II Maratona Literária #Eusoudoideira!!!!!!!!

Hello, queridos leitores...
Mais uma vez estou participando de uma maratona literária. Da primeira terminei parando na metade devido ao fato de ter passado por um momento difícil familiar. Porém agora, mesmo com a dor da saudade estou com muita vontade de participar dessa maratona porque pra mim nesse momento o livro cura e ameniza a minha dor.
 
Maratona Literária: Eu sou doideira! será bem simples. Consistirá em ler 5 livros em 15 dias (Na maratona anteriorr foram 7 livros). Começa agora dia 1 de Julho (Terça-Feira) e encerra dia 15 de Julho (Terça-Feira, também!). Doideira, não? O nome já diz tudo!

Fácil e objetiva, a maratona é para divertir e ajudar naquela fila imensa de livros não lidos que temos.

Mas para adocicar a maratona, - adocica, meus amor! -, vamos para uma regrinha especial. Cada livro deverá ter uma música para si no final de cada leitura. Divertido, não? Acabou a leitura? Escolha uma música que mais se adeque a esse livro.
 
Quem organiza essa maratona são os blogs Fluffy e Carneirismo e posso dizer que ainda dá tempo de participar, afinal as inscrições vão até as 23:59 de hoje. Para maiores informações clique AQUI e se informe. Bora participar dessa doideira... afinal de contas ler livros é uma maravilha.
 
Eu tinha feito uma escolha de cinco livros nas inscrições, porém resolvi mudar dois livros. Os escolhidos foram:
 
1-Um Toque de Vermelho (Esse foi escolhido na maratona anterior e permanece).
2-A Elite
3-Híbrida (Esse foi escolhido na maratona anterior e permanece).
4-Visões Noturnas (Esse foi escolhido na maratona anterior e permanece).
5-O Lado Mais Sombrio
 
 
 
Bom galera é isso... vamos acompanhando que farei a resenha de todos!!!! Xero no coração!!!!
 
 

Resenha #80 - Golfinhos e Tubarões - Tais Cortez

Título: Golfinhos e Tubarões - O Outro Mundo
Autora: Tais Cortez
Editora: Chiado
Páginas: 419
Aos cinco anos, Victoria foi adotada por Ana, presidente de uma indústria de cosméticos, e Greg, um bem-sucedido advogado. Ela não entende por que não se lembra dos verdadeiros pais e não acredita na suposta causa da morte deles. Ao completar quinze anos, estranhas mudanças começam a acontecer. Seus cabelos ruivos escurecem, ela se torna cada vez mais forte e rápida, seus sentidos ficam aguçados e alguns dos seus sonhos passam a ser premonições. Após a visita de um casal peculiar, ela é levada para um mundo desconhecido e único, onde terá que aprender a controlar suas habilidades, frequentando aulas diferentes de tudo o que já viu. Lá ela conhece Alex. A atração entre os dois é imediata, mas ele se recusa a se aproximar de Victoria e de qualquer outro aluno. Ainda assim, o destino se encarrega de uni-los e Alex passa a protegê-la e ajudá-la. O que Victoria não sabe é que ele esconde um segredo que mudará sua vida, e que o passado pode estar mais perto do que eles imaginam...

Eu comecei a leitura desse livro com um certo receio de expectativa já que conheço a escrita da autora e ela tem talento. A Tais é muito carinhosa e merece seu lugar ao sol em nossa literatura nacional e desejo a ela todo o sucesso do mundo. Bom como eu dizia eu meio que tive receio em começar a leitura do livro, não sei porque talvez eu esperava encontrar uma história muito boa e ter medo de me decepcionar, mas felizmente isso não aconteceu, mantive o meu padrão de expectativa na mesma vibe da leitura do inicio ao fim.

Um amor complicado... Um segredo do passado... Uma história mágica e inesquecível....

Essas frases o leitor consegue encontrar na capa... Eu achei bem considerado após a leitura do livro. A história é contada em primeira pessoa sob a perspectiva de  Vic (Victória) uma garota que foi criada por pais adotivos Ana e Greg e que mesmo com o padrão alto de vida que levava não era inteiramente  feliz. Segundo as informações do orfanato de onde saiu, os seus pais biológicos haviam morrido de uma doença misteriosa. Ela agradecia tudo que eles fizeram por ela. Afinal de contas eles a adotaram e deram a ela uma vida de princesa. Mas quando se é uma criança tudo isso parece ser maravilhoso, mas conforme você vai crescendo as coisas vão mudando e se intensificando. Vic se sentia sozinha. Seus pais eram ausentes. Ela cresceu com os empregados da casa, mas sua mãe adotiva Ana fazia questão de mudar de empregados periodicamente para que Vic não se apegasse a eles mais do que os próprios pais.

Ana e Greg contratavam empregadas e mordomos para cuidar de mim quando eu estava em casa. Contudo, como não queriam que eu me afeiçoasse a nenhum empregado mais do que a eles, trocavam de pessoal com frequência.

Somente quando ela fez seus quinze anos é que coisas estranhas começaram a acontecer. Seus cabelos ruivos ficaram escuros. Sua audição ficou mais aguçada. Ela conseguia ouvir a conversa dramática e assustada de sua mãe há quilômetros. Sua visão ficou mais personificada e suas pupilas ardiam quando ela estava mais aguçada. Mas o fim da paciência e tormenta de seus pais como a própria mãe falava foi quando ela descontroladamente transformou a sala da casa em um caos e seus pais adotivos estavam presos no teto da casa como dois balões com oxigênio. Após isso Ana ficou histérica e gritava com o marido a toda hora que não queria mais Vic naquela casa e aquilo deixava a menina com uma dor no peito. Ser rejeitada porque era diferente a machucava demais e ela não tinha culpa de ser assim.

-O que você espera que façamos com ela? - gritou Greg, e eu percebi o desespero e o medo em sua voz.
-Ela tem que ir embora - Ana respondeu como se fosse uma conclusão óbvia.

Tudo começou a mudar um pouco quando os pais de Vic receberam uma visita inusitada de um casal que diziam que conseguiriam ajudar a sua filha nesse momento em que ela passava por transformações.  Lisa e Vitor conversaram com a menina e lhe explicaram por alto o que estava acontecendo e que ela deveria ir com eles. Lisa mostrou-lhe de uma forma convincente como seria o lugar para onde iria, disse que lá era o lugar que ela pertencia e nessa visão que Lisa mostrou-lhe ela viu um garoto, que parecia bravo, mas era estupidamente lindo e ela precisava vê-lo pessoalmente, então ela terminou aceitando, afinal de contas já tinha dezoito anos e poderia se virar. Na verdade naquele momento ela só queria controlar seus poderes e poder voltar a sua casa e ter uma vida normal, não queria mais nenhum olhar pra ela como se fosse uma aberração.

