Resenha #101 (premiada) - Proibido - Tabitha Suzuma


Título: Proibido
Autora: Tabitha Suzuma
Editora: Valentina
Páginas: 304


Não sei...
Estou perdida...
É isso mesmo?
Não posso, não devo...
É errado...
É impossível, mas por que o sinto?
Como isso foi acontecer?
Não me sinto a essa maneira com os outros...
Olho para eles e o sentimento é tão fraternal.
Mas com ele? 
Com ele?
Tudo é tão diferente... 
As vezes parece tão simples quando olho em seus olhos...
Parece que vou partir-me ao meio ao vê-la distante de mim...
Não sei se posso!
Mas está me consumindo.
Ninguém pode saber...
Não sei se vou conseguir esconder.
Não sei como será...
Só sei que quero estar junto a ela.
Não podemos...
Não está certo...
Mas não consigo não sentir...
É mais forte do que eu...
É um sentimento que nasceu sem a gente perceber...
e por maior que ele seja...
por mais que ele transborde...
ele é totalmente...
PROIBIDO.
(Diana Canaverde)


Bom fazer essa resenha está sendo um grande desafio em minha vida como leitora. Já li de tudo um pouco e soube escolher as minhas preferência de leitura. Adoro uma coisa densa e intensa, mas jamais imaginei que fosse ter essas duas sensações ao triplo com a leitura desse livro. Ele mexeu comigo, com as minhas emoções, com a minha maneira de pensar e ver as coisas. Ele me transportou para um lugar onde o ser humano pode estraçalhar a vida do outro e também pode demonstrar o incrível amor sem rótulos, sem rodeios da sua maneira mais limpa e inocente. 

É horrível sentir vergonha de alguém que você ama; é uma coisa que te rói por dentro. E, se você deixar que te afete, se desistir da luta e se entregar, a vergonha acaba por se transformar em ódio.

Saber o que fazemos e quando fazemos é perfeito, mas quando envolve a maneira de pensar de uma sociedade preconceituosa que resolveu criar rótulos para viver "bem" mesmo com toda essa violência, mesmo com todos esses absurdos que vemos por ai nos noticiários, o ser humano (não falo de uma maneira geral) resolveu se apegar em pequenas coisas, que raramente acontece e que se você for um bom observador não atrapalha a vida de ninguém, pois cada um vive a sua vida a sua maneira, da forma que acha justa, desde que não maltrate, não machuque e não acabe com a vida de outras pessoas acho que a pessoa pode viver a sua vida com as suas escolhas. Já deixo claro que não estou fazendo apologia ao tema abordado na história... só estou dizendo que as pessoas devem fazer o que quiserem de suas vidas... pois são elas que estão vivendo... são elas que estão passando por isso. Acho que se você vive sem agredir alguém é uma forma respeitosa de se viver.

Proibido foi escolhido por mim como uma das minhas melhores leituras de 2014. Ele conseguiu me conscientizar e conseguiu me fazer pensar em algumas ações... trouxe lição de vida... trouxe arrebatamento... trouxe o poder do amor de uma forma que jamais fosse ver em uma escrita. Tabitha soube construir uma história com um tema polêmico de uma maneira que você leitor jamais nem se quisesse conseguiria julgar as atitudes de nossos protagonistas. Ela soube me envolver na história e no enredo. O que posso dizer que a leitura foi excruciante, mas ao mesmo tempo tão intensa que abri e fechei o livro várias vezes. Principalmente em seus momentos finais... eu não conseguia acreditar no que lia, aliás eu simplesmente não conseguia parar de ler o livro... Ele estava comigo até na minha hora de almoço no trabalho... foi os dias que fui almoçar sozinha para ter tempo de ler um pouco dessa obra... eu descia o elevador lendo... eu fazia a caminhada até o ponto de ônibus lendo... sabe o que é isso? É o que uma excelente escrita faz com a mente do leitor... é o que esse livro fez com a minha mente.

Maya e Lochan são dois irmãos adolescentes que vivem com a ausência de mãe e pai e tem por responsabilidade cuidar de seus irmãos menores, na verdade eles assumiram os papéis que deveriam ser de seus pais. Cobrar pelas lições, fazer comida, colocar na cama para dormir, aguentar a aborrescencia do irmão do meio e ainda ter que estudar e pensar no futuro. Isso já é bastante tenso e embora eu veja que um irmão mais velho está ali para dar segurança e até mesmo dar bons conselhos jamais deveria ter o papel de chefe da família que não foi constituída por ele e ainda assim eles pensam praticamente 95% nesses irmãos. 

