Resenha #58 - Os Dois Lados da História - Laura Spíndola

Título: Os Dois Lados da História
Autora: Laura Spíndola
Editora: Gráfica Editora
Páginas: 335

Sinopse:
O que você faria se estivesse prestes a entrar numa imensa montanha-russa, onde teria que despencar de lá de cima, tendo que enfrentar seu verdadeiro horror a essa aventura radical? Você deixaria que os outros soubessem de seu pavor ou enfrentaria calado seus piores pesadelos?
Foi essa dúvida que atormentou Alex desde a hora em que ele entrou no parque. Havia muita coisa em jogo. Não tanto a vergonha perante os seus amigos, mas, principalmente, perante uma certa garota...
Esta história narra um encontro de um grupo de amigos e suas idas e vindas no último ano letivo do Ensino Fundamental, onde amizades se formam, se fortalecem e romance paira no ar. A história é narrada pelos dois personagens principais: os adolescentes Alex e Camila. Cada evento da história é contado sob o ponto de vista de um deles. Conforme a história vai se desenvolvendo, nós viajamos por várias situações emocionantes, divertidas e engraçadas, fazendo deste livro diversão garantida. 

Ahhh a nossa adolescência... Que bela fase... Uma fase tão ansiada e esperada e quando chega começa a ansiedade pela vida adulta, em busca de mais liberdade. 

Esse livro é narrado em primeira pessoa intercalado por Alex um garoto de 15 anos super alto astral e divertido e por Camila também de 15 anos um doce, que adora música e aventura.

A história ronda através da escola onde os alunos voltam as aulas do segundo bimestre depois de um mês de férias, a escola é enorme porque comporta cinco nonos anos (A,B,C,D e E) claro que pela ordem você já pode perceber  qual que é a melhor e a pior. Logo no primeiro dia de aula Alex é chamado pela diretora  e ele fica super apreensivo porque não lembrava de ter feito nada naquele primeiro dia que mal tinha começado, logo depois ele descobriu que foi transferido para a "nona A" o que era o sonho porque todos dessa classe eram super inteligentes e mais desenvolvidos e como ele tinha se esforçado no primeiro semestre a suas notas se elevaram um pouco e isso veio como consequência, mas ele nem teve tempo de contar aos amigos somente depois da aula. Alex antes de entrar ficou meio receoso de ser um dos "novos" mesmo que não tenha sido somente ele que tinha sido transferido.

Camila é da turma da "nona A" uma menina doce, super inteligente, focada nos estudos e que gosta de fazer amizades. Assim que Alex entrou na sala de aula e os outros alunos ela os observou e claro que se prendeu mais em Alex, porque ele parecia ser o mais seguro na sala de aula. Antes das aulas começarem Alex  e seus amigos conversavam sobre meninas e nessa brincadeira surgiu uma aposta bem típica dessa idade, que se ele não ficasse com uma menina até o final daquele ano ele teria que dormir uma noite em uma casa abandonada e assustadora que tinha no bairro onde eles moravam e se ele conseguisse seus dois amigos dormiriam duas noites, na hora eu ri bastante sabe, foi muito engraçado.

Afinal, o passado é um aprendizado, o futuro é um mistério e o agora é uma dádiva e, por isso, é chamado de presente.
Tudo bem, eu admito que essa minha última frase, copiada de um filme, ficou meio forçada, mas parece que surtiu efeito, enquanto os dois me olhavam coo seu eu fosse o sábio supremo do universo. (Alex, pág 111)

O que aconteceu a segui foi a transformação no decorrer do ano dos personagens principais, como eles começaram a sua relação de amizade brigando primeiro de depois voltando atrás na briga, fazendo as pazes. Ele conhecendo as amigas dela e vice-versa. Como estava seus pensamentos até o final do ano porque mudariam de escola. A amizade que foi crescendo e a turma que foi se formando. A reciprocidade de ações e reações. A preocupação do bem estar, um abraço mais forte de apoio. A música envolvida, os questionamentos. Se eu contar mais coisas vou soltar spoiler e não quero fazer isso.

Eu gostei muito dos personagens secundários que deram total sentido para o desenrolar da história. Eu dei muitas risadas de Nico e Tom apesar de gostar mais de Nico. Ele soltou uma frases super engraçadas que eu chorei de rir. Os dois são os melhores amigos de Alex desde o primário. Também gostei de Carlinhos que não aparecia muito no inicio da história, mas depois mostrou-se mais e me arrancou algumas risadas também. Das meninas amiga de Camila, gostei muito de Amanda. Sem papas na língua, fala com sinceridade e não tem muito medo de encarar as coisas e fala as coisas certas no momento certo.

