Divulgação: Grupo União dos Autores!! Entevista!

Hello pessoas, tudo bem???Como estão??

Nessa postagem estou trazendo para vocês leitores uma entrevista com o grupo dos autores, cada um respondeu a mesmas perguntas, isso para que vocês possam conhecer um pouco mais sobre eles... Vamos conferir??

As duas perguntas são:

1 - Que conselhos você daria para quem está iniciando a carreira de escritor?
2 - Qual gênero/ estilo você escreve?
Confiram as respostas:
 
 
Giselle Trindade - Morgana e Charles
 
1- Bom, primeiro de tudo, tenha persistência e muita vontade de trabalhar. Leia e estude bastante, revise seu texto e se possível procure sempre a ajuda de profissionais.
 
2- Romance de Fantasia.
 
 
 
 
 
 
William Saints - Essência
 
1. Escreva, escreva e escreva. Se esse for seu sonho faça-o se realizar, e nunca, nunca desista mesmo que aconteça ou o que digam algo em relação a esse dom que não é valorizado no Brasil.
 
 2. Sou uma pessoa muito romântica e isso se retrata no meu gênero literário, romance é a minha praia com uma boa dose de sobrenatural.
 
 
 
 
Dayana Araújo - A Garota do Ônibus
 
1-Tenha muito paciência! Nem tudo são flores neste caminho, é preciso pesquisar muito, desde revisores a editoras. A carreira é árdua e irá aparecer mais motivos para desistir do que insistir. Confie no seu trabalho e vá em frente, não se deixe abater pelas pedras que irão aparecer em seu caminho. As coisas acontecem na hora certa e se você trabalhar por isso, sua hora também vai chegar.
 
2-Escrevo chick-lit, teen, jovem adulto.
 
 
 
 
 
MS Dehlia - Anjo Vendido e Gringos Online

1-Leia, leia sobre tudo! Do rótulo das embalagens de produtos industrializados aos livros clássicos, sem preconceitos de origem das obras.

2-Minha disposição para escrever é o meu limite, escrevo o que me vem à mente.
 
 
 
 
Gisele Souza - Inspiração
 
1 - Escreva e leia muito, estude e nunca desista. Tenha em mente que escrever não é uma obrigação, mas um prazer. Algo que você tem que fazer primeiramente para você. Seja seu maior critico, escreva o que gosta de ler. Persista e lute por aquilo que almeja, sucesso e reconhecimento é o resultado de muito trabalho e dedicação.
 
2 - Eu escrevo romance contemporâneo e romance erótico. Gosto de escrever com o coração, procuro colocar sentimentos em cada linha e assim fico satisfeita com o meu trabalho.
 
 
Nanci Penna - Sombras da Série Os Guardiões
 
Perseverança. O caminho é longo, cheio de obstáculos, praticamente sem nenhum retorno financeiro, ás vezes dá vontade de desistir. Mas, é prazeroso e, cada conquista tem um sabor de vitória, saber que alguém gostou da sua história é gratificante, traz uma emoção indescritível. Ser um contador de história não é um estado temporário e um estado infinito.

Gosto muito de fantasias, um livro, para mim é laser, gosto de viajar em suas páginas, de sair desse plano da vida real e partir nesse trem sem destino. Então, é assim que escrevo; meu livro Sombras, por exemplo, é uma Ficção Fantasiosa, um Romance Sobrenatural.
 
 
Fabrício de Medeiros - O Sol da Meia-noite
 
1- Sobretudo, escreva um livro o qual você gostaria de ler, um livro o qual você tornaria seu favorito, pois não tem nada pior que que escrever algo o qual não se gosta, simplesmente pelo fato de ser o mais comentado, ou até mesmo o mais vendido.
 
2 - Romance Fantasia, amo principalmente a fantasia, por ser um gênero sem limites, o qual deixa aberto a imaginação. Na fantasia tudo é possível, realmente tudo.
 
