Resenha #135 - Só Você Pode Me Ouvir - Otsuichi

Capa brasileira - mangá adquirido pela resenhista
Oi! Pessoal, tudo bem com vocês?
Voltando a rotina após a maratona HON trago para vocês um mangá que realmente me deixou surpresa e espero que vocês gostem.

Título: Só você pode me ouvir - volume único
Título Original: Kiminishika Kikoenai
Roteiro: Otsuichi
Arte e Adaptação: Hiro Kiyohara (mesmo ilustrador de Another)
Editora: JBC
Páginas: 192
Classificação: 4.5

Recomendável para maiores de 14 anos.

Esse mangá é um one-shot tem como foco os relacionamentos e o quanto é necessário ter alguém com quem se relacionar, alguém que possa te ouvir.

Ryo Aihara é uma garota do 1° ano do colegial muito sozinha, que sonha em ter um celular para poder se comunicar como alguém normal, ter amigos e fazer parte de um grupo. Mas ela deseja tanto que chega ao ponto de criar o seu próprio celular em sua mente, desde a cor até o toque e horário do despertador.
Provavelmente eu sou a única colegial que não tem um celular. Na verdade , eu queria também ter um celular como todo mundo. Conectadas através de seus celulares, as pessoas são como uma rede ... mas eu não faço parte desses "nós" - Ryo Aihara
Um certo dia ela escuta um celular tocando que ninguém mais parece estar ouvindo, até que ela percebe que era o seu celular tocando - isso mesmo, o celular imaginário estava tocando! - até que ela toma coragem e finalmente atende, mudando assim completamente a sua vida e a vida de Shinya Nozaki, um garoto incrível que a ajuda a superar seus medos.

De repente ... ouço na minha cabeça ... uma melodia que me era familiar.
A- Alô...?
Consegue me ouvir? A minha voz ... pode ser ouvida por você?
Isso não pode estar acontecendo ... Afinal esse celular ... - tradução da imagem acima
Capa Japonesa
A arte é belíssima, os detalhes e o traço me cativaram, e a história me surpreendeu positivamente, consegui me envolver com os personagens de forma profunda e fiquei muito triste por ter acabado tão cedo a leitura. E ainda está recheado de páginas coloridas lindíssimas,

Um celular imaginário e que funciona? Como assim? Sim, é isso mesmo, mas deixem de lado esse detalhe, pois há toda uma história e lição a ser aprendida por trás dessa ficção. Depois de certo ponto, você estará tão envolvido com a história, que realmente esse detalhe se tornará irrelevante. Confesso que o conselho dado pelo Editorial desse mangá é real, realmente precisei dividir tudo aquilo que estava sentindo, na verdade, isso até me ajudou a superar o final dessa história.
Se você está lendo este editorial depois de ler a história, sugiro que ligue para alguém especial para você. Você vai precisar dividir seus sentimentos - Editorial de "Só você pode me ouvir"
Pessoal, só um aviso para aqueles que quiserem saber mais sobre essa história:
Cuidado! pois há uma história com o mesmo nome em japonês do autor Tsuzuki Setsuri que possui uma história parecida, mas não é a mesma. Inclusive um filme dirigido por Tatsuya Hagishima lançado em 2007 foi baseado nesse mangá do Setsuri.

Recomendo para todos que gostam de:
* Romance,
* Drama,
* Fantasia, e
* Assuntos do Cotidiano.

Obs. sugiro que tenham por perto lencinhos de papel, para o caso vocês ficarem suscetíveis as lágrimas de maneira mais aberta como aconteceu comigo.

Não recomendo para quem goste de contos de fadas.

 E aí, Pessoal, gostaram? Deixem seus comentários, se já leram esse mangá, o que acharam dele e não se esqueçam do Top Comentarista do mês de abril, com um novo livro e novas chances de ganhar. Um super ultra mega blaster abraço à todos!






