Ação Literária de Setembro: Livro Nacional para Indicar...

Olá pessoal, tudo bem?
Hoje no ultimo dia do mês, venho com mais uma postagem do Ação Literária em que participo. Este mês de Setembro é comemorado a Independência do Brasil, por esse motivo, a escolha foi indicar um livro nacional, ou apenas citar um que você leu e gostou, ou ainda um que pretende ler.


Bom tenho que ser sincera, escolher apenas um livro é muito difícil, afinal li muitos livros nacionais maravilhosos, que curti muito e que até favoritei alguns. Todos que acompanham o blog, devem saber que eu amo a Série Não Pare (Fml Pepper) e a Série Cores de Outono (Keila Gon) que sempre cito por aqui. Poderia ter escolhido um deles, mas preferi falar de um outro que li e gostei muito!!



Sinopse:
Em um mundo onde anjos e demônios caminham entre nós, Natalie Zeniek acreditava ser apenas uma garota comum. Porém, perto de completar 18 anos, eventos misteriosos começam a fazer parte da sua vida.
Quando seus olhos se abrem para uma realidade oculta, encontra-se no meio de uma guerra que dura mais de quatrocentos anos, onde seres malignos trazem o caos ao seu redor e anjos e arcanjos arriscam a própria existência para protegê-la.
Recebendo a inesperada ajuda de um caçador de anjos, que luta contra sua própria natureza para ficar ao seu lado, ela precisará ir em busca da verdade. Entretanto, suas decisões podem mudar seu futuro para sempre.
Este é o início de uma saga, onde tudo o que você conhece não se compara ao que existe além do céu e do inferno.


Eu li esse livro assim que ele foi lançado, o Dan foi um dos meus primeiros parceiros e ele é uma pessoa maravilhosa e eu tenho muito carinho por ele, ainda não o conheci pessoalmente, mas torço para que um dia isso aconteça.

Eu recomendo esse livro por causa da proposta que o livro traz e como eu adoro uma história que contem anjos, claro que a história me prendeu do inicio ao fim. Essa é a minha indicação. Quem curte essa temática é um prato cheio de uma história bem desenvolvida e personagens bem construídos. Para quem já leu esse primeiro livro, já informo que o livro sequente já está disponível em E-book no site da Amazon, é só ir até lá e garantir o seu. Para comprar é só clicar Aqui.

Aqui está a capa do segundo livro da série, eu particularmente amei. Achei muito bonita e bem produzida e acredito que tem tudo haver com a história. Eu já tenho o meu E-book e logo logo trago a resenha desse segundo livro para vocês.


Sinopse:
Algumas escolhas podem mudar sua vida para sempre, mas Natalie nunca imaginou que tais mudanças a fizessem se esquecer de quem ela era.
Depois de descobrir um novo mundo que antes era oculto aos seus olhos, Natalie se vê entre a vida e a morte e acaba encontrando a Sociedade Espiritual, um lugar misterioso habitado por antigos conhecidos.
Enquanto Vein, um insano ancião que deseja mata-la está prestes a cumprir seu principal objetivo, Natalie vai encontrar bruxas, caídos e seres celestiais que a ajudarão a entender sua verdadeira missão.
Exodus é o segundo livro da saga Além do Céu e do Inferno e a continuação da jornada de Natalie Zeniek em um mundo onde a luz é a única salvação da humanidade.

Eu torço muito pelo Dan e embora ele esteja morando no exterior atualmente, desejo muito sucesso pra ele por lá... porque ele merece!!!! Então essa foi a minha dica para vocês, leiam!

Xero!!!


Resenha #185 - O Diário de Samantha - Ana Monteiro

Samantha Walker é líder da banda Nicghtwalkers, uma vampira que com sua voz suave e melodiosa torna-se em bem pouco tempo uma estrela do rock mundialmente famosa. Só o que ela não sabe era que sua fama repentina facilitaria a aproximação de Hadrian e sua corja, um antigo rival de Nicholas Lacroix, o vampiro que a transformou e com quem ela viveu um verdadeiro conto de fadas no passado, antes de conhecer Victo Hugo, seu amor humano. 

Autora: Ana Monteiro
Páginas: 540
Editora: Novo Século
Selo: Talentos da Literatura Brasileira
Onde Comprar: Amazon  //  Saraiva  //  Casas Bahia
Classificação:    


*Livro cedido pela editora*







Samantha é uma vampira, cantora e líder da banda Nigthwalkers que atualmente ama Victor Hugo, seu amor humano, mas para protegê-lo ela toma uma atitude drástica, mas antes faria um diário explicando tudo ao seu amor, mas quando ele soubesse, seria tarde demais.


Através do seu relato, descobrimos que ela sempre foi uma menina estudiosa, sempre tirava excelentes notas e tinha dois grandes amigos, mas o mais chegado era Dudu e foi através deles que ela entrou para o mundo da música.


No decorrer do tempo, começa a surgir a banda Nigthwalkers e com isso surgiram alguns shows, mas nada que fosse ser considerado um sucesso.


No dia de seu aniversário, sua vida dá uma tremenda reviravolta, pois nunca ela estaria preparada para o que estava por vir, mas a vida ainda lhe aguardava surpresas.


"E então pensei: "O que tenho a perder? Eu queria morrer, não queria? Se ele for um serial killer, essa é a melhor maneira de conseguir o que tanto quero..."
Página 88


Quando ainda procurava colocar sua cabeça em ordem, ela conhece Nicholas Lacroix, o homem mais  lindo que ela já tinha visto em sua vida, mas durante uma conversa ela descobre sua natureza e acaba sendo "ABRAÇADA" por ele, iniciando assim uma nova vida e esse homem maravilhoso a ajuda muito.

Aos poucos ela foi conhecendo melhor sua nova vida e com isso Nicholas, a leva para conhecer o Príncipe Wilhem e sua esposa Annabella e se tornaram assim grandes amigos, dos quais sabia que poderia contar.


Enquanto ela narra sua história, ficamos sabendo o motivo dela tomar uma decisão tão drástica e o quanto o amor dela por Nicholas e tão profundo, mesmo tendo seu amor humano, ainda mais depois que descobriu que ele se afastou dela para protegê-la.

Adorei o contexto e o rumo que a autora deu para a história.






Esse foi o meu primeiro contato com a escrita da autora e adorei sua forma de escrever, pois ela chegou para nos mostrar um outro tipo de vampiros e suas ligações, o que adorooooo!!

