Resenha #64 - O Ultimo Homem do Mundo - Tais Cortez

Título: O último Homem do Mundo
Autora: Tais Cortez
Editora: Amazon
Páginas: 386

Sinopse:
O último homem do mundo" conta a história de Amanda, uma jovem de dezesseis anos que é matriculada contra sua vontade no Educação de Elite, o colégio interno mais renomado do país, onde apenas os filhos da elite nacional estudam. Sua mãe, uma atriz mundialmente famosa, não sabe como lidar com a filha. Amanda é uma rebelde e tem personalidade forte. Determinada a conseguir ser expulsa, ela é capaz das maiores loucuras. O que ela não esperava era fazer amizades que a farão rever seu plano...e que fosse se apaixonar perdidamente pelo último homem que sua consciência escolheria...

 Adoro histórias juvenis. Gosto de relembrar a minha época de adolescente (não faz tanto tempo assim vai). Gosto da forma como os sentimentos são intensos e mesmo com algumas preocupações de já pensar no futuro esse foi um dos melhores momentos. Tais Cortez escreveu uma história assim que acontece em um colégio interno, onde os alunos são filhos de pessoas ricas e que ficam durante a semana na escola e nos finais de semana com suas famílias. 

A história é narrada em primeira pessoa, pela protagonista Amanda, uma garota de 16 anos e revoltada com sua mãe que é uma atriz famosa e que a seu ver não lhe dá a devida importância. Vemos um lado em que Amanda se veste toda de preto e com maquiagem pesada demonstrando o quanto sente raiva de sua mãe por mais uma vez mudar de escola, afinal de contas ela foi expulsa de mais um. Sua mãe sem saber muito que fazer diante do comportamento da filha resolve matriculá-la em um colégio interno bem conceituado. Claro que Amanda contrariada resolve fazer de tudo para conseguir ser expulsa de lá. 

-Amanda, porque você tem que tornar tudo tão difícil? - perguntou. As feições de vítima não amoleceram. - Olha o que você fez com o seu cabelo... olha essas roupas... essa maquiagem... onde está minha filhinha?
-Será que você não entende?! - exasperei-m. - Se você quer ficar sozinha é só me deixar ir embora! Eu não quero ficar aqui nesse colégio!

Ao chegar ao colégio ela já arranja encrenca com a filha do diretor. Mariana uma patricinha que se finge de anjo para o seu pai, mas no fundo é uma garota super má e faz de tudo para prejudicar sua nova inimiga. Tem o Ricardo um mauricinho filho de um magnata empresarial que faz tudo o que quer e que namora com Mariana e também trata Amanda super mal com seu jeito marrento e grosseiro de ser.
  
Diante da confusão que se instalou no primeiro dia de aula Amada ficou furiosa porque duas meninas resolveram se meter e defendê-la, claro que depois ela levou em consideração que elas fizeram aquilo para ajudá-la, pois até então não sabiam de seus objetivos e o quanto não queria permanecer ali naquela escola e depois terminou descobrindo que Maíra e Paulina era suas colegas de quarto e foram super gentis com ela, mas com toda a sua fúria inicialmente Amanda foi muito rude com elas.

Eu estava irada com as duas garotas. Parte de mim estava admirada com a coragem delas, mas uma parte maior estava inconformada que elas tivessem se intrometido em algo que não lhes dizia respeito: a minha vida.

Amanda era um furacão de confusão, mesmo depois de se entender com as suas colegas de quarto ela ainda estava com seu objetivo de ser expulsa da escola, ela queria mostrar pra sua mãe que podia fazer as suas escolhas e que não queria que ela comandasse assim a sua vida sem perguntar a sua opinião uma vez que ela nem se importava tanto com a sua existência e somente queria saber de seus trabalhos, viagens e seus namorados infinitos.
Ricardo um garoto metido, insuportável, marrento e estupidamente lindo e másculo, mesmo com todas as birras que Amanda tinha com ele e vice-versa havia uma tensão bem mais forte entre eles e ambos não conseguiam enxergar isso. Ricardo era meio solitário mesmo sendo popular na escola, após a humilhação (que não vou contar qual foi) que Amanda o fez passar diante de toda a escola ele terminou com Mariana e toda a semana estava de namoro com uma garota diferente e voltou a beber. Depois de um tempo ela se sentiu até um pouco culpada pelo que fez, mas sentiu que ele merecia, porque também não era nenhum santo.