-Tudo bem. Quando partimos? - perguntei, forçando naturalidade à minha voz.
Eles me fitaram, satisfeitos. Eu estava disposta a ir a esse outro mundo, mas temporariamente.
-Não se preocupe. Você vai ser muito feliz! - exclamou Lisa, sorridente, esticando as mãos para acariciar meus braços.
-Partiremos hoje mesmo. Você pode preparar suas malas e se despedir dos seus pais - informou Vitor, analisando-me.

Bom Vic partiu junto com Vitor e Lisa para um novo mundo, para uma nova vida e mesmo que seus planos fossem permanecer ali temporariamente, ela estava curiosa com tudo que encontraria por ali e principalmente saber mais sobre seus pais biológicos. Segundo Lisa eles eram maravilhosos e faziam parte dos golfinhos. Quando chegaram Vic pôde perceber que o local era igual ao que viu na visão e Lisa tratou de acomodá-la em seus novos aposentos. O quarto de sua mãe. E aquilo fez Vic ficar emocionada. No dia seguinte Vic já participaria das aulas eram cinco todos os dias e as mesmas matérias e claro era bem diferente do qual ela estava acostumada.

Finalmente Vic viu o garoto pálido e de cabelos escuros. Estava na aula de força e claro que quando ela o viu ele a olhava fixamente  e ela não conseguiu parar de olhá-lo, estava completamente inerte em seus pensamentos quando alguém gritou "cuidado" e quando ela percebeu uma rajada de ar que levantou os seus cabelos. As mãos dele envolvia seu corpo. Ele estava tão próximo quanto ela tinha desejado, mas seus olhos estavam escuros. Parecia que estava com raiva. Seus dedos apertaram sua cintura e ele a afastou dele. Ela estava completamente atraída por ele e jamais pensou que se sentiria assim por alguém tão cedo.

Seu cabelo negro dava a impressão de ser ainda mais escuro em contraste com sua pele, que parecia macia como cetim e era extremamente pálida. Seus magníficos olhos azuis encontraram os meus e eu pensei que desmaiaria ou que sua beleza me deixaria cega.

Bom eu gostei e muito da leitura desse livro. Mantive as minhas expectativas... acho que não é novidade para ninguém que amo um romance. E quando o romance é sobrenatural então... quando esse romance parece ser impossível, mas que o casal enfrentam juntos as consequências de suas escolhas. Quando no decorrer da história existem mistérios e uma aventura. Quando o mocinho não é tão mocinho e tem seus medos internos e luta para ultrapassá-los. Quando ele é marrento e nervosinho. Quando a mocinha tem personalidade e mesmo insegura luta pelo o que quer e pelo o que ama. Teve tudo isso nesse livro escrito pela a autora Tais Cortez.

A ambientação da história é bem formulada. O local onde os adolescentes tem suas aulas. A magia. A cidade. Os perigos. A história é infanto juvenil e eu gostei muito. Me fez lembrar um pouco de Harry Potter e Crepúsculo e me deu aquela saudade gostosa sabe. O livro em minha visão não teve pontas soltas. A história tem umas partes bem clichês do sobrenatural, porém com algumas diferenças bem consideráveis e o enredo ganhou o meus coração. Só que eu sinceramente ainda dava um outro nome para o livro. Não é que eu cismei com os títulos da autora e embora ela tenha me explicado o porque ela escolheu esse nome golfinhos e tubarões eu ainda acho que pela temática do livro poderia ser diferente, mas a parte do outro mundo deve permanecer porque tem tudo haver, ou poderia ficar somente o outro mundo. Não sei.

Eu gostei de toda aventura que teve no livro. Teve partes engraçadas. A personagem principal deu uma amadurecida. Falou dos laços de amizade e o quanto eles são extremamente importantes em qualquer situação. Falou de respeito e de entrega. Não foi apenas uma história sobrenatural seguida de romance. Teve uma mensagem por trás. O que faríamos por amor? Onde podemos chegar por senti-lo tão intensamente? O que você leitor seria capaz de fazer? Então essa história foi super gostosa de ler e eu recomendo demais.



A diagramação do livro é simples. As folhas são amareladas, mas bem sensíveis, tem que ter um certo cuidado para segurá-las, mas esse é o meu ponto de vista. A fonte é de tamanho médio fazendo com que a leitura seja natural e rápida... Não identifiquei erro de revisão. Eu achei que fosse demorar a ler o livro, mas a história fluiu melhor do que eu imaginava. Eu quero agradecer a Tais por ter disponibilizado esse livro para leitura através do book tour. Nossa literatura nacional está cada vez mais crescente em nosso país... Eu torço muito para que cresça porque pelo que tenho percebido temos autores talentosos precisando de uma oportunidade.

Minha nota:

Espero que tenham curtido e deixem  suas opiniões. Xero no coração de todos. Que tenham uma excelente semana...


 photo participedotopcomentarista1.png

Parceria com blogs

Olá pessoas, tudo bem???
Aproveitando que fechei parceria recentemente com uma blogueira super fofa e uma ainda hoje com uma amiga querida  resolvi colocar nessa postagem também as parcerias que havia fechado e por descuido meu não tinha anunciado aqui. Vamos conhecer???
 
 
Esse é o blog da blogueira fofa que eu disse que fechei a parceria recentemente. A dona do blog se chama Camila. Ela é uma pessoa super atenciosa, sempre que dá ela está por aqui visitando o meu cantinho e por ser uma matemática ela tem muito o que mostrar para nós... Seu blog é recente e quem quiser fazer uma visita e seguir o seu blog caso goste fique inteiramente a vontade. Eu sei que o cantinho dela vai crescer... Para conhecer o blog da Camila clique AQUI e fique inteiramente a vontade.
 
 
 
Bom esse é o blog da querida amiga Cila. Eu penso em pessoas de tão bom coração e vejo a Cila. Sempre muito gentil e carinhosa comigo. Sempre que dá conversamos e nos ajudamos e isso vai mais além que parceria... Tenho vontade de conhece-la pessoalmente. Ela mora no Rio quem sabe uma dia eu vou lá. Para conhecer o seu cantinho clique AQUI tenho certeza de que ela irá adorar a sua visita.
 
 
 
O blog da querida Máh... Pense numa pessoa que acho super divertida? Essa é a pessoa. Me divirto com as suas postagens e comentários. Eu sei que andei meio sumidinha, mas vou voltar com as minhas visitinhas. Ela é uma pessoa super alegre e carinhosa também... Ainda teremos  a oportunidade de nos conhecer pessoalmente, quem sabe na Bienal???? Para quem quiser dar uma passada em seu cantinho e conhecer é só clicar AQUI tenho certeza de que você irá se divertir com as novidades.
 
