente pra mim. Hunter,conseguiu me prender, aliás em toda a série ela me prende. Essa escolha é super difícil, mas continuo com Métrica!

Terceira Rodada:


Eu só acho que a Ana quis fazer maldade com as suas escolhas rsrsrsrs. Métrica é meu queridinho de todos os tempos, ainda preciso finalizar a série. Cores de Outono foi uma surpresa nacional que me envolveu por completo. A Keila acreditou no meu blog que estava no início e foi minha segunda parceira... ela é a culpada pelo meu marido literário Vincent! Desta vez eu escolho Cores de Outono!

Quarta Rodada:


Tô falando que é maldade kkkkkkkkk. Como eu disse o livro Cores de Outono tem meu marido literário o VIncent, dono de olhos azuis turquesa e por mais que alguns livros me inclinem a trai-lo muitas vezes não consigo... não é fácil manter a fidelidade. Montanha da Lua foi uma surpresa maravilhosa, amei a leitura e a Mari me ganhou muito mais como leitora com essa história, mas ainda continuo com Cores de Outono!

Quinta Rodada:


Eu curto demais livros com zumbis, apesar de ainda não ter lido nenhum, só assistido filmes e séries. Vale dos Mortos é um livro que tenho a pretensão de ler, mas fica difícil falar de um livro que não leu, assim a escolha fica mais fácil e Cores de Outono segue na batalha!

Sexta Rodada:


Ai meus deuses, isso foi cruel viu Ana... rsrsrsrs. É muito amor por Crepúsculo gente! Como não amar esse livro? Muita gente não gosta, mas eu amo!!! Eu o reli umas 7 vezes e me apaixonei pela história, me emocionei e quis viver no lugar da Bella, fazer o quê? Eu gosto me julguem. Cores de Outono é muito especial pra mim. Foi uma leitura nacional maravilhosa. Sempre vou carregar no meu coração. Crepúsculo foi um dos primeiros livros que comprei com meu primeiro salário, ainda o tenho aqui velhinho em casa. O tempo só me faz relembrar de o quanto foi maravilhoso ler esse livro e passar a colecionar. O que eu faço???? Difícil, difícil e muito difícil, mas tenho que escolher e fico com Cores de Outono!

Sétima Batalha:


Bom tentei mais duas vezes ler o livro A Menina que Roubava Livros e não consegui... esse negócio de guerra e nazismo não me prende muito a leitura, mas assisti o filme e chorei ele inteiro, foi lindo, intenso e emocionante, mas o Vincent, meu querido Vincent e toda a história criada por Keila, me prendeu, me viciou, me ganhou e me cativou, então Cores de Outono vence a batalha!!!!!

Gente... deixei para trás Nascida à Meia-Noite um livro que amo... mas Cores tem um canto maior no meu coração, é mais que amor!!!! Foi uma batalha difícil, ainda mais porque falamos de Crepúsculo que é muito minha vida!!! Foi super difícil essa escolha porque adoro o Edward, mas o Vincent ganha não adianta rs.

Blogs que indico:

Silvana - I Love My Books
Fran - My Queen Side
Michelle - As Leituras de Mila

Os livros escolhidos para vocês, são:

Não Pare - Fml Pepper
A Maldição do Tigre - Colleen Huck
A Voz do Arqueiro - Mia Sheridan
A Promessa da Rosa - Babi A. Sette
Morra Por Mim - Amy Plum
Divergente - Verônica Roth
Um Caso Perdido - Colleen Hoover


Gente por mais difícil que tenha sido, eu amei responder essa Tag, espero que curtam!!!! Xero!!!