Um traidor com lábios doces e macios... com uma língua morna e ágil explorando a minha boca. Um traidor com um cheiro delicioso... e com mãos fortes agarrando a minha cintura. Um traidor que beijava incrivelmente bem e que me fez esquecer, por alguns segundos o porque eu estava ali.
[...] Eu nunca tinha visto o diretor tão irritado, o que só podia significar que meu plano havia corrido conforme eu esperava.

Muitas coisas aconteceram no decorrer do semestre. Idas e vindas a diretoria da escola. Briguinhas entre os alunos. Disputas de quem era ou não os melhores. Fugas da escola durante a noite. Tudo bem típico dos adolescentes do ensino médio.

A história nos mostra como essa etapa de vida dos jovens não é tão fácil quanto parece. Todos com uma situação financeira excelente, mas muito deles solitários e com ausência dos pais em casa, muito deles ansiando por um pouco de atenção, qualquer migalha seria bem vinda. Eu fico imaginando como um pai ou uma mãe pode tratar um filho a essa maneira achando que por que tem dinheiro pode comprar os sentimentos deles, sem saber o que eles pensam ou querem. Achando que os conhecem, mas no fundo não sabem de nada do que acontece e apontar o dedo de acusação muitas vezes é um ato totalmente injusto, claro que devo citar que existem casos e casos e jamais devo generalizar, porque existem situações contrárias também.

Eu gostei da mensagem que autora quis deixar no livro, pelo menos foi que o que senti com a leitura. Da mesma forma que eles são ricos  e que aparentemente todos têm uma vida plena e feliz, de alguma forma algum deles busca se preocupar com os outros com uma situação financeira oposta, conseguem amadurecer a ponto de ter essa percepção e poder ajudar de alguma forma e mobilizar aos pais o quando isso é importante e que cada um pode fazer a sua parte.

Senti um nó se formar em minha garganta enquanto distribuía as cumbucas com sopa e via quão famintas estavam aquelas pobres crianças. Eu me sentia culpada por pensar que tinha problemas, enquanto, na verdade, eram elas que tinham.

Eu gostei muito de Amanda, embora ela sendo bem revoltada tentei compreender o que causou isso. Ela cresceu sem a presença do pai e com a fama da mãe meio que a deixou de lado, só ligando para ela com estritamente necessário e cheia de viagens e namorados. Talvez com o dinheiro e deixando a filha fazer uso dele de uma forma mais liberta ela achava que isso seria suficiente, mas na visão de Amanda ela só queria atenção, então acredito que boa parte das coisas que ela aprontava ela tentava atingir a sua mãe, mas ela não sabia que isso atingia a si mesma.

Nossa na época de escola tinha um Ricardo desse na minha escola, que as meninas viviam aos suspiros. O Ricardo dessa história é convencido, lindo e marrento se aproveita dessa sua situação para ficar com todas e não dar a devida importância a nenhuma delas. Completamente mimado pelo pai que faz tudo que ele quer, quando apronta seu pai vai lá e cobre seus rastros. Eu gostei de toda a trajetória dele no decorrer da história.

Amizades, como é difícil encontrar uma verdadeira e que se tenha a devida importância. Amanda conseguiu duas bem leais e que eu gostaria de ter tido na minha época (bateu a nostalgia) Maíra e Paulina são aquelas pessoas que você sempre pode contar em qualquer momento e circunstância ela fizeram uma bela composição para que o enredo da história fluísse super bem.



No fim gostei de tudo que li. Não falarei da diagramação do livro, porque no momento ele só está disponível em e-book e você pode adquiri-lo indo na Amazon. Mas vou falar da capa, não entendi se a autora quis colocar a menina como se fosse a personagem principal uma vez que ela não é loira, Acho que a capa poderia ser um pouco mais diferente, ainda não tive uma ideia exata de como seria porque o título “O ultimo Homem do Mundo” teria que retratar algo proposto a isso e ao enredo. Eu também não achei o título condizente com a história, porque apesar da autora ter colocado alguns contextos que se referia ao nome a história em si daria em minha visão um título totalmente diferente. Não me pergunte qual, porque nesse momento a ideia não me vem a mente e se eu falasse algo aqui, poderia sem querer soltar algum spoiler. A minha nota quatro no skoob foi devido a esse fato, porque a história em si é muito boa. Quando eu fazia a leitura até lembrei-me de um filme que assisti com a minha filha (Garota Mimada), mas teve boas diferenças, só o começo da história me fez lembrar desse filme. No mais eu recomendo demais a leitura para amantes de história juvenil e romance. É um prato cheio.  

