Resenha #145 - Love Hina - Ken Akamatsu

Olá Pessoal, tudo bem com vocês? 
Muito obrigada pelos comentários nas resenhas anteriores. Tenho tido um retorno muito bacana de vocês e espero melhorar a cada dia mais. Hoje trago a resenha do primeiro volume de Love Hina, nele eu falo um pouco sobre a série e as edições brasileiras.
Capas do volume 1 - nova edição da JBC



Obra:  Love Hina
Autor: Ken Akamatsu
Mídia: Mangá
Editora: JBC - Japan Brazil Communication
Volumes: 14 volumes + uma edição especial
Páginas: 186 em média por volume
Formato: 13,6 cm x 20,5 cm
Classificação: 4.0


Essa resenha não contém spoilers.

Keitarô Urashima é um jovem super tímido, e cheio de "sem" ... sem noção, sem dinheiro, sem a mínima aptidão para os estudos. Por duas vezes, já prestou vestibular na universidade de Tóquio (Todai) e reprovou ambas, o que culminou na sua expulsão da casa de seus pais. Sem ter para onde ir e precisando estudar mais para passar no vestibular, resolve pedir para ficar na pensão Hinata (muito famosa por sinal) de sua avó e acaba assumindo o lugar dela, temporariamente, como gerente.


Vol. 01 ao 04
Mas, as coisas não saem como esperado e a sua chegada na pensão só lhe trás problemas. Só para começar, a pensão é só para mulheres! Como se não bastasse isso, Keitarô ainda é super atrapalhado e sempre acaba se encrencando com as meninas.
Isso tudo poderia fazer com que o Keitarô jogasse tudo para o alto, que deixasse de lado seu sonho de ir para a Todai e seu orgulho para poder voltar para casa se resignando aos pais. Contudo, há algo que o impede, uma promessa feita a uma garota enquanto ainda não passavam de crianças. A promessa era que ambos entrariam na Todai para selar o amor eterno entre eles.

Vol. 05 ao 08
Uma das poucas semelhanças entre as moradoras da pensão são: serem lindas e temperamentais. Já as diferenças são grandes, temos a CDF, a espadachim, a safadinha, a ginasial cozinheira, inteligente, mas maluquete,  e a inocente sem noção. Tem mulher para tudo que é gosto, então rapazes se deliciem!

Cenas hilárias são garantidas, pois o Keitarô se atrapalha muito e sempre acaba em se metendo em situações constrangedoras e para piorar, junte: uma imensidão de mal-entendidos com as moradoras do pensionato que não possuem a mínima paciência com garotos safados e o resultado será desastroso (para o pobre Urashima), enquanto você se diverte.

Contudo, essa história não é só comédia, ela tem momentos bem intensos e emocionantes com a busca pelo amor de infância e o esforço para tentar cumprir a promessa feita para ela, além de tentar sobreviver a essas meninas maluquetes da pensão, que só espancam o coitadinho do Urashima.

Vol. 09 ao 13 e Love Hina Infinity
No Brasil a JBC já lançou essa obra duas vezes: o primeiro lançamento foi dividido em 28 volumes, no qual, cada volume da edição japonesa equivale a 2 volumes brasileiros. O relançamento dessa obra é todo especial, além de ser no formato tankobon (igual ao original japonês), há algumas páginas coloridas, as traduções e adaptações foram refeitas. Dentre todos os volumes, só falta o 14 para ser lançado, então fique atento para o final emocionante dessa obra.

