Novidade Nacional: Um Encontro Fatal - Priscila Ferreira

Olá, tudo bem, pessoal??!!
Hoje e venho com mais uma novidade nacional. Mais um livro que será lançado pela editora Tribo das Letras através do selo Métrica. O livro será lançado na bienal do Rio, no dia 05/09/2015.


Priscila Ferreira

Priscila Ferreira, 29 anos, Pernambucana. Cursou Licenciatura em Física na Universidade Federal Rural de Pernambuco e posteriormente se formou em Gestão Financeira na FBV. 
Leitora compulsiva e amante do gênero policial, tem mania de ler a última página primeiro. 
Extremamente competitiva, decidiu cumprir um desafio e escrever um livro, seu primeiro Romance - Um Encontro Fatal, que será lançando pela Editora Tribo das Letras, na Bienal do RJ em Set/15. 
Atualmente mora em uma belíssima praia do litoral sul de Pernambuco com esposo e filha.


Delicinha morar na praia, sentir aquela brisa fresca da manhã, tomar água de coco para refrescar do calor.  Adorei isso. Fiquei bem interessada nesse romance policial viu. Bora conhecer?


Sinopse:
Se um desconhecido de repente te oferecer a chance de mudar de vida?
Uma garota simples, em busca de uma vida melhor. Um desconhecido pode lhe proporcionar esse sonho?
Acionados no meio da noite para registrar mais um caso de homicídio, tão corriqueiro na grande metrópole, Sophia Martins e sua equipe trabalham para coletar todas as informações disponíveis na cena do crime. As peças do quebra-cabeça simplesmente não se encaixam e aguçam a curiosidade da destemida investigadora. Os caminhos a levam num complexo esquema que envolve pessoas poderosas e até então inatingíveis. Ao penetrar nesse contexto ela descobre que suas ações terão consequências devastadoras e não importa o quanto trabalhe, ela não conseguirá proteger todos.
No seu primeiro caso como investigadora principal, Sophia mergulhará em uma aventura de tirar o fôlego. E as consequências deixarão marcas para vida toda. Ela não poderia imaginar, nem nos seus piores pesadelos, o que enfrentaria.

Redes Sociais do livro:

Rede Social da Autora:


Mais uma autora nacional chegando... confesso que fiquei bem instigada pela leitura do livro, a probabilidade de compra está muito alta rs. 
Gostaram? Deixem seus comentários.
Xero no coração de todos!!!



Resenha #155 - Bem-vindo a Napoli - Vivian Lopes


Título: Bem-vindo a Napoli
Autora: Vivian Lopes
Editora: Amazon
Páginas: 271


-Então toma cuidado com a bolsa. - o taxista avisou.
-Tem muito assalto? - perguntou preocupada, esquecendo completamente a paisagem que lhe chamava tanta atenção há alguns instantes. Onde é que havia se metido?
-Talvez não roubem a sua bolsa, mas Napoli com certeza vai roubar seu coração.

Como começar essa história fofíssima? Quando Vivian me procurou para conhecer o seu livro, pedi que me enviasse a sinopse. Quando a li, fiquei curiosa para conhecer o romance, porque embora a autora seja nacional e a história não seja ambientada  no Brasil, eu fiquei interessada pelo enredo, afinal ainda não tinha lido nenhum romance que tinha jogadores de futebol, então a minha curiosidade foi aguçada.

Só quero pedir desculpas em trazer a resenha do livro somente agora... eu o li em Maio, mas só consegui fazer a resenha hoje. Ando sem tempo sabe, então as vezes fica difícil escrever, mas aqui estou.

Paula está recém formada em letras, mas não se enganem, ela não se especializou em inglês ou espanhol, a nossa protagonista se especializou em latim, isso mesmo. É estranho, até eu fiquei pensando nisso, mas são escolhas, não é mesmo? Com seu curso, ela conseguiu um estágio, onde fará um pesquisa financiada durante um ano na cidade de Napoli, na Itália. A partir dali tudo seria novo para ela. Uma outra cultura, uma nova pesquisa, uma chance de crescimento profissional e conhecer a beleza que essa cidade  esconde.

Quando chegou no apartamento a qual iria morar durante sua permanência na cidade,  Paula conheceu Giulia, uma vizinha meio maluquinha, mas com excelente gosto musical, ela é pura simpatia e deu boas vindas a Paula. Imediatamente as duas se tornaram amigas, foram se conhecendo aos poucos e apesar da diferença de personalidade as duas se davam super bem. Giulia era super simpática e ajudou Paula dar uma cara nova no apartamento.

Paula conheceu a biblioteca onde iria trabalhar com a sua pesquisa e as pessoas que estariam por lá também trabalhando. Os italianos pareciam bem simpáticos e bem receptivos, Paula gostou da atenção que recebeu e não se sentiu tão sozinha e perdida. 

Giulia, como sempre muito simpática convidou Paula para ir na comemoração do aniversário de seu noivo e mesmo se sentindo um pouco deslocada por ser algo mais familiar, ela aceitou e foi. Chegando lá, Giulia apresentou seu noivo Luca (adorei esse nome)  para Paula e depois ela começou a andar pelos arredores da festa, não conhecia ninguém ali, mas era melhor do que ficar sozinha no apartamento. Quando sentou em um lugar mais reservado do local, Paula conheceu Vicenzo. Mas antes disso ele já havia reparado na moça, inclusive já sabia que ela era a nova vizinha de Giulia, afinal essa era uma das vantagens de ser amigo de seu futuro cunhado.

Vincenzo tratou de se apresentar para Paula, queria conhecê-la, saber dela e quem ela era. Ela também se apresentou pra ele, dizendo que era brasileira natural de São Paulo. Tiveram uma breve conversa e o silêncio se instalou, mas nada ficou constrangedor, parecia um silêncio natural e deixava os dois confortáveis.

Vicenzo é jogador de futebol e ama o que faz. Paula ama futebol e conhece bem tudo que é relacionado a ele. Ela é uma torcedora e conhecedora total do assunto. Futebol é um assunto totalmente comum para os dois.

Em Napoli, iremos conhecer a história desses dois e também conhecer um pouco mais sobre a cidade e seus costumes. Eu fiquei completamente apaixonada  pela descrição de alguns locais turísticos da cidade. Não conheço nada da Itália, mas percebi que a autora pesquisou bastante, porque descreveu detalhes preciosos. Uma coisa é certa, passei a entender bem mais de futebol após a leitura desse livro. A Autora ou é uma amante desse esporte ou pesquisou muito sobre o assunto, porque não deixou nada falhar sobre essa parte do enredo.

Vicenzo e Paula vão se conhecendo aos poucos e uma amizade vai crescendo entre eles, mas será que ficará somente nisso? Sei não rs. Ele lhe apresenta a cidade  e lhe mostra alguns locais marcantes da cidade. Ela curte tudo que ele lhe mostra e a afinidade dos dois fica cada vez mais crescente. 

Temos aqui um romance muito bonito, que vai acontecendo aos poucos. Ele vai se seguindo passo a passo e foi isso que me contagiou durante a leitura. O desenvolvimento da relação. Não aquela coisa corrida que acontece tudo muito rapidamente. Não nesse livro pudemos acompanhar como as coisas foram acontecendo e claro que eu torci e muito pelo casal. 