26 comentários

  1. Oi Ninah!

    Ai que fofo! Nunca li um mangá, mas tenho alguns na minha lista de desejados e fiquei curiosa qto a este!
    Adorei a resenha vio!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Oii Di, tudo bem???? Não tenho o hábito de ler mangás, mas esse parece ser uma história tão linda né???? Eu amo um drama. Já fiquei com vontade de ler e chorar, kkkk :3
    Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Diana-flor,
    Que coisa mais linda! A história e a arte do mangá me atraiu muito. Adorei a fantasia que o mangaká criou: um celular imaginário que acaba, de fato, unindo duas pessoas. <3 Eu adoro essas histórias que soam (para os ocidentais) um tanto "fora da caixa". Sempre me surpreendo com a mensagem que elas passam. Com certeza, lerei esse mangá! Anotei a dica.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Confesso que nunca li um mangá, pensei que todos tratassem de guerras, lutas, etc. Mas sua resenha quebrou esse esteriótipo.
    Há algum site em que posso lê-lo online?
    A.S.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Auane, por hora não encontrei nenhum site com esse mangá para ler em português, mas costumo ler no http://centraldemangas.org/ ou http://br.mangahost.com/

      Esse em específico encontrei nesse site em inglês: http://www.mangareader.net/kimi-ni-shika-kikoenai

      Excluir
  5. Então, não curto muito mangás, mas independente disso, achei a história com uma lição muito bonita e que vale a pena ser lida. Confesso que achei bem estranho esse celular imaginário tocar, sabe? haha
    Gostei mais da capa brasileira!

    ResponderExcluir
  6. Ainda não li , mas achei a capa tão fofaa .. Amei a resenha , estou realmente curiosa pra ler .. Ainda não entendo como a cada dia as pessoas correm atrás de tecnologia pra suprirem sua necessidade física de contato e carinho.. Acho que esses meios tem se propagado e infelizmente tem tomado o lugar de uma boa conversa "olho no olho", de um abraço apertado , de sentimentos verdadeiros..

    ResponderExcluir
  7. nunca tive vontade de ler mangá, acho ate´interessante, por nao se meu tipo de livro favorito desconhecia ate agora que existia mangá do genero romance, vou tentar ler um e ve se gosto.

    ResponderExcluir
  8. Acho que já ouvi falar do mangá de mesmo nome, mas não desse a história parece ser bonitinha é um one shot coisa que eu amo e os traços pela imagem que postou parece ser lindo, mas a história parece ser melancólica demais e eu não aguento isso em mangás

    ResponderExcluir
  9. Amiga estou lendo um livro que comprei na BIENAL DE SP
    meio que por acaso, porque a capa me chamou bastante atenção e acho que é um mangá também. Se chama TENSHI - UM ANJO SEM ASAS e sinceramente confesso que estou gostando bastante de toda a história, mas estou um pouco atrasada com ele, porque é leitura do mês passado e os capitulos deles são muito longos e acaba cansando um pouco, mas a história em si é ótima e vale a pena conferir. Mas esse livro ai eu não conhecia. Achei interessante, mas eu não me senti tão interessada assim não, mas prefiro conhecer antes de julgar, quem sabe né? hehehehehe

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/04/the-book-jar-parte-4.html

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Não sou muito de ler mangás, mas esse me chamou atenção pela capa. Que linda!
    A premissa também é interessante, principalmente por se tratar de assuntos do cotidiano e relacionamentos.
    Fiquei bastante interessada!
    Parabéns pela resenha!
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. O fato do celular ser imaginario é que me deixou curiosa! Como assim? Mesmo o foco não sendo mistério, pelo menos eu acho, esse detalhe chamou minha atenção e claro, as artes do mangá! Nossa faz muito tempo que não leio mangás, eu era viciada, tenho uma coleção com mais de 300, mas acabei parando de comprar depois que perdi o emprego e ai fui deixando de lado... Mas estou tendada a voltar a ler depois dessa resenha!