 
 
Esse é o blog da Juliana, eu tive a oportunidade de conhece-la em um evento literário da Novo Século e claro que foi ela que me reconheceu. Nos falamos rapidamente, mas pretendo me encontrar com ela mais vezes claro se ela topar... temos a Bienal pra isso. A Ju é super simpática. Sorridente e faz umas resenhas maravilhosas... Que tiver com vontade de conhecer seu cantinho é só clicar AQUI tenho certeza de que você encontrará ótimas postagens.
 
 
 
Ah e o ultimo blog parceiro e não menos importante é da querida amiga Ana... sabe aquela pessoa que você conhece e parece que são amigas há muito tempo e de outras vidas? Foi o que eu senti quando conheci a Ana e por intermédio da querida autora parceira e amiga aqui do blog Keila Gon. Fui em um evento literário no Ibirapuera e a Keila nos apresentou e não desgrudamos mais. A Ana é super alto astral e tem um sorriso contagiante. A parceria foi firmada hoje... Nossa amizade só cresce e se você quiser conhecer o blog dela e se contagiar com sua alegria e animação é só clicar AQUI lá você encontrará muitas novidades...
 
Bom queridos leitores esses são os últimos blogs que fechei parceria o que pra mim é muito importante por que além de parceiros podemos nos tornar amigos... Espero que possam visitar esses blogs e aproveitar as novidades que todos eles tem a oferecer...
Xero no coração de todos...
 
 photo participedotopcomentarista1.png  
 

Lançamentos: Autêntica, Gutemberg, Nemo e Vestígio...

Olá leitores, tudo bem com vocês??
Trago para vocês os lançamentos do grupo Autêntica...
 
Atualmente estou lendo "Marcados" e estou gostando muito, estou finalizando na verdade. Dos demais lançamentos me interessei muito por Indesejadas e Mulher de Neve.
 
**Autêntica**


A obra de Shakespeare é eterna. Há praticamente 400 anos vem atravessando o tempo, encantando, ensinando, alegrando e emocionando plateias e leitores ao redor do mundo. Mas foi escrita em outra época, quando os valores, a vida cotidiana, as relações e a linguagem eram completamente diferentes da realidade do mundo moderno. Devido a isso, fora dos círculos acadêmicos, dificilmente os textos originais são lidos. No entanto, a carga emocional que cada história traz é tão forte e tão atual que pode ser encontrada e reconhecida em praticamente qualquer lugar. O que acontece nas peças pode acontecer a qualquer momento, na vida real, com outros nomes e diferentes lugares, pois a natureza humana ainda é a mesma, repleta de ambiguidades, grandezas, alegrias, tristezas, heroísmo e perdição. Com o objetivo de aproximar sua obra do leitor comum e do público jovem, as autoras apresentam neste livro suas versões de três peças de Shakespeare, uma comédia e duas tragédias: Otelo, Sonho de uma noite de verão e Romeu e Julieta.
 
**Gutemberg**
 
 



No futuro, o mundo é árido e hostil, dividido entre os que moram dentro do conforto da muralha, o chamado Enclave, e os que duramente tentam sobreviver no miserável lado de fora, como a jovem Gaia Stone. Aos 16 anos, assim como sua mãe, segue o ofício de parteira, e cumpre sem questionar o dever de entregar uma cota dos recém-nascidos para o Enclave. Porém, sem que ela entenda o porquê, seus pais são presos pelas mesmas pessoas a quem eles sempre serviram e desaparecem. Os esforços de Gaia para resgatá-los a levam para dentro da muralha, e ela acaba descobrindo a existência de um código, cujo significado pode colocar muita coisa em risco, mas que também ameaça sua vida e a segurança de sua família.



 
Jeff Winston é um jornalista de rádio de 43 anos, que está preso em um casamento fracassado e um emprego sem futuro. Ao sentir uma forte dor no peito, morre instantaneamente. Momentos depois, acorda em 1963, em seu quarto da época de faculdade, com 18 anos novamente, e lembrando-se perfeitamente de tudo o que aconteceu. Sem entender o que está ocorrendo, a única coisa que sabe são os fatos de sua vida e do mundo que se repetirão, inclusive o dia de sua morte. As dúvidas invadem sua mente: o que fazer dessa “nova” vida? Cometer os mesmo erros ou fazer tudo diferente? Deixar que os grandes desastres da história aconteçam ou tentar interferir? Nesta surpreendente e premiada obra, que foi inclusive inspiração para o filme “Feitiço do tempo” (Groundhog Day), é uma aventura emocionante que desafia os limites do tempo.

 


Aos 13 anos, Isadora Faber, uma estudante de escola pública de Florianópolis (SC), indignada com os problemas de ensino e infraestrutura de seu colégio resolveu criar uma página no Facebook, o Diário de Classe, para denunciá-los. Chamou a atenção da imprensa nacional e internacional, mobilizou milhares de seguidores e conseguiu as mudanças que reivindicou. Sua jornada, no entanto, foi árdua: sofreu críticas, ameaças, represálias, agressões e processos. Porém, não desistiu, e hoje tem mais de 625 mil seguidores, inspirou a criação de mais de cem Diários de Classe, já participou de inúmeras palestras e eventos, ganhou prêmios e fundou a ONG Isadora Faber, com a qual continua seu trabalho por uma educação pública de qualidade no Brasil. Mais que um relato de coragem e do poder do webativismo, este livro é um retrato perturbador da situação da educação e dos serviços públicos brasileiros, que grita por cidadania e por transformações urgentes.

**Vestígio**


Crimes brutais marcam um verão sueco. Suécia, meados de um verão chuvoso. O inspetor Alex Recht e sua equipe, auxiliada pela analista criminal Fredrika Bergman, começam a investigar o que parece ser um caso clássico de disputa familiar pela guarda de uma criança. No entanto, quando a menina é encontrada morta no extremo norte da Suécia, com a palavra “indesejada” escrita na testa, o caso se transforma rapidamente no pior pesadelo da equipe de investigadores.
“Ohlsson sem dúvida vai se juntar a Jo Nesbø na maioria das listas de leitura obrigatória da literatura policial escandinava.” Booklist (EUA)
“De escrita elegante e com um grupo de detetives extremamente humanos, a trama de Indesejadas entra no nosso inconsciente do jeito que só os bons thrillers são capazes.” Daily Mail (Reino Unido)
“Prosa, trama e caracterização impressionantes… Os leitores vão ficar ansiosos para continuar na companhia da intrigante protagonista Fredrika Bergman.” Publishers Weekly (EUA)



No coração de uma floresta selvagem do sul da Finlândia, em uma magnífica mansão, Elina Rosberg fundou um centro de terapia para acolher mulheres com os mais diversos problemas. Isolado da cidade, o local proíbe a entrada de homens. No dia seguinte ao Natal, o corpo de Elina é encontrado na neve, com o rosto coberto pela geada. Acidente? Assassinato? Na lista de suspeitos estão as mulheres presentes no momento da tragédia, como a jovem mãe de nove filhos, membro de uma seita religiosa, e uma stripper do bairro boêmio de Helsinque. Um poeta em voga, com quem Elina mantinha um relacionamento, parece ter algo a esconder e também está entre os suspeitos. Está nas mãos da inspetora Maria Kallio desvendar esse crime, mas ela passa por um momento difícil: recém-casada, sofre de náuseas e de um estranho cansaço, e ainda tem de lidar com as constantes ameaças que recebe desde que se envolveu na investigação. Ela, porém, não se deixa abater e mergulha de cabeça. A tensão, que cresce a cada página, faz deste romance policial um suspense garantido até o último momento.