Quero agradecer a autora Tais por ter disponibilizado na época que eu baixei o livro na Amazon gratuitamente, porque depois descobri que tem que comprar somente com cartão de crédito e eu não tenho rsrsrs. Tem outro livro da autora que vou ler porque participo de um book tour se chama Golfinhos e Tubarões é só clicar no link que você será direcionado ao skoob para leitura da sinopse. 

Galera não deixem de participar das promoções que estão rolando aqui no blog. Jamais deixem de tentar ganhar mais livros!!!!. Desculpe a minha falta de postagem nos últimos dois dias, mas o blogger não me deixava postar :(. Mas agora consegui rs. Até amanhã retribuo todas as visitinhas... 

Xero no coração de todos!!!!


 photo participedotopcomentarista1.png


39 comentários

  1. Oiiii, Diana!!!! Adoreiiiiiii sua resenha!!!
    Mto mesmooo!
    Pq vc n soh comentou a história, mas tb colocou sua perspectiva pessoal, o q tornou sua resenha ainda mais especial!
    Foi impossível não achar graça qnd descreveu a Amanda como "furacão de confusão"! rsss
    Ela eh justamente isso!
    Fico feliz q tenha gostado tb da mensagem!
    Qnt à capa, a garota eh ruiva, não loira...rsss e a Amanda eh ruiva...então, sim, era para mostrar uma Amanda "fechada", como ela eh no inicio da história..
    Quanto ao nome...dar títulos eh smp um martírio p mim, mas smp escolho algo q resuma o livro como um todo...No caso de Golfinhos e Tubarões o título remete à divisão dos seres q compõem o outro mundo, pois alguns usam seus poderes para o bem e outros para o mal...No caso de OUHM, no decorrer da história Amanda vai se apaixonando pelo último homem q sua consciência escolheria, o garoto q representava tudo q ela tinha aversão (mulherengo, mentiroso e traidor), por isso achei adequado.
    De qualquer forma agradeço suas críticas tanto qnt seus elogios...e fico mtooooo feliz por ter gostado da história!
    Obrigada novamente pela resenha :)
    Bjsss
    e sucesso ao lindo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ownnn eu é que agradeço Tais...
      Nussaaaaa estou com a visão retorcida então... só enxergo a foto como loira, mas ai vc falando como ruiva rsrsrsrs percebi... um pouco disso... Sorry. Mas ao todo eu gostei de tudo como falei... Você merece esse retorno maravilhoso... Xero!!!

      Excluir
  2. Oi, Diana
    Adorei a sua resenha. Gosto muito desse gênero de leitura (apesar de ter passado um tantinho dessa fase, é só para matar a saudade). Achei a história super legal, vou procurar ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que nesse tipo de leitura não existe idade rsrsrs eu tb passei um pouco dessa fase, mas eu não resisto esse tipo de história rs.

      Excluir
  3. Oi Dih!!!!

    Tbm baixei esse ebook na Amazon gratuitamente, que bom saber que acertei na escolha! Adorei a resenha e claro que vou lê-lo!

    Bjo bjo^^

    http://www.livrosdeelite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim que você ler me avise... porque quero ler a sua resenha.. acho que você vai mesmo gostar dessa história... eu gostei e me diverti... Xero!

      Excluir
  4. É minha leitura atual e estou gostando muuuuito, que bom que gostou também.
    Muito legal a resenha viu? Adorei hahaha.
    Logo menos sai resenha no blog tbm.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/2014/04/resenha-christine-stephen-king.html
    Comente ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal... assim que sair a resenha me avise que vou ler.. Xero!

      Excluir
  5. Oiiiiiiiiiiii

    Adorei sua resenha, me pareceu um enredo de um filme, adoro filmes assim. hihihihihi
    Ainda não li ebook mas estou começando a pensar na ideia.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia... no inicio vc se sente um pouco cansada, mas logo se acostuma.. Xero!