O enredo foi muito bem desenvolvido e se o intuito da autora era me fazer apaixonar por Nicholas, ela conseguiu, pois mesmo quando ele se afastou e causou sofrimento em Samantha, vemos que foi por amor.

Os personagens são únicos, muito bem detalhados e com características bem marcantes.

A capa é bem chamativa e linda, a diagramação está ótima e a revisão impecável.

Fiquei com gostinho na boca, para querer saber muito mais, a forma que a autora terminou foi única.

Super recomendo a leitura.

Beijos!



Resenha #184 - A Promessa da Rosa - Babi A. Sette

Livro cedido pela editora.

Título: A Promessa da Rosa
Autora: Babi A. Sette
Editora: Novo Século
Páginas: 432
Nota: 5/5 - Favorito!

Londres, Maio de 1840.
Uma debutante não deveria pensar em invadir lugares para onde não foi previamente convidada. Uma debutante nem deveria fazer tais estranhas suposições.

Gente, preciso começar essa resenha dizendo o quanto amei a leitura desse livro. Babi, conseguiu me prender do início ao fim. Me deixou apaixonada pelos personagens, mesmo que um tenha me irritado em vários momentos, mas que foi uma irritação até pelo lado bom. Ela amadureceu lindamente em sua escrita e sim, foi um romance de época em que me senti fazendo parte dos momentos vividos aqui durante toda a leitura. Fazer o quê? Ela conseguiu me encantar e me apaixonar cada vez mais pelo seu modo de escrever e de desenvolver maravilhosamente seus personagens.

Kathelyn, é uma das jovens mais cobiçadas de Londres, infelizmente ela tinha ficado de castigo, devido ao último evento ocorrido em uma bela manhã em sua casa, mas parece que esse tal fato catastrófico, tinha sido esquecido e ela finalmente foi ao primeiro baile da temporada. Mesmo contra a vontade de seu pai, mas como este já sabia, sua filha tinha que ser apresentada a sociedade para conseguir um bom casamento, mas Kathelyn, não queria nada arranjado, ela queria se casar por amor, será que isso seria possível em uma sociedade tão machista? Onde as mulheres eram tratadas como objetos, como ela sempre dizia? Bom só lendo para descobrir.

-Homens não se casam com mulheres liberais e rebeldes. Apenas flertam com elas.

Kathelyn, era uma mocinha a frente do seu tempo. Tempestiva e aventureira, não era recatada e nem tinha a língua presa com as convenções, muito pelo contrário. Era uma garota espirituosa, que gostava de ler e aprender as coisas e adorava antiguidades, não curtia essa forma de ser preparada a vida inteira para se casar e ser submissa ao seu marido. 

Aventura.
Essa era a palavra que a movia.
Não. Era o lema de suas veias e o que ansiava até os poros.
Aventura.

Arthur ou melhor Duque de Belmont, é um homem que já pelo nome vocês percebem a posição dele na sociedade. Um homem muito respeitado pelas gerações de Duques, afinal ele é nono na linha de seus antepassados. Ele sempre foi um homem sozinho e libertino, mas percebeu que já estava quase passando da idade de se casar e iria aproveitar aquela temporada para conhecer uma mulher de família e se casar. Ele estava com isso em mente e seria totalmente fiel a ela, afinal, a traição familiar de suas irmãs o deixou meio que traumatizado e ele não queria esse tipo de sofrimento, para a sua futura esposa, por esse motivo, ele iria sossegar e constituir família.

Ele sempre soube que o dia em que casasse, não humilharia a sua esposa e não trairia a sua família. Por isso, tinha que escolher bem... Muito bem, a sua futura esposa.

Arthur e Kathe se conhecem de uma forma inusitada e a atração entre os dois é imediata, ele fica louco querendo saber quem é a dama ousada que está ali sozinha com ele naquele recinto. E ela querendo saber quem é o falcão que estava ali para capturá-la.  Depois de um mau entendido Arthur descobre quem ela é e fica ainda mais fascinado por ela não ser o que ele esperava e sim uma moça de família, parece que havia finalmente encontrado aquela, com quem iria se casar e respeitar. Ele como é um homem decidido, não mediu esforços e foi logo falar com o pai de Kath com um contrato em mãos, sem que ela soubesse é claro e o cortejo finalmente começou.

Ele tinha o rosto quadrado esculpido como a perfeição simétrica da arte grega. Nariz reto, sobrancelhas negras. Cabelo mais longo do que ditavam os costumes da moda vigente. Usava um cavanhaque que conferia uma aura quase exótica ao rosto de um deus do olimpo.

Eles saiam para passear, ela ia aos bailes e dançavam valsas juntos e estavam agindo um pouco mais intimamente na frente da pessoas, aquilo, deixavam alguns surpresos e boquiabertos e o pai de Kath deixava, porque já tinha um contrato de casamento pré-estabelecido. Mas as coisas não são como imaginamos e infelizmente algo de ruim acontece, fazendo com que o Duque termine o noivado de uma forma seca e desgraçando a vida de Kath, talvez para sempre. Só posso falar até aqui, porque se não posso contar spoiler sem querer e eu não quero tirar o brilho da história que é muito cativante.



Eu tive que respirar, porque Babi, construiu - em minha opinião - uma excelente história. Desenvolveu muito bem a relação criada por Arthur e Kathe. As reviravoltas que aconteceram na vida deles. As coisas ruins que a mocinha teve que passar e o seu crescimento como personagem. Tudo isso passou aos meus olhos de forma completamente palpável e teve momentos que as lágrimas não resistiram e caíram. Chorei. Eu sei que essa época, era uma sociedade machista. Que a sua voz era lei e que as mulheres tinham que baixar a cabeça. Por mais que algumas fossem espirituosas, a voz de um homem falava mais alto, ainda mais se tratando de um Duque, que era praticamente um rei. Uma só palavra dele, poderia destruir uma vida feminina para sempre. Isso me deixa muito revoltada, por isso que muitas mulheres desde essa época, sempre tentavam lutar pela sua liberdade, talvez tenha vindo dessa época o feminismo e a força da mulher em provar que elas poderiam sim ter voz e se tornarem independentes e ganhar seu próprio dinheiro e ter o seu valor.

