Resenha #91 - Fascínio Egípcio - Luciane Vieira


Título: Fascínio Egípcio
Autora: Luciane Vieira
Editora: Modo
Páginas: 

Sinopse:
No cenário do Antigo Egito, as vidas do príncipe herdeiro e da filha do sacerdote do deus Amon se cruzam, seus pais disputam poder na cidade mais importante do Egito. Ele criado para governar o país, ela retirada pela mãe de uma vida de conforto e luxo é criada escondida em uma vida de muitas dificuldades. A vida de Zeq é marcada pela crença popular que ele é filho de um deus e a vida de Naia é marcada pela descrença desde que a mãe mentiu ao dizer que seu pai estava morto, mas sua mãe na eminência da morte faz uma revelação, seu pai está vivo e lhe entrega uma prova disso. Preocupada com o estado da mãe e sem recursos ela comete um ato desesperado e furta alguns alimentos, na fuga é presa por um guarda do Faraó e levada ao calabouço. O que o futuro Faraó do Egito não imaginava é que ficaria fascinado pela beleza e personalidade da jovem. Naia tem o curso de sua vida drasticamente alterado, pois não sabe se odeia ou ama Zeq e terá que decidir se vive esse amor conturbado e assume a responsabilidade de se tornar a Princesa do Egito! Enquanto ela luta para definir seus sentimentos, tem que enfrentar traumas do passado, desconfianças e inimigos que tentam a todo custo atrapalhar seu relacionamento com Zeq.

Quem gosta de romance intenso? Esse livro traz isso. Consegui viver tantos sentimentos nele que eu nem fazia ideia. Jamais imaginei uma história tão cheia de sentimentos misturados entre o amor e o ódio em cima dos protagonistas. Onde a inveja pode te levar até além da morte. Onde o sentimentos de amor podem te transformar. O que eu posso dizer que tive etapas de vivências de sentimentos durante a leitura desse livro que eu fiquei totalmente atônita com alguns acontecimentos principalmente porque falamos de um Egito antigo e desde essa época temos a base de que as pessoas são tão ambiciosas, tem tanta maldade no coração, se deixam levar por sentimentos negativos para conseguirem o que querem, mas ao mesmo tempo conseguimos visualizar, a beleza da amizade, do companheirismo, fidelidade entre os seus e também altruísmo.

-Eu ainda não concordei Zeq, vai contar a seu pai mesmo assim?
-Vou, tenho certeza que vai pensar melhor e me dar razão.
-Pode ser, e Naia compartilha de sua vontade de se casarem?
-Não, nem ela e nem ninguém sabia até agora.

Bom esse livro é regado de romance, mas bem complexo, você entra no mundo Egípcio meio sem saber o que esperar e quando percebe está no meio de uma trama que te prende do inicio ao fim. Foi isso que aconteceu comigo. Claro que teve umas partes que achei um pouco exageradas da autora, mas nada que atrapalhasse a leitura. Posso dizer que Zeq o príncipe do Egito é o tipo de pessoa exemplo de que quando se quer algo luta por aquilo até conseguir. Percebi sua insistência e motivação pelos encantos da plebeia Naia uma garota simples que entrou no caminho dele de uma forma nada comum. Ela por desespero e necessidade roubou para dar alimento a sua mãe que estava a beira da morte e foi presa. Armais o fiel escudeiro da tropa do príncipe a levou para o calabouço. Naia não era somente uma típica egípcia... ela tinha um corpo escultural e uma beleza que hipnotizava todos os homens que se aproximava dela e não foi diferente com o príncipe que desde o primeiro momento que colocou os olhos nela ficou fascinado pela sua beleza e seu jeito sincero de ser.

Naia só se preocupava com sua mãe e com as descobertas que teve quando ela lhe revelou quem era seu pai e ela queria encontrá-lo, pois ficaria sozinha nesse mundo, mas o príncipe tinha outros planos ele a queria a qualquer custo. Mesmo com as desavenças políticas entre o pai de Naia e o Faraó, Zeq lutou para ter Naia em seus braços e casar com ela, mas as coisas não seriam tão fáceis como ele poderia imaginar e por mais que Naia estivesse dividida entre o amor e o ódio que sentia, terminou casando com ele. Mas a nossa princesa do Egito não era nada fácil com suas artimanhas em escapar do príncipe e deixá-lo sempre nervoso com suas ações e atitudes, eles vivam praticamente entre tapas e beijos e de certo modo era bem divertido vê-los nesse pé de guerra.