Para esse relançamento a JBC colocou a capa original japonesa e a capa brasileira correspondente ao primeiro lançamento em cada volume. As impressões foram feitas em papel off-set (ele é mais claro e grosso do que aquele que estamos mais habituados que nos lembra jornal). Ela também lançou "Love Hina Infinity" uma enciclopédia sobre a obra com 448 páginas e com uma cartela com adesivos de quatro das 14 capas do mangá , nele você encontra desde informações inusitadas sobre os personagens, autor, explicações de referências usadas e sobre as decisões tomadas pelo autor.
Todos os volumes foram adquiridos pela resenhista
 Essa nova edição está muito bacana, com as páginas coloridas e as capas diferentes, o fato de terem mudado o formato foi muito bom, o único porém, foi a demora nos lançamentos. Devido ao trabalho extensivo nas traduções e adaptações houve vários atrasos nos volumes finais, o que deixou o leitor bem chateado e desanimado.

Quanto a história, há momentos que ela não anda, o Keitarô empaca e eu acabei ficando um pouco ansiosa para passar logo essa fase, pois eu queria que desse tudo certo. Entretanto, esse sentimento era amansado pela parte cômica da história e como um todo, a experiência com  essa obra foi muito positiva, me fez rir horrores mesmo sendo a segunda vez que lia (li os 28 volumes da 1° edição)

 Se você nunca leu ou tem medo de se perder na leitura pelas diferenças que temos em relação aos HQ's brasileiros (direita para esquerda), não precisa se descabelar ou esquentar a cabeça. Pois, em cada volume há uma página dedicada para as instruções de leitura, no começo é um pouquinho estranho, mas com o tempo você se acostumará e a estranheza inicial irá desaparecer.

Recomendo para quem goste de: comédia, romance, harem ecchi, shounen. Apesar de algumas capas serem mais descaradas, não há cenas hot, essa obra não é sobre sexo. Recomendo para maiores de 16 anos e para todos os sexos.

Não recomendo para quem:  não quer se divertir ou que não goste dos outros itens acima.

Pessoal, gostaram? Deixem seus comentários, se já leram essa obra e o que acharam dela, etc.



22 comentários

  1. Eu gosto de mangá, a leitura incomoda umpouco no começo, mas dá para seguir. Eu não compro muito pois geralmente são vários volumes e haja grana kkkkkk
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Ninah!!!!

    HAAA!!!! Que coisa mais fofa! *o* eu quero! kkkkk
    To adorando suas resenhas de mangás, estou fazendo uma listinha com os quais que mais gostei, quero muito adquirir alguns!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  3. "Não recomendo para quem não quer se divertir" hahahahaha

    Eu não gosto muito de Mangá, só dos traços mesmo. Mas nunca me interessei em ler. Gostei da resenha porque está bem completinha.Mas passo a leitura por não fazer meu estilo mesmo


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ninah!
    Fiquei com muita vontade de ler esses mangás depois dessa resenha, pois amo histórias divertidas e emocionantes! Não poderia perder também de ter essas edições lindas! *_*
    Amei a resenha! Bjos <3

    ResponderExcluir
  5. Ola Ninha que série grande , mas adorei essa mistura de personalidades na pensão, e nosso protagonista deve se perder com tanta mulher e suas manias. Gostei da capa. No momento devido a correria não leria, mas estou indicando a minha sobrinha que vai amar. beijos
    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Eu comecei a ler esse manga, mas não tive tempo de terminar.
    Gostei muito da história e espero poder ler em breve.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Ninah, não sou muito fãs de Mangá, pare ser sincera acho que nunca li nada do gênero, contudo essa parece ser uma série bem divertida, pena que tem zilhões de volumes, nem séries de romances eu curto quanto é grande, então eu passo!

    ResponderExcluir
  8. confesso que nunca tive vontade de ler mangá, pois é muito difícil me interessar por algo do estilo. Único mangá que eu tenho é um do Dragon Ball Z, de 2001 <3 Esses mangás aparentam serem bem legais, pois não só as capas que são belíssimas, mas também o conteúdo, que parece ser bem divertido!

    ResponderExcluir
  9. Oi Ninah, sua linda, tudo bem?
    Quando você falou dele entrando em uma pensão só para mulheres e ele ser todo atrapalhado, eu lembrei de um filme do Jerry Lewis muito parecido e muito engraçado. Eu nunca li mangás, não sou público alvo, mas esse é uma ótima dica, acho que me divertiria bastante. Sua resenha ficou ótima!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oiee, tudo bem?