Uma coisa que percebi foi a forma como Babi escreveu todo o enredo. Ela foi divina. Acredito que ela pesquisou muito sobre os costumes dessa época Londrina, as festas, a forma de falar principalmente, de forma bem rebuscada, onde teve umas palavras que eu senti a necessidade de saber o significado e isso me fez gostar mais ainda da obra. Eu não consigo colocar em palavras tudo o que senti durante a leitura. Como muitas vezes sorri, me emocionei, torci pela mocinha e fiquei com uma relação de amor e ódio com o Duque de Belmont. Os personagens secundários foram extremamente essenciais para a composição central da obra e eu gostei muito do desenvolvimento que Babi deu a eles.



A diagramação do livro esta uma beleza a parte. Essa capa está linda demais, a editora arrasou nessa parte e acredito que também tenha as ideias de Babi na arte da capa. Porque ela é uma pessoa extremamente simpática, doce e muito calma, gente eu adorei conhecê-la pessoalmente. Não imaginava que ela fosse tão fofa, acho que ela transmite isso para as suas obras não é possível rs. As folhas são amareladas, o tamanho da fonte é agradável e em tamanho médio. Só encontrei um erro de revisão, apenas um, o que é bom e me senti mais satisfeita ainda com a leitura do livro. Então para amantes das leituras de época, podem ler sem medo de ser feliz, porque esse livro tem de tudo um pouco. Eu estava ansiosa com a leitura, mas não tinha altas expectativas e a Babi conseguiu superar tudo em um patamar elevado, se ela ainda não havia me conquistado, ela simplesmente me ganhou completamente com essa obra.



Aqui nessa história incrível, podemos conhecer o poder da amizade que pode ser levada além do tempo e permanecer a mesma. podemos conhecer os laços do amor independente do sangue. Que o valor do perdão pode ser muito significativo, por mais difícil que seja dá-lo. Então podem ter certeza que não só temos uma boa história aqui, como temos valores e ensinamentos para serem refletidos e com uma enorme gama de aprendizado. leiam!!!

O sangue do corpo inteiro fugiu para os pés. Eles pesaram uma tonelada em segundos. Na cabeça, vácuo. No coração, um rombo. No estômago, um soco e o gosto ruim que isso causou na boca.


Desejo uma excelente semana a todos.... Xero no coração!!!!


Tag #33 - Conhecendo Melhor!!!

Olá... leitores, tudo bem?
Nessas minhas andanças pelos blogs literários, encontrei essa tag super legal para responder aqui, porque ela faz com que os leitores possam conhecer melhor o blogueiro que há por trás do blog, e quem não gosta? Eu pelo menos adoro!

Imagem retirada do Google.


Essa tag eu encontrei no blog da linda Juliana Piquerotti do blog Loucuras ao Vento e recomendo que vão lá conhecer o cantinho dela, com postagens legais e uma pessoa super gentil e animada.

1. Nome completo.
Diana Canaverde.

2. Onde você mora? 
São Paulo.

3. Estado civil/tem filho?
Solteira, uma filha.

4. Sua comida favorita? 
Arroz com frango.

5. Comida que você não gosta?
Qualquer coisa que tenha chuchu e buchada (eca)

6. Qual sua bebida favorita? 
Coca Cola (novidade), mas adoro um suco de laranja!

7. Bebida que você não gosta?
Qualquer bebida alcoólica.

8. O que você menos gosta em você?
Minhas pernas.

9 . Qual seu pior defeito?
A impulsividade, as vezes faço as coisas sem pensar e sempre me ferro por isso.

10. O que é importante para você em uma pessoa?
A lealdade, nada melhor do que confiar sem medo.

11. Qual tipo de filme você mais gosta?
Suspense, comédia romântica.

12. Qual sua estação do ano preferida?
Inverno.

13. Quantos irmãos você tem?
Dois Irmãos. Uma irmã. Um irmão. Sou a do meio :D

14. Qual esporte você pratica?
Bom se ler, for um esporte, eu o pratico com frequência.

15. Qual seu time? 
Nenhum.

16. Doce ou salgado? 
Salgado.

17. Qual animal você mais gosta e qual menos gosta?
Não sou fã de cachorros grandes, por causa de um trauma, mas adoro gatinhos.

18. Que tipo de música você mais gosta e qual menos gosta? 
Detesto pagode e funk... Escuto muito músicas gospel e rock, eu amo eletrônica, estilo David Guetta.

19. Qual sua cor preferida?
Preto e Roxo.

20. Uma frase.
"Sou como você me vê, posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania, depende de quando e como você me vê passar (Clarice Lispector)".


Espero que tenham curtido seus lindos, um xero!!!

Lançamentos de Setembro: Selo Talentos da Literatura Brasileira - Novo Século.

Olá pessoal, tudo bem??

Hoje eu venho com mais lançamentos do selo Talentos da Literatura Brasileira, da Novo Século, que tem apostado e muito nos talentos nacionais, bora conferir??

Mais do que um roteiro de viagem cruzando a Patagônia, “21 Dias nos Confins do Mundo”, lançado pelo selo Talentos da Literatura Brasileira, do Grupo Editorial Novo Século, é um livro de ficção baseado em fatos reais vivenciados por Henry Jenné.  O escritor leva o leitor a acompanhá-lo por uma jornada fantástica, atravessando desertos e cruzando montanhas, lagos, glaciares, estreitos de mar e ilhas sem fim. Em várias paradas, é possível conhecer nos pequenos povoados da região os descendentes dos povos ancestrais da Terra do Fogo.“Desde criança fui fascinado por mapas. Por volta dos 8 anos, passei a me interessar pelo extremo sul da América. Passava horas estudando um pequeno e velho mapa que ganhei do meu avô, olhando com atenção cada pedaço de terra naquela longa faixa de terra que apontava em direção ao Polo Sul”, escreve Henry Jenné em seu site.Seu sonho acabou se realizando depois de 30 anos, quando Jenné resolveu abdicar da carreira de administrador para dedicar-se integralmente a um outro projeto almejado: ser escritor em tempo integral.“21 Dias nos Confins do Mundo” é o primeiro fruto dessa nova fase. Com um belo arranjo entre realidade e ficção, o livro costura fatos históricos e curiosos, induzindo o leitor a se lançar na emocionante aventura que é se descobrir no mundo.