Os personagens secundários se fazem presentes, fazendo com que a leitura seja divertida e fluida. Gostei muito da maneira como Vivian conduziu a história desse livro. Eu fiquei encantada com tudo. Não conseguia parar de ler. Conforme as coisas iam acontecendo, mas eu queria saber para onde tudo iria caminhar. Eu sou uma romântica incorrigível e esse tipo de romance descrito no livro são um dos meus preferidos. Já digo para os curiosos que não temos aqui um romance hot. Temos um romance gostoso, lindo aos olhos e que dá vontade de entrar na história e vivê-lo também. Fora que alguns locais descritos na cidade são bem propícios a isso.

A narrativa se faz em terceira pessoa e não fica focada somente em Paula, ela vai também para Vicenzo e outros personagens, ou seja, dá para ter uma ampla visão do contexto geral. Não posso falar sobre a diagramação porque li em e-book. Porém devo falar que o desenho da capa é totalmente condizente com a história e se você ler vai compreender o porque que a autora escolheu. Só achei as cores da capa desfavoráveis, acho que a autora pode conseguir uma capa melhor, mas essa é a minha opinião pessoal, pode ser que outros leitores gostem. Encontrei alguns errinhos de revisão, mas acredito que a autora vai trabalhar nisso também, mas foram raros, não atrapalhou em nada a minha leitura.

Para quem gosta de romance fofos, com um casal contagiante, que curte futebol e que goste da Itália, esse livro é perfeito. Eu curti toda a história e até o final. Vivian conseguiu me conquistar como leitora. A leitura foi leve, despretensiosa e muito gostosa. Espero que ela faça muito sucesso e que venha outras escrituras dela. Tenho uma imensa vontade de conhecê-la pessoalmente e que não demore. 

A história é bela e dá aquele gostinho de quero mais quando finalizada, pelo menos eu me senti assim... temos aqui laços familiares dos italianos, a forma como eles são hospitaleiros com as pessoas de fora. A amizade é algo natural, e você se diverte demais. Eu pelo menos dei umas boas risadas e fiquei fascinada com o conhecimento de futebol abordado aqui. Também curti a parte da culinária e costumes, tudo muito bem escrito e desenvolvido. Gostei mesmo. 

Os dois ficaram em silêncio por um instante, não era o silêncio agradável a que eles estavam acostumados. Não, esse era um silêncio apreensivo, cheio de tensão e angústia.


E então leitores, o que acharam da resenha? Alguém já conhecia o livro? Pretendem ler? Deixe seus comentários.  Tenham uma ótima semana, xero!!!



Novidade Nacional: Montanha da Lua - A Maldição dos Hallinsons (Família Hallinson Livro 1) - Mari Scotti

Olá Galera, tudo bem?
Tenho recebido vários contatos de autores nacionais que vão lançar ou já lançaram seus livros, então resolvi divulgar por aqui, porque apoio completamente a nossa literatura nacional e tenho lido livros, bons, maravilhosos e contagiantes!!

A Mari, já tem alguns livros publicados, ela é um talento... adoro suas histórias e devo confessar que estou muito interessada em conhecer mais essa.

Imagem retirada do facebook pessoal da autora.

Mari Scotti

Paulistana. Nascida em 22 de fevereiro de 1980. Formada em Recursos Humanos pela faculdade das Américas. Aprendeu a amar a literatura desde a infância quando sua mãe lhe mostrou um livro que estava escrevendo. Apoia sem reservas a literatura Nacional. Já gravou CD, compôs e hoje dedica a maior parte do seu tempo aos personagens. Autora dos livros Híbrida – série Neblina e Escuridão pela Editora Novo Século e Insônia, série Nefilins. Criadora e administradora da fanpage de literatura nacional: Literatura Nacional BR e do Blog Coração de Papel.
Responsável pela Semana do Livro Nacional no Estado de São Paulo desde 2014.


Agora que conhecemos um pouco a autora do livro, vamos falar sobre ele. A autora disponibilizou a venda do livro em e-book no site da Amazon, então para conferir esse romance é só acessar o link que ficará disponível no final da postagem. Vamos apoiar a nossa literatura nacional, porque ela está crescente, mas precisa muito mais para chegar ao topo. Tenho visto por ai autores com excelentes escritas e acredito que temos variação para todos os gostos. Você que ainda não conhece, não perca tempo!


Sinopse:
Há séculos uma verdade acompanha cada herdeiro do ducado de Bousquet: A Maldição dos Hallinson’s.
Conta-se que a tragédia os acompanha, levando à morte as esposas em seu primeiro ano de matrimônio. Geração após geração, aprendem sua sina e a regra a seguir para possuir uma união frutífera e longa.
Octávio Hallinson Segundo sofre as consequências de não seguir estes ensinamentos. Viúvo, isolou-se da sociedade, fugindo da responsabilidade de casar-se novamente para providenciar um herdeiro para seu título.
Um homem marcado pela dor.
Mical Baudelaire Nashgan sempre foi uma mulher decidida, enfrentando as ordens de sua tia e negando-se a seguir o protocolo que obrigava mulheres a procurar maridos apenas por posse de títulos e dinheiro e não por amor.
O posicionamento contraditório aos costumes afastou os candidatos, tornando-a uma das únicas solteironas que sua província conheceu. A mais bela dentre elas.
Uma tragédia a coloca frente aos perigos da floresta aos pés da Montanha da Lua e seu futuro torna-se incerto e assustador.

Onde comprar:

Redes Sociais:
Skoob | Fanpage |

Book Trailer:



Eu particularmente babei nessa capa e vocês? O que acharam? deixem seus comentários!!
Xero no coração de todos!!



Resenha #154 - Visões Noturnas - Maurício Caldeira

Olá Pessoal, tudo bem com vocês? Espero que sim!


Título:  Visões Noturnas
Autor: Maurício Caldeira
Editora: Novos Talentos da Literatura Brasileira - Novo Século
Páginas: 368
Classificação: 3.0

Essa resenha não contém spoilers.

O medo é um dos sentimentos mais básicos dos seres vivos. Todos já nascem com ele. Faz parte do instinto natural da sobrevivência. Se não o tivéssemos, morreríamos facilmente. O medo nos impõe barreiras; maiores para alguns, menores para outros. Mas ele sempre está lá. Basta, muitas vezes, que você o acorde.
Visões Noturnas é uma coletânea de 12 histórias de terror que não tem como base apenas seres fantásticos, mas também o medo do cotidiano e da capacidade do ser humano de pensar e de fazer o mal.

Este é o meu objetivo: assustar. Mas em um sentindo mais amplo. É fazer com que o leitor, antes de apagar a última luz da casa na hora de dormir, não tenha coragem de olhar para trás. Ou, se olhar, o faça com desconfiança. Com medo.

Foi com essas palavras, que na introdução, já fiquei com medo, na verdade, eu sou muito medrosa (apesar de não odiar terror) e só de pensar em ler esse livro comecei a ficar com calafrios.  Creio que o autor conseguiu cumprir com o seu objetivo comigo, entretanto não da forma exata como ele queria. Pois seus contos me marcaram, mas não pelo terror em si.  Não fiquei tão passada de mede como imaginei que ficaria, para ser franca, quase não fiquei... O medo é muito particular de cada um, as histórias que mais me deixaram aterrorizada podem significar nada para ti e o inverso é verdadeiro. Você precisa saber o que lhe dá medo! 