**Nemo**






Considerado hoje um dos maiores pilotos de todos os tempos, Ayrton Senna era ainda um ilustre desconhecido até a largada do Grand Prix de Mônaco de 1984. Enquanto o principado está sob um dilúvio e a maior parte dos pilotos perde o controle do carro, o jovem brasileiro causa sensação no volante de um Fórmula 1 de segunda classe, e tem uma performance impressionante, que o leva à dianteira da corrida e a ameaçar o campeão Alain Prost. Esse dia marca o início da lenda que se escreveu nos dez anos seguintes, durante os quais Ayrton Senna trouxe emoção para o campeonato mundial de Fórmula 1, até sua morte trágica no Grand Prix de Ímola no dia 1º de maio de 1994.



 E ai leitores, o que acharam??? Qual desses vocês se interessaram? Deixem seus comentários...
Xero no coração de todos!!!

 photo participedotopcomentarista1.png
 

Resenha #79 - A Seleção - Kiera Cass


Título: A Seleção
Autora: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Páginas: 361
Nota:

Sinopse:

Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças de dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha.
Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes.
Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.

Bom começo falando que estava com uma expectativa média com a leitura desse livro. Assim que ele foi lançado após a leitura de umas resenhas fiquei em meio termo para leitura até uma de minhas idas a livraria e ele estar com um preço promocional irrecusável, então comprei. Ele está na minha estante para leitura desde o meio do ano passado há um ano. Eu já tinha me esquecido de ler, embora lendo ainda algumas resenhas, mas ai participei do top comentarista de uma amiga blogueira a Aline e teve uma semana especial sobre a série no blog dela o que me incentivou a leitura dele, e aqui estou eu com a resenha.

"Desde que meu nome fora sorteado, temia me tornar irreconhecível, um ser tão recoberto por camadas de maquiagem e atulhado de joias que eu teria que cavar por semanas até encontrar a mim mesma. Por ora, eu ainda era America."

O livro é narrado em primeira pessoa. A nossa protagonista é America e pertence a casta cinco dos artistas. Ela morava na Carolina no país de Illéa. O pais era dividido em castas de um a oito sendo que um era os mais nobres e ricos e a oito como ela mesma falava era o sujo. America não queria se inscrever para a seleção. O governo inventou esse concurso para que o príncipe Maxon encontrasse uma esposa e pudesse assumir o reinado. Então foi enviado convites para todas as meninas do país com idade a partir de 16 anos. Claro que foi um alvoroço total, muitas garotas sonhavam em ser escolhidas, mas America não. Embora a sua vida fosse de dificuldades e muitas vezes a comida fosse escassa ela não queria se casar com quem não amava afinal de contas ela tinha já o seu amor.

"Não queria ser da realeza. Não queria se Um. Não queria nem tentar."

America tinha uma visão totalmente contrária a esse concurso, ela achava ridículo ter que entrar em um concurso para que um riquinho da realeza pudesse escolher sua esposa diante de todo o país. Apesar dela saber que se for uma das selecionadas poderá ajudar a sua família financeiramente. A mãe de America tenta de todas as formas convencer a filha a se inscrever e ela não acredita em sua beleza, acha que mesmo que se inscreva não vai ser selecionada.

"E a ideia de entrar em um concurso que o país inteiro acompanharia só para ver um riquinho esnobe escolher a moça mais linda e sonsa do grupo para ser o rosto calado e bonito que apareceria ao lado dele na TV... era o bastante para me fazer gritar. Haveria humilhação maior?"

Nossa protagonista vive um romance com um rapaz de uma casta abaixo a dela Aspen. Em sua visão o garoto mais bonito da cidade, de todas as castas. Ele era moreno, tinha olhos verdes, magro, mas não demais e alto. Esse relacionamento já dura um tempo. Óbvio que eles namoram escondidos e tem sonhos de uma vida juntos mesmo com um pouco da insegurança do rapaz, pois ele teme pelas dificuldades que poderão passar porque se ela se casa com ele automaticamente ela passar a ser da casta seis e a vida nessa casta não é fácil. Essa casta é dos que servem, eles sempre tem que estar dispostos a servir a quem quer que seja, mas apesar de tudo isso ela o amava e era retribuída a esse sentimento.

"Fiquei acordada mais um pouco, pensando em Aspen e no quanto eu o amava e me sentia amada por ele. Era uma sensação especial, insubstituível, que não tinha preço."

A inscrição aconteceu após a mãe de America fazer uma promessa a filha. America sofreu uma decepção com seu amor e foi selecionada, a partir daquele dia sua vida mudaria.

Eu gostei muito da narrativa de Kiera. Toda a ambientação proposta por ela nessa distopia. O país que foi criado em cima de um sistema de castas o que eu achei um absurdo. Controverso e totalmente desleal com alguns princípios humanos. O livro ser narrado em primeira pessoa tem o ponto positivo de conexão com a personagem e seus pensamentos e sentimentos. Me envolvi com America e seu jeito de ser. Ele era meiga, corajosa, sem papas na língua. Gostei do modo de como ele se impôs em diversas situações e sua espontaneidade em certos momentos.

Eu gostei muito do príncipe Maxon, ele tinha ideais que ainda não eram bem vistos pelo seu pai e paramentares, mas mesmo assim ele era doce, responsável, respeitava todas as garotas e demonstrava seu jeito de ser com America de um jeito muito fofo. Eu também gostei muito de Aspen, ele é corajoso, trabalhador, não demonstra medos, mas um pouco de insegurança. Esses personagens de primeiro momento foram bem construídos, embora Aspen não tenha aparecido tanto deu para perceber um pouco de como ele é. Eu gostei muito do tratamento que America deu aos criados do palácio, ela não pensava somente em si  mesma, ela demonstrava amor ao próximo  e isso me cativou com ela. Não posso deixar de falar em Celeste. Garota insuportável, mas uma forte candidata ao coração do príncipe ainda que ele não saiba. Eu acho.