Nascida e criada no Rio de Janeiro, Isadora Raes sempre gostou de escrever, mas nunca imaginou que publicaria um livro. Até que resolveu fazer o que mais gostava: criar histórias. "Comecei a postar algumas Fanfictions e a partir de então não parei mais, sempre recebendo críticas positivas de leitoras", conta Isadora.Foi dessa experiência que surgiu “Entre Corações”, seu romance de estreia, lançado pelo selo Talentos da Literatura Brasileira. "A trama foi escrita em apenas dois meses e todos os capítulos eram postados quase que diariamente na plataforma, o que causou um grande burburinho entre as seguidoras", relembra. Na obra de Isadora Raes, a leitora é levada a acompanhar a luta de Jonas para reerguer a fazenda da família. Com seu jeito ousado, o rapaz acabou conquistando bons amigos e alguns inimigos, entre eles Jack Monteiro, um poderoso fazendeiro que domina a região com mão de ferro. A história se complica de verdade quando Jonas esbarra na caçula da família Monteiro, a atrevida e sensual Mônica, que tem o poder de mexer com a cabeça dos homens. Os dois, orgulhosos, entram em conflitos que passam a permear a história, enquanto seus corações querem apenas paz e amor.


Alice, personagem central do livro “Separada & Dividida”, da jornalista Clélia Gorski, lançado pelo selo Talentos da Literatura Brasileira, é uma assessora de imprensa que decide dar a volta por cima em sua vida logo após o término de seu casamento. Com a responsabilidade de cuidar de três filhos, um bebê de um mês e duas gêmeas de cinco anos, Alice começa a reavaliar seu papel no mundo atual, onde a mulher precisa se desdobrar em inúmeras funções, sem quebrar o salto e se descabelar no meio da jornada diária. Com uma linguagem leve e divertida, a autora leva o leitor a perceber que poderia trocar o nome Alice por Beatriz, Ana ou Daniela sem a menor interferência para o enredo: “A história da personagem é também um pouco da minha, das amigas, das colegas de trabalho. Frente as mil tarefas diárias – mãe, motorista, enfermeira, profissional, gestora da casa – precisamos nos multiplicar para dar conta de tudo. E, mesmo assim, ainda ficamos com receio de não conseguir”, diz a jornalista Clélia Gorki.Entretanto, cansada de tanta sobrecarga de tarefas, Alice acaba por perceber que está deixando de lado a sua feminilidade e começa a resgatar algumas características próprias do seu gênero: ser mais acolhedora, por exemplo. Ela não quer ser mais a supermulher moderna, poderosa e heroína. Alice que ser apenas uma nova mulher.A assessora, então, parte para essa nova empreitada com a mesma disposição de quem passa a vida tentando matar um leão por dia: “Longe de ser uma história que prega a guerra entre os gêneros, o romance aborda assuntos de forma divertida para que cada pessoa que o leia, entenda a mensagem da melhor maneira para ela”, conclui a autora.


Acordar cedo todos os dias e sair para enfrentar a maratona diária faz parte da rotina de Rafael Vital, de seu personagem Fabrício e de milhões de pessoas que moram em São Paulo, cidade que é uma das maiores metrópoles do mundo.E foi nas ruas abarrotadas da cidade, trabalhando como taxista, que surgiu “Déjà vu”, o livro de estreia de Rafael Vital, lançado pelo selo Talentos da Literatura Brasileira. Na obra, o personagem Fabrício vê sua rotina afetada quando descobre que os misteriosos sonhos que têm desde criança, com pessoas desconhecidas, na verdade, são visões que podem vir a acontecer.A realidade parece querer fugir de seu controle quando Fabrício começa a sonhar que sua namorada Juliana é sequestrada. O rapaz, então, inicia uma luta desesperada para se antecipar ao futuro e salvar a namorada da tragédia. Porém, um grande problema se interpõe em seu caminho: como encontrar os cenários e as pessoas desconhecidas que, de uma maneira confusa, interagem em seus pesadelos aparentemente de forma desconexa? 


Com uma narrativa sólida, capaz de penetrar na cabeça do leitor e causar interesse da primeira à última página, o mineiro Jorge Lemos lança seu terceiro livro, “São Thomé das Letras: as visões de Eric Leriner”, pelo selo Talentos da Literatura Brasileira da Novo Século Editora.A imaginação de Eric Leriner, aluno do terceiro ano de Física, adquirira, de forma espontânea, condições de libertar-se, atravessar a parede da realidade e de levá-lo a lugares inesperados, onde passou a interagir com seres e situações distantes de seu cotidiano.Sua maior aventura aconteceu a partir do encontro com uma jovem incomum que o aguardava abrigando-se da chuva, rente à pedra da Bruxa em São Thomé das Letras. Uma história ora sagrada ora profana passada em lugares que mudam de paisagem e posição a todo instante.




A autora Bianca Landim deu vida aos personagens do livro em 2008, depois de uma viagem à Grécia. Ganharam retoques anos depois, quando foi a vez de o Egito ser visitado. A última etapa da jornada foi a Índia, onde viajou de trem por oito dias. O resultado está em “Rebirth: os novos titãs”, recém publicado pelo selo Talentos da Literatura Brasileira, da Novo Século Editora.No livro, quatro crianças foram postas nos caminhos imortais dos deuses do Olimpo e, delas, uma nova geração de titãs surgiu, mostrando-se incrivelmente mais poderosa que os primeiros – derrotados por Zeus e seus irmãos –, e até mesmo que os próprios deuses! Missões lhes foram atribuídas e mundos imortais foram conhecidos, dando-lhes sabedoria, poderes e novos aliados. Acima de tudo isso, o amor único foi alcançado e suas origens, desvendadas, fazendo dos titãs uma nova ordem no Olimpo, com Zeus e os outros deuses, conhecidos como os Doze Olimpianos.




Em seu primeiro livro “Theo: o primeiro nome da morte”, lançado pelo selo Talentos da Literatura Brasileira da Novo Século Editora, o mineiro Gabriel Aragão narra a vida um jovem comum sob a ótica do protagonista e do narrador.Na trama Theo descobre o amor, é cercado de amigos e enfrenta das maiores banalidades aos mais complexos conflitos e ritos da passagem para a vida adulta. Possui, porém, uma alma voraz, movida a ódio e sedenta por justiça. Essa sede o leva a ser policial. Ele conhece, então, a vida nua e crua, aprende a relativizar certo e errado e tem que confrontar seus valores.Desiludido, deixou a vida levar-lhe ao Direito. Já advogado, em um meio corrupto e ardiloso, conviveu com todos os tipos de pressão, deixando seus ímpetos muito mais perigosos; o extremo da violência e da razão disputando uma só alma.