 
 
Robson Gundim - Entre o Céu e o Mar Nos Montes da Inocência
 
1-Acredito que o maior combustível para um bom processo criativo é a leitura diária e a prática. Escrever diariamente sobre qualquer coisa ajuda bastante. Aconselho sempre criar uma espécie de diário, pois será através do mesmo que as ideias florescerão com mais frequência. Leia poemas e livros clássicos (Estude bons vocabulários). Quando iniciar um romance, estipule metas e crie um rascunho dos próprios capítulos. Não veleje sob o mar da inspiração (a inspiração é e sempre será uma benção divina, e devemos aproveitá-la, no entanto nem sempre a mesma baterá à nossa porta, e devemos estar preparados para enfrentar qualquer bloqueio). Escreva sem se ater ao que já foi escrito. Se possível, escreva à moda antiga (sei que é difícil, mas pelo menos comigo, o resultado é esplendoroso!)  Não aconselho sair falando sobre seu livro para qualquer pessoa. Se a obra for legítima, mantenha para si, registre e só depois comece a divulgar. Surpreenda!

2-Como eu leio de tudo um pouco (à exceção de livros de auto-ajuda), gosto de me aventurar através de gêneros diversos. Em meus primeiros romances o "drama", o "suspense" e a "aventura" estão compactuados. Mas adoro escrever diálogos bem humorados e terror.
 
 
Hudson Cleyton - O Livro dos Sonhos
 
1-Acima de tudo, paciência e persistência. O Brasil está vomitando escritores iniciantes, o que vai diferenciá-los dos demais e a sua qualidade literária. Um dos maiores erros de quem está iniciando é achar que editoras engolem tudo. O seu texto é seu passaporte para o sucesso, então trabalhe bem , releia, revise, deixe-o enxuto. Procure orientação literária, o mercado literário está cada vez mais exigente.
 
2-Já escrevi terror e drama em Antologias, mas sou um apaixonado pela Literatura Fantástica.
 
 
L. L Alves - Mudanças
 
1-Tenha paciência! É sério. Tenha muuuuita paciência. E tenha esperança, Vai parecer difícil, quase impossível às vezes, mas um dia você chega lá. Se você tem certeza que esse é o seu caminho, não desista, nunca! Todo seu suor e sacrifícios valerão a pena no futuro. É como eu costumo dizer: ser escritor não é nem um pouco fácil, não é só sentar e escrever, mas no fim do dia, valerá a pena passar por todas essas situações.

2-Gosto de "brincar" com vários gêneros rs Fantasia e Aventura (Instituição para Jovens Prodígios e alguns contos), Romance Juvenil (Mudanças e Sebo Fernandes), chick-lit e hot (As GRANDES Aventuras de Daniella), e também já me aventurei no suspense (alguns contos).
 
 
 
Carla Montebeler - O Vale de Elah
 
1-Escreva com o coração e seja fiel a você mesmo, não ao "estilo do momento"!
 
2-  Escrevo crônicas, (no Arca Literaria) estudos teológicos (Os Semeadores de Contendas) e romance (Quem Salvará o Herói?) mas a Série AS CRÔNICAS DE ADULÃO, é uma ficção histórica baseada na vida do Rei Davi.
 
 
 
Márcia Pavanello Pires - Abismo Sangrento
1-Nunca desista dos seus sonhos e objetivos. Nunca desista no primeiro não que receber. Persistência é o lema de quem está iniciando. A recompensa vem com o recado de cada leitor que gostou de ler seu livro.

 2- Escrevo romance sobrenatural e romance. Acima de tudo, sou uma romântica assumida, uma das últimas (rsrs). Tenho uma alma adolescente e quando entro no mundo mágico dos meus livros sinto que sou livre para ir onde bem entender.
 
 
 
Mariana Sgambato - Lembre-se de Morrer
 
1- Que conselhos você daria para quem está iniciando na carreira de autor? O conselho mais valioso que posso dar é estude, estude, estude, escreva, escreva e escreva. Escreva sem parar. Tornar-se um autor profissional requer dedicação, é metade criatividade e metade esforço, você precisa se policiar, cumprir metas e planejar bastante, mas também tem que deixar fluir e se expressar.

2-  Qual gênero/ estilo você escreve? Romances Jovem-Adulto e Fantasia Urbana.
 