A diagramação do livro é bem feita, não encontrei falhas de revisão e se houve fiquei tão concentrada na leitura que não percebi. A capa é linda. A fonte escolhida também. Tocando nas letras ela tem um auto relevo simples, mas bem notável. O vestido então nem se fala. A editora seguinte está de parabéns em toda a arte do livro. Eu recomendo a leitura de A Seleção para os amantes de distopia e romance. Eu simplesmente me surpreendi com toda a narrativa. A única coisa que eu senti falta foi na explicação mais detalhada do porque o país foi criado e como foi feito o processo de castas e como funciona cada uma, mas já ouvi rumores de que tem essa informação no livro Contos da Seleção.

E ai leitores o que acharam? Eu gostei muito da leitura desse livro. E quem leu o que achou? Deixem seus comentários, vou adorar saber a sua opinião.

Xero no coração de todos...

 photo participedotopcomentarista1.png  

Livros lidos até a página 100 #23

 
 
*Primeira frase da página 100:
 
Ela ergueu o queixo, orgulhosa.
 
*Do que se trata o livro?
 
O livro conta uma história futurística, sim é uma distopia. Fala sobre uma Enclave de gente rica de melhores condições de vida e que controlam os moradores de dentro e fora dos muros. Lá as parteiras tem uma meta a cumprir de entregar três bebês por mês e garantir a sua sobrevivência independente se a mãe que dá a luz aceita ou não. Os métodos políticos é bem ao extremo e as pessoas consideradas traidoras tem a morte em uma praça para servir de exemplo.
 
*O que está achando até agora?
 
Sinceramente estou gostando muito. A narrativa está fluindo naturalmente, eu não esperava essa história e como sou fã de distopia posso dizer que o livro está me conquistando a cada página lida.
 
*O que está achando da protagonista?
 
Gaia é uma menina forte para ter os seus 16 anos, desde muito nova é treinada para ajudar a sua mãe nos partos. Ela tem um conhecimento muito bom sobre esse assunto. Ela é decidida, corajosa, impulsiva e determinada. Ela me arrebatou desde as primeiras linhas e torço para que continue assim.
 
*Vai continuar lendo?
 
Yes, não consigo parar.
 
*Melhor quote até agora:
 
 "Não!", gritou a mãe. "Você não pode. É 21 de abril! Ninguém entrega crianças nesta época do mês."
"Não importa a data", disse Gaia, com tranquilidade. "São os primeiros três bebês de cada mês."
 
*Ultima frase da página:
 
"Seja bonzinho você, capitão", ela disse, amarga. "Se souber como."
 
 
#Tag criada pelo o blog  Eu leio, Eu conto para quem quiser conhecer é só clicar no nome do blog.
 
Xero no coração de todos... Que tenham uma ótima semana!
 
 photo participedotopcomentarista1.png 


Resenha #78 - Inspiração - Gisele Souza


Título: Inspiração
Autora: Gisele Souza
Editora: Modo (Amazon)
Páginas: 300

Sinopse:

“A música nos envolvia numa sensualidade alucinante.” Para Layla Bonatti, não havia pessoa mais importante do que o seu irmão, Lucas. Criá-lo desde pequeno cobrou seu preço e seus próprios sonhos foram anulados, exceto um: a música, paixão que cultivava desde que era uma menina. Cantar no bar era o seu único prazer, em suas apresentações deixava transparecer todos os seus sentimentos. Desta forma, encontrou a recompensa tão sonhada: ser amada e valorizada, seus anseios mais secretos. Porém, o fantasma da perda ainda rondava o seu coração. Layla será capaz de esquecer toda a dor e finalmente abrir o seu coração para um intenso romance?

Confesso que quando comecei a leitura desse livro não sabia o que esperar. Quando eu adquiri em e-book pelo site da Amazon fui no impulso da promoção e da capa que gostei muito. Então eu li esse livro em formato digital e claro que soube que ele está sendo lançado pela Editora Modo atuante no mercado de livros nacionais e eu pretendo adquirir meu livro físico na bienal.
Eu comecei a leitura sem saber como seria a história. Sabia que seria um romance, mas não achei que seria um New Adult, nada contra, mas totalmente a favor, porque a leitura foi simples e rápida.
Layla a nossa protagonista de 27 anos. Uma mulher independente. Trabalha em dois empregos. Um escritório de advocacia e a noite em um bar como cantora. A vida dessa mulher é simples. Não é regada de romance. Nem muitos sonhos. O seu ideal desde que seus pais morreram foi cuidar de seu irmão mais novo Lucas que agora está com 20 anos e pagar as contas. Eles moram em uma pequena casa em um bairro não muito popular de sua cidade, mas estão bem assim.
Meu trabalho no escritório de advocacia era até tranquilo, mas aquela não era a minha verdadeira vocação. Eu adoro cantar. Desde pequena, meu pai me deu um violão de presente e comecei a tocar os primeiros acordes só ouvindo playbacks.

Bruno. Ah Bruno. Como falar desse protagonista sem suspirar. Mulherengo? Claro. Médico cirurgião formado e com status? Lógico. Um homem com três irmãs e uma super mãe. Atualmente mora sozinho em uma casa confortável que conseguiu com o esforço de seu trabalho árduo no hospital. Ele tem duas irmãs de um gênio forte e personalidade marcante e mais uma mais serena e casada com um par de gêmeos. Sua mãe protetora como toda mãe deve ser, mas de um coração grande querendo que seu filho largue a vida de mulherengo e busque um relacionamento sério.


Ainda na porta, percebi a secretária eletrônica piscando e suspirei resignado. Isso só significava uma coisa: minhas meninas estavam atrás de mim. Como não havia para onde fugir, me sentei no sofá e apertei o botão.

Então o livro é bem legal porque é intercalado entre os dois protagonistas Layla e Bruno. A autora é bem genial nesse ponto, porque a cada capitulo tem o nome do personagem que vai narrar a sua parte da história assim o leitor não se sente perdido durante a leitura. Layla é simples, desde muito nova teve que ter responsabilidade com seu irmão mais novo, teve que cria-lo como se fosse sua mãe, não teve tempo de ser uma adolescente, teve que dar um salto a distância de uma vida para outra. Claro que ela não se arrepende, ela fez tudo por amor e faria de novo. Porém eu acho isso tão complicado. Perder os pais tão cedo e do nada assumir responsabilidades e aprender na raça não é a melhor pedida, mas as vezes a vida nos dá uma rasteira cedo e nos gratifica no futuro, será?? Bruno é um médico cirurgião renomado, mulherengo, mas muito querido. Tem o seu melhor amigo e divertidíssimo Alberto e juntos saem para as noites que não tem plantão para paquerar e azarar a mulherada. Falando assim nem parece que tem história, mas temos sim. Apenas apresentando os personagens.