Algumas histórias tinham mais presente o suspense e o terror como:
Royal Street Flash - quatro amigos, uma aposta, um cemitério e muito sangue derramado, esse é o cenário que você encontrará e na minha humilde opinião, esse é o melhor conto do livro, o autor cria um clímax surpreendente;
Como uma pedra - cuidado! lembre-se de respirar de vez em quando, pois Cássio está devendo para um agiota e chegou a hora do tudo ou nada, ou ele paga ou o pior pesadelo dele vai se tornar realidade;
O elefante é o pior - as vezes as crianças encucam com um presente que receberam e não há nada nesse mundo capaz de fazê-las mudarem de ideia, às vezes elas simplesmente não gostam, outras é porque ficaram com medo do presente. Esse é o caso, um garotinho ganha 2 bichinhos de pelúcia, um elefante e um urso, ambos o deixam aterrorizado a ponto de falar aos pais que eles queriam pegá-lo. Mas até onde vai a imaginação de uma criança e até onde vai a capacidade dos adultos de descartarem o sobrenatural? Você vai descobrir e se surpreender com esse conto.  

Já algumas em nada me aterrorizaram, para ser bem sincera, eu imaginava que algo mais pesado iria acontecer, como: 
Auriel - retrata um homem casado, sem filhos, com problemas em casa e que acaba de perder o emprego, agora ele quer se matar, mas um estranho chamado Auriel aparece e tenta fazer com que mude de ideia. Eu tenho uma imaginação muito fértil e fiquei um pouco decepcionada com o final desse conto, apesar de ter gostado, ele poderia ter algo bem mais macabro por trás.

A viagem - esse o final definitivamente não me agradou, apesar de ser com suspense até o pescoço o final foi zero de terror e cem por cento de emoção e surpresa. Rogério escapa de um acidente horrível na estrada e acaba encontrando Roberto, um homem que estava na estrada a pé a procura de uma carona, Rogério feliz da vida por ter escapado com vida resolve dar uma carona para o estranho, mas ele percebe que há algo de muito, - repito - MUITO errada com esse tal de Roberto.

Lado B - um detetive resolve afogar as mágoas de sua investigação frustada no bar do Beto, ele está inconformado com o fato de pessoas estarem sumindo sem deixar nenhuma pista. Nesse conto você aprenderá que ninguém conhece ninguém nessa vida, todo muito tem um lado sombrio que esconde abaixo das mascaras que criamos. O assassino pode ser seu vizinho, seu irmão, seu pai, e você passará a vida sem saber, pelo menos, até chegar a sua vez de respirar uma última vez!

Bom, os outros, deixarei vocês descobrirem sozinhos, contudo, agora vocês já sabem o que os aguarda!
Se eu não estivesse demasiadamente assustado, eu daria risadas dos barulhos que William estava fazendo. Um novo objeto de vidro é quebrado. Mas dessa vez, o barulho foi seguido por um grito descomunal, que fez o grito da minha mãe no episódio do banheiro parecer um leve soluço.
Novamente gelei. Até hoje não sei se foi William que se machucou na sua louca corrida para quebrar vasos, se foi Rafael que gritou de susto ou aquelas coisas que nunca conseguimos identificar, pelo menos uma vez na vida...
Um dos pontos que gostei: as histórias de passam em Monserrat e algumas histórias estão conectadas, uma cena que se repete ou influencia em outra história. Outro ponto que gostei foi uma das histórias que trata sobre fé, essa eu acredito que tenha sido a que mais gostei de todas, é bonita (apesar de não ter terror), ela nos faz pensar,  não se trata de religião, mas saber que algo além da nossa capacidade de entendimento possa agir e liberar nossos corações das prisões que nossos medos criam.

Alguns contos são maiores do que outros, contudo cada página utilizada foi necessária e maravilhosa, o autor escreveu muito bem, de forma limpa e direta. A capa é lindíssima, bem sombria e capta nossa atenção fácil. Já as páginas são amareladas e a fonte está em um bom tamanho. Erros? quase nenhum, parabéns à todos pelo ótimo trabalho!

Recomendo para quem goste de: contos, ficção, suspense, mistério e terror.

Não recomendo para quem:  não goste dos itens acima (claro), mas para as pessoas que não desejam conhecer o "Lado B" do ser humano, pois ele não é nada agradável, eu diria até lastimável e repugnante em alguns casos.

Obs: Livro cedido pelo autor para leitura e resenha.

Pessoal, gostaram? Deixem seus comentários, se já leram essa obra e o que acharam dela, etc. Não esqueçam do Top Comentarista de Junho, comentem para concorrer!



Literatura em Movimento: Tema de Junho!!!


Olá leitores, tudo bem com vocês??
Aqui estou falando do projeto chamado Literatura em Movimento, organizado pelos blogs Café com Livro, Sacudindo as Palavras e Da Literatura. Leia mais sobre isso aqui.



Junho chegou e com ele, a mudança de estação, a alegria das festas juninas, a percepção de estarmos na metade do ano e o romance... Sim, sim. Nós estamos aqui para lembrar (e talvez para desesperar alguns): fala-se muito sobre amor em Junho! Realmente o sexto mês do ano é um mês diferente. Ele tem a benção de Juno, esposa de Júpiter, a rainha dos deuses. Deusa que representa o casamento, a fidelidade conjugal. O nome “Junho”, na verdade, foi uma homenagem à deusa. Além disso, é o mês dos namorados e das promessas para o Santo Antônio, o casamenteiro.  Foi pensando nisso que nós, do Literatura em Movimento, imaginamos a seguinte situação:

Você acabou de encontrar aquele personagem-amor da sua vida literária bem na sua frente. De carne e osso. E você PRECISA declarar o seu amor por ele. É a ÚNICA chance de conquistar o seu coração! Você: 

*Faz um jantar à luz de velas?
*Improvisa uma serenata sob o luar?
*Sequestra-o para uma ilha deserta?
*Atira na parede e o chama de lagartixa?

Para responder essa questão, você deverá: 

1 – Escolher um personagem que você morre de amores (sim, tem que ser UM! Ainda somos monogâmicos por aqui, hein?); 
2 – Criar o ambiente; 
3 – Descrever a cena.   

***

Eu pensei em colocar meu marido literário, mas como já postei sobre ele outra ação, resolvi falar de um outro amor que eu tenho (que meu marido literário não leia).

Não imaginei um ator para concretizar a parte física de meu personagem querido, mas daí esses dias olhando a net, encontrei a imagem abaixo, que descreveu bem como eu imagino quem ele pode ser.

Apresento a vocês meu personagem literário que adoraria ter um encontro: Holder - Um caso Perdido.



 Faltando alguns dias para o dia dos namorados chegar, meu querido Holder me envia uma mensagem no Watts, dizendo que estava sozinho e que precisava conversar. Senti uma imensa alegria no meu coração, porque já fazia um tempão que eu morria de amores por ele e ele só falava em sua namorada. Sou egoísta, só pensei em mim quando li aquela mensagem, seria a minha chance de demonstrar o meu amor por ele. Apesar de faltar apenas alguns dias para o dia dos namorados, já fazia quase 6 meses que não nos víamos, mas conversávamos todos os dias. Ele estava fazendo intercâmbio com ela. Foram juntos, sorte demais ficar longe de tudo e todos, meio que um lua de mel com esse lindo.

O achei triste na mensagem, será que o término foi tão ruim? Não podia deixá-lo esperando, teria que responder logo, antes que ele voltasse atrás e resolvesse reatar com a namorada. então resolvi responder:

-Claro, podemos nos encontrar sim para conversar. Quando estará de volta? - Perguntei com muita ansiedade.
-Dia 11 já estarei na cidade. - Ele respondeu rápido demais, até parecia saber o que eu iria perguntar, acho que tantas conversas, já deu para ele me conhecer bem mais do que eu imagino e como eu sou extremamente ansiosa.
-Nossa já? -fingi surpresa, na verdade eu já sabia, falei com a mãe dele semana passada. -Rápido. Ainda bem, porque eu estava com saudades. - Falei melosa, mas sem demonstrar muito interesse.
-Posso te pegar as 20:00hs? - Ele perguntou direto.
-Sim. - Respondi rápido demais.
-Ok, beijos.
-Xero.