Nunca antes imaginei a minha vida sem ele; como essa casa, ele é o meu único ponto de referência em meio a uma existência difícil, em meio a um mundo instável e assustador.

Maya ama os irmãos de uma maneira totalmente fraternal com exceção de seu irmão mais velho a quem ela tem uma verdadeira admiração porque ele tomou para si a responsabilidade de cuidar deles, de fazê-los se sentirem bem e não sentir tanta falta de seus pais. Isso foi criando um sentimento para ela desconhecido e que ela foi percebendo ser totalmente errado, mas que mesmo assim ela sentiu que foi mais forte que ela.

Você pensa que ninguém entende, sinto vontade de lhe dizer, mas está errado. Eu entendo. Você não está sozinho.

Lochan é um menino incrível, mas muito sofrido. Ele tem problemas sérios de relacionamento com as pessoas e só de imaginar falar perto delas já tem uma crise de pânico. Isso se deve a uma mãe totalmente irresponsável e um pai que os deixou sem muitas cerimônias e aquilo foi deixando ele crescer dessa forma fechado e sem querer as pessoas externas por perto a não ser a sua própria família que era seus irmãos.

Eu me aproximo ainda mais da parede, desejando poder desaparecer dentro dela. Pressiono o punho com força na boca. Então, o suspiro represado explode dos pulmões com um som de engasgo violento.

Proibido tem uma escrita que aborda o incesto. É um tema polêmico a qual a autora foi bem ousada em abordá-lo. Eu acredito que todas as maneiras de inovar a escrita é válido, desde que seja bem feita e bem estruturada. Em minha opinião eu achei a escrita de Tabitha bem construída e amarrada. Ela demonstrou a dificuldade de nossos protagonistas e a personalidade de cada um inclusive dos personagens secundários que foram essenciais para o desenvolvimento da história. Eu me prendi na história tanto que nos momentos finais, apesar de um pouco óbvio eu ainda não compreendia para onde caminhava até realmente acontecer e como sou uma pessoa emotiva soltei algumas lágrimas. Confesso que achei que não fosse me emocionar tanto no final, porque durante toda a leitura me senti consternada por todos e com muita raiva de uma mãe totalmente relapsa, mas achei que não fosse chorar e me enganei. 

Sim admito meu pensamento que ter um pai ausente e uma mãe também ausente, mas alcoólatra e que faz questão de mostrar isso aos filhos e principalmente demonstrar que eles não são importantes é de doer o coração de qualquer um. Acredito que esse sentimento que foi se transformando em algo maior e mais intenso é devido a esses fatos... Não sei se eles tivessem uma família estruturada e tivessem sido bem criados talvez isso não teria acontecido, na verdade eu acharia praticamente impossível.  Porque isso é algo bem raro e sinceramente eu desafiaria a própria autora ou um outro autor ousado abordar esse tema nessas condições, porque acho que o sofrimento pode tanto unir quanto destruir a vida de uma pessoa e os dois ficaram mais próximos e esse sentimento talvez tenha sido confundido entre eles de uma maneira errada e eles acharam que se amavam e que se desejavam. Essa é a minha visão dos fatos.



A narrativa é realizada em primeira pessoa intercalando entre Maya e Lochan assim podemos saber e sentir os pensamentos deles, a maneira como cada um olhava a situação em que se encontrava e isso fez com que eu me aprofundasse mais na leitura. A diagramação do livro está perfeita. A capa do livro está linda e totalmente condizente com a história. Tenho que dar meus parabéns ao trabalho de arte da editora Valentina, fora que não encontrei nenhum erro de revisão. As folhas são amareladas e a fonte de tamanho médio, deixando a leitura mais confortável e fluida. Eu recomendo a leitura para as pessoas de mente aberta e que goste de drama e tensão.  