A forma com que Bruno e Layla se conhecem é bem engraçado. Layla fica com muita raiva da petulância de Bruno no bar em que ela trabalha, mas não podiam negar a química que rolou entre os dois desde o momento em que ela pisou no palco para cantar. Na saída ele a esperava e como todo cara cheio de si e garanhão ele tratou de roubar um beijo de seu anjo assim ele começou a chama-la. Claro que com isso nossa protagonista ficou irritada com o jeito com que Bruno a tratou e foi embora soltando fogo pelas ventas.

-Você é louco? O que pensa que está fazendo?
Ele sorriu e se aproximou perigosamente.
-Vai me dizer que não gostou?
Gostei, mas ele não precisava saber disso.
-Claro que não, como vou gostar de alguém que me ataca assim do nada? Isso não existe cara. Se liga. Eu tô fora dessa.
Saí pisando duro, não antes de ouvi-lo gritar.
-Te vejo amanhã, anjo. Não vou esquecer essa sua boca linda.


A partir daí a vida desses dois vão se cruzando e eles vão se conhecendo. As falhas dos dois em tentativas de relacionamentos era frustrante para ambos. Bruno nunca quis se prender a ninguém, gostava de sua vida de solteiro sem ter que dar satisfações a ninguém pelo menos não a uma namorada. Layla tinha as suas ficadas. Mas nada que a fizesse se prender e nem podia, seu foco estava em cuidar de seu irmão e do futuro dele como médico, afinal de contas era ela que pagava a faculdade dele. O relacionamento dos dois foi desenrolando aos poucos. O coração de Layla estava fechado, ela não se sentia a vontade de se abrir para ninguém e nem poderia, não teria forças para sofrer nenhuma desilusão. A sua vida não lhe permitia isso e nem ela queria, manter-se fechada era o melhor.

Eu gostei muito da narrativa desse livro. Ambos os personagens em primeira pessoa. Os capítulos bem curtos, leves e despretensiosos. A Gisele soube construir muito bem a personalidade de cada um, com seus medos, anseios, mudanças e pensamentos. Eu gostei muito dessa parte da escrita dela. Os personagens secundários foram estritamente necessários para a composição da história. O Alberto melhor amigo de Bruno é uma pessoa super legal apesar de ser mulherengo ele é o tipo de amigo divertido que todos gostariam de ter. Não posso deixar de falar de Heitor o único amigo de Layla, o barmen do bar onde ele canta. No livro mostra a amizade sendo construída e crescendo conforme o tempo passa. Não teve pontas soltas. Cada capitulo é entrelaçado com os demais. Assim a leitura flui naturalmente e quando você percebe acabou o livro.


A história é leve e regada com a intensidade certa. A autora não exagera em nada e faz com que o leitor se prenda na história do inicio ao fim. Como eu disse no inicio da resenha a leitura é rápida e em alguns momentos emocionante. Ela nos deixa em alguns momentos parados, pensativos em como a vida pode do nada mudar e não nos dá tempo para pensar somente agir. Demonstra que o amor pode ser fatal e nos pegar de jeito de uma forma totalmente inesperada, fazendo com que o amadurecimento venha propositalmente nos fazendo crescer. Ela mostra a relação familiar com seus defeitos e qualidades. Com suas loucuras e manias. Mostra como podemos ser felizes com pequenos feitos e sem grandes exageros. Demonstra o quanto o homem pode amar e demonstrar esse amor a sua maneira meio torta. Mostra que as mulheres também são duronas e não se deixam levar assim tão facilmente.

Não tenho como falar da diagramação porque fiz a leitura em e-book. A capa é muito linda, mostra o propósito do livro. Como Layla é cantora, várias passagens no decorrer da leitura temos letras de músicas uma mais bonita que a outra me fazendo recordar de tempos bons em minha vida e até aqueles bem nostálgicos. Eu recomendo a leitura para amantes de romance, pois esse livro é uma ótima pedida. Claro que eu não podia deixar de falar que a sequência do livro se chamará "Impulso" e contará a história de Lucas o irmão mais novo de Layla e claro que eu já estou bem ansiosa pelo lançamento.
Sorri e capturei sua boca num beijo que abalou meu coração. Essa mulher tinha toda a minha vida em suas mãos. Não haveria Bruno sem Layla.
Minha nota: 

E ai leitores, o que acharam? Gostaram da resenha? Alguém já conhecia o livro? Alguém já leu? Deixem a sua opinião nos comentários... Xero no coração de todos.

 photo participedotopcomentarista1.png

Promoção: Aniversário de 2 anos do blog O Maravilhoso Mundo da Leitura



Olá pessoal!!
Como vocês sabem o blog  O Maravilhoso Mundo da Leitura da querida Liziane está completando 2 anos e tem uma galera que veio participar da festa e presentear os leitores que estão sempre por aqui. Claro que o blog Minhas Escrituras não podia ficar de fora né???
Espero que vocês gostem do que preparamos \o/

A promoção é pelo Rafflecopter, as primeiras opções são obrigatórias e depois ele abrirá algumas opções extras. Cada kit terá um ganhador, o blog se responsabiliza em entrar em contato com os ganhadores e os livros, marcadores e mimos serão enviados por cada blog participante em no máximo 30 dias após o ganhador responder o e-mail com os seus dados, os blogs não se responsabilizam por atraso ou extravio dos correios.

Minha Velha Estante - O Diário do Caçador
Cantinho para Leitura - Muncle Trogg e o Burro Voador
Confraria Cultural - kit de marcadores e folhetos diversos
Monólogo de Julieta - Cabra Cega


Books And Much More - Dois Rios
Tô Pensando em Ler - The 100 - Os Escolhidos
Meu Mundo Em Tons Pastéis - Marcadores magnéticos


I LOVE MY BOOKS - Rico e Joana e o Pirulito Assassino
Mato Por Livros - A menina que não sabia ler
Livros e Cores - O lado mais sombrio
Minhas Escrituras - Kit de mimos.

a Rafflecopter giveaway

Cachola Literária - Em busca de um final feliz + marcadores
Sou Bibliófila - Fogo Cruzado
A Culpa é dos Leitores - Belo Casamento


Fascinada por Histórias - Só tenho Olhos para Você
Perdidas na Biblioteca - Para a próxima mágica vou precisar de asas
O maravilhoso mundo da leitura - Um gato de rua chamado Bob
De tudo um pouco da Thá - Kit de mimos


Reality Of Books - Garota Apaixonada em Apuros
Livros y Viagens - Princesa Adormecida


Livros vs Séries - Não Conte a Ninguém
Um Livro e Nada mais - Halo - Os Anjos descobrem o desejo
Um Bestseller Pra Chamar de Meu - Entre o Amor e a Paixão


Gordinha Assumida - Sussurro + kit de mimos
Desbravadores de Livros - A Hospedeira


GeraçãoLeitura.com - Amigos Inimigos - A Formatura
Livros, a Janela da imaginação - Todo dia + kit 10 marcadores sortidos
Leituras & Loucuras - Quando Eu era Joe


Amor em Ler - Como dizer Adeus em Robô + kit de marcadores
Da Imaginação à Escrita - Ela prefere as uvas verdes
Books and Movies - Faça Boa Arte




Entrevista com o autor parceiro Warley Torres

Olá Pessoas, tudo bem com vocês??
Venho convidá-los a curtir e a conhecer mais o autor parceiro aqui do blog Warley Torres, mais um autor nacional que temos em nosso país com talento e com uma escrita peculiar e que me prendeu durante a leitura de seu livro.