 
 
Jéssica Anitelli - Volúpia
 
1- sempre escreva, só com a prática é possível aperfeiçoar. Ter alguém para fazer uma leitura crítica também é muito importante.
 
2- Não gosto de dizer que escrevo um determinado gênero ou tema, eu apenas escrevo. Não gosto de me limitar, simplesmente deixo as ideias surgirem. Mas já escrevi fantasia, erótico, romance e juvenil.
 
 
 
 
 
Silvia Fernanda - A Inacreditável Arte de Ser um Capacho
 
1. Cabeça fria. É a primeira coisa que qualquer autor iniciante precisa ter. Nada acontece do dia para a noite e perseverança é fundamental. A gente erra aprende e sobrevive no meio para errar um pouco mais. A construção de um público é algo que leva tempo, logo não pense que você vai lançar um livro e ele vai emplacar de cara. Isso acontece com poucos sortudos.
 
2. Romances e Romances sensuais!
 
 
 
 
Cristina de Azevedo - Nacqua
 
1-Ser escritor vai muito alem do que simplesmente escrever, é amar o que faz, pois o caminho é cheio de pedras, tem muitos desafios, e quando se faz algo por amor é mais fácil de superar as adversidade, então meu primeiro conselho é tenha certeza de que é exatamente isso que quer, se for caso, enfie a cara e vá em frente e não desista nunca.
 
2-Eu escrevo fantasia, romance, sobre-natural, aventura e ficção.
 
 
 
Tatiana Amaral - Função CEO
 
1-Primeiro eu diria para ele não cansar de revisar o material. Eu detesto esta parte, mas é tão importante quanto a venda do livro rsrsrsrsrs É necessário buscar ajuda. Quando eu comecei nem desconfiava da existência de técnicas para escrever, que deixam o livro mais bonito e leve, menos cansativo. Procurei um curso de como escrever um romance e simplesmente amei tudo o que aprendi, além de entender que sem isso o livro não é nada. Meu segundo conselho é: Não tenha pressa. Pesquise, pergunte, procure saber sobre a editora que você teve proposta, pois muitos autores morreram em seu primeiro livro por ter feito a bobagem de entregá-lo a quem não sabe trabalhar. O terceiro é: não desista. Nunca.
2-Eu escrevo romances. Não sei escrever nada diferente disso rsrsrsrs
 
 
Os Amores de Lú - LM Gomes
 
1- Leia bastante, ler te traz perspectivas diferentes. Seja humilde e aceite conselhos, sejam eles sobre ortografia ou enredo. Nunca pense que sabe de tudo. Constante aprendizado são as palavras de ordem.
 
2  - Meus livros publicados são do gênero erótico, mas escrevo romances também.

 
 
 
 
Maribell Azevedo - Amor no Ninho
 
1- Vai ser difícil. Muito difícil. Escolha cautelosamente com quem trabalha, editoras sérias e bons profissionais fazem toda diferença. E se você não for completamente apaixonado pela profissão, desista agora. Ela exigirá cada grama da sua fé e trabalho.
 
2- Romance, drama, sobrenatural.

 
 
 
E ai queridos e queridas o que acharam da postagem? Espero que tenham curtido assim como eu curtir em fazer  a postagem e ler a respostas dos autores nacionais. Xero no coração de todos...
 

Top 10 de Terça-Feira

Olá Pessoas, tudo bem com vocês...
Espero que sim. Meu PC ainda está na assistência e por enquanto vou aproveitando a boa vontade de minha irmã não utilizar o dela com muita frequência e eis-me aqui.
 

Imagem retirada do site brokeandbookish
 
Hoje irei começar com uma coluna super legal que conheci através do blog Livros e Chocolate Quente da querida Andressa. Ela encontrou essa coluna em um blog internacional e eu achei bem interessante trazer para o blog, porque novidades legais devem ser espalhadas. O blog que tem a coluna é o The Broke and bookish e quem quiser conferir fique totalmente a vontade, pois lá você também encontrará uma lista por ordem dos tops 10 que o Minhas Escrituras irá trazer todas as terças.
 