Fim da conversa. Ele estava estranho, parecia distante. Será que eu serviria mais uma vez de escuta e de lamentos? Bom se ele falasse que jamais voltaria com sua ex-namorada já seria um bom começo. Começou toda a minha correria atrás de uma roupa para este encontro, como não sabia onde iríamos, optei pelo básico, Holder nunca foi de muito luxo. Acho que uma calça jeans, uma regata e all star ficaria perfeito, mas eu queria tudo novo.

Os dias passaram voando, ou foi a minha ansiedade? Me preparei rápido e fiquei  a sua espera, tanto tempo sem vê-lo que não sabia qual seria a minha reação, quando colocasse meus olhos nele. A campainha tocou, mas deixei que ele tocasse mais algumas vezes para não demonstrar tanta ansiedade. Abri a porta e lá estava ele, com um gorro na cabeça, com alguns fios de cabelo do lado de fora, uma camisa cinza, calça jeans rasgada  e tênis. Ele estava perfeito!!!!

Aquele sorriso travesso, aquela cara de marrento e aquele olhar capaz de me derreter que nem manteiga exposta ao sol. O abracei é claro, mas não tão forte, para não dar indícios de desespero, queria falar do meu amor, mas primeiro precisava saber onde eu estava indo. 

Ele pegou em minha mão, senti sua pele macia e quente e me levou para seu carro, saímos. Veio minha frustração, nenhuma palavra foi trocada durante o percurso. O que será que estava acontecendo? Porque tanto mistério? Ele não queria conversar, porque não falava nada? Nossa agora estou com um frio na barriga. Será que ele mentiu e está preparando uma surpresa? (que talvez eu não goste) e não terminou namoro nenhum e está me levando para seu noivado? Não, não, não e não.

Com esse turbilhão de pensamentos, não percebi o caminho para onde estávamos indo. E quando percebi, ele estava parado a minha frente com a porta do carro aberta e com sua mão estendida a mim. Eu peguei um pouco trêmula, meus pensamentos estavam a mil, só conseguia olhar em seus olhos. Não percebi nada ao meu redor. Ouvia o barulho do mar, estávamos na praia, mas a imensidão de seu olhar, me deixou paralisada, não conseguia desviar, só conseguia olhar para ele.

Ele sorriu pra mim, foi ai que olhei ao meu redor. Estávamos na calçada, em uma parte da praia que estava um pouco vazia, tinha um caminho feito, com pétalas de rosas e mais a frente tinha um tipo de toalha estendida no chão, com velas e várias guloseimas. Ele simplesmente foi me guiando até lá. Quando chegamos, meus olhos já estavam marejados. Eu não sabia o que pensar nem o que dizer. Não tinha ideia do que significava tudo aquilo. Ele olhou pra mim, tocou no meu rosto e secou uma lágrima que teimou a sair, então foi ai que eu ouvi o doce tom de sua voz:

-Surpresa! - ele disse suavemente. -Tudo isso é pra você.

Eu fiquei sem ação, olhava ora pra ele, ora para a cena de piqui nique ao luar. Acho que ele percebeu meu ar de confusão, fez menção para que eu me sentasse e disse:

-Sempre fomos amigos, você sempre me escutou e me deu conselhos. Sempre me incentivou com o namoro, sempre entendeu o meu lado. Quando fui viajar com a Sky (muita pretensão minha né), eu não tinha pensado muito. Nosso namoro estava meio morno e queríamos dar uma nova chance. Só que chegando lá as coisas não fluíram bem e resolvemos terminar, mas eu não quis te contar - ele falava um pouco ansioso demais. -Eu quis manter que estávamos juntos, nem sei porque. Só sei que quanto mais a gente conversava, mais eu fui percebendo quem estava ao meu lado o tempo todo. Eu precisei deixar de conversar com você por uns dias, para entender os meus sentimentos. Você estava povoando os meus pensamentos todo o tempo e foi daí que eu percebi, que senti saudades.

Eu sorri o interrompendo, tudo isso para me dizer que sentiu saudades. As rosas, o pique nique, as guloseimas, tudo que mais gosto, a cor da toalha, preta com branco, orquídeas, as velas aromáticas, o som da maré, tudo aquilo para dizer que estava com saudades, fiquei frustrada e não consegui disfarçar e apenas disse:

-Eu também senti saudades - abaixei meus olhos e suspirei em decepção. -Sobre o quê quer conversar? - Fui direto ao assunto, sem disfarçar a minha frustração.

Holder, com aquele cheiro tão familiar, tocou com carinho no meu rosto e levantou meu queixo de leve, para encontrar o meu olhar. Eu sou uma besta chorona, porque essas lágrimas teimavam em cair no momento mais inapropriado?

-Ei - ele disse, com aquele sorriso torto perfeito. -Deixa eu terminar de falar. - Eu só balancei a cabeça em afirmação e o deixei prosseguir.

-Era você o tempo todo. Precisei ficar longe para perceber. Você sempre esteve comigo. Até quando estava longe. Quero você. Isso tudo é pra você. 

Desta vez ele não me deu nenhuma chance de pensar ou de agir, apenas me beijou, sentir seus lábios macios nos meus, foi a sensação mais maravilhosa de todos os tempos, todo aquele cenário só contribuiu para que o beijo fosse mais intenso e delicioso. Finalmente eu beijei o Holder, finalmente eu pude sentir o seu abraço e carinho e ele queria estar comigo assim como eu queria estar com ele. Não precisei falar de meus sentimentos naquele momento, porque demonstrei tudo no nosso primeiro beijo, tentei colocar todo o meu amor, todo o meu carinho e minha admiração pela pessoa que ele é. Por todas as dificuldades que ele passou e por estar ali naquele momento comigo. Depois disso, veio o pedido de namoro e foi o melhor dia dos namorados de todos os tempos.

***


Fica esse quote que exemplifica o meu amor pelo Holder. Sei que fui muito despretensiosa nesse conto, quem leu o livro vai entender rs.
Pessoal, esse foi meu pequeno conto de um encontro com meu personagem queridinho. O Holder é um sonho de consumo para qualquer mulher. Ele fez meu coração balançar e muito durante toda a leitura do livro Um Caso Perdido, então para quem ainda não leu #ficaadica.

Deixem seus comentários do que acharam. Xero no coração de todos!!



Lançamento de Junho: Petit Editora

Olá leitores, tudo bem??
Esse mês tivemos muitas novidades né!!!Tanto de livros nacionais, como estrangeiros. Hoje eu trago para vocês o mais novo lançamento da  Petit Editora. Vamos conferir??



Enquanto houver, amor haverá esperança 
Autor Espiritual: Vinícius
Médium: Sarah Kilimanjaro
Sinopse:
Enquanto houver, amor haverá esperança, romance psicografado por Sarah Kilimanjaro, de autoria do Espírito Vinícius, é uma história que fala de coragem, amor e superação; de duas vidas que se cruzam e duas atitudes muito diferentes diante do que a vida oferece. Conheça essa comovente história e saiba por que enquanto houver amor, haverá esperança!