Posso dizer que não foi o amor entre irmãos que me deu uma lição de vida ou me trouxe alguma reflexão, mas sim a situação que esses garotos e garotas passaram dentro de uma família com pais ausentes e principalmente uma mãe completamente irresponsável. Isso me fez amar muito mais a minha filha e olhar pra ela bem mais do que eu já fazia. Me fez refletir se a atenção que eu dou para ela é suficiente ou não. Resolvi conversar mais com ela e saber o que ela acha de nossa relação isso me fez pensar na minha relação com a minha mãe também que sempre foi boa, mas queria que fosse mais... essas coisas sabe. O livro não aborda somente o incesto se você olhar nas entre linhas você poderá descobrir a verdadeira mensagem que o livro traz e que cada leitor pode ver de uma forma diferente o que ele quer dizer. Eu vi a minha versão.

A que altura uma mosca desiste de tentar fugir por uma janela fechada? Será que o instinto de sobrevivência a leva a insistir até não ser mais fisicamente capaz, ou ela finalmente aprende, depois da enésima trombada, que não há saída? A que altura você decide que já chega?

Bom leitores... essa é a ultima resenha do ano de 2014. Quero deixar meus sinceros agradecimentos a todos vocês por estarem comigo durante esse ano e que o ano que vem seja repleto de leitura e resenhas.

***** 

Como já tem no inicio da postagem essa resenha é premiada não porque gostei muito do livro, mas sim porque ela é a resenha 101 o que mostra que o blog já passou de 100 resenhas postadas uhuuu e a minha felicidade é tanta que resolvi presentear um (a) leitor (a) com esse livro o que acharam da ideia????

Regrinhas:
*Ter endereço em território nacional;
*O blog Minhas Escrituras não se responsabiliza pelo extravio dos correios ou endereço passado incorretamente;
*Tem que visitar e curtir a página do blog;
*Fazer um comentário coerente na resenha; (Se tiver "Ah adorei" "Gostei muito da resenha" "Vou colocar na minha listinha") será automaticamente desclassificado.
*Colocar seu e-mail nos comentários;
*Boa Sorte!!!!


a Rafflecopter giveaway

Xero no coração!!!!

25 comentários

  1. Já um tempo que estou querendo ler esse livro mas ainda não tive a oportunidade, a cada resenha que leio fico mais curiosa para conhecer essa história diferente que parece ser muito bonita. Li muitos comentários sobre o livro no Twitter e vi o quanto as pessoas se surpreenderam ao ler o livro, quequero muito me surpreender e ler um livro maravilhoso.
    Linda resenha!
    Beijos
    email: ketlen-patricio@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Di

    Amo esse livro com certeza foi o melhor de 2014 e fico mega feliz quando vejo que amigos gostaram da mensagem que o livro passa e transmite é muito bom saber que este livro trouxe coisas novas e boas para você assim como também fez comigo!

    Livro muito lindo que vale a pena ser lido por todos !!!

    òtimo 2015 !

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Di!
    Fiquei curiosa logo que vi que esse livro seria lançado e desde então li algumas resenha falando muito bem dele. Ainda não consegui ler, mas imagino que a autora deve ser mesmo ótima para conseguir abordar um tema tão difícil como esse. Espero também gostar bastante da história!
    Bjs

    sobrelivrosesonhos@gmail.com

    ResponderExcluir
  4. AIDIHDOCËU!!!!!!!

    Eu preciso desesperadamente desse livro! O.O
    Amei tua resenha, sei que é polêmico e tals, mas, aimeideus! Como quero conhecer essa história!

    Claro que vou participar! Quro demais ganhar! <3
    Ana Paula - rockanapcm1@gmail.com

    bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  5. Estou querendo ler esse livro a um tempo e cada resenha que leio me deixa mais curiosa, pois é um livro que tem quem ame, mas tbm quem odeie!

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Eu quero muito ler esse livro, mesmo o pessoal falando que é forte e etc, parece ser uma história linda!
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oiee ^^
    Gente, eu preciso desse livro! Não encontrei UMA resenha negativa dele, e sempre vejo os blogueiros falando super bem da história e favoritando ♥ OMG eu queroo! Adoro livros que têm uma pegada mais forte e que emocionam no final, sem contar que a capa é linda!
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br
    driely.meira@hotmail.com

    ResponderExcluir
  8. Oooi Diii!

    Esse livro é daqueles ou 8 ou 80. Tem os que amam e os que odeiam.
    Eu não leria, não tenho vontade de ler e a história não me atrai.
    Mas eu adorei a forma como o livro mexeu com você e todos os sentimentos bons que ele trouxe para sua vida. Espero que sua filha receba e retribua sempre o seu amor e carinho por ela.
    Tenha um excelente final de ano!