Top 10 de autores que mais gosto (Não tem um ordem especifica):
 
Opção 10: Colleen Hoover
 
 
 
Eu conheci essa autora através do livro Métrica. Após essa leitura quase enlouqueci porque gostei muito da narrativa, romance e história proposta por ela.
 
 
 
 
Opção 09: Colleen Houck
 
 
 
 
Após ler a série a Maldição do Tigre não pude deixar de admirar a escrita dessa autora, ela é de uma imaginação fértil e com uma história indiana totalmente envolvente, eu simplesmente amei.
 
 
 
 
 
Opção 08: André Vianco
 
 
 
Depois de alguns anos em jejum de leitura e finalmente voltando a trabalhar resolvi criar a minha coleção de livros. Eu trabalhava no submarino e conheci Os Sete, foi amor a primeira vista então o André entrou na minha lista de queridos, porque a escrita dele é direta e envolvente e claro ele escreve sobre meus queridos amores vampiros. Meu primeiro livro tinha que ser nacional. Também tive a oportunidade de conhece-lo e ele é bem simpático e atencioso.




Opção 07: P. C. Cast, Kristin Cast

 
 
 Eu conheci as autoras através da série House Of Night e gostei muito das histórias que li, embora eu ache que elas estão se estendendo muito, mas se tudo faz parte do enredo bora continuar. Atualmente eu vou ler o décimo livro da série.




Opção 06: C.C. Hunter

 



Own... gosto muito da escrita dessa autora. Conheci a série Acampamento Shadow Falls por a caso e quando comprei o primeiro livro não consegui parar. Quero ter a oportunidade de ler outro livro escrito por ela, pois ela nos envolve de uma forma sem explicação.




Opção 05: Veronica Roth




Ahh, falar dessa destruidora de personagens é maravilhoso rsrs. Atualmente estou lendo Insurgente e ela adora uma matança. Gosto muito da escrita dela e sempre que penso nela nem acho que ela é tão nova assim. Veronica é extremamente envolvente em sua escrita e ela nos prende de uma forma bem natural ainda mais eu que amo uma distopia e claro que quero conferir outros trabalhos dela.




Opção 04: Luiz Henrique Mazzaron



Como não falar desse querido! O Lú eu conheci por a caso lendo uma resenha de seu livro no blog de um amigo e amei!!! Claro não pensei duas vezes em querer fechar a parceria com ele e descobri a pessoa maravilhosa que ele é. Atencioso, amigo, gentil quem olha para esse rostinho de anjo não sabe a escrita aterrorizante e geniosa que ele tem.






Opção 03: Cassandra Clare



Como não amar a autora de uma de minhas séries favoritas? Cassandra trouxe os Instrumentos Mortais para deixar a minha vida mais feliz! Engraçado que só comecei a ler a série depois de muita insistência de uma amiga. Ela falava tanto, mas tanto que não resisti e hoje eu a agradeço pela insistência é uma das melhores séries que li em minha humilde opinião.




Opção 02: Tahereh Mafi



Que linda essa autora! Eu tive a oportunidade de ler uma entrevista dada por ela e me apaixonei muito mais. Gosto da escrita dela, a forma como ela aborda a história e para onde ela nos leva com tanta intensidade de sentimento. Claro que não vejo a hora dela nos presentear com mais obras, porque a série Estilhaça-me conquistou meu coração.



Opção 01: Keila Gon




Minha linda e querida Keila... Como falar dessa autora e amiga maravilhosa. Eu tive a oportunidade de conhece-la através do meu blog e por intermédio da minha amiga Patty que me passou seus contatos e eu fechei parceria com ela. Cores de Outono um livro romântico viciante. Fora que o Vincent é o meu marido literário e em breve terei mais dele em Sombras de Primavera. Conhecer a Keila pessoalmente foi uma dádiva por que ela é um ser humano incrível e de uma atenção sem exageros. Sempre será um prazer revê-la e fazer parte de sua vida mesmo que indiretamente.



Bom é isso pessoal, quem quiser fazer essa coluna semanal dentro dos temas que tem no site que coloquei no inicio da postagem fica a vontade. Eu vou seguir porque amei essa premissa e quero continuar todas as terças.