Aos 15 anos, a  jovem  Ana Luiza Von estreia na literatura com “As nove peças”, lançado pelo Talentos da Literatura Brasileira, selo da Novo Século Editora. Em seu livro, Ana Luiza leva o leitor a acompanhar as aventuras de Catherina, adolescente de 15 anos que, apesar da pouca idade descobre que foi escolhida como guardiã de seu pequeno planeta, integrante de uma das inúmeras galáxias do Universo infinito. A vida da jovem guardiã e de seus amigos corre perigo. Entretanto o grupo não tem outra saída a não ser enfrentar o ardiloso vilão que pretende dominar o espaço sideral. O poder de Catherina e de seus jovens companheiros  está na união, pois acreditam que, juntos, serão mais fortes que o mal e conseguirão salvar os nove mundos à beira da destruição. A cada passo, Catherina se encontrará em uma encruzilhada e só terá como arma sua inteligência para vencer o poderoso tirano. Como em um imenso jogo de xadrez, cada jogada tem de ser muito bem pensada pela guardiã. E cada descoberta poderá ser decisiva para o xeque-mate.


Cinco anos após ter decidido ser escritor, o jovem paulista Gabriel Ract lança seu livro de estreia “Tiac: a torre de Babel” pelo selo Talentos da Literatura Brasileira, da Novo Século Editora.  Neste eletrizante romance de ficção,  os anjos, criaturas celestes consideradas os verdadeiros guardiões da humanidade,  se revelam seres arrogantes e hostis depois de descobrirem que não havia um lugar para eles após a derradeira destruição da Terra.Sem lugar para ficar, os anjos rebeldes resolvem investir em um milenar projeto humano: a construção de uma torre de Babel.Depois de dez anos, com a edificação da torre avançando a passos largos, Dário, um escravo de 15 anos, não vê nada pela frente a não ser sofrimento, dor e morte. Irônico e extremamente  pessimista frente à falta de perspectiva da pequena parcela que sobrou de humanos escravizados, Dário se destaca entre seus pares por não acreditar em nenhum tipo de futuro promissor para ele ou para quem quer que seja.  Entretanto, o jovem escravo nem desconfiava o quanto poderia estar enganado. 

O livro “Uma tragédia de solidão”, do autor M.Moori Batista, recém lançado pelo selo Talentos da Literatura Brasileira da Novo Século Editora, promete prender o leitor desde a primeira página. O romance retrata a luta Albert O’Brien para sobreviver no sistema prisional da Califórnia.
Em meio a gangues sangrentas, psicopatas como vizinhos, carcereiros tão brutais quanto os presos e as privações da mente em um mundo claustrofóbico –, sua família enfrentará uma ameaça ainda mais perturbadora.  Por que ele está aqui? Tem alguma coisa a ver com osmonstros de seu passado? Conseguirá sobreviver, física e mentalmente, ao seu novo tormento?


 O autor Diego Martello faz sua estreia no selo Talentos da Literatura Brasileira, da Novo Século Editora, com o lançamento do livro “Uma vez você, uma vez eu”. Na trama, Marcos e Willian, pai e filho, tentam se reconciliar após anos de desentendimento. Em paralelo, Eva, mulher de Willian, quer a todo custo engravidar, o que frustra o casal. A partir da visão do interior de cada um, esses personagens terão de reconfigurar o modo de pensar para enfrentar os seus conflitos. Nessa fase tão conturbada para todos, reflexões acompanham cada segundo da trajetória deles.
Narrada de forma surpreendente, provocativa e crítica, esta obra não tem a pretensão de apresentar soluções para os problemas enfrentados, mas, sim, mostrar as armadilhas de nosso fluxo de consciência, para compreendermos que as soluções dos problemas dependem, muitas vezes, da forma como se lida com as ilusões, ou, ao contrário, como se enxerga verdadeiramente a realidade.

Desde muito cedo Matheus Soares da Silva desenvolveu um imenso apreço pela poesia e pela prosa poética, desvendando o mundo mágico do romance. Daí foi um pulo para escrever o seu primeiro romance “O pode de um grande amor”, recém-lançado pelo selo Talentos da Literatura Brasileira da Novo Século Editora.
No livro, o leitor conhecerá Gisele, adolescente inteligente, meiga, que se muda da capital para uma cidade do interior. Ali começa a descobrir um novo mundo, novos conceitos, novos olhares. E um desses olhares é o de João Pedro, rapaz atencioso, dedicado, que está disposto a conquistar o coração da jovem que encantou os rapazes da cidade e despertou a inveja de algumas garotas. Um amor que enfrentará a sociedade, a manipulação dos pais por status e interesses econômicos e a crueldade dos invejosos. A história mostra o quão importante é a construção diária do amor e da amizade, pois é neles que encontramos força e refúgio. 

 A autora Ligia Ortiz, moradora de Jundiaí, faz sua estreia no selo Talentos da Literatura Brasileira, da Novo Século Editora, com o lançamento do romance “Nas proximidades do amor – volume 1 predestinados”.
Na trama, após ser traída pelo noivo, Nalu Alcântara Hanz, uma jovem e atraente publicitária, faz de tudo para preservar seus sentimentos. Passado o pior, vê em Caio uma ilha segura e mantém seu coração a salvo de ser quebrado novamente. Tudo parece perfeito. Mas quando sua vida esbarra com Alec, uma bagunça deliciosa acontece, balançando suas estruturas e questionando suas regras. Alec está determinado a ficar com Nalu, que só recua de suas aproximações. Contudo, não se foge da verdade, ela sempre aparece.

 Xero no coração de todos!!!

Resenha #183 - Delenda e o Vale dos Segredos - Amanda Reznor

Livro cedido pela editora

Título: Delenda e o Vale dos Segredos
Autora: Amanda Reznor
Editora: Madras Teen
Páginas: 296
Ano: 2015


Vale dos Segredos é um lugar. Tão real quanto eu ou você e o que habita o nosso imaginário. E, como todo lugar, preserva as digitais dos séculos que o tempo em vão tenta apagar. Mas elas, como impressões virtuais refletidas num ponto qualquer do universo, perseveram. Delenda é uma dessas histórias que rega o Vale. Cláudia Blaise é uma garota quase comum: vive com sua avó em um bairro nobre, sustentada por uma gorda pensão deixada por seu avô. A única coisa que a difere de seus colegas da faculdade é que ela não conhece a mãe, que sumiu após o parto, e o pai, que foi assassinado no mesmo dia em que ela nasceu. No seu décimo oitavo aniversário, porém, uma surpresa está para alterar todo o rumo de sua vida. Mas o que vem disfarçado de um presente tentador pode ser, na verdade, uma cilada de encantos, mistério e morte... Será que ela descobrirá os importantes enigmas do Vale dos Segredos e, mais importante, saberá como escapar desse terrível labirinto? Viaje em um mundo no qual superstição e ceticismo se encontram, morte e vida dão as mãos, espelho e reflexo dançam. O Vale esconde muitos segredos e você está prestes a desvendar alguns deles, junto à jovem protagonista Cláudia, que estará tão perdida quanto o leitor, num ambiente hostil e entre pessoas estranhas. Suspire, reflita, sofra – ao final de tudo, você verá, a profecia pode se mostrar mais real do que a ficção... 