Lançamento do mês Enquanto houver amor, haverá esperança, conta a linda história de Erika e Maurício. Vidas marcadas pela coragem, persistência e superação.Erika, quando criança, sofre um grave acidente que a deixa paraplégica. Porém, com o amor dos pais, a dedicação dos médicos e a coragem, ela consegue superar suas limitações.
Maurício, por sua vez, é um famoso e admirado piloto de corrida. Mimado, tendo tudo nas mãos, cai no desânimo quando um acidente o deixa fora de seu “mundo ideal”. São duas histórias que se cruzam, e com resultados diferentes. Conheça essa comovente história e saiba por que enquanto houver amor, haverá esperança!


Sarah Kilimanjaro, é pedagoga, pós-graduada em Psicopedagogia, palestrante e psicoterapeuta na área de desenvolvimento pessoal, atuando no movimento espírita desde os seus catorze anos. Foi presidente da Sociedade Espírita Vicente de Paulo por várias oportunidades e vice-presidente da UME – União Municipal Espírita – órgão ligado a Federação do Rio Grande do Sul. Sarah é casada, tem dois filhos e três netos, e reside na cidade de Bagé, Estado do Rio Grande do Sul. Dentre suas obras publicadas, destacam-se os gêneros romance, crescimento pessoal, reflexão espírita e meditação.


E então, quem curtiu o lançamento? A minha resenhista se interessou muito, deixem seus comentários a respeito. Xero no coração de todos!!!



Lançamentos de Junho: Grupo Editorial Pensamento.

Olá, leitores, tudo bem?
Hoje eu venho com os lançamentos do Grupo Editorial Pensamento.
Já posso dizer que fiquei mega interessada pelo livro Origem, pois adoro uma ficção, bora conferir??

Título: ODISSEIA DE TIBOR LOBATO (A)
Autor(es): GUSTAVO ROSSEB
Assunto: Ficção Juvenil
ISBN: 978-85-5539-001-2 
Idioma: Português 
Tipo de Capa: Brochura
Edição: 1ª edição 2015
Número de Páginas: 224 
Jangada

Sinopse:
Depois de perder os pais num terrível incêndio no acampamento cigano onde moravam e passar dois anos num orfanato, Tibor Lobato e sua irmã Sátir são encontrados pela avó e vão morar no seu sítio. Ali fazem amizade com Rurique, um garoto conhecedor das lendas e histórias de assombração do lugar. Durante a quaresma, coisas muito estranhas começam a acontecer na região e seres fantásticos do folclore - como a Mula Sem Cabeça, o Boitatá e a Cuca -, ganham vida e começam a assombrar os habitantes dos Sete Vilarejos. Os três começam a correr perigo quando descobrem segredos que ligam a família dos irmãos a esses seres fantásticos e a um lendário Oitavo Vilarejo. A partir daí inicia-se uma odisseia cheia de magia, que levará os três amigos a reconhecerem e valorizarem virtudes como lealdade, coragem, esperança e amizade.



Título: ORIGEM
Autor(es): J.t Brannan
Assunto: Ficção - Ação e Suspense
ISBN: 978-85-5539-000-5
Idioma: Português
Tipo de Capa: Brochura
Edição: 1ª edição 2015
Número de Páginas: 340
Jangada

Sinopse:
A pesquisadora científica Evelyn Edwards e sua equipe descobrem um corpo de 40 mil anos enterrado sob a calota polar da Antártida. Mas, quando começam a extrair o corpo do gelo, o sonho se transforma em um horrível pesadelo, quando todos são marcados para a morte por alguém que quer manter enterrado esse segredo. Evelyn mal consegue escapar com vida. Ela pede ajuda a seu ex-marido Matt Adams, antigo membro de uma unidade de elite do governo. Logo eles se veem envolvidos em uma corrida alucinante contra o tempo, que os leva ao Grande Colisor de Hádrons, em Genebra, enquanto tentam desvendar a maior conspiração de todos os tempos, antes que seja tarde demais para a espécie humana. Se a humanidade achava que conhecia suas origens, chegou a hora de repensar tudo, por que todas as crenças estão a ponto de ser questionadas.



Título: CASA VERSACE
Autor(es): Deborah Ball
Assunto: Biografias e Memórias
ISBN: 978-85-5503-012-3
Idioma: Português
Tipo de Capa: Brochura
Edição: 1ª edição 2015
Número de Páginas: 336
Seoman

Sinopse:
Casa Versace conta como Gianni Versace, ao lado de sua irmã Donatella, juntou seu enorme talento a uma ambição extraordinária para criar quase sozinho este império da moda. A jornalista Deborah Ball apresenta a história vista de dentro, baseada em entrevistas com membros da família Versace; com parceiros e rivais de Gianni; modelos internacionais e ícones da indústria da moda. Gianni Versace estava no auge quando foi assassinado em Miami, fato que ocupou as primeiras páginas dos jornais de todo o mundo e a caçada ao assassino virou uma obsessão da mídia. Ball relata vividamente os esforços de Donatella ao assumir o controle da Versace e tentar se colocar à altura da genialidade de Gianni, se livrar das drogas, suas disputas com seu irmão Santo e o mistério de por que Gianni deixou o controle de sua empresa para sua sobrinha, Allegra.



 Título: ENTRE DEUSES E HERÓIS
Autor(es): David Mulroy
Assunto: Mitologia
ISBN: 978-85-316-1318-0
Idioma: Português
Tipo de Capa: Brochura
Edição: 1ª edição 2015
Número de Páginas: 232
Cultrix

Sinopse:
Entre Deuses e Heróis traz os mais importantes mitos e lendas condensados a partir de suas fontes primárias. As histórias escolhidas para este livro não estão adaptadas e nem entremeadas pela interpretação que o autor faz delas. O livro apresenta as histórias de maneira acessível e agradável, preservando a dramaticidade, a ironia e as paixões (pathos) dos originais. Esta é uma obra voltada a um público amplo e satisfaz uma necessidade real, poupando tempo ao leitor interessado, que vai tomar conhecimento de toda a gama de lendas e mitos clássicos gregos e romanos de um modo eficiente e prazeroso.



 Título: VOCÊ PODE CURAR A SI MESMO
Autor(es): Julie Silver
Assunto: Medicina Complementar
ISBN: 978-85-316-1311-1
Idioma: Português
Tipo de Capa: Brochura
Edição: 1ª edição 2015
Número de Páginas: 224
Cultrix

Sinopse:
Neste livro prático e inspirador, a Dra. Julie Silver, médica especialista em medicina física e reabilitação da Escola de Medicina de Harvard, lança mão da sua experiência clínica e pessoal, como sobrevivente de um câncer, para condensar uma quantidade incrível de conhecimento sobre alguns princípios básicos que nos ajudam a mobilizar os nossos próprios recursos de cura e elevar o nosso nível de saúde, fazendo-nos sentir física e emocionalmente mais fortes.




Título: ÚLTIMO PAPA (O)
Autor(es): Robert Howells
Assunto: Espiritualidade - Diversos
ISBN: 978-85-315-1904-8
Idioma: Português
Tipo de Capa: Brochura
Edição: 1 ª edição 2015
Número de Páginas: 296
Pensamento

Sinopse:
Com base em seu vasto conhecimento da história política e espiritual da Igreja Católica, o historiador Rob Howells examina, a partir de perspectivas religiosas, históricas, psicológicas e científicas, as profecias de São Malaquias, que revela as identidades de 111 papas da Idade Média até o presente, incluindo aquele que será testemunha da ruína da Igreja Católica e é chamado de "Papa do Juízo Final". A eleição de Francisco tem sido anunciada como um novo começo para a instituição sitiada, mas Howells oferece uma interpretação incrivelmente diferente: que Francisco será o último papa da Igreja Católica.