    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  9. Olá amiga querida, tudo bem com vc?
    Como passou o Natal? Tá animada para o ano novo?
    Eu sinceramente estou bem, andei chateada com algumas coisas por conta do meu layout, mas graças a deus já foi resolvido algumas coisas. Mas mesmo assim espero que dê tudo certo daqui pra frente, porque estou extremamente exausta e o calor tem ajudado bastante.

    Agora mudando de assunto, eu tenho que confessar que tenho visto muitas resenhas boas sobre esse livro, mas ele aborda um tema muito delicado. Eu ainda não tive aquela vontade de ler sabe? Tenho receio de não gostar, mas também se eu não ler nem vou saber. Mas mesmo assim acho que vou pegar emprestado. Se eu gostar eu até compro, mas não sei ainda. Por enquanto estou de boa =x hahahahaha

    Parabéns pela sua resenha. Ficou ótima
    bjokas

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Eu estou louca para ler esse livro!! Adoro historias polemicas assim, que tratam de tabus, e esse particularmente parece ser daquele tipo que nos arrasa por dentro.
    Amei a resenha, só me deixou com mais vontade ainda de ler!

    Estou participando da promoção
    laralindinha2009_@hotmail.com

    ResponderExcluir
  11. Já tinha visto 2 blogueiras de confiança falando desse livro, mas não fui atras para saber dele, mas agora ao ler sua resenha e ver do que realmente se trata, o quanto o livro é forte, a vontade que eu tinha aumento 100%.
    Sua resenha deixou claro, a mensagem que o livro passa e isso me ganhou por completo. Realmente merece o título de melhor leitura do ano para vc.
    Espero ler e gostar.
    Estou participando da promoção.
    brunaferreira_sp@hotmail.com

    http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Diiiii! Nossa até que enfim mais uma pessoa que entendeu a real mensagem do livro, as pessoas só veem uma palavras neste livro, confirmam o dito preconceito que o livro aborda de forma livro, e só enxergam incesto, incesto, incesto.

    Mas a mensagem é muito mais além, o livro assim como você me mudou, mudou a forma de eu ver algumas coisas, de querer outras coisas, de regular minhas relações...de avaliar melhor a sociedade.

    Estou contigo e Proibido também foi minha melhor leitura de 2014 e por enquanto de todos os tempos!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  13. eu já li esse livro e ele é sensacional, no começo fiquei c o pé atrás por causa do tema mas depois percebi quanto a história é interessante.
    confesso que achei o desenrolar um pouco injusto( gosto de finais felizes!), aquela mãe deles me deixou louca!!!
    só acho q o Lochan poderia ter tido um final diferente mas o livro é muito bom !!!
    excelente resenha!!
    danydandasantos@gmail.com

    ResponderExcluir
  14. Já vi muita gente falando desse livro, vi resenhas positivas e negativas, mas pelo enredo em si eu não leria.É um tipo de historia que não me atrai.

    Mas em todo caso te parabenizo pela resenha, deu para perceber que você se empolgou bastante com a historia!

    Abraço,
    Diego de França
    www.leitorsagaz.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi Dih, tudo bom?
    Tenho algumas amigas blogueiras que recomendam muito a leitura desse livro e assim como você, também se emocionaram com a história dos irmãos. Eu não tenho uma opinião formada porque quero conhecer a história. A proposta me deixa curiosa pela carga dramática envolvida e por ser algo tão polêmico e duvidoso.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Esse foi sem dúvida minha melhor leitura do ano. E também tive muita dificuldade de resenha-lo,rs
    É um livro que nos faz pensar e refletir muito, e a autora foi incrível, soube abordar tudo com muita sensibilidade. Nossa, eu não soltei apenas algumas lágrimas, o que eu fiz foi me debulhar em lágrimas no final do livro!
    E achei legal o fato dele ter te feito refletir a sua relação com sua filha. Eu não tenho filhos, e graças a Deus tenho uma mãe incrível e presente.
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Dih, sua linda <3

    Estou louca para ler esse livro, me encantei pela sinopse e ela história dele. Mal posso esperar para adquiri-lo agora em 2015 <3 <3 <3 Adorei a sua resenha. Imagino o quanto não tenha sido difícil resenhá-lo. Adorei, Parabéns!!