Quando nós passamos tanto momentos com alguém, por tantos anos, é impossível não amar. Um parente, um amigo, um gato... ao longo dos anos, simplesmente, essas pessoas se tornam indispensáveis para você. Isto é algo inevitável, por mais que você tente impedir. (Alex, pág. 139)

Eu gostei da história ela bem típica de conflitos dos adolescentes, coisas que me fizeram voltar no tempo e lembrar de como era tão bom quando eu tinha essa idade pareço uma velhota falando rs, mas foram bons tempos. Gostei da forma como Laura escreveu todo o enredo. Hoje em dia alguns adolescentes não tem essa pureza e essa ingenuidade que os adolescentes abordados nessa história. Eles se parecem mais com os adolescente de minha época que brincar ainda era a maior alegria e claro que não vou ser hipócrita em dizer que não pensávamos em namoros porque pensávamos sim, mas de uma maneira mais descontraída. Hoje em dia vejo meninas de 12 anos namorando em esquina das escolas e não aquele negócio de selinho é beijão mesmo, mas enfim isso é outro assunto rs.

A escrita de Laura foi mais limpa, mais sutil e mais gostosa de se ler. Eu sorri muito com alguma situações, consegui ver laços de amizades se formando, o olhar para o próximo. Quando eu lia imaginava a autora escrevendo o livro e se divertindo junto, até parecia que ela estava vivenciando aquilo naquele momento e colocando suas experiências no papel, achei essa parte super interessante. Também gostei da construção dos personagens, ela foi bem sucinta, parece que entrou nos pensamentos dos adolescentes e escreveu seus anseios, dúvidas, vivências e tudo mais. Tá depois eu percebi que a autora é uma flor, ela só tem 20 anos então as coisas estão bem recentes na vida dela e talvez isso tenho facilitado um pouco mais a escrita.

Eu gostei muito das ilustrações do livro, super divertido e condizente com o capitulo e é intercalado entre ele e ela. como mostra a foto abaixo são parte divertida e que em minha opinião transformou a leitura mais prazerosa e fluida.



A diagramação do livro é de excelente qualidade, gostei muito da arte da capa. Somente as folhas brancas que me deixaram um pouco cansada, mas não impediu que a leitura fluísse bem e de maneira continua. Dei quatro estrelas no skoob por causa das folhas brancas mesmo, eu ainda acho que todas as editoras deveriam trabalhar com as folhas amareladas. Eu recomendo para quem busca uma leitura leve, descontraída e para sair um pouco da rotina, no meu caso dos sobrenaturais que tanto amo, mas que as vezes cansa de tanta leitura em sequência. Eu pretendo comprar um exemplar assim que der para dar de presente para minha filha, a leitura pode ser feita em qualquer idade.

Quero deixar o meu agradecimento especial a autora Laura por me apresentar essa obra e quero dizer que fiquei muito feliz de participar desse book tour que foi super organizado, o marcador é um luxo e o bottom também.

Eu segurava a trava de segurança, com tanta força, que meus dedos deveriam estar brancos. Eu me sentia, exatamente, como aquele vulcão: Prestes a explodir. E, também, com uma enorme vontade de expelir um pouco de larva em "alguém". (Camila, pág. 255)

E ai galera o que acharam? Já conheciam esse livro?? Deixe seus recadinhos.
Quero pedir desculpas por ainda não ter realizado visitas essa semana, minha internet oscilou muito devidos aos temporais que teve por aqui e ontem fiquei o dia inteiro sem, mas amanhã vou colocar tudo em dia tá.
Xero no coração de todos!!!!

 photo participedotopcomentarista1.png

34 comentários

  1. AI, MEU DEEEEEUS! Quero que o livro chegue rápido para mim também! (rs) Que grande oportunidade de conhecê-lo, né, flor? Eu adorei a capa dele e a sinopse quando me interessei em lê-lo. E agora a sua resenha só me faz desejar logo me afundar nos sentimentos saudosos da adolescência, capazes de marcar as lembranças para toda a vida de alguém. :) Tenho certeza de que terei a mesma opinião que você… Acho que os personagens me cativarão e me divertirei lendo (rs).
    Adorei sua resenha, flor.
    Beijos!

    www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ownnnn muito obrigada Fran... Eu imagino a sua ansiedade porque passei por ela. A História é bem encantadora mesmo.