Encontrava-se cada vez mais ansiosa, um casamento arranjado entre seu pai e o Faraó isso não tinha como dar certo, no entender dela; mas também não conseguia achar uma saída para livrar-se dele.

O livro é bem desenhado e a ambientação é na medida, fiquei imaginando as cenas no antigo Egito com todas aquelas roupas, maquiagens e pessoas maquiavélicas. As pessoas tem ruindade no coração desde os tempos antigos assim como quando são fiéis ao que acreditam e ficam com isso até o fim. O livro não só mostra um romance. Ele nos traz significados de amizade, companheirismo, amor, alegria e força. Os personagens foram bem escritos. A autora soube trabalhar em cada um deles com maestria, gostei de todo o desenvolvimento que ela deu a cada um. Só posso dizer que os personagens secundários são extremamente necessários para o andamento da historia transcorrer de forma fluida e prazerosa. 

Não tenho como falar de todos os personagens, mas posso citar a nossa mocinha plebeia. Naia com esse seu jeitinho lindo, já é uma menina sofrida e nada tonta, engana-se quem pensa que ela é apenas um rostinho bonito. Ela é forte, é decidida, teimosa e muito impulsiva. Nosso príncipe Zeq é lindo, mas é impulsivo, teimoso, muito genioso, mas demonstra poder e luta pelo seu povo. Protege quem ama sem medir as consequências. Tenho que falar de Armais. Meu personagem favorito da trama. Ele é o melhor amigo de Zeq e considerado filho do Faraó. Ele é totalmente fiel ao príncipe e ao reino e é um homem romântico, atencioso, corajoso, forte e muito sensato. Quero um desses para mim.

A história tem reviravoltas angustiantes e muita tempestade com o nosso casal de teimosos, nossa como eles são intensos e as vezes irritantes, tive vontade de dar umas palmadas neles de tanto que eles mereciam. 

Livro cedido pela autora através do Book Tour.


Os capítulos não são tão grandes, estão bem divididos. A diagramação do livro está em perfeita ordem e com as folhas amareladas e a fonte bem distribuída. A capa do livro é bem bonita, eu gosto e representa bem o nosso casal, A editora Modo trabalha bem nas capas de seus livros e eu gosto desse trabalho. A autora está de parabéns nesse romance, cheio de aventura, romance, conflitos, ordem e poder. Ela mostra a parte gananciosa dos invejosos e que nem sempre podemos confiar em membros da própria família. Onde as pessoas são capazes de ir por um pouco de poder que lhe é prometido. Fico imaginando que nem sempre devemos confiar naquilo que está perfeito demais e que ainda existem pessoas de boa fé. Essa foi a reflexão que ela trouxe pra mim, não apenas uma história, mas sim uma ótima maneira de confiar com um olho aberto e outro fechado. Eu recomendo a leitura, para quem gosta de romances e algum significado para refletir. Digo que em uma parte do livro me senti tão emocionada que algumas lágrimas caíram despretensiosamente, posso dizer que sofri com o final do livro e torço para que exista uma continuação. 

- Amo você - falou de uma só vez, tinha a voz embargada enquanto lágrimas correram pelo seu rosto. - Amo você. - Naia achou que perderia os sentidos, ele a puxou para si, prensando ela contra seu corpo.

E ai leitores? O que acharam? Deixem seus comentários ficarei feliz em lê-los.
Xero no coração!!!


25 comentários

  1. Oi Dih!

    Eu tenho muita vontade de ler este livro, na bienal, peguei ele para comprá-lo duas vezes, mas na hora H, voltei atrás.... não sei porque, já que eu tinha lido ótimas resenhas sobre ele e a sua só me eixou mais curiosa.... Enfim, se eu tiver oportunidade de novo, não vou pensar tanto e comprar logo o meu!