Sabe aquele livro que te deixa fixado nele, do início ao fim? Cheio de mistérios, segredos e suspense? Isso é Delenda e o Vale dos segredos. Um livro com uma história muito bem escrita e com doses de sobrenatural na medida certa.

Vamos conhecer Cláudia, uma jovem de 18 anos, estudante de farmácia e mora com sua avó Geórgia em uma bela casa azul. Logo de cara temos um prólogo bem misterioso, parecendo um pesadelo que Cláudia está tendo, para o meio do livro vamos entender o porque desta introdução.

No dia do seu aniversário de 18 anos, Cláudia recebe um pacote contendo um testamento do seu avô, até então sem paradeiro, Alfredo Blaise. Neste documento, Cláudia descobre que é herdeira de uma mansão que fica em uma região montanhosa do Vale dos Segredos, onde existe um vale com um belo lago. Tanto ela quanto sua avó ficam surpresas com este "presentão" que Cláudia recebeu... mal sabiam os segredos que essa mansão escondia. E a partir desse momento coisas estranhas já começam a acontecer, de uma maneira muito estranha, sua avó falece, deixando Cláudia desolada.

Sozinha no mundo, ela decide ir visitar esta mansão, que fica em um pequeno vilarejo ao pés da montanha. Na primeira noite, Cláudia se hospeda na estalagem do senhor José Pereira, um amigo de seu falecido avô. Nesta mesma noite ela conhece Maurício, um rapaz charmoso e filho de José Pereira. E claro, fica nas entrelinhas as faíscas de atração que surgem entre eles.

No dia seguinte, Cláudia pega a estrada, na companhia de Maurício, para chegar a bela mansão deixada para ela como herança. O belo rapaz é seu guia turístico pela gigantesca mansão... sim, a descrição da residência é tão bem detalhada e tão fantástica, que na minha cabeça imaginei como um templo grego.

"A casa fora construída com tijolos de pedra - granito azul, especulou ela - e recebia iluminação em seus três andares, através das várias paredes vítreas e convexas que se alternavam pelo suposto granito, dando a impressão de imensos olhos a observarem daqui e dali"

Ela passa sua primeira noite na casa e fica deslumbrada com os detalhes internos da mesma. Só que de repente, ela desmaia na entrada da sua suíte e acorda no dia seguinte, na sua cama... Como isso? E que desmaio foi esse? Mais na frente somos apresentados as explicações desse e de vários fatos misteriosos que ocorrem naquela casa e em todo seu entorno.

O mistério reina durante toda a narrativa. Muitas vezes pensava: "Céus, quanto mistério!!" Mas, isso só deixa o livro mais envolvente. Por que nenhuma cena de suspense fica solta no ar. Todos os fatos que ocorrem estão interligados, posso dizer que todos os personagens que vamos conhecendo estão envolvidos com o grande segredo, que nos momentos finais é finalmente revelado.

Falei acima que a dose de sobrenatural é usada na medida certa. Sim, disse isso porque a trama fala de bruxaria, feitiços, encantos, situações de transe e sonhos ou pesadelos  que Cláudia passa a ter em diversos momentos do livro. Mas, nada que dê medo, nada exagerado. Na medida certa para deixar o leitor curioso e querer entender o porque dessas situações estranhas acontecerem.

"Como se ouvisse os pensamentos claudianos, a feiticeira voltou-se para ela, e, sem abrir a boca, Claudia pôde ouvir a resposta, como um pensamento nítido em sua mente: Sim, Cláudia, sou eu."



A leitura é bem confortável, as páginas são amareladas e a fonte das letras não cansam em nenhum momento a vista. Cada capítulo apresenta umas gravuras que dão um visual a mais no livro. A diagramação é muito bem feita, as páginas não são tão finas, apresentando uma textura agradável ao toque. E a capa... Simplesmente linda, e super condizente com a trama do livro, ao avançar da leitura passamos a entender o significado da capa.

Já tinha lido outros livros nacionais com temática sobrenatural. Mas, Delenda superou todas minhas expectativas, soube mesclar todos os elementos, soube conduzir os personagens e trama, interligando todos os fatos, não ficando dúvida sobre nada ao longo da história. Existe sim um clima Dark, mas a autora nos permite ter momentos engraçados que abrandam o tom soturno da trama, deixando tudo bem mais agradável. Muito bem escrito, muito bem produzido. Uma história emocionante, misteriosa e envolvente. E tem mais, no final do livro, temos a degustação do primeiro capítulo do segundo livro da série Vale dos Segredos... Confesso que estou ansiosa pela continuação.

Se eu recomendaria? Sim, com toda certeza! E não apenas isso, Delenda merece nota máxima no hall dos livros desse gênero. Uma grande história na nossa literatura nacional.

Então, estão todos convidados a conhecer Delenda e se aventurar com Cláudia no Vale dos Segredos... Boa leitura!

Suzana Linhares.


Resenha #182 - Ora Bolas - Vanessa Franco Peretti


Olá, Pessoal! Tudo bem? Hoje no Especial de Dia das Crianças teremos um tema super 10!
Livro cedido pela editora

Título: Ora Bolas - Colorindo o Mundo Animal
Artista: Vanessa Franco Peretti
Editora: Butterfly
Páginas: 30
Formato: 22 x 25
Classificação: 4.0

Sinopse: Você vai se divertir com o fascinante mundo das formas dos animais, com muitas curvas e movimento. Criação da artista gráfica Vanessa Franco Peretti a partir de um padrão de cores e círculos batizado por ela de Bollidraws®. Libere sua imaginação e dê vida ao seu zoo.

Os desenhos são de animais: desde tamanduás, borboletas, pinguins até tubarão... É um mais lindo que o outro e, como eles são grandes e sem muitos detalhes, são perfeitos tanto para adultos sem paciência com minúncias ou para crianças - todos irão amar. Além do fato que essa é uma ótima atividade para se fazer em conjunto com os pequenos, e é por isso que ele não poderia faltar nesse Especial de Dia das Crianças! Foi uma delícia fazer essa experiência!!!