      Excluir
  6. Que livro legal, rsrs! Adorei sua resenha. O título é bem diferente, né?
    Abraço, www.likelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oie :)
    Amei a resenha ♥♥
    Tenho muita vontade de ler os livros da Tais!
    Todos comentam muito bem. Só leio resenhas positivas!!!!
    Beijos
    http://cupcakedeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei muito desse livro... A história foi gostosa e divertida me deixando ansiosa para ler a outra obra da autora. Xero!

      Excluir
  8. Não gosto muito de livros desse tipo, esse em especial não atraiu minha atenção.
    Sem falar que não tenho o aparelho certo para esse tipo de leitura e ler no computador/ celular/ tablet me incomoda de um jeito...

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo perfeitamente, mas mesmo que você tenha um Kobo ou Kindle a resolução será a mesma que vc baixar o aplicativo no computador, celular ou tablet. Mesmo que vc tenha a intenção de ler um outro livro... Xero!

      Excluir
  9. Olá Diana...Realmente uma historia super adolescente, mas ainda assim creio que ela deva ser uma leitura rápida e simples, gostei da sua capa e se tiver oportunidade lerei!!
    Beijocas!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim que puder leia flor, acho que você vai gostar... Xero!

      Excluir
  10. O que eu mais gostei foi dessa mensagem do livro, do amadurecimento dos jovens a ponto de mobilizar os pais para ajudar outros jovens com uma situação financeira bem pior. E o que eu menos gostei foi saber que a capa e o título são inadequados, isso normalmente me irrita bastante... rs... Mesmo assim fiquei com vontade de ler, adoro histórias juvenis também!

    E Di, o blogger anda me irritando bastante também... hoje levei uns 10 minutos para carregar uma imagem... aff...

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim que der leia.. porque referente a capa e o título pode ter sido apenas a minha opinião... a sua pode ser diferente... Xero!!!

      Excluir
  11. Acho super válido histórias com foco no amadurecimento dos jovens ou início dele, pois geralmente esse amadurecimento envolve dores, percas e conflitos que sempre nos deparamos, mas com a idade juvenil é sempre maior e mais dolorido, é como se nós voltássemos a ter 15 16 anos e revivêssemos os nossos anseios secretos! Ansiosa para ler

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ownnn que legal, espero que leia e aprecie assim como eu..Xero!

      Excluir
  12. Achei a história um tanto quanto clichê, mas talvez me arriscaria.
    Vai que eu mudo de ideia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom eu já não achei... só mesmo parecida com um filme que assisti.. Xero!

      Excluir
  13. Oi Diana, tudo bom?
    Nossa, adorei sua resenha! Adoro livros juvenis assim também porque são leituras agradáveis e leves. Também achei a premissa dessa história parecida com o filme Garota Mimada. Fiquei curiosa para conhecer a protagonista e pelo que você disse realmente o título não condiz com a história.
    Mas vou procurar o livro na Amazon.
    Beijos.
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procura Aline. A autora me explicou o porque do título e eu achei super válido... quem sabe a impressão não foi somente a minha... Xero!

      Excluir
  14. Oi Dih!
    Não sei como não conhecia esse livro! parece ser bem o tipo de história que eu gosto, mas não vai ser agora que vou ler, não estou podendo ler ebooks :(
    De qualquer forma, amei sua resenha, como sempre fiquei super curiosa...
    Beijos
    http://sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah que pena que não pode ler em e-book, mas vamos torcer para a autora conseguir publicar em livro físico.. Xero!!

      Excluir
  15. Oie amiga querida, tudo bem?
    Passando aqui para dizer que adorei sua resenha do livro, porque eu comprei o ebook, mas ainda me falta coragem para pegar para ler no meu tablet, porque eu tenho vários que estou querendo conferir, mas sinceramente não ando tendo muita paciência, principalmente porque tenho vários livros para ler ainda. Enfim...Mas vou ler, porque o pouco que li dos primeiros capitulos eu gostei e quero terminar, porque a Tais arrasa nas suas histórias. Golfinhos e Tubarões eu amei e não dúvido que eu vá gostar desse livro ai também. Enfim....Mas parabens pela sua resenha e pelo seu ponto de vista. Vou ver se leio logo pra matar a minha curiosidade (risos)
    Se cuida minha amiga e me desculpa por ter me atrasado de vim te visitar viu?
    Te adoro
    bjos

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiii que bom que você gostou Sil... menina assim que tiver a oportunidade de ler tenho certeza de vc vai amar... Xero!