O Warley foi um dos autores parceiros que amei conhecer em 2013. Ele sempre foi muito atencioso comigo. Sempre esteve e está presente em algumas postagens aqui no blog. Percebo o grande interesse dele na nossa literatura o companheirismo com seus colegas de trabalho e com a sua editora. Se tornou alguém pelo qual tenho um carinho.


Minhas Escrituras: Olá Warley... Quero deixar o meu agradecimento especial por ter disponibilizado de seu tempo para ceder uma entrevista ao blog Minhas Escrituras. Nós ficamos muito felizes em conhecer um pouco mais de sua trajetória e seus trabalhos.

Minhas Escrituras: Como foi que começou o seu interesse pela leitura? Você teve algum incentivo por parte da família?

Warley Torrers: Então, Diana, gosto de ler desde criança. Iniciei minhas leituras com gibis e quando entrei para o ensino fundamental, comecei a ter grande interesse pelos livros da Coleção Vaga-lume que havia nas prateleiras da biblioteca. Livros esses que despertaram muito meu gosto pela leitura e acionaram o meu intelecto em construir estórias, a trabalhar melhor minha imaginação.  Acredita que na minha família, eu sou o único a ler com frequência? (risos). Apesar de que a minha mãe sempre me aconselhava e as minhas irmãs a lerem muito, porém eu fui o único a tomar gosto e sou um felizardo por isso, não concorda? ( mais risos)

ME: Como surgiu a ideia de criação de Águia Assassina? Você teve alguma inspiração de alguma de suas leituras ou filmes?

WT: Desde criança que eu amo muito filmes do tipo em que animais gigantes começam a destruir prédios, cidades... Não é atoa que meu filme preferido é Godzilla! Acho que me inspirei um pouco nesse filme. Mas a ideia surgiu de fato quando vi uma capa de caderno (se não me engano) com uma águia gigante perseguindo um carro. Foi então que me arrisquei em trazer uma águia monstruosa para a ficção e não me arrependo nenhum pouco disso.

ME: Criar a personalidade dessa águia foi difícil?

WT: Não, pois já a elaborei na minha mente antes de escrever sendo assassina e fria.

ME: Quanto tempo você demorou para escrever o livro? Teve que entrar em algum processo de pesquisa?

WT: Lembro que comecei a escrever aos catorze anos num caderno que ainda guardo como recordação.  Foram muitos os empecilhos que surgiram no caminho e por isso que demorei cerca de seis anos para finalizar. O processo de pesquisa foi bastante leve e gostoso de fazer; buscava mais saber mesmo era sobre os comportamentos e características de uma águia-americana comum para servir de base para a “minha”.

ME: Esse livro teve muitas ações, como foi criar as cenas? 

WT: Foi o mais divertido de tudo. Acho que a história se passava mais na minha cabeça em forma de um filme eletrizante (risos).

ME: Durante o processo de revisão do livro, você teve que cortar algumas linhas ou cenas?

WT: Cortar, não que me lembre. Porém fiz bastantes alterações como, por exemplo: o final. Já alterei o final pelo menos umas três vezes. Nunca estava satisfeito. Na verdade, sou muito perfeccionista e não sei se isso de certo ajuda ou atrapalha.

ME: Eu ouvi rumores de que teremos o livro dois, isso é verdade?

WT: Terá sim. Se Deus quiser. O que na verdade terá o subtítulo de “A Origem”, devido à acontecimentos que se passaram na ilha antes da expedição dos turistas, trazendo novos personagens... e já adianto que terá não só uma, como três águias gigantes e assassinas. (Obaaa, não pude conter a minha empolgação).


Foto retirada do facebook pessoal do autor.


ME: Eu também vi que teve mudança de selo, se você sentir a vontade, pode nos falar como isso ocorreu? O livro dois também será com Selo Jovem?

WT: Sim. Inicialmente publique pela Baraúna, onde fiquei por lá por um ano até a quebra de contrato. Foi quando surgiu a Amazon no Brasil e pensei na oportunidade em vender meus livros em formatos digitais, então precisei rescindir o contrato com a Baraúna. Passou pouco tempo e recebi o convite do Aldemir da Editora Selo Jovem em publicar por lá e então não pensei duas vezes ao estudar suas propostas. Agora sobre o livro dois, ainda não sei te dizer ainda ao certo, isso vai depender da saída que o primeiro terá na editora. Mas torço para que isso aconteça. 

ME: Fale-nos um pouco quem é o Warley? O que gosta de fazer em seu tempo livre?

WT: Warley Ferreira Torres, porém decidi retirar o “Ferreira” e manter somente Warley Torres como nome autoral, mas nada pessoal, foi porque achei mais bonito mesmo (risos).
Sou mineiro e adoro ler (como não fosse de se esperar, mais risos), também amo ir ao cinema, ver principalmente filmes de ação e terror. Curto bastante algumas séries americanas também e adoro estar em contato com a natureza.

ME: Qual tipo de leitura você mais curte? Tem algum autor ou autora que te serve como exemplo ou inspiração?

WT: Terror, suspense e aventura.  Dan Brown e JK Rowling me serviram muito de inspiração sim, por ser um fã declarado deles, mas acho que quem é autor mesmo possui a sua própria essência.

ME: Como foi o processo de divulgação de seu livro? A parceria com os blogs te ajudou nesse processo?

WT: Foi e ainda é um grande desafio. Mas tento divulgá-lo de toda forma plausível, ou seja, através de redes sociais, Book trailer (de minha criação e me sinto tão orgulho disso, risos), etc. Os blogs ajudam com certeza, mas devemos ficar atentos com quem fazemos parceria, pois mesmo que o retorno não seja da forma que queríamos através das resenhas, sempre são uteis para o nosso aperfeiçoamento... mas acontece que já fiz parceria com uma blogueira a quase um ano e ainda guardo por uma resenha...

ME: Como você vê a nossa literatura? Você acha que ainda tem muita batalha para o crescimento ou você acha que isso já está mudando?