    Beijos, Rob
    http://estantedarob.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Esse livro aborda um tema complicado:Incesto.
    O que leva um irmão a querer, desejar o outro fraterno?
    Pelo que pude entender deste livro, desde cedo eles tinham grandes responsabilidades.
    Se uniram pois se entendiam como ninguém.
    Não é um amor impossível,sabe?
    Eles podem até ter filhos, mas estes tem mais chances de nascerem problemáticos, pois o material genético se repetirá.
    Pensando nessa história de amor impossível, me lembrou um pouco de Fallen, mas não tem muito a ver.
    A sociedade e seus rótulos...As pessoas julgam antes de saber à respeito.Isso do material genético?Muda tudo.
    Eu tenho 14 anos, sou madura pra minha idade, mas ainda considero um tabu.
    Nunca vivi um grande amor para entender o que sentem Maya e Lochan, e quando disse que são irmãos...
    Complicou tudo pra mim.Como eu vou entender um incesto, Meu Deus?Não posso apoiar uma ideia, pois não entendo o que se passa.
    Na sua resenha, ótima por sinal, pude sentir que acontece algo sincero entre esses irmãos.
    e-mail: carolsantosdss@gmail.com

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Gostei muito da resenha, por trazer um livro com uma temática tão diferente e polêmica. Fiquei curiosa para saber como a autora trabalha com o "incesto" mas ao mesmo tempo aflita pelo que parece ser uma história bastante tensa.
    Ótimo 2015!
    Bjos, Helena

    http://doslivrosumpouco.wordpress.com

    ResponderExcluir
  20. Ah, esqueci de colocar meu email:

    helenacintra@gmail.com

    ResponderExcluir
  21. Oi Diana,
    Esse com certeza é o livro muito visceral, não tem jeito de vc não ter uma opinião ou não ser atingido pela narrativa. Li outras resenhas e todas fora unanimes na questão do envolvimento do leitor com o livro. É um livro que mexe, mas mexe com o seu íntimo, com o seu jeito de achar o que é certo e o que é errado, mexe com suas convicções. Não li ainda esse livro, mas pretendo, e sua resenha ficou excelente. Parabéns.
    bjs

    Antonio Henrique Fernandes
    www.navioerrante.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Gente, o livro parece tão intenso. Aquela coisa que é o Tabu mais seguido pelo povo. O livro, com certeza. Apenas tem um propósito de fazer tua opinião não mudar, tipo, ver mesmo se aquilo é certo ou não. Se o amor, pode ter uma barreira por ter a ligação de sangue. Lochan e Maya, com certeza me conquistaram. Eu quero conhecer e ter uma conclusão dessa bela história que a Tabitha criou. Dá pra sentir a dor e tristeza, uma coisa fora do comum, fora da zona de conforto. É um aperto no coração.
    Abraços Diana,
    ThayQ.
    thaynaquina@yahoo.com

    ResponderExcluir
  23. Larissa Bianca Oliveira10 de janeiro de 2015 16:40

    Esse livro me fez lembrar um filme que vi, O JARDIM DOS ESQUECIDOS, onde os irmãos, por terem que ficar presos em um sótão por anos e cada vez mais sem o amor e os cuidados da mãe, começam a se envolver. É um tema complicado, polêmico. Mas, também nos faz refletir sobre vários aspectos. Não sei se conseguiria lê-lo até o fim, mas com certeza é uma ótima leitura.

    larissabiancaoliveira@gmail.com

    ResponderExcluir
  24. Já entrou pra minha wishlist! Como você mesma disse, foi uma escolha bem ousada da autora falar de incesto, mas pela sua resenha posso ver como o livro deve ser maravilhoso.
    Adoro histórias que levam o leitor ao ápice dos sentimentos, e amo livros que possuem narrativa pela visão de mais de um personagem, sou seja, com certeza vou amar Proibido.
    Fiquei bem curiosa mesmo e quero muito ler, muito obrigada pela indicação, amei sua resenha!!!
    Beijos,
    http://www.thousandlivestolive.com/

    ResponderExcluir
  25. É um tema um tanto quanto polêmico e confesso que quando li do que se tratava fiquei meio receosa. Porém dá para entender que é uma ótima estória e que te faz ter uma reflexão muito grande, estou muito curiosa para ler.
    dessarbernardes@gmail.com

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!