      Excluir
  16. O que eu mais gosto das resenhas daqui é o seu ponto de vista. Você fala do enredo, nos conta um pouquinho da história nos dá sua visão do livro. Parabéns Dih está cada vez melhor! Bjs

    ResponderExcluir
  17. Não me interessei por esse livro, acho que é pq não estou curtindo ler livros mais adolescentes no momento :/
    Quando eu vi a sinopse pela primeira vez no skoob eu já havia achado algumas similaridades com aquela novela Rebelde que agora está sendo retransmitida pelo SBT e depois da sua resenha tive a certeza de que a Amanda e a protagonista dessa novela são muuuuito parecidas, assim como algumas das situações que você sitou. Pelo que eu entendi esse livro parece ser a mistura de Rebelde com o filme Garota Mimada e é aí que eu tenho certeza que não o lerei.

    ResponderExcluir
  18. Oi Di!
    Eu adoro a temática desse livro, também nem tem tanto tempo que passei pela adolescência...hehehehe
    Infelizmente tem muitos pais que ignoram seus filhos por vários motivos e pelo que vi Amanda só queria ser respeitada como pessoa!
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Tenho muita vontade der ler este livro também, o enredo é muito interessante por mostrar o contrário do que as pessoas pensam, que as pessoas bem financeiramente são muito felizes, mas nem sempre é assim. Parece ser mesmo uma ótima leitura, fiquei curiosa! :)

    ResponderExcluir
  20. Oi Dih,
    Só a capa e o titulo do livro já chamaram a minha atenção.
    Sua resenha só me deixou mais curiosa.
    Amo livros juvenis, pois me identifico muito com esse universo jovem.
    Bjokas
    http://nerdworldofgirl.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Não conhecia nem a autora, nem o livro. Confesso que também fiquei voando geral com o título desse livro, pois fiquei tentando fazer links com a trama, mas não consegui. O fato é que a autora acertou em cheio ao abordar problemas adolescentes. Mostra que nem sempre dinheiro faz tudo. Nesse momento, o maior problema em lê-lo, seria porquê ele é em formato digital, e ainda não me acostumei a ler nesse formato.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  22. Oi Diana. Tudo bem?
    Confesso que não conhecia o livro, mas percebi que a autora sim, pois ela já havia publicado um outro livro por lá e que cheguei a ver algumas críticas a respeito.
    Bom, a capa realmente não tem nada a ver com nada. Pelo título, esperava no mínimo que um homem fosse estampado.

    Mas enfim, vou deixar aqui anotado. Quando vê-lo gratuito novamente pela Amazon, me avisa por favor?

    Obrigada.

    Beijo,
    Pamela.

    ResponderExcluir
  23. Oi Flor!

    Eu gosto muito de livros assim, que falam sobre adolescência e todos os sentimentos e turbilhões da época!
    Só com essa parte tinha me ganho: ''Adoro histórias juvenis. Gosto de relembrar a minha época de adolescente (não faz tanto tempo assim vai). Gosto da forma como os sentimentos são intensos e mesmo com algumas preocupações de já pensar no futuro esse foi um dos melhores momentos. Tais Cortez escreveu uma história assim que acontece em um colégio interno, onde os alunos são filhos de pessoas ricas e que ficam durante a semana na escola e nos finais de semana com suas famílias. ''

    Mas deixa eu contar que tenho mesmo problema que vc com os cartões, eu sempre pago tudo em boleto aqui!
    E meus parabéns para a autora que eu só vejo elogios para com ela na blogosfera! s2
    Beijos Xeroooooo

    ResponderExcluir
  24. Adoro estórias com esse clama High School. Me traz boas lembranças da minha vida de colegial, haha.
    Achei o enredo da estória interessante e me deixou curiosa. Vou procurar mais sobre o livro.
    Não gostei muito desse título não, e o fato dele parecer não ser tão condizente com a estória me faz achá-lo ainda mais estranho.
    Enfim, da capa eu gostei.Achei bem simples e bacana ^^

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!