    http://www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Ninah, tudo bem? Nunca li mangá, sou mais de assistir anime, mas achei bem legal a história desse, e mesmo com um enredo bem ficcional consegue passar mensagem bem importantes. Achei o traço muito bonito e adorei a capa brasileira.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  13. Oi Di e Ninah, suas lindas, tudo bem?
    Feliz Páscoa para as duas!!!!!!
    Ninah, que linda essa história!!!!!! Só o título do mangá já nos cativa e ela ter que imaginar uma celular, me deixou com o coração apertado. Embora ele seja fictício, espero que o relacionamento não seja, pois fiquei torcendo para ela realmente ter alguém que a ouça. Adorei a resenha.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Sei que você falou pra deixar de lado esse detalhe, mas achei o máximo esse celular imaginário que funciona, com certeza foi o que mais me chamou a atenção. Que coisa mais louca ter outro mangá com o mesmo nome! Eu gosto de contos de fadas, mas também gosto de todas as coisas que você citou na parte de "recomendo", então se eu fosse escolher um mangá pra ler com certeza seria esse.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  15. Oiee

    Confesso que não sou fã de mangás não consigo entender algumas histórias rsrs

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Eu não costumo ler muitos quadrinhos, mas esse parece ser legal! Gosto desse tipo de história. Mas fiquei curiosa: pq não é recomendado para quem gosta de conto de fadas? Agora não sei se gostaria dele!
    Beijos,
    Deia!
    Own mine

    ResponderExcluir
  17. Mangás não são livros que costumo ler, não é um gênero que gosto, mas a história desse (um celular imaginário que toca? Como assim?) e tudo que você descreveu na resenha me deixou bem curiosa para saber mais. O que me deixou meio insegura foi você dizer no final que não recomenda para quem gosta de contos de fadas, e eu adoro!!

    ResponderExcluir
  18. Oi Ninah...
    Ainda não conhecia o livro. Apesar de gostar de tudo isso que você falou, que tem no livro, eu não curto mangá, e acho que não leria.
    Mas é uma ótima dica para quem gosta.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Olá, Ninah!

    Já tinha visto esse mangá pelos blogs mais ligados à cultura japonesa e achei a sinopse incrível. A capa da JBC também está de parabéns. Gostei muito da sua resenha, pretendo ler em breve.
    Abraços

    www.estantejovem.com.br

    ResponderExcluir
  20. Ola Ninah eu não costumo ler muitos mangás, mas adoro histórias do cotidiano, por isso me chamou atenção, além do fato da menina não ter celular hoje em dia é um fato raro. Dica anotado. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  21. Oi, Ninah!
    O celular imaginário tocando???
    Wow!!!! rsrsrs Nada convencional, né.
    A diagramação parece ser mesmo linda!
    Parece ser muito bom, mas eu não curto mangás, nem animes, então vou deixar passar.

    Beijinhos
    Jaque - Meus Livros, Meu Mundo.

    ResponderExcluir
  22. Oi Ninah!
    Acredita que eu nunca li um mangá? Fiz curso de desenho de mangá durante dois anos, mas não cheguei a me animar para ler algum, acabava só assistindo os animes mesmo... Esse eu não conhecia, o traço do autor é mesmo bem bonito e achei essa história do celular inventado bem diferente.
    Bjs

    ResponderExcluir
  23. Oi Ninah,

    Amo contos de fada/fantasia, romance, assuntos do cotidiano e um draminha nunca é demais, isto significa que amarei a história e este poderá ser meu primeiro mangá, já que penso em ler faz algum tempo e ainda não havia me decidido por nenhum.

    Beijos
    Tânia Bueno
    www.facesdaleiturataniabueno.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. Olá, Ninah!
    Nossa, achei bem legal essa mangá. Faz algum tempo que não leio mangás, mas eu definitivamente vou me lembrar desse :D A história parece ser emocionante e linda, estou bastante curiosa.

    Luz e literatura!
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Oi Nina, tudo bem?

    Não costumo ler mangás, não tenho o hábito. Mas deu para sentir o quanto você gostou da história e o quanto ela te marcou. Parabéns pela resenha

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!