O diferencial desse livro é que ele não é encadernado, são folhas soltas e a capa funciona como uma pasta na qual você guarda e pode levar para o onde desejar seus desenhos, pois eles não irão amassar ou estragar.

Essa é a minha primeira vez resenhando livros de colorir e pensei: O que vou escrever? Por que não colocar todas as formas que pensei para utilizar esse livro e dar a minha opinião sobre como foi colocar cada uma em prática?

Maneiras de usar:

1 - Pintar, é claro! Cada folha tem um desenho e ela é grossa o bastante para poder usar canetinha e quase não aparecer no outro lado do papel, mas é mais fina que o papel canson:


Colorido pela resenhista, apesar de adorar colorir, reconheço que não tenho muita habilidade...

Colorido por Lucas Brum, de 16 anos



Colorido por Laura Macedo, de 4 anos


2 - Enquadrar aquele desenho que ficou lindo ou que significa algo especial para você, deixando-o exposto em sua casa ou no local que preferir.

3 - Duas crianças brigando pelo mesmo desenho? Transfira o desenho para o papel vegetal e dele para uma nova folha. A criança ainda pode pintar no papel vegetal, dando um efeito bem bacana:








4 - Usar o papel vegetal pintado para contar histórias, mudando apenas o cenário, que você pode fazer no verso das demais folhas do livro ou utilizar papéis de textura visual, como eu fiz:



5 - Recortar e colar o desenho colorido em um palito de sorvete e usando cenários diversos para contar uma história. Como a folha do livro é grossa, ela ficará reta mesmo depois de colada:





Muita coisa, não é? Você pode pintar com guache e aquarela que dará tudo certo.

6 - Depois de pintar os desenhos, use o verso das folhas. Já experimentou pintar uma folha em branco com giz de cera bem colorido (tem que preencher toda a folha) e depois colocar tinta nanquim preta por cima? E depois de seca, fazer um desenho com um palito? (o palito irá retirar a tinta e deixar apenas o giz colorido nos traços do desenho)

Foto retirada de Fazendo Arte com Ivete Raffa
Foto retirada de Gina Jardim
 Recomendo para quem gosta de: colorir, se divertir, inventar.

Não recomendo para quem não gosta de: exercitar a criatividade

E aí, Pessoal, gostaram? Deixem seus comentários, se já leram esse livro, o que acharam dele. Um super ultra mega blaster abraço a todos!


Lançamentos de Setembro: Grupo Editorial Pensamento.

Olá pessoal, tudo bem??

Ahhhh Descedente!!! Lançamento deste mês do grupo e eu estou extremamente ansiosa para da inicio a leitura da continuação... eu gostei muito da história e fiquei muito curiosa com o final!!

Bom pulando esse meu lado de empolgação, venho apresentar a vocês os lançamentos do Grupo Editorial Pensamento. Vamos Conferir??


**Jangada**


Sinopse:
Este é o segundo volume da série Starling. A última coisa de que Mason Starling se lembra é do trem cruzando uma ponte. Uma explosão, uma luz ofuscante, e então a escuridão. Agora ela está só, perdida em Asgard e a única maneira de voltar para casa é encontrar a Lança de Odin, uma poderosa relíquia deixada por deuses já desaparecidos. Fennrys, o Lobo, sabe tudo sobre Asgard.
No passado ele esteve preso lá. E vai fazer o possível para encontrar e trazer de volta a garota que roubou seu coração. Mesmo que isso signifique ter de descer ao traiçoeiro Mundo dos Mortos. Mas o tempo está se esgotando, e Fenn sabe algo que Mason desconhece: se ela empunhar a Lança, dará início a uma profecia terrível. E ela não apenas retornará a seu mundo. Ela o destruirá.


Sinopse:
Skylar tem 17 anos e, desde que se entende por gente, é perseguida por sensações de que algo está terrivelmente errado. Mas, apesar dos ataques de pânico que a atormentam, nada nunca acontece, e Skylar já está começando a acreditar simplesmente que ela não é normal. Sua vida sofre uma reviravolta quando ela conhece Win, e descobre a chocante verdade que é a causa de suas premonições: somos todos cobaias. Há milhares de anos, a Terra está à mercê de cientistas alienígenas que não se importam nem um pouco com os seus habitantes e nos utilizam em seus experimentos de manipulação do tempo. Win é membro de uma facção rebelde que está tentando colocar um fim nisso e ele precisa da ajuda de Skylar - mas, a cada alteração do passado, o próprio tecido do espaço-tempo se fraciona um pouco mais e logo poderá não restar mais nenhum planeta Terra para se salvar.

**Pensamento**


Sinopse:
Um guia prático para a compreensão dos chakras e da sua energia pessoal, com o objetivo de permitir que você tome consciência dessas energias que percorrem seu corpo e abra seus chakras para acessar um nível de consciência superior.
É também uma síntese de inúmeras disciplinas e teorias, que abre portas para um estudo mais aprofundado de um ou de vários sistemas para quem deseja saber mais. Com este livro, seu conhecimento sobre as energias sutis do corpo humano se transformará completamente e abrirá sua consciência para ver a vida de forma mais ampla e iluminada.


Sinopse:
Há mais de dois mil anos os setecentos versículos do Bhagavad-Gita vêm servindo de orientação para os que buscam a libertação por meio de uma vida de conhecimento, devoção e ação. Esta nova tradução se diferencia de todas as outras, em primeiro lugar, por sua meticulosa fidelidade à língua original, mas também pelo grande número de instrumentos que oferece para facilitar seu entendimento, entre os quais: notas explicativas detalhadas, o texto sânscrito integral em alfabeto devanagari, uma versão transliterada para o alfabeto latino com tabela de pronúncia, tradução palavra por palavra e ensaios de apoio.

**Seoman**


Sinopse:
Nesta obra você vai conhecer os bastidores e os segredos de uma das maiores bandas de todos os tempos e descobrir como seus integrantes se tornaram os "campeões do mundo" da música. Apesar da morte de Freddie Mercury, em 1991, o Queen ainda é uma das bandas de rock mais populares do planeta. Contudo, a história completa de seu extraordinário sucesso jamais havia sido contada - até agora. Após o aniversário de 45 anos do Queen, o jornalista Mark Blake recuperou antigas entrevistas que fizera com a banda e realizou quase cem novas entrevistas com produtores e ex-integrantes da mesma, além de assistentes particulares e ex-colegas de escola, para produzir um relato abrangente da ascensão da banda - dos subúrbios londrinos para a fama e o reconhecimento mundial.