    Adorei a resenha vio! Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Achei a premissa do livro bem interessante. Acho que nunca li nada que se passasse no Egito, além dos livros do Riordan. Fiquei curioso quanto a história.
    Excelente resenha.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro

    ResponderExcluir
  3. Oi Xeroooooooooo linda!
    Flor, que resenha, enh?! Amei, me fez refletir, acho que a literatura é isso mesmo, além de nos proporcionar grandes momentos e sentimentos assim, ela ainda é capaz de levantar várias bandeiras e temas que nos trazem bons momentos de reflexões. Realmente nem sempre podemos confiar em todos, nem mesmo a própria família. Amei o pouquinho que falou sobre os personagens e todas as emoções que sentiu lendo! Coloquei na minha lista! Bela resenha! Beijossssssssss
    Nova Resenha: Seduzida Pelo Perigo - O destino sempre pode nos pregar uma peça... - JC Ponzi
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2014/10/resenha-seduzida-pelo-perigo-o-destino.html

    ResponderExcluir
  4. Oi, Diana.
    Não sou muito fã do Antigo Egito e tive a impressão de que o livro fica naquele clichê de romance que vemos sempre. A formula da certo e todos fazem; Contudo acho que ficaria apaixonadinha pelo Zeq.

    Bjs

    ~ Blog:
    Cantar Em Verso . Fbook Cantar em Verso

    ~ Pessoal:
    Fbook . silvianecasemiro@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. Eu comprei o meu livro na Bienal, até porque já fazia muito tempo que queria compra-lo para poder ler, mas eu ainda não tive chance de ler o livro sossegada, porque estou colocando algumas leituras minhas em dia, mas eu gostei bastante da sua resenha e achei que a história provavelmente vai me agradar bastante. Espero gostar tanto como vc.
    Se cuida minha amiga
    bjos

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Diana eu Amei sua resenha, sua análise sobre a mensagem e a personalidade dos personagens foi perfeita. Obrigada por tratar minha obra com tanto carinho.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Magian Lu... tudo que falei foi a mais pura verdade... senti realmente tudo!!! Xero!

      Excluir
  7. Sou apaixonada por Fascínio Egípcio! Tive vários sentimentos controversos ao lê-lo: me apaixonei, senti raiva, vibrei, me acabei em lágrimas.... Simplesmente perfeito! Adoro Armais, mas minhas paixões são Zeq e tio Rui! Parabéns pelo excelente trabalho, Luciane Vieira Z!

    ResponderExcluir
  8. Ola Diana lindona, incrível como a ambição mesmo no Egito antigo transforma as pessoas e inverte valores, isso até hoje em dia, uma pena de se ver, enfim , adoro romances intenso e pela sua resenha e a sinopse vou encontrar no livro, também fico a imaginar aqueles olhos bem pintados dessa época, Vou colocar em minha lista para leitura. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, Diana.
    Não gosto muito dessas historias relacvionadas ao Antigo Egito e pelo que vejo o livro se baseia nisso certo? mais adorei sua analise!
    beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Di

    Que bom que gostou do livro e realmente a Luciane tem o dom de fazer a gente sentir vários sentimentos no decorrer da leitura também amei o Armais e quis bater no casal protagonista rsrs

    Amei sua resenha Di que bom que gostou e vamos torcer para o segundo volume sair o ano que vem.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  11. Puxa, Di, não precisava ter contado que eles chegavam a se casar! :( De qualquer maneira, não pretendo ler, não teve nenhum diferencial que chamou muito a minha atenção, apesar de ter achado legal os personagens secundários serem tão importantes para a história. Beijo. Ju - Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flor desculpe mas isso é mais que obvio e não considerei spoiler... tem outras partes do livro que extremamente importante que não falaria nem sobre tortura rsrsrs por ser spoiler alto...

      Excluir
  12. Oii,

    Ultimamente eu tenho pegado muitos livros com casais lindos e irritantes hahaha... Não tinha lido esse livro ainda, mas gosti bastante da sua resenha... Adoro quando o livro é bem ambientado, vou anotar aqui para ter esse misto de sentimentos...
    Sobre a capa, realmente a Modo tem umas capas liiiindas *---*
    Gostei bastante dessa.

    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  13. Olá

    Não conhecia o livro e nem gosto muito de romances, mas esse cenário baseado no Antigo Egito me conquistou. Se apenas de ler sua resenha me senti pisando nas areias do deserto imagina lendo o livro. Essa coisa de trono, sacerdotes e tudo mais. Amo muito tudo isso. Adorei a resenha.
    Abraços

    estantejovem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Olá, moça,

    Nunca havia ouvido falar desse romance, e apesar de não ler muito esse gênero a premissa e o fato dele se passar no Antigo Egito me despertou mais ainda o interesse. Assim que possível, pretendo lê-lo. Adorei a resenha.

    att,
    decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Oi Flor, tudo bem? ♥
    Não conhecia o livro, mas achei a história sensacional! Senti que a autora pegou como base um tema meio 'clichê' e o transformou em uma história encantadora ♥ Fiquei morrendo de curiosidade de conhecer detalhes sobre a obra, nunca li nadinha que se relacionasse com o Egito e MEU DEUS, eu quero um príncipe assim na minha vida. Mas fiquei com medo porque você disse que chorou e que a história fala sobre a amor e ódio... Quais serão as reviravoltas?! Será que o príncipe e Naia ficarão juntos? D: Terei que ler para descobrir!