Xero no coração de todos.

 photo participedotopcomentarista1.png

Leituras dos meses de Maio e Junho... Resultado da II Maratona Literária #eusoudoideira

Olá leitores queridos, tudo bem???
Desculpem meu sumiço com as postagens, mas está tendo aqui perto problemas com o sinal e tem dias que ela falha... dessa vez demorou mais do que o esperado e o meu PC está na assistência, dessa vez ele não aguentou muito e pediu ajuda. Estou usando o PC de minha irmã.

Bom eu participei da II maratona literária #eu sou doideira e foi ótimo mesmo não conseguindo completar. Os últimos dias minha vida ficou uma correria só e o tempo estava curto e pelo pouco tempo que tive para ler 3 livros em 15 dias foi considerado uma vitória por mim, mas eu não desisti de participar não que venham outras.

   

Resenhas aqui:


 Livros lidos no mês de Maio:

  

Resenhas Aqui:


Livros lidos no mês de Junho:



Resenhas aqui:


Ótimo final de Domingo para vocês e uma excelente semana...
Xero no coração!!!
 photo participedotopcomentarista1.png


Resenha #85 - Até Que Eu Morra - Amy Plum


Título: Até que eu Morra
Autora: Amy Plum
Editora: Farol Literário
Páginas: 426
Nota:


Sinopse:
 Kate e Vincent estão finalmente juntos em Paris, a cidade das luzes e do amor. Mas esse amor carrega uma questão que não pode ser ignorada: como eles poderão permanecer juntos se Vincent não resistir a se sacrificar para salvar outros mortais? A promessa de levar uma vida normal com Kate significa deixar que pessoas inocentes morram? Quando um novo e inesperado inimigo se revela, Kate descobre que há muito mais coisas em risco... e que até mesmo a imortalidade de Vincent pode estar ameaçada.

Essa resenha não contém spoiler podem ler tranquilamente. Para quem não conhece essa é a trilogia Revenants. O primeiro livro é Morra por Mim e quem quiser ler a resenha do primeiro livro clique Aqui e confira.

Eu estava muito ansiosa pela leitura dessa obra. conhecer a escrita gostosa de Amy foi um belo presente que a farol literário poderia me proporcionar. A série Revenats veio para trazer algo novo. Algo sobrenatural que pode te prender, te viciar e te levar para uma viagem incrível para Paris sem sair do lugar.

-"O tempo se esvai rápido demais... Seus dias e suas horas... voam por sobre nossas cabeças como as nuvens leves de um dia de vento, para não mais voltarem... Tudo segue adiante... enquanto tu estás a abrir aquela fechadura... Vê! Torna-se cinzas..."

No primeiro livro Kate descobre a verdade sobre a imortalidade de Vincent e mesmo ainda com algumas dificuldades eles decidem ficar juntos, mas as coisas não são tão simples, pois com receio Kate faz o Vincent fazer uma promessa, mas isso é um pouco complicado porque implica um pouco em suas reações de imortal, mas ela pede porque não quer sentir dor, porque seu sentimento referente a ele está crescendo e ela está descobrindo sensações desconhecidas e ele o mesmo. 

Esse livro tem um pouco mais de ação. Kate se torna alvo de algo maligno e Vincent redobra sua proteção por ela. Ele é o braço direito de Jean-Baptiste o responsável pelos Revenants de Paris e devido essas ameças que parecem quietas demais ele começa a fazer alguns trabalhos a mais e fica um pouco mais ausente da vida dela. Com essa vontade imensa de cumprir sua promessa a Kate ele procura fazer um experimento para conseguir parar de vez com a sua compulsão. Kate percebe que ele está ficando pior do que o normal e tenta de tudo para descobrir uma outra forma de ajudá-lo sem que ele sofra os tais danos físicos.

"Pobre do humano que encontra um revenant. Pois ele dançou com a morte, tendo ou se livrado dela ou sucumbido a seu abraço gelado."