E não para por ai, a editora vai estar com uma super promoção em todo o site, a promoção é válida do dia 25/06/2015 a partir das 09h até as 09h do dia 26/06/2015. Não percam essa chance!!!

 http://www.pensamento-cultrix.com.br/


Xero no coração de todos!!



Resenha #153 - Amor e Sangue - Francine Rossini

Livro cedido através de Book Tour

Título: Amor e Sangue
Autora: Francine Rossini
Editora: Baraúna
Páginas: 371

-O que está acontecendo? - ela se afastou subitamente encontrando apoio na parede fria e úmida da sala. -Quem são vocês? Porque vocês moram em um cemitério? - seus olhos vasculharam respostas nos rostos completamente misteriosos. -O que vocês vão fazer comigo?

Inicialmente entramos no ano de 1857 em Lisboa, Benjamim fica sabendo que seu pai pediu a mão da bela Fabrícia em casamento. Após a morte de sua mãe, seu pai ficou mais agressivo e queria que ele se casasse para constituir uma família.  Só que Benjamim tinha seu melhor amigo Julio, a qual era completamente apaixonado por Fabrícia e ele tentou algumas vezes argumentar com seu pai, que não queria se casar com ela, porque seu melhor amigo estava apaixonado, mas seu pai não lhe deu atenção, ele disse que ele iria se casar com ela e pronto, pois já estava decidido. Julio  ficou sabendo do casamento e ficou furioso com seu amigo. Diante da discussão acalorada eles foram atacados, as coisas aconteceram muito que rapidamente, sem que ele pudessem perceber o que realmente de fato tinha acontecido.

Logo em seguida, alguns longos anos se passam, mais que um século na verdade e estamos na atualidade. Conhecemos nossa protagonista Cecília, uma menina doce, que está com seus 17 anos e terminando o ensino médio. Ela é a mais nova e tem duas irmãs mais velhas. Felipa a rebelde e Grazi, a irmã mais velha e conselheira. Elas moram em um bairro tradicional de São Paulo Na Mooca com sua mãe Cora, uma mãe exemplar e que sempre coloca suas filhas em primeiro lugar.

Cora ficou viúva muito cedo e desde então teve que cuidar de suas filhas sozinha. Cecília é a mais doce e amorosa, tem um bom coração e três melhores amigas, é uma excelente aluna e possivelmente sera a oradora da turma. Felipa a filha mais revoltada, é a ovelha negra, um poço de inveja, faz muitas besteiras e muitas vezes eu tive vontade de esganá-la tamanha sua cegueira. Grazi, é a inteligente, é a mais velha e mais responsável, sempre ajudando sua mãe a cuidar das irmãs mais novas.

-Assim que eu gosto. - disse a mãe se juntando no abraço e puxando Grazi para participar também. -Eu amo muito vocês três. Vocês são a minha vida.

No meio de tudo isso aparece um garoto, ele é novo na escola e de imediato conhece Cecília, ele fica completamente encantado com ela e a sua bondade. Ela super prestativa com o aluno novo, se oferece para apresentar toda a escola.  Tudo fluía muito bem. Logo eles ficaram amigos o que despertou ciúmes no ex-namorado de cecília o Caio. Cecília teve que passar pro algumas aprovações, ela foi traída da pior forma possível e estava difícil de aceitar e até mesmo de compreender o que de fato aconteceu.

Em contrapartida, nós temos o clã inimigo, onde é composto por vampiros sanguinários e que tinha como líder o temido Marcos. Ele era um vampiro arrogante, temido, maldoso e que só pensava em aumentar seu clã, porque iria surgir uma possível guerra. Ele tinha um plano e estaria disposto a fazer qualquer coisa e passar por cima de quem fosse para realizar o seu objetivo.

Temos dois lados de clãs vampiros, os bonzinhos, que resolveram seguir uma dieta restrita a sangue de animais, só que isso não os deixavam fracos, eles ainda permaneciam com suas habilidade, mas ganhavam uma vantagem com isso. Os clãs que preferiram seguir os seus instintos de consumir sangue humano, como a "natureza" os fizeram, tinha uma desvantagem, mas pelo fato de serem criaturas da noite, não se sentiam presos a isso. Para descobrir a vantagem e desvantagem, só lendo mesmo o livro.

Uma guerra está para surgir. Um vampiro sanguinário quer matança, tem um plano e quer concretizá-lo de qualquer jeito, mas daí vem a pergunta: a família de Cecília tem alguma coisa a ver com isso? Temos alguns segredos a serem revelados. O que será que poderá acontecer?

Quando resolvi participar desse book tour, fiquei muito empolgada, porque a sinopse e a capa simples do livro me chamaram muito atenção. Comecei a ler com muita expectativa, mas infelizmente o livro não as atingiu da maneira como eu esperava. A história em si é muito boa. Tem vários elementos que curto em histórias sobrenaturais. Essa questão de vampiros sanguinários e vampiros do bem, chamou muito a minha atenção também. 



O romance é bonito, mas eu achei muito exagerado e confesso que o casal romântico não me convenceu muito. Eu não consegui me conectar com eles. Pareceu tudo muito rápido, tudo muito corrido, não senti os sentimentos sendo aflorados e isso me fez desencantar um pouco com a narrativa. Tive pontos positivos com algumas lutas e a maneira fria que o clã dos sanguinários agem, dessa parte eu gostei muito, porque é assim que os vampiros são. Eles não tem coração. Mas eu também gosto dos vampiros bonzinhos, que procuram viver em harmonia com os seres humanos.

Eu curti a história, só esperava um desenvolvimento maior. Entendam que essa é a minha opinião pessoal a respeito da história. Eu acredito que cada leitor tem a sua maneira de entender e curtir o que se lê, então não tomem decisões precipitadas, leiam o livro e tirem a suas próprias conclusões.



A diagramação do livro é bem simples. A capa é toda preta, com fonte em vermelho como se escorresse sangue. As folhas são brancas e isso desta vez me atrapalhou um pouco, porque a fonte foi de um tamanho um pouco menor e isso me causou cansaço, então eu demorei a ler o livro bem mais do que eu estou acostumada. A revisão deixou a desejar, encontrei vários erros de revisão, trocas de palavras e isso atrapalhou um pouco a leitura, porque eu tive que voltar para entender o que estava sendo narrado. Infelizmente isso é um problema mesmo da editora, pois não é o primeiro livro que leio, com esses erros de revisão. A narrativa acontece em terceira pessoa, e a autora, mostra todos os cenários, para melhor compreensão da história, então você não fica focado somente nos protagonistas. Inicialmente a ambientação acontece em Lisboa, mas depois voltamos ao Brasil, na cidade de São Paulo e mais uma vez gostei dessa parte, porque citou pontos como por exemplo o cemitério da Consolação, e olha que passei esses dias por ali e imaginei algumas cenas.

Tirando essas ressalvas a leitura foi boa, eu gostei muito da ideia. A maneira como o livro foi finalizado, mostra que teremos uma continuação, porque ficou bem aberto. Eu recomendo a leitura para quem gosta de histórias sobre vampiros, que curtam histórias sobrenaturais, romance bem doce e ação.

De qualquer forma, fiquei curiosa pela continuação e só espero que a Francine não demore a lançar, acredito que o segundo livro, vai ser mais cheios de detalhes.

Quando conseguiu sair do transe causado pela surpresa ao encontrá-lo, começou a caminhar lentamente para dentro da sala, era como se uma força a fizesse se aproximar dele, estava ansiosa e com medo de que ele não correspondesse o que já estava sentindo.

E então leitores, o que acharam do livro? Alguém já conhecia? Deixem seus comentários. Xero no coração de todos e que tenham uma ótima semana.