    Poxa, não conheço nada de HQ e nem curto essas histórias. Lembro que umas amigas do colégio gostavam de ler, se não me engano era exatamente esse Love Hina. Adorei o "jovem cheio de sem" huahuahuahua tem muitos desses por aí.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Meus amigos sempre me indicam, mas eu nunca fui de gostar de mangás/animes/HQs e essas coisas assim.
    Me identifiquei com o Keitarô, pq além de tímido como eu, não tem dinheiro e nem aptidão para os estudos, rsrsrs

    Abraço.

    ResponderExcluir
  12. Oi Dih!
    Eu adoro Love Hina, eu tnha uma amiga que era viciada nesse mangá e me lembro de uma edição que ele ta no motel com alguém é desmaia, acho que é dessa história. Foi ela que me contou (espero não estar confundindo), e só li o primeiro, mas ela falava tanto que acabei gostando por tabela sabe hehe.
    algum dia vou ler :)
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Adoro suas resenhas de mangás, inclusive estou lendo um indicado por você, Só Você Pode Me Ouvir. Parece ser uma leitura bem divertida. Dica anotada.
    Abraços

    www.estantejovem.com.br

    ResponderExcluir
  14. Tem anime dese mangá, ou estou louca? Pq eu tenho certeza que assisti algo parecido hahaa! A história não faz mto meu tipo, eu prefiro aquelas com mais aventura, ação, essas coisas! Mas achei muito legal vc indicar mangás, o pessoal tem q perder o preconceito, tem tanta história legal pra ser lida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ligia, tem sim o anime, tem inclusive alguns OVA's se você gostar também

      Excluir
  15. O que seria das obras japonesas sem um pouco de descaramento né? hahaha Sempre acho as mulheres tãaao exageradas! rs
    Você gosta mesmo de mangá! Essa história parece ótima e super divertida. Com um protagonista sem noção e atrapalhado, não tinha como ser diferente hahaah

    Beeeijinhos ;*
    Andressa - Mais que Livros

    ResponderExcluir
  16. Nunca li um mangá, não que não goste, mas porque nunca tive oportunidade mesmo. Durante minha infância e adolescència, assisti muitos animes (sou da geração Cavaleiros do Zodíaco), então desde essa época, essa parte da Cultura japonesa me chama a atenção. Acho que esse deve ser bem divertido. Gosto dessa características nos animes, então creio que no mangá também seja legal. Se tiver oportunidade, dou una conferida.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  17. Não sou muito de mangá, mas a premissa desse me interessou. Só que 14 é coisa pra dedéu! Pelo menos é melhor do que 28, pq dividir é sacanagem. Como minha fila anda grande, deixo essa dica anotada pro futuro.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  18. "Não recomendo para quem não quer se divertir"
    Hahahaha genial! Amei. Não sou muito chegada a mangás, mas esse me pareceu tão leve e divertido que vou ter de me arriscar. Indicarei a colunista do meu blog responsável por cultura oriental também!
    Com carinho,
    Celly.

    Me Livrando || Livre-se você também!

    ResponderExcluir
  19. Oie,
    sou da turma que nunca leu Mangá e não sente um pingo de vontade hahhaha
    Eu adoro me divertir, mas vou passar a dica :P Até porque a série é enooooooooorme, e meio que estou fugindo de séries novas e tão longas.

    Beijos!
    www.aculpaedosleitores.com

    ResponderExcluir
  20. Pessoal, muito obrigada pelos elogios, fico muito feliz por estarem gostando. E apesar de serem 14 volumes, vocês ficarão impressionados com a rapidez com a qual irão finalizar essa série, é provável que muitos de vocês cheguem a ler mais de um volume por dia.
    Um super bj à todos

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!