Nessa aventura proposta com clima de romance dois personagens aparecem para compor a grandeza da história e eles são essenciais. Quando soube do nome da continuidade do livro eu fiquei imaginando vários sentidos do porque do nome e confesso que o desfecho foi completamente diferente do que eu tinha imaginado antes de começar a leitura. E sim gostei, mas sofri, porém o título continua condizente com a história. O livro mostra também sobre a parte de confiar no outro e que as aparências enganam e que estamos passíveis a passar por isso em qualquer situação de nossas vidas. 

Eu desconfiei de algumas coisas, mas a autora é bem esperta quando quer manter o seu mistério e me fez pensar em algo diferente e no fim foi o que eu desconfiei inicialmente de uma forma bem mais elaborada. Até que eu Morra não é apenas um romance com um belo cenário em Paris. Ele mostra crescimento dos personagens principais. Mostra a relação familiar mesmo diante das perdas. Mostra que nem sempre devemos agir na impulsividade (isso vale pra mim) porque as consequências podem ser aterradoras.

Amy soube desenvolver muito bem a história e toda a sua ambientação, claro que fiz mais algumas pesquisas no google porque ela nos apresenta novos lugares. Não ficou pontas soltas. Na minha visão o livro teve final e sem muito questionamentos apenas um "não vejo a hora do lançar o terceiro livro." 

Jules permanece o mesmo brincalhão de sempre e confesso que eu gostaria muito de conhecê-lo pessoalmente se ele fosse real. Sabe aquela pessoa fácil de lhe dar com todas as outras e que você sempre quer por perto porque é um ótimo amigo, protetor e fiel? Pois esse personagem é assim e eu me pergunto se a autora se espelhou em alguém de seu convívio para compor ele tão legal. Ambrose aparece um pouco mais na história, mas não tenho muito o que falar dele porque ele é importante, mas não essencial, não sei se conseguir me expressar bem falando assim. Charlotte continua sendo a menina meiga e melhor amiga de Kate e embora um pouco afastadas devido a certos acontecimentos isso não abala em nada a relação das duas. A relação de Kate com sua irmã e a forma carinhosa que ela chama de Kate-Bean me deixa babando, porque é uma relação bonita e protetora de ambas as partes. O avós de Kate são uns fofos... fiquei pensando nos meus.

Gosto do romance de Vincent e Kate mesmo com toda a turbulência que os envolve. Não é apenas uma história de amor entre mocinho e mocinha. Tem algo mais do que simplesmente proteção. Eles se amam e se querem bem. Eles pensam um no outro e são capazes de dar a própria vida para que o outro permaneça bem. Sem pensar. Só pelo simples fato de amar. Em torno temos os inimigos. Os Numa e eles aparecem e mostram que não estão tão sumidos o quanto parece. Gente suspirei nos momentos finais do livro e senti aquele frio na barriga tão dolorido pelos acontecimentos que tive que parar algumas vezes para respirar e depois continuar. Acho que sou suspeita em falar dessa série porque gostei demais.

A voz dele era como um gole de água, longo e fresco, para minha alma sedenta de afeto. Sorri.

 Livro cedido pela editora para a leitura e resenha


A diagramação do livro é perfeita. A Farol está de parabéns com a produção desse livro. As folhas são amareladas e com a distribuição da fonte em tamanho médio perfeito para uma leitura fluir natural e rapidamente. Não encontrei erro de revisão se teve foi coisas totalmente imperceptíveis. Os capítulos foram bem distribuídos e a leitura de fácil entendimento. A capa, bom a capa está linda demais. Estou completamente apaixonada por essa capa, o trabalho de arte ficou perfeito e condizente com as cores. Mais uma vez quero deixar meus sinceros parabéns para a Farol por esse trabalho esplêndido e devo dizer que não vejo a hora de ler o terceiro livro e digo mais você que ainda não leu a série corre, porque a proposta é ótima. E se você já leu Morra por Mim não espere mais para ler Até que eu Morra. Recomendo demais!!!!!