    Beijos,
    Cássia :*
    Blog Procurei em Sonhos

    ResponderExcluir
  16. Olá Di

    Eu não gostei da capa, me julgue haha mas se tem a ver com o casal de protagonistas está tudo certo. Não me interessei pelo livro embora goste muito do Egito Antigo e o começo das civilizações, vou estudar História ano que vem na faculdade e então ainda vou ouvir falar muito sobre isso. No mais, fico que feliz que o livro tenha te agradado e que a edição está caprichada, mesmo que alguns momentos tenham sido bem exagerados.

    Abraço
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  17. Oi, Flor! Tudo bom?
    Logo de início gostei muito do título e principalmente da capa, ela é linda e faz jus ao título que recebeu. Uau essa história parece ter tudo de intenso mesmo não é? Fico tentando imaginar as situações e o que cada uma causou em você durante a leitura. Aposto que você ficou horas grudada no livro, certo? Amei ler que o romance é de época, eu sinto que sempre que é, podemos ficar extremamente chocadas. Mas estou realmente intrigada com o livro e o que ele reserva, vou anotar no Skoob para poder comprar mais pra frente!

    Beijinhos,
    Percepções Blog | Grupo: Mais um livro, Por favor!

    ResponderExcluir
  18. Oi Diana.
    Já li outras resenhas desse livro, e o único diferencial capaz de me atrair foi a ambientação, nunca li nenhum romance passado no Egito, e se a autora explorou bem esse fato, com certeza a história tem algo interessante a oferecer.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Uau, nunca li nada que fosse ambientado no Edito! *-*
    Eu não conhecia o livro e, apesar de não ter gostado da capa, fiquei bastante curiosa.
    Adoro "reviravoltas angustiantes", aquele tipo de livro que nos tira o sono, né?!
    Confesso que não consegui deixar passar o erro de revisão nas quotes, por exemplo "prensando ela" ao invés de "prensando-a". É uma coisa mínima, mas que faz muita diferença para credibilidade do livro e da editora, né?!
    Parabéns pela resenha!

    Beijos,
    Amanda
    http://minhasconfissoesfemininas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi, Diana!
    Como eu sempre falo, me recuso a ler qualquer livro que apresente erros na sinopse. Além de ter encontrado alguns nesse, achei um tanto confusa a forma como a autora apresenta a história. A premissa é boa, mas tenho muito medo dessa escrita truncada me incomodar durante a leitura, então prefiro não ler. Se um dia a autora resolver editar e fazer uma boa revisão, quem sabe eu não mude de ideia?
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  21. Aaaah, adoro personagens que merecem uns tapas hahahaha
    Esse é um livro que pela capa não me interessaria, mas não há nada que uma resenha não possa mudar né?! Gosto de histórias envolventes e com reviravoltas, então essa pode me agradar.
    Achei muito legal a ambientação no Egito. Bem ou mal é uma história entre o príncipe e a plebeia, mas que foi abordada de uma nova maneira. Parabéns a autora pela inovação =)

    Beijiinhos ;*
    Andressa - Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  22. Oi,Dih
    Primeiramente, eu adorei sua resenha!! Este livro me atrai logo de cara por ser ambientado no Antigo Egito. Sou fascinado por esse povo e sua história! E por isso, eu ficaria louco com essa ambientação da escritora! Adoro estes romances que extrapolam o amor e embarcam nesse amor e ódio. Gostei do que você disse sobre a protagonista! ;3
    De novo, parabéns pela resenha! Está linda!!

    Abraços
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oi Diana, tudo bom?
    Já conhecia o livro e tenho curiosidade de ler por causa da ambientação no Egito Antigo. É tão audaciosa e interessante. Além disso, pela descrição que você fez eu já gostei bastante da protagonista. Gosto da capa porque cria um clima de mistério e romance.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!