      Excluir
  2. Oi Dih..
    Como sempre resenha completinha..
    Eu ainda não conhecia a obra, nem a autora..
    Pela sinopse não sei se leria de primeira, mas olhando sua resenha detalhada acho que leria sim.

    beijos
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é bem leve Lê, pode ser lido em qualquer idade...

      Excluir
  3. Oi Dih!
    Não conhecia este livro, mas gostei da sua resenha, pena que não faz meu estilo, mas leria sim se tivesse a oportunidade...

    bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  4. Parece ser uma história bem leve e descontraída.
    Acho que a narrativa alternada é uma boa pedida, assim dá para conhecer melhor os personagens.
    Mas achei a trama bem teen e isso não me deixou tão interessada em ler esse livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. realmente é bem teen mesmo... é uma historia simples, mas bem gostosa de se ler...

      Excluir
  5. Olá,
    Ainda não conhecia esse livro. Mas, parece ser uma leitura bem leve e prazerosa de se fazer, principalmente depois de uma leitura pesada. Ótima resenha!

    Lucas - Carpe Liber
    http://livrosecontos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. A capa remete a um romance bem adocicado.
    Mas lendo a resenha percebi que tem algo a mais... afinal estórias que tratam dos conflitos da adolescência não podem ser doces... tem um azedinho que envolve esta fase, principalmente a tal da rebeldia... e tantas descobertas, primeiro amor... blablabla...
    Eu gosto deste tipo de livro.
    Gostei da Camila e do Alex... lembrei de várias estórias tb... hehe.
    Adorei.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tb gosto muito dos dois eles são um bem legais... a autora soube construílos perfeitamente.

      Excluir
  7. Oi Diana, tudo bom?
    Amo livros adolescentes, pois é uma época de muitas descobertas na nossa vida. Já não sou mais adolescente, mas estou sempre lendo livros do gênero. Não conhecia esse, mas vou anotar a dica!
    Beijos.
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, tudo sim.
      É bem legal a história e traz uma boa recordação...

      Excluir
  8. Não conhecia o livro, a sinopse não chamou minha atenção, mas gostei muito da sua resenha e fiquei com muita vontade de ler. Não gostei muito da arte da capa, e achei a tipografia nessa troca de partes muito ruim, mas ainda quero ter esse livro na minha estante!

    Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  9. Olá
    Apesar de não ser um livro que eu leria, eu curti bastante a premissa e as coisas que acontecem. Parece ser um livro bem bacana pra ler e não estressar haha xD
    Eu também não gosto muito de folhas brancas, contra a luz é uma coisa muito "cegavel" de ver, porém já não estou esquentando tanto com isso e concordo com você, todas as editoras poderiam aderir a folhas amareladas que seria lindo!

    Abraços!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não seria menino... eu acho que todas as editoras por mais simples que seja deveriam adotar... eles precisam pensar nos leitores... rsrsrs

      Excluir
  10. Adoro narrativas intercaladas! E adoro também ser transportada de volta à adolescência.

    Nunca vou entender meninas de 12 anos (ou até menos) namorando, com essa idade eu só pensava nas minhas bonecas e nas brincadeiras na rua. A infância daqui a pouco nem vai mais existir, acho isso muito triste. Nem sei se o livro atingirá o público juvenil, acho que talvez ele seja meio incompreendido...

    E também acho que folhas brancas não deveriam existir... u.u

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é abordado por jovens de 15 anos... Mas eu com meus 12 anos também só brincava de bonecas, nem pensava nesse lance de namoro como as crianças de hoje em dia que mal chegam no quinto ano e já pensam nisso, falam de meninos e disputam quem tem mais experiência... é triste essa realidade...

      Excluir
  11. Não conhecia o livro, mas pelo que você escreveu, parece ser uma leitura bem leve.
    Não morro de amor por páginas brancas, mas quando o livro é bom não há o que impeça a leitura.
    Bjokas
    nerdworldofgirl.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo perfeitamente com você Karol nessa questão de quando o livro é bom, não importa a cor da folha... Xero!!!

      Excluir
  12. Olá
    Adoro livros infanto juvenil ( mesmo tendo passado alguns aninhos), eles são super fofos, lembram da minha adolescência.