Espero que tenham gostado. Qualquer coisa deixem seus comentários. Xero no coração de todos.

 photo participedotopcomentarista1.png

Resenha #84 - Híbrida - Mari Scotti


Título: Híbrida - Neblina e Escuridão
Autora: Mari Scotti
Editora: Novo Século - Novos Talentos
Páginas: 359
Nota:

Sinopse:
Por toda vida Ellene teve a sensação de ser diferente de seus irmãos e dos moradores de sua vila, pois não adquiriu características de lobisomem como era esperado, e afastava-se cada vez mais desta natureza. Com um espírito rebelde, resolve desvendar o passado em busca de sua verdadeira origem. O que não planejava era entrar no meio de uma rixa entre vampiros, a raça que aprendeu a temer e odiar desde menina. Para piorar, seus pesadelos voltaram: sonhos com um homem misterioso de olhos ameaçadores, envolvido por uma densa neblina. Há quase cem anos a rainha dos vampiros fora sequestrada e seu marido, Milosh, desde então busca incessantemente encontrá-la. O tempo é escasso e as autoridades do Conselho desejam eleger um rei omisso e cruel em seu lugar. Na tentativa de tardar a mudança, ele se une a maior inimiga da rainha. Qualquer erro pode condená-lo a morte e subjugar todos os seus iguais. Ellene e Milosh mal sabem que o que buscam os colocará frente a frente, em uma trama de intrigas, poder, amor e ódio.

Eu ganhei esse livro de aniversário de minha amiga Patty. Foi uma surpresa maravilhosa porque eu desejava muito esse livro... Tudo bem que demorei a lê-lo... Mas ainda bem que eu o coloquei na maratona literária porque já o queria ler há tempos.

Esse livro tem uma forma moderna de contar a história e mesmo assim faz você se sentir em um outra época. Conheço a Mari e ela é uma pessoa bem legal e atenciosa dentro de suas possibilidades, porque a sua vida é uma tremenda correria, mas sempre que dá nos encontramos em alguns eventos.

"A ruiva girou em seu próprio eixo encarando o que pensava ser o rosto de quem a perseguia, ergueu o queixo, corajosa, e da neblina uma par de olhos verdes a encararam. Ele avançou alguns passos, a olhou com assombro e, quando o reconheceu, Ellene gritou."

Eu achei a história interessante. O livro é narrado em terceira pessoa com intervalos dos dois protagonistas Milosh e Ellene. De um lado Milosh vive sua busca constante pela sua amada Elizabete III que foi sequestrada. Ela é a rainha dos vampiros e se completar um século completo de seu desaparecimento terão que colocar alguém para reinar. Mas nem todos estavam aptos para assumir esse papel e os vampiros mais desobedientes estavam aproveitando essa falha e aprontado das suas. Milosh vivia nervoso com os acontecimentos. Se afastou praticamente de tudo e de todos. Tinha sonhos estranhos com uma pessoa que ele não conhecia e já fazia algum tempo que não conseguia contato mental com a sua amada, ela parecia cada vez mais distante e fraca.

"Enquanto terminava de tomar um último gole de seu drink, Milosh contava a si mesmo os últimos acontecimentos do século. O desaparecimento de Elizabete III era sua maior tortura. Estava com o maxilar trincado e quem o encarasse certamente notaria a fúria em seu rosto."

Por outro lado Ellene é criada em uma vila um pouco distante de São Paulo com famílias de lobisomens e ela ainda não passou pela transformação e se sente uma completa estranha por isso, sempre se questionando o porque ainda não aconteceu com ela. Ellene tem seu melhor amigo desde sempre ela conta tudo para ele e não tem segredos. Ele já passou pela transformação e tem uma paixão por ela e claro que ela sabe disso, mas não tenta se aproveitar da situação ao contrário se sente um pouco deslocada pelo fato de não sentir exatamente o mesmo que ele e não quer perder a amizade dele por isso.

"Sentia a aversão de sempre quando Tom a tocava, mas o desejo de retribuir o sentimento a fazia querer estar perto dele, mesmo sabendo que o amor que ele esperava receber ela não conseguiria lhe dar."