Leituras do mês de Maio

Olá... tudo bem pessoal!!!
Antes tarde do que nunca trago para vocês os livros que li no mês de Maio. Novamente li 5 livros, ando muito atarefada e com a minha insônia, vivo extremamente cansada, então as vezes não consigo ler durante o dia porque os meus olhos se fecham contra a minha vontade no ônibus.


Eu gostei da leitura desse livro. Uma leitura fofa e super leve. Tem seu drama de adolescente, mas nada que eu tenha considerado irritante. A leitura fluiu bem melhor do que eu esperava.


Eu amei esse livro, na verdade acredito que vou gostar de toda a série rs. Em Impulso teve o casal Lucas e Sabrina... gostei da história deles e da forma como a autora levou, sim é um livro hot, mas é daquele que tem um história. Tem uma família cativante que me deu vontade de fazer parte dela. 

Em breve resenha

Ah eu adorei a leitura desse livro, Demais mesmo. A autora é uma fofa, me procurou para falar do livro e eu aceitei divulgá-lo e resenhá-lo. A autora é nova, é o primeiro livro dela, mas em minha opinião ela começou bem o romance. A leitura é fofa e italiana. Estou completamente apaixonada.

Em breve resenha

Eu li muitas resenhas positivas sobre esse livro e fiquei muito interessada pelo enredo, então, na primeira oportunidade que tive, eu li o livro. Eu gostei, temos conflitos, drama e um casal apaixonado que não dão o braço a torcer. Temos aprendizado e crescimento dos personagens. Acho que foi uma leitura válida.


Esse livro livro teve um inicio difícil de leitura, mas depois as coisas foram melhorando e eu finalmente curti. A escrita de bruno é diferente e foi difícil me acostumar, mas não foi ruim a leitura, foi fora do contexto do que eu estou acostumada, o que foi bom, porque foi uma nova forma de narrativa, se eu pegar outro livro semelhante, não ficarei tão perdida.



Essas foram as minhas leituras. Alguém já leu ou conhecia alguns desses livros? Deixem seus comentários. Desculpem o meu sumiço, mas ando numa correria danada.

Xero no coração de todos!!



Resenha #152 - Eve & Adam - Michel Grant & Katherine Applegate

Livro cedido pela editora


Olá Pessoal, tudo bem com vocês? Espero que sim!


Antes de mais nada, tenho uma pergunta muito séria: vocês são viciados em "só mais um capítulo"? Se forem, não recomendo ler esse livro durante a semana, é extremamente perigoso!

Título:  Eve & Adam
Autor: Michel Grant & Katherine Applegate
Editora: Novo Conceito
Páginas: 272
Classificação: 4.0

Essa resenha não contém spoilers.


Eve é uma garota comum, com uma vida comum - uma vidinha bem comum de gente rica-, com uma mãe mais ou menos comum - fria, poderosa e de dar arrepios -, com uma amiga típica que toda mãe odiaria, ainda mais as poderosas - feliz e que adora se divertir enchendo a cara. Uma vida sem grandes acontecimentos até que ela é atropelada e tem sua perna decepada, aliás, eu comentei que ela adora correr? Pois é... e isso a deixa muito preocupada.

No hospital Eve vê sua mãe mostrando ao médico responsável seus super poderes de "eu sou a poderosa e você vai me obedecer", tudo isso porque ela deseja levar Eve - que acabou de sair de uma cirurgia para costurar sua perna no lugar - para seu centro de pesquisa genética. É nesse momento que Eve conhece Solo, um rapaz aparentemente de sua idade que trabalha para a sua mãe e que com certeza não gosta dela, para ser mais sincera, parece que ele esconde algo, tipo ódio ou coisa assim pela mãe de Eve.

"Pronto. Essa é a filha da chefe.
Eu havia visto fotos dela, claro. Não se pode entrar no escritório de Terra Spiker sem ver fotos da sua filha. A minha preferida é aquela em que Eve está atravessando a linha de chegada, toda suada e vermelha, com um sorriso de matar."

"Os olhos dela se viram na minha direção. Não parecem focar muito bem. E, por um segundo, eu penso: nossa, e se eu estiver enganado? E se ela morrer?
De repente, parece que quero chorar. Não vai acontecer, claro - não vou chorar -, mas sinto uma onda repentina de tristeza."

Eve chega a Spiker Biopharm e sua vida fica de ponta cabeça, ela percebe que é diferente, que há segredos envolvendo sua mãe, segredos que lhe assustam só de pensar e uma tarefa é dada por sua mãe:

"Eve terá a chance de testar, em primeira mão, um software desenvolvido para manipular (na teoria) genes humanos. Ela poderá criar o garoto ideal, sob medida!"

Eve ainda tem que ajudar a sua amiga a se livrar dos apuros no qual se mete por amor. E além de tudo isso, ela percebe que brincar de Deus, também tem seu lado ruim e sombrio. 

— Ah, ela virá - Terra Spiker diz. — É o destino de todos os criadores: eles se apaixonam por suas criações.



Suspense, romance, mistério, aventura com pitadas de comédia, tudo em uma única estória, em volume único, com capítulos curtos, contendo a perspetiva dos personagens sobre a história, com fonte média e com um enredo surpreendente... Esses são os motivos pelo qual tanto apreciei a leitura.

E porque não se deve ler durante a semana? Ora, por causa desses capítulos curtos, eles contribuem para aumentar o vício de ficar: "vou ler só mais esse capítulo e vou dormir" e quando você percebe, o livro acabou e você precisa levantar para ir trabalhar...                                                                           
Ao contrário dos romances que se vê hoje em dia, esse livro mostra o romance de antigamente, mas sem ser hipócrita ao ponto de não "atualizá-lo". Se você for o tipo de pessoa que se envolve muito mais com a simplicidade do primeiro beijo do que com cenas de sexo, você irá curtir esse livro, apesar de não ser um livro de romance. Ele não deixa o sexo de fora, mas o deixa nas entrelinhas, você sabe que irá acontecer, mas tem detalhes. Amei, estava sentindo falta desse tipo de simplicidade nas histórias atuais.

Recomendo para quem goste de: de ficção, suspense, mistério, romance, aventura.

Não recomendo para quem:  não goste dos itens acima ou para quem não quer descobrir o lado sombrio por trás das grandes descobertas científicas que salvam milhões.

Pessoal, gostaram? Deixem seus comentários, se já leram essa obra e o que acharam dela, etc. Não esqueçam do Top Comentarista de Junho, comentem para concorrer!



Resenha #151 - Sem Limites - Lya Gallavote

Livro cedido para leitura em Book Tour

Título: Sem Limites
Autora: Lya gallavote
Editora: Independente
Páginas: 458


Ergueu a cabeça ao mesmo tempo em que quase toda a cacofonia da entrada do colégio sumia. As pessoas baixavam os olhos no momento em que passavam ao seu lado, soltando alguns murmúrios  e risos abafados. Ainda no chão, tentava se recompor, sabendo que era alvo das gozações.  

Pra ser bem sincera, pensei várias vezes em como escrever essa resenha. Lya trouxe o bullying, como temática principal nessa história e quando fui convidada para participar do book tour, eu não fazia muito a ideia do que esperar, só que gosto de forma como ela escreve e retrata as suas histórias. Tudo é muito simples e prazeroso de ler, mas jamais fosse imaginar que eu ficaria tão chocada e aterrorizada com a maldade humana, princialmente dos jovens. Sim eu sei que o bullying é algo terrível, mas eu ainda não fazia ideia de sua dimensão e o que ele poderia causar tão profundamente em alguém.