Sinopse:
Reunindo descobertas forenses inéditas - que incluem provas fundamentais de DNA - e incorporando um trabalho de investigação histórica, este livro revela com exclusividade a verdadeira identidade de Jack, o Estripador. Em 2007, o empresário Russell Edwards comprou um xale que supostamente teria sido deixado junto ao corpo de Catherine Eddowes, uma das vítimas do serial killer. Ele sabia que, se fosse genuíno, o xale seria a única prova de evidência ainda existente do local do crime. Para Russell, foi o começo de uma busca extraordinária de sete anos, a qual ele não tinha ideia de que sua jornada o levaria tão longe. Depois de um intenso exame forense, realizado pelo Dr. Jari Louhelainen, especialista de renome mundial, provou-se que o xale não apenas era legítimo, mas que também continha traços do DNA do assassino - evidência que permitiu a Russell finalmente desvendar o nome de Jack, o Estripador.

Xero no coração de todos!!!!


Resenha #181 - Nos Passos do Amor - Julie Lopo


Título: Nos Passos do Amor
Autora: Julie Lopo
Editora: Planeta Literário
Gênero: Literatura Naciona/Romance
Páginas: 320

**Resenha feita pela Sandra M.**


Olá, pessoal. Tudo bem?

Hoje eu irei falar sobre um livro que ganhei num evento literário "Tardes Sensuais", em São Paulo, no último sábado dia 15/8/15. 

Bom, vou falar primeiro da capa: quebrei, achei MARAVILHOSA, super bem produzida e que chama a atenção do leitor por sua beleza. me apaixonei. 

Agora vamos ao que interessa, saber sobre a história. Rá!!! Estão curiosos?

Bom, Vamos lá. 

Alicia é uma jovem com 23 anos e vem de uma família classe média alta, haja vista que eles têm uma construtora e todos são bem sucedidos, além de lindos. Aliás, onde a autora achou tanta gente bonita junta? Ninguém é feio ou estranho.  Todo mundo é bonzinho e tal... Bem, há sim, uma criatura bem ruinzinha, mas...

Alicia foi a "rapinha do tacho" numa família que tem três homens mais velhos. Todos a amam incondicionalmente e faz tudo, absolutamente tudo, por essa não tão menininha assim, o que muitas vezes me deixou irritada. E é muito mimada, fiquei com uma bela vontade de dar umas chineladas nela. 

Alicia é bailarina profissional e seu namorado, Caio, a quem conhece desde pequena é seu par nas apresentações profissionais, seu amigo, confidente e seu primeiro parceiro no sentido literal da palavra. 

Numa dessas apresentações, ao voltarem para a casa, Alícia é pedida em casamento pelo seu grande amor  dentro do ônibus a qual viajavam, mais o destino ainda não tinha dado sua última palavra na vida dos jovens e, após um  trágico acidente, Alicia perde a vida que lhe era tão boa e tão "certa".  

Sabe aquelas histórias que deixam  você pensando: o que será que a autora vai armar dessa vez? 

Então...

Alicia acorda seis meses depois e descobre que, além de perder seu noivo, sim... lembram-se que eu disse que ele a pediu em casamento antes do acidente? Pois é. Ela o considera seu noivo. Bom, além de descobrir que perdeu o noivo, a jovem bailarina descobre que não tem mais os movimentos das pernas. 

E então, para uma bailarina isso seria o fim, certo? 

E se eu disser que a vida traz Dr. Danilo lá dos Estados Unidos e muda a vida da jovem de uma hora para outra? 

Danilo é irmão da cunhada de Alicia, por sinal é também um médico ortopedista, tudo de que a bailarina  precisa, apesar de já ter seu próprio médico. Mesmo com todos os diagnósticos de que não voltaria andar, Dr. Danilo sempre teve a certeza de que sim, Alícia poderia voltar a sentir a sensibilidade nas pernas e com a ajuda de profissionais capacitados, ela poderia voltar a andar. Ambos ainda não se conheciam pessoalmente, mais esse acontecimento se dá num dos piores momentos da vida da jovem. 

Assim que entro no quarto, meu coração para e meu corpo gela, a Alícia está debruçada na janela, e alguma coisa me diz que não é para ver melhor a rua.

E aí é que tudo pode acontecer. Durante o enredo, vários personagens vão descrevendo a história sob seu ponto de vista, e foi isso que me deixou confusa ao ler o livro. Sim, tudo gira em torno de Alícia e sua recuperação, mas ficou meio estranho esse monte de gente narrando, personagens secundários que, no meu entender, não precisavam tanto destaque assim. A não ser que mais pra frente se tornassem peças chaves para a história, o que não aconteceu. 

Li o livro em apenas uma tarde, confesso que a cada página me via perguntando: e? Eu estava querendo mais e mais, afinal a proposta do livro me deixou super curiosa pra conhecer a história. 

Enfim, eu recomendo sim a leitura, mais não esperem acontecimentos bombásticos e nem cenas quentes, essas ficam por conta da nossa imaginação. 

A história é bonita, a mensagem que a autora quer nos mostrar é de que todo ser humano pode sim, ultrapassar barreiras, superar dores e amar novamente, mesmo achando que tudo está acabado e errado. 

Danilo é o personagem que mais me cativou, por sua dedicação, por sua amizade e respeito e, por muitas vezes "aturar" a mimada, Alícia. Tive vontade de dar-lhe uns bons tapas para ela acordar. 

Recomendo esse livro para quem gosta de um romance adolescente e bem suave, com pegadas de uma boa lição de vida e de superação, amizade e lealdade.  

Não recomendo para quem gosta de uma pegada mais "wow", pois não é essa a proposta do livro. 

Também tem muito "mimimi", querida pra cá e querida pra lá. Aliás, todos chamam a garota de querida e isso me irritou muuuuuito. Me vi muitas vezes trocando essa palavra por outra, já que fiquei muito irritada. Minha opinião é de que autora poderia usar a palavra "querida" com moderação, só uma sugestão!!!



Já falei que a capa é linda? Sim, é muito linda. 

Bom, percebi alguns erros na revisão, coisa que a editora deveria  ter notado, mais nada que deixe o leitor sem entender a história de Alícia e Danilo. 

Por hoje é isso pessoal e para essa história vou dar 4 estrelinhas. Espero que gostem da resenha e leiam o livro. 

Até a próxima e beijinhos.

Sandra M.