Eu gostei da leitura do livro. Gostei da narrativa além do quê fala dos meus queridos vampiros e lobisomens. A ambientação que a Mari criou na história foi bem produzido, afinal de contas foi aqui em São Paulo. A estação da Sé de metrô não é mais a mesma pra mim, porque quando passo por lá me lembro de alguns detalhes do livro. Quer algo melhor do que um livro nacional ser ambientado no próprio país isso é maravilhoso e a Mari ganhou pontinhos comigo. Ela também colocava a parte da narrativa sobre Milosh alguns fatos de seu passado com sua amada e como foi transformado. O mistério rondava mais pelo lado de Ellene que a cada dia que passava descobria que não era uma lobisomem comum, pois cada vez mais descobria o quando poderosa ela era, mas da mesmo forma ela era bem fácil de ser manipulada. Ela tinha sede de descobrir quem realmente ela era e que seria sua mãe biológica afinal de contas ninguém nunca escondeu o fato de ela ter sido adotada.

Senti falta de uma rixa entre vampiros e lobisomens, mas não nesse volume, talvez no próximo. Depois da leitura percebi que os lobisomens serviram somente de camuflagem para as reais intensões dos vampiros posso estar enganada. A briga mesmo rolava entre os vampiros em busca de poder absoluto. Os nobres estavam cada vez mais entrando em uma guerra. Mentiras, intrigas, ameaças e mistério envolvia esse mundo e para entender um pouco mais de tudo isso somente lendo o livro.

Eu não gostei muito de Ellene eu a achei muito medrosa e impulsiva, mas que não conseguia enxergar as coisas que estavam na sua cara. Tudo bem que isso foi necessário para que um pouco do desfecho da história pudesse ser feito, mas eu queria que ela fosse mais atrevida no sentido de buscar o seu passado com mais sabedoria e não caindo na conversa de qualquer um. Sim ela me irritou um pouco em algumas situações. Por outro lado Milosh não me surpreendeu muito conforme eu achei que fosse, mas acredito que deve-se ao fato desse primeiro livro sem mais introdutório para que possamos conhecer melhor alguns fatos para que quando ler a sequência ficar mais inteirado na história. Os personagens secundários foram essenciais. Eu percebi que a Mari teve que fazer algumas pesquisas para compor a parte do passado que é contada e essas partes eu gostei muito. Só o final que fiquei um pouco frustrada nada que atrapalhasse a história pelo contrário só deixou aquele suspense no ar, mas achei que mesmo com o suspense poderia ter terminado em outra cena.



A parte da amizade entre Tom e Ellene eu gostei muito e mesmo com o interesse por ela seja outro eu sei que ela poderia contar com ele em qualquer momento de sua vida em qualquer situação mesmo sendo boa ou ruim. A diagramação do livro é perfeita, bem estruturada. Não consegui identificar nenhum erro de revisão. Só achei a fonte um pouco menor que o normal e isso dificultou um pouco mais a minha leitura e tive que ter mais tempo para ler, afinal de contas o meus tempo foi bem curto e muitas vezes o pegava para ler a noite. Eu achei a leitura de fácil entendimento e os capitulos não eram longos e sim na dosagem exata para não tornar o livro cansativo. A capa é linda e simples e temos mais um livro nacional e um talento revelado. Quero dizer que recomendo o livro para quem gosta do sobrenatural e da mistura de vampiros e lobisomens e quero dizer que me sinto muito feliz pela nossa literatura nacional estar crescendo com grandes talentos.

"Quando ergueu o olhar para o rosto dela, notou que o encarava. Ela estava com o maxilar trincado, talvez irritada por perceber que o marido da rainha a olhava daquela forma. Entretanto, Milosh não conseguiu desviar o olhar dela, precisava saber quem ela era e pretendia descobrir assim que conseguisse se levantar dali."

Esse foi o terceiro livro que li na maratona literária #eusoudoideira e o intuito de ler o livro é que no momento da resenha temos que colocar uma música que nos veio na lembrança e eu pensei nessa:


Era - Hymne




 Nota: Gostaria de pedir desculpas pelo meu simiço. Fiquei sem internet por alguns dias e ainda meu PC não queria colaborar comigo. Por isso estou em falta com algumas visitas, mas irei retribuir a todos com muito carinho durante a semana... Ótimo domingo a todos!!!! Xero!!

 photo participedotopcomentarista1.png