Lucas é um garoto de 15 anos que acabou de entrar no ensino médio, sua mãe trabalha de faxineira para sustentar a casa e ele tem um irmãozinho de 10 anos e seu pai que é dependente químico. A vida não é fácil, mas ele quer uma vida diferente, ele sonha em se formar em engenheiro mecânico e poder dar uma vida diferente a sua família e principalmente ajudar o seu pai a sair daquela vida de drogas.

Para que isso acontecesse sua mãe o ajudou e muito correndo atrás de uma bolsa de estudos na melhor escola particular e tradicional da cidade em que mora. Lucas estudou muito para conseguir essa bolsa e tudo seria novidade pra ele, fazer novas amizades e tudo mais. Ele estava bem ansioso, mas não sabia o que estava esperando por ele já no primeiro dia de aula.

Lucas chegou empolgado na escola, mas logo em seu primeiro dia, já levou uma bofetada forte no rosto, que deixou marcas imediatas. O garoto tinha o dobro de seu físico, ele é grosseiro e parece ser o líder da escola, todos riam de Lucas caído no chão pela bofetada que levou. Marcelo saiu sorrindo com seus amigos e sua popularidade cresceu ainda mais com sua atitude. A única pessoa que se aproximou de Lucas para ajudá-lo foi Renata, uma menina meiga que usava óculos, mas que aos olhos dele era a menina mais bonita do mundo. 

Decidido a não demonstrar medo, Lucas retornou ao lugar, a fim de garantir o seu futuro como engenheiro mecânico. Marcelo o encarava de forma voraz. Com um calafrio, Lucas desviou o olhar o mais rápido de pôde. 

Essa é a única premissa que consigo fazer, para que vocês leitores possam ter uma ideia do que podem esperar. O que posso dizer que a história é triste e reflexiva. Eu me perguntei durante toda a leitura do livro o que faz um ser humano ser tão horrível assim? O que o motiva a fazer tantas maldade sem mais e nem menos, com uma pessoa que não fez nada para ele? Como transformar a vida de uma pessoa em um inferno e fazê-lo passar por tantos constrangimentos possíveis e completamente radicais? 

Lya trouxe o bullying de uma maneira cruel, triste, ofensiva e totalmente chocante. Na verdade ela trouxe esse tema para nos acordar, para nos mostrar que essa realidade está em qualquer lugar e não somente fora, no exterior. Eu jamais imaginei que esses alunos de escolas de elite fossem tão cruéis, tão sórdidos. Não estou falando de todos, só estou falando daqueles metidos e que se acham tanto, que humilhar e fazer sofrer uma pessoa mais simples, é motivo de alegria e de divertimento.

Eu fiquei chocada, aterrorizada, me senti até humilhada diante da situação em que Lucas se encontrava nessa escola. Mas ai você vê um menino de família humilde, querendo vencer de forma honesta. Querendo realizar seu sonho de ter um futuro melhor e ajudar a sua família. Ai vem um menino extremamente rico, mimado e que se acha o dono da verdade, querendo humilha-lo de todas as formas, usando de violência de forma totalmente gratuita.

Nossa eu chorei. Eu quis pegar Lucas e colocá-lo em meu colo, abraça-lo forte e confortá-lo. Queria dizer que tinha muito orgulho dele, que por mais que as coisas estivessem dificieis, não era para ele desistir. As pessoas colhem aquilo que plantam e que o Marcelo iria pagar por aquilo futuramente. Eu me senti dentro daquele contexto, observando tudo aquilo de longe como uma mera expectadora, doida para entrar na história e dar umas bofetadas no Marcelo e fazê-lo acordar pra vida e dizer que nada justificava aquela violência por uma pessoa que ele nem conhecia e que só estava ali para estudar e garantir um futuro melhor.

Mas daí eu penso nas coisas que a minha mãe diz. A pessoa quando nasce com o instinto ruim, com o tempo ela aflora e a pessoa começa a demonstrar o quanto a maldade é boa para ele e como essa pessoa se satisfaz em fazê-la. Infelizmente Marcelo é assim. Nasceu com a maldade no coração e por ser mimado pelos pais, se transforou nesse monstro cruel. Mas não pense leitor que isso só se concentra em Lucas e Marcelo, outros personagens secundários aparecem para compor o enredo e as coisas ficam feias de uma forma que eu fechava o livro e não acreditava naquilo que lia ou que aquilo poderia acontecer na vida real.

Ao todo a leitura foi intensa e com um pouco de dor. Eu praticamente senti na pele todas as atrocidades vividas com os personagens dessa história. Lya soube colocar as coisas de uma forma praticamente palpável, que eu me senti lá vivenciando tudo aquilo. A história é contada em terceira pessoa e você consegue ter uma visão ampla de todos os acontecimentos, desde o protagonista, até os personagens secundários. A leitura não é leve, ela é densa. Você sente um aperto no estômago e no coração. Você sente raiva, rancor, desespero, pena e um vazio de impotência. Nossa sentir uma pessoa que vive com medo e que se assusta até com a sua sombra por causa de um trauma causado por colegas na escola de maneira cruel é de doer o coração. Já li por ai e vi na internet algumas maldades, mas de longe tinha presenciado em uma história algo tão nojento, injusto e totalmente covarde. Não consigo parar de pensar que isso pode acontecer em nossa realidade. E o pior é que quem passa por isso, não fala em casa, porque já passa por tantos problemas, que tem medo de contar e as coisas ficarem piores. Se calar e guardar tudo para dentro de si, é angustiante e pior, ver que quem faz a maldade se dá bem, ai eu pergunto até quando?



A diagramação do livro é bem simples, por ser um livro independente, não tem orelhas. As folhas são amareladas e um pouco grossas. A fonte é de tamanho médio e faz a leitura fluir de forma rápida. O espaçamento deixou um pouco a desejar pelo tamanho do livro. Encontrei raros erros de português, mas nada que atrapalhasse a leitura. O título do livro é totalmente condizente com a história e a capa também.

Chorei em algumas cenas, quis segurar a mão de Lucas, quis abraçar o Felipe, seu irmãozinho. Quis dar forças para a mãe dos meninos. Eu quis fazer muitas coisas. Se a Lya teve a intenção de fazer o leitor entrar na história e senti-la tão intensamente ela conseguiu fazer isso comigo. O motivo pelo qual eu não dei os cinco livrinhos, foi porque eu queria que ela tivesse detalhado mais, alguns acontecimentos finais de alguns personagens e eu senti falta disso. No todo eu gostei muito da leitura e apesar dos pesares sofrido por Lucas, a amizade foi um ponto forte diante de tanta dor. O amor maternal, também contou muito. 

Eu recomendo a leitura para aqueles que gostam de ler a temática sobre bullying, sobre drama, sobre laços familiares e de amizade. Ainda me sinto chocada com tudo que li, a minha ressaca literária está sendo forte. 

Lucas sentiu saudades dos tempos em que o dinheiro não fazia falta. Viviam bem, com seu pai sempre pagando as contas e sua mãe guardando uma reserva para os passeios e outras emergências. Era muito bom quando programavam uma viagem, um passeio sem se preocupar com nada.

Galera sei que exagerei na resenha... ela ficou imensa, mas quando vi já tinha escrito tudo. Tive muita dificuldade em saber o que escrever, foi difícil chegar até aqui, porque não entra na minha cabeça como algumas pessoas podem se sentir bem maltratando os outros. Enfim, apesar da densidade da história, eu acredito que ela seja válida para todo mundo sem restrições. 

Xero no coração de todos e vamos praticar mais amor...