WT: A nossa literatura é brilhante e esse é um fato. Existem muitos autores nacionais talentosíssimos, mas o que falta ainda é um empurrãozinho das grandes editoras e livrarias que não nos dão a oportunidade digna que merecemos por sermos cidadãos brasileiros. E que os autores estrangeiros são muito mais reconhecidos e admirados, infelizmente é um fato consumado.  Porém, como é o meu caso, escrevo porque gosto e pretendo publicar bastantes livros pelo Amazon, por ser gratuito e muito simples. E irei dessa vez buscar maiores inspirações no nosso cenário brasileiro que é muito rico de histórias e lendas. 

ME: Fale um pouco do que o leitor pode esperar de seu livro para instigá-lo a leitura.

WT: Acredito que uma boa aventura. Resumindo um pouco, o livro todo é um grande mistério. Mistérios que se escondem por trás dessa ave nada normal, pois gigante e feroz, ela espalha o caos e o medo entre a população de Nova York. Águia Assassina envolve, além de toda essa perseguição por um ser enigmático, paixões, intrigas, lições de vida; além de muito suspense e sangue que é o que não pode faltar para os fãs do gênero. E virando página após página, o leitor começará a desvendar o grande segredo que há por trás dessa águia que lhe surpreenderá bastante, tal como: de onde veio? Alguém a criou? Por que Estados Unidos e não outro país? Enfim, todas essas perguntas serão esclarecidas ao longo do livro.

ME: Deixe uma mensagem para os que sonham em publicar o seu livro aqui no nosso país.

WT: Que jamais desistem desse sonho de publicar seu livro, pois apesar do esforço, há uma grande recompensa quando você o vê publicado. Não tenha medo, arrisque e jamais duvide de sua capacidade e nunca permite que os outros influenciem de forma negativa em sua vida.

ME: Vamos a uma rapidinha?

Cor: Azul
Frase: “A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida." - Fernando Pessoa.
Fé: Deus
Amor: Livros
Sonho: Ler todos os livros que pretendo antes de morrer (risos)
Inspiração: Meus pais
Música: The Reason

Foto retirada google imagens
Resenha AQUI

Sinopse:
Poderia o símbolo da maior potência mundial voltar-se contra seu país, ameaçando a segurança, colocando a vida de inocentes em risco e levando Nova Iorque ao caos? A resposta é sim. É o que descobre um grupo de turistas, liderado por Diana Campbell e pelo piloto James Mason, ao embarcar para uma ilha misteriosa. Das estranhas da mata, surge a águia assassina. Gigante, feroz e destrutiva, com garras vorazes e mortais, ela provará que a maior nação do planeta não é tão imbatível quanto parece. Agora, os jovens Hilary, Ygor e Patrick, aliados a George Parkman, o mais corajoso e renomado delegado americano, terão de lutar contra o tempo para impedirem que seus parentes, amigos e toda a população do país não sejam dizimados da Terra pelas presas da terrível e tão inacreditável criatura. 


Warley mais uma vez quero deixar o meu agradecimento por nos presentear com sua entrevista, o blog tem muito carinho por você e no que precisar pode contar comigo!!!!
Xero!!!

E leitores? O que acharam? Eu adoro fazer entrevistas, é sempre bom conhecer um pouco mais de nossos autores nacionais. Não deixem de participar das promoções ativas que estão no blog. 

 photo participedotopcomentarista1.png

Curiosidade: Como surgiu os blogs...



Olá leitores, tudo bem???
Hoje venho com uma curiosidade, que para alguns não seja tanto assim, mas outros pode ser que sim. Eu particularmente não sabia e adorei descobrir um pouco mais de como surgiu esse mundo dos blogueiros que vivemos a qual é muito interessante e eu gostei muito. Espero que vocês gostem e deixem a opinião de vocês.




Cada vez mais os blogs conquistam espaço como nova mídia, a cada dia são criadas milhares de novas páginas. Seus criadores vão desde adolescentes, que escrevem coisas rotineiras até grandes veículos de comunicação que vislumbraram nessa ferramenta, um novo meio de interação com o público.
Alguns sistemas de criação e edição de blogs são muito atrativos pelas facilidades que oferecem, disponibilizando ferramentas próprias que dispensam o conhecimento de HTML. A maioria dos blogs são primariamente textuais, embora uma parte seja focada em temas exclusivos como arte, fotografia, vídeos, música ou áudio, formando uma ampla rede de mídias sociais. Outro formato é o microblogging, que consiste em blogs com textos curtos.
Quem vê essa rápida disseminação dos blogs pode pensar que eles são uma criação recente, mas eles já estão aí há um bom tempo. O primeiro weblog foi criado por Jorn Barger, em 17 de dezembro de 1997 e mantém até hoje a formatação original.
Já a abreviação “blog”, surgiu de uma “brincadeira” feita por Peter Merholz, que desmembrou a palavra weblog para formar a frase we blog (“nós blogamos”) na barra lateral de seu blog, em meados de abril de 1999.
O blog como é concebido hoje é uma evolução dos diários online, onde pessoas mantinham informações constantes sobre suas vidas pessoais. Estes primeiros blogs eram simplesmente componentes de sites, atualizados manualmente no próprio código da página. A evolução das ferramentas que auxiliam a produção e manutenção de artigos postados em ordem cronológica facilitou o processo de publicação, ajudando em muito na popularização do formato.
Muitas empresas vêm utilizando blogs como ferramentas de divulgação e contato com clientes11 . Tanto é assim que já existe a profissão de blogueiro, ou seja, profissionais são contratados pelas empresas com o cargo de blogueiro para a realização de blogs internos ou externos para registrar as diversas atividades corporativas respectivamente para públicos internos (colaboradores) de forma mais privativa e externos como clientes e fornecedores. A empresa líder em blogs pelo mundo é a Microsoft com um total de 4500 blogs.
No início do ano 2000, o Blogger criou uma inovação – o permalink, conhecido em português como ligação permanente ou apontador permanente – que transformaria o perfil dos blogs. Os permalinks garantiam a cada publicação num blog uma localização permanente – uma URL – que poderia ser referenciada. Anteriormente, a recuperação em arquivos de blogs só era garantida através da navegação cronológica. O permalink permitia então que os blogueiros pudessem referenciar publicações específicas em qualquer blog.
A blogosfera – termo que representa o mundo dos blogs – cresceu em ritmo espantoso. Em 1999 o número de blogs era estimado em menos de 50; no final de 2000, a estimativa era de poucos milhares. Menos de três anos depois, os números saltaram para algo em torno de 2,5 a 4 milhões. De acordo com o estudo State of Blogosphere, atualmente existem cerca de 112 milhões de blogs e cerca de 120 mil são criados diariamente.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Blog
http://linhasdigitais.wordpress.com/
Xero no coração de todos.
 photo participedotopcomentarista1.png