    ResponderExcluir
  13. Oi Dih!
    A sua é a primeira resenha que eu leio do livro e gostei bastante. A história parece ser bem divertida, sem contar que é muito bom saber a opinião dos dois protagonistas.
    Beijos
    http://sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Xero!

    Me ganhou no: ''A escrita de Laura foi mais limpa, mais sutil e mais gostosa de se ler. Eu sorri muito com alguma situações, consegui ver laços de amizades se formando, o olhar para o próximo. Quando eu lia imaginava a autora escrevendo o livro e se divertindo junto, até parecia que ela estava vivenciando aquilo naquele momento e colocando suas experiências no papel, achei essa parte super interessante. Também gostei da construção dos personagens, ela foi bem sucinta, parece que entrou nos pensamentos dos adolescentes e escreveu seus anseios, dúvidas, vivências e tudo mais. Tá depois eu percebi que a autora é uma flor, ela só tem 20 anos então as coisas estão bem recentes na vida dela e talvez isso tenho facilitado um pouco mais a escrita.''

    Adoro livros que abordam a adolescência e quando a narrativa é intercalada eu gosto mais ainda!
    Parabéns pela Resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia este,mas amei de poder conferir a resenha dele, creio que deve ser uma leitura super leve, e as vezes precisamos de livros exatamente com historias assim. Já inclui ele na minha lista de desejados!!
    Beijos!!♥

    ResponderExcluir
  16. Amei, amei, amei, simplesmente amei a história desse livro. Quero, para tudo, quero mesmo!

    Bjocas

    ResponderExcluir
  17. Oi, primeiramente eu amei a sua resenha, esse livro parece ser muito gostoso, eu não conhecia ele ainda, mas amei conhecer e já esta indo para a minha enorme lista de desejados. Achei super legal ter o ponto de vista dos dois, menina e menino, assim podemos ver a diferença que existem né hahaha, ah essa fase da adolescência é muito boa né, só lembrança boa.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  18. Apesar de não ser tão velho assim, também concordo com você em relação as diferenças entre os adolescentes de épocas passadas, e os atuais. Confesso que minha adolescência foi muito legal, e também se aproxima bastante desses retratados no livro. Fiquei bem curioso pra ler esse livro e "fazer uma viagem no tempo".

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  19. Oi Di,
    tudo bem?
    Assim que eu vi o livro da Laura eu tive certeza de que ira gostar. Na verdade, ele já me conquistou logo pela sinopse. Estou aguardando ansiosa para ele chegar em minhas mãos. Concordo plenamente com você, os tempos são outros, aquela inocência infelizmente não existe mais. Acho que esse é o ponto forte do livro, apresentar para todo mundo a magia do primeiro amor, a magia das amizades dos tempos da escola. Como era ser adolescente antes desse mundo globalizado.
    Adorei sua resenha!!!!!!!!!
    estou torcendo muito pela Laura, sucesso sempre!!!!!!!
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Esse livro parece aquele tipo de leitura leve e gostosa, além de bem fluída. Não me parece ser o livro que cai bem para ser ler a qualquer momento. Mas acho que entre dois livros bem densos ele seria perfeito.

    É sempre bom relembrar a adolescência através dos livros.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista

    ResponderExcluir
  21. Apesar do livro, não fazer parte do meu gênero favorito, me parece que ele tem uma trama bem interessante ! Não sei se daria chance à este livro, mas se desse séria por causa da sua resenha, porque a sinopse é uma bagunça.
    Beijos, Carlos.

    http://blogchuvadeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Não gostei muito da capa do livro, mas me interessei muito pela história, assim que eu puder vou tirar um dia para ler.

    ResponderExcluir
  23. Dih.

    Agora me lembrei de quando estudava na "sétima A", caramba faz tanto tempo. Sabe de uma coisa, eu adoro livros assim, leves, divertidos, que falam de uma adolescência pura, como as coisas devem ser, hoje em dia querem antecipar tudo, eu sempre disse que temos que viver as "fases" de nossa vida em sua essência, ser criança até onde der, curtir a fase adolescente, fazer algumas besteiras, se apaixonar, porque quando chegamos na fase adulta não tem como viver isso novamente. Voltei no tempo agora. Adorei a resenha.

    Bjks

    Patty Santos - Blog Coração de Tinta
    http://www